História A Oitava Membro - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan, Bts, Drama, Emmily, Família, Jin, Superação, Yoongi
Visualizações 103
Palavras 1.748
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui estou eu com mais um capítulo. Boa leitura.

Capítulo 41 - Entrevista - Vai dar certo


A primeira coisa que notei foi o som da platéia que nos assistia. A segunda foram as luzes fortes que iluminavam o lugar. Levou um tempo até me costumar com elas e dessa forma finalmente ver as pessoas que nos assistiriam. Fiz uma rápida varredura com os olhos e achei o entrevistador.

Com tudo isso minha respiração já estava pesada, como se estivesse difícil achar o ar. Meu coração batia tão rápido que parecia que a qualquer momento ele pegaria fogo. Pude sentir o suór frio ser formando em minha testa. Agradeci ter a franja para esconder.

- Olá - o senhor sorrio carismático. - Por favor crianças, se apresentem.

Percebi que isso seria uma deixa para fazer a apresentação do grupo, que vinhemos ensaiando no caminho, já que antes disso havíamos esquecido totalmente disso.

Ao ouvir a contagem de Namjoon fiz a mesma coisa que todos os meninos. Não pude ignorar uma emoção que surgiu em mim ao fazer a apresentação como parte deles. Controlei o grande sorriso que queria aparecer em meus lábios.

- Por favor, apresentem-se individualmente.

- Eu sou Rap Monster - Namjoon começou prontamente. - O líder do BTS.

- Sou o J-Hope. A esperança de todos - fala sorridente.

- Sou Suga, o gênio - limpo e seco... muito bem, Yoongi.

- Me chamo Jimin...

- O velho mochi - Hobi interrompe a apresentação do garoto.

- Eu sou o V, o garoto profissional - diz fazendo uma cara séria e o sinal de V com a mão.

- Sou Jin, o mais bonito - claro que declara isso soltando um beijo para as câmeras.

- Sou Jungkook.

- E eu me chamo Emmy - digo finalmente.

- Ora, esses dois não falaram nada de chamativo em sua personalidade - o entrevistador observa se aproximando de nós. - Já que não foram capazes de dizer algo por que não o fazem para eles? - diz para os outros membros.

- Jungkook Sshi é bastante... - Jin começa, mas é interrompido.

- Ele é Jungkook, o mais criança.

- Eu não sou infantil! - o próprio se defende.

- Falou o que brincou com um guarda chuva quando estavam gravando Run... - comento em voz baixa, mas que foi amplificada pelo microfone. Me encolho um pouco ao perceber isso.

- Os meninos já lhe contaram várias coisas aconteceram, pelo visto - o senhor pergunta para mim.

- Ah, não, não, é que tem isso registrado em vídeo - explico enquanto nego com as mãos.

- Entendo... e os meninos poderiam citar uma característica marcante dessa moça?

- Ela ri de tudo - Yoongi responde prontamente. - Sério, quando estamos conversando ela quase nunca para de rir. Às vezes é assustador.

Lanço um "olhar mortal" em sua direção, mas ao ouvir que as pessoas que estavam rindo, me deixo rir também. Só não porque era engraçado, era de nervoso mesmo.

- Temos umas peguntas para fazer, então podemos começar? Logo depois faremos um joguinho rápido, depois vocês podem falar de seus planos.

Todos fizemos que sim com a cabeça, com alguns concordando em voz alta enquanto éramos dirigidos até uns bancos altos e coloridos que estavam lá de frente para o público alinhados. Escolho ficar no último banco, ao lado de Hobi.

- Muito bem - o entrevistador pega um papel, onde provavelmente estaria o roteiro das perguntas. Como ele foi disponibilizado para nós, tenho uma leve noção do que será perguntado, mas como Jin dissera mais cedo, tem a chance disso não ser completamente seguido. - A primeira pergunta é para nosso Jungkook.

Vejo Kookie se ajeitar na cadeira e umidecer os lábios quando seu nome foi chamado.

- Pelo que sabemos, você já não é o mais novo, já que Emmy é mais nova que você. Como está se sentindo em não ser mais o Maknae?

Precisei me esforçar para segurar o sorriso novamente ao ver a cara da criança diante da pergunta.

- Eu gostava bastante de ser o mais novo - ele faz uma pausa. - Mas acho que já não ser mais a criança do grupo é uma boa oportunidade de ver como funciona ter alguém mais novo.

Eu não deveria, mas fiquei surpresa com como Jungkookie foi bom em falar. Acho que o fato de eu não usar do tamanho respeito que se tem com os mais velhos na Coréia não deve ser levado a tona por enquanto.

- Oh, muito bem - o senhor admira a resposta, puxando as palmas. - Essa próxima pergunta foi mandada para nós e achamos que deve ser legal realiza-la. "Todos concordamos que os meninos são muito bonitos. Inspirado no ranking que Jungkook Oppa já fez, seria legal se a menina fizesse o seu próprio."

- Ah não - reclamo em voz alta. - Isso é maldade.

- Por que seria maldade?

Olho para a platéia, a maior parte das pessoas presentes riam da situação, então falei direcionada à ela.

- Isso é apelação! Eu também sou Army, ok? - esperei as risadas se acalmarem para continuar. - Assim vocês complicam minha vida. Como posso escolher o mais bonito entre todos esses raoazes aqui?

- Mas todos sabemos que eu sou quem a Emmy mais acha bonito - Taehyung diz com um sorriso infantil erguendo a mão. - O celular dela tem mais fotos minhas.

- Eu tenho mesmo que fazer isso? - olhei suplicante para o apresentador.

- Só vá logo com isso - Yoongi me apressa.

- Ok... Desculpa acabar com seus sonhos Taehyung Oppa, mas Jin Oppa é o mais bonito para mim. Você fica em segundo, RapMon Oppa em terceiro, Hobi Oppa em quarto, Yoongi Oppa em quinto e os Oppas que sobraram ficam empatados para não ter ninguém em último lugar.

- Ah, que sem graça - Tae lamenta.

- Eu sou bonito! - Hope, que se animara com a colocação que ficou me puxou para um abraço com um único braço.

- Vocês parecem bastante próximos - o entrevistador observa. - Isso nos leva para a próxima pergunta: qual de vocês é mais próximo da nossