1. Spirit Fanfics >
  2. A novata >
  3. Ringue

História A novata - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Ringue


Neji

Caminhei a passos lentos pelos corredores, séria mais um dia normal onde eu chegaria atrasado novamente e sem um garota louca ao meu lado.

Sim,eu acho aquela garota louca.

Andava intediado, prestava  atenção em alguns alunos que corriam para suas salas  de aulas,até ouvi uma voz um tanto conhecida atrás de mim.

- Neji? - ouvi a voz da menina que me deu um belo prejuízo ontem.

- O que é? - me virei sem muito interesse.

 Queria matá-lá e vê-la ali não estava ajudando.

- Desculpa por ontem, não era minha intenção te dar problemas - abaixou a cabeça.

- Imagine se fosse a intenção - revirei os olhos - está me devendo a grana do uber

- Sem problemas - tirou a bolsa preta do ombro a revirando por dentro - quanto foi?

- Quarenta.

- Aqui está - me estendeu o dinheiro - me desculpa mesmo por ontem, prometo nunca mais encher seu saco,muito menos aparecer em sua frente.

- É,isso é bom - coloquei as mãos no bolso, esperava que ela continuasse ali mas ela saiu a passos rápidos.

Olhei a menina se distanciando, talvez ela estivesse com vergonha de ontem.

                         ...

- Ela não vem hoje?

- Não - mordi minha maça enquanto Shikamaru me olhava entendiado.

- Temari deve estar com ela - olhou com tédio

- Hn.

Ela estava mesmo cumprindo o que disse e isso era bom, já tinha muitos problemas e uma louca do meu lado não ajudaria em nada.

Coloquei as mãos no bolso tirando um masso de cigarro,odiava fumar mas não tinha jeito o vício era mais forte.

Olhei para o lado do pátio e vi Temari vindo correndo em minha direção,com certeza era pra me dar mais um sermão de como eu era ruim e egoísta com as pessoas.

- Lá vem a louca da sua namorada - ainda não sei como Shikamaru aguenta essa loira desmiolada

- Logo agora que eu pensei que estaria em paz - revirou os olhos

Mas algo estava errado,Temari não vinha correndo com uma expressão de raiva mas sim de preocupação.

- Neji! - gritou vindo correndo

- Ufa ela chamou seu nome, hoje não sou eu que levo sermão - ignorei Shikamaru e foquei minha atenção na loira,algo de muito errado estava acontecendo.

- A Tenten - disse sem fôlego apoiando as mãos no joelho - acho que vão matar ela

- Que? - deixei Temari e corri em direção ao pátio,essa garota não pode morrer aqui nem fudendo.

- Puta que pariu por eu estou tão desesperado - corri em meio a multidão que se formava no pátio, empurrei algumas pessoas até finalmente chegar no meio.

- Kaguya sai de cima garota agora - gritei me aproximando a atacando longe de Tenten.

As duas ofegavam,estavam todas machucadas,Kaguya fez um belo estrago na morena porém Tenten deixou Kaguya bem acabada.

Me aproximei da garota que ainda estava deitada,ela tentava controlar sua respiração.

- O que ta fazendo aqui? - falou ofegante

- Vim te ajudar, não queria me sentir culpado no seu enterro - peguei as mãos trêmulas e ergui o corpo leve da garota.

- Não pedi sua ajuda - limpou o sangue do canto da boca 

- Isso é pelos vinte conto que te roubei,o preço do uber foi vinte.

- Sabia que tinha me roubado - revirou os olhos 

- Você ta bem? - o rosto dela ta todo fodido

- Vou ficar - olhou brava para as pessoas que ainda estavam envolta - obrigado - pegou o celular jogado no chão e saiu andando.

Olhei para o lado e encontrei Temari nos observando.

- Eu pensei que tinha alguém apontado uma arma pra cabeça dela, não uma doida em cima dela. 

- Falei daquele jeito pra você ir mais rápido - sorriu - vou atrás dela agora - Temari correu em direção a Tenten.

Olhei para o lado encontrando Kaguya sentada em um dos bancos,suas amigas estavam em sua volta a bajulando dizendo como ela tinha sido boazinha em não acabar com Tenten.

