História A Novata - Capítulo 9


Escrita por: e 21darkness

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 11
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie❤ Boa leitura e perdoem meus errinhos ksks

Capítulo 9 - Cap. 8


P.V. Ber

Ao longo do tempo, vocês devem ter se perguntado o que me deu na cabeça, para querer transar com a Julia sem ela, tecnicamente, ter pedido. Bem, depois de ter levado a Julia para a casa, pensei MUITO e pensei que transar com a Julia não estragaria a amizade é aproveitei a oportunidade e pedi a chave para a professora, dizendo que a Julia iria me dar uma ajuda e na casa dela e na minha havia visitas que não deixam nos em paz.

Mas, não é isso que vocês estão mais interessados. Depois que o professor entrou, ela começou a se vestir e eu também.

- Vocês tem três minutos para terminar de se arrumar- ele falou com muita raiva.

... Os três minutos se passaram...

- Julia, vá embora e feche a porta, Bernardo fique, preciso falar com você- o professor falou um pouco menos irritado.

A Julia foi embora e eu estava com muito medo do que ele iria falar.

- Me fale um motivo para mim não falar esse acontecimento para a direção- ele falou se sentando em uma cadeira.

-V- você não tem provas e aqui não tem câmeras de segurança- eu falei me segurando para sair correndo daquela sala.

-Mas será a minha palavra contra a sua- ele falou e eu não falei nada- Mas sei uma coisa que você pode me fazer para mim não falar nada. Tire sua roupa e venha aqui.

Tomei coragem e sai daquela sala.

Liguei para a Julia, para ela vir lá em casa pra nós conversarmos.

... Quebra de tempo...

Quando a Julia chegou eu contei o que aconteceu e ela começou a rir, mas parou quando percebeu que eu estava aterrorizado.

Vocês devem estar se perguntando o porquê que nós não estamos morrendo de medo do professor falar o acontecido para a coordenação, mas, nós somos maior de idade e ele não tem provas e ele já inventou que um aluno tinha fumado na escola, maaas depois de um tempo descobriram que ele havia inventado, entaaao agora, é raramente que acreditam nele, entaaao não tem como eles acreditarem nele

.... Quebra de tempo...

- O que? É mentira! De onde você inventou isso?- eu falei indignado com aquilo

- Por que você nao fala a verdade Bernardo?- aquele filho de uma puta falo

Bem, voces devem estar se perguntando do que eu estou tao indignado. Então... se lembra que eu falei que aquele professor nao iria falar nada para ninguém, eu estava errado.

- Eu, mentindo?- falei mais indignado- Acho que não fui eu que inventei que um menino estava fumando dentro da escola!

- Você esta querendo me julgar por um erro? Esperava mais do senhor, senhor Bernardo- serio que ele falou isso? Você só pode estar brincando.

- Senhor Bernardo, não podemos comprovarmos esse acontecimento, mas informaremos a direção e falaremos para os professores não deixarem os alunos dentro da sala nao estando em horario de aula- a desgraça da coordenadora falou- Ok, senhores.

- Não quero punir ninguém, só não quero que aconteça esse tipo de coisa dentro da escola- o ridiculo daquele professor.

Olhei indignado pra ele, mas concordei. A Julia estava na sala o tempo todo mas nao falou nada. Quando saimos da sala ficamos juntos, mas estava um gelo entre nós.

-Então... Sobre ontem m...- tentei quebrar o gelo mas fui interrompido.

-Nem tente se desculpar, porque a culpa não é sua!- Julia fala me interrompendo.

- Ok, mas você esta bem?- estava sem nada pra falar, então perguntei isso.

- Sim, só um pouco chateada- ela me responde.

- Ah, quer ir ao cinema?- precisava sair um pouco então nada melhor do que ter a ilustre compania da Julia.

- Quero sim- ela respondeu.

Fomos ao cinema e quando o filme terminou eu precisava ir ao banheiro e fui. Quando eu terminei de fazer as minhas necessidades, alguém do nada entrou no banheiro e trancou a porta e adivinha quem era? Isso mesmo, a Julia. Ela olha ao redor e pra ver se nao tem ninguém. 

- Vamos terminar o que começamos ontem? - ela pergunta com um sorriso de canto.

-S-sim- eu falei um pouco assustado.


...... continua......






Notas Finais


Espero que tenham gostado:)


E pfvr, leem minha outra fic

Irritar é a pior opção

https://www.spiritfanfiction.com/historia/irritar-e-a-pior-opcao-13853644


Xauu❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...