- Vem comigo - puxei a garota pelos braços afastando todas suas amigas.

- Me solta seu mafioso - tentou tirar os pulsos das minhas mãos os balançando forte

- Você vai ver o mafioso se não parar quieta - empurrei para longe - por fez aquilo?

- Namoradinha nova? - riu debochada - ela é bem fraca viu.

- Tão fraca que arranco metade dessa bucha que você chama de cabelo 

- O que você disse garoto? você sabe quem eu sou?

- Uma puta - me olhou incrédula - a desculpa pensei que era assim que chamava as mulheres do seu tipo.

- Você vai se arrepender de ter dito isso - me ameaçou

- Vai fazer o que?ligar para a mamãe e falar que o mafioso da escola te ameaçou?se toca garota - olhei firme para os olhos pérolados da garota - não quero que chegue perto daquela garota, não quero que trisque um dedo nela,ta me ouvindo?

- Ou vai fazer o que?me matar? - sorriu de lado

- Não tenha dúvidas - o sorriso irônico da garota se fechou - não esqueça de avisar as cobrinhas mirim também,avise todas suas amigas, não quero ninguém mexendo com a ela - deixei a menina para trás e sai andando

- Aliás foi ela que me bateu primeiro -  ouvi a voz de Kaguya de longe,lógico tinha que ser ela,ela sempre faz merda.

No restante das aulas nenhuma das duas garotas apareceu,o assunto do dia foi: a garota nova que desceu a porrada na Kaguyu.

A sessão tortura já tinha acabado, finalmente estávamos liberados para ir embora.

Caminhava em direção ao portão até sentir uma pequena mão me puxar

- Vem aqui - a garota de cabelos castanhos me puxou para o corredor mais próximo.

Pronto deu a doida na de dois coquinhos.

- Obrigada - a olhei

- É, você ta bem ferrada mesmo - olhei para o corpo pequeno em minha frente, estava toda arranhada.

- Tem como você relevar isso e aceitar meu agradecimento - cruzou os braços

-  Denada - revirei os olhos - por que partiu pra cima dela?

- Como sabe disso? - continuei calado - você não vai me contar, não é mesmo?

- Hm

- Ela falou uma coisa feia,e eu não gostei,foi isso.

- Ela disse o que?que seu penteado era diferente?

- Também mas outra coisa

- O que foi? 

- Nada do seu interesse - descruzou os braços - agora tchau - passou por mim me deixando denovo com cara de tacho

- Essa sua mania de deixar os outros falando sozinho é horrível - gritei para que ela pudesse me ouvir

- Olha só quem fala -  respondeu sem ao menos virar para mim.

- Que garotinha petulante - revirei os olhos e voltei a seguir meu caminho.

                       ...

- Outra tatuagem?

- Dessa vez não - olhei para Pain que tatuava o braço de um grandalhão, aquilo já não era mais um homem era um mostro.

- Veio passar o tempo.

- Vim dar uma discontraida - peguei uma latinha de cerveja do frigobar - cadê o vagabundo?

- Adivinha,ta treinando que nem um louco né, qualquer hora ele morre de tanto treinar.

- Vou lá ver ele - virei a latinha dando um último gole antes de jogá-la no lixo

- Tchau,cuidado pra não te prenderem em uma torre.

- Vai pro inferno! - bati a porta.

O estúdio de tatuagem e a academia eram no mesmo local, ficavam um do lado da outro.

Entrei e me deparei com a cena mais surpreendente que já vi,Lee treinando com uma garota.

- Treinando ainda? - caminhei até o armário deixando minha bolsa largada lá.

- Eu não acredito - virei para trás para olhar o rosto da garota e me surpreendi ao ver Tenten

- Ta me perseguindo garota? 

- Quem chegou por último foi você - voltou a focar sua atenção em Lee que a golpeava sem parar.

- Vocês se conhecem?

- Ela é uma doida da escola

- Ele é um ladrão que me roubou vinte reais.

- Depois se tudo aquilo que me fez passar era o mínimo que poderia fazer - me aproximei me sentando nos tatames ao lado do ringue.

- Ai Lee,vamos dar uma pausa? - falou ofegante

- Claro - o garoto de sombrancelhas grandes pulou do ringue e correu ao bebedouro, já a garota deitou no ringue mesmo.

- O que ta fazendo aqui? - perguntou ofegante

- Vim treinar - a olhei com tédio, ela tava toda suada - acho bom você tomar um banho

- É,eu sei - ergueu a cabeça a apoiando com a mão - não vai dar certo.

- O que? 

- Onde eu tô, você também tá,assim é difícil não aparecer em sua frente - disse frustrada

- Hm - murmurei - faz tempo que treina aqui? 

- Não,faz dois dias, descobri aqui aquele dia que tentei fazer uma tatuagem mas você não deixou - disse zangada fechando a cara.

- Hn - agora entendi por que Kaguyu ficou toda acabada,Lee é pesado nos treinos são poucos que durão mais de uma semana com ele.

- O próximo será você Hyuga - Lee apareceu me confrontando

- Estava esperando por isso - levantei e fui até o ringue - preparado? 

- Preparado - Lee sorriu e começamos a lutar,era simples não tinha regras a única regra que tinha era não sair morto.

Lee me atacava com ataques diretos,sempre tentando me acertar na cabeça,ele queria me matar certeza, seus socos eram rápidos sem um reflexo bom já estaria deitado no chão faz tempo.

Eu ataca e me defendia dos seus ataques, tentava o acertar na perna para o desequilíbrar,o chutava em sua barriga vez ou outra o fazendo cuspir sangue da boca mas o mesmo não deixava barato,ora ou outra me acertava no maxilar me fazendo cupir sangue também.

- Vocês vão se matar! - ouvi a voz da menina,ela via tudo horrizada,foi eu me distrai por um instante que Lee conseguiu me golper e me deitar no chão.

- Venci! - gritou sorridente com os dentes sujos de sangue

- Porcaria - me levantei,o que ela ainda estava fazendo aqui?

- O que vocês tem na cabeça?olha como estão machucados.

- Olha quem fala,a garota que chamou Kaguyu para a briga - ironizei 

- Foi diferente Neji,a gente não brigou por diversão - se aproximou - toma - me deu uma toalhinha

- Pra que isso? - perguntei segurando a toalhinha

- Pra tirar um pouco de sangue dessa boca.Eu pensei que vocês eram amigos 

- Mas somos - Lee disse tomando um gole de água

- Amigos não se espancam, sabia?

- Então seu conceito de amigos está errado - joguei a toalhinha branca de volta,na verdade agora ela estava vermelha.

- Eu e Neji sempre lutamos assim - Lee se sentou no tatame - é nosso jeito Tenten,um dia você se acostuma

- Eu nunca vou me acostumar com isso,se esse é o conceito de amizade de vocês vou tratar de ficar bem longe.

- É,isso é uma boa ideia - me lembrei de todo problema que ela me trouxe em um único dia.

Ela é um perigo.

- Não quero servir de saco de bancadas - voltou nos olhar com repreensão - olha só que estado deplorável de vocês.

- Relaxa dois coquinhos, esses machucados não são nada.

- Para de me chamar assim!

- Mas não é isso que você tem na cabeça? - Lee a olhou sem a entender

- Vocês dois são dois chatos - pegou a bolsa vermelha jogada no chão

- Vai embora Tenten? - Lee perguntou se levantando

- Sim, não quero presenciar a morte de um dos dois

- Ok, não se esqueça do nosso treino de amanhã - Lee fez um joinha com a mão e sorri,essa já era a marca registrada de Lee.

- Pode deixar não vou esquecer - disse passando e batendo a porta deixando apenas eu e Lee

- Eu também vou indo Lee - fui até os armários pegar minha mochila

- Vai pegar a gatinha no meio do caminho né? - sorriu malicoso

- Aquela gatinha ali é igual um montão de problema,eu tô fora - sorri de lado seguindo em direção a porta - até mais Lee

- Até

                           ...

Estava acabado,Lee era o único que conseguia cansar minhas energias e era por isso que eu lutava com ele.

Assim que cheguei em casa tomei um banho,relaxaria agora para amanhã ir para mais um sessão tortura,mas conhecida como colegial.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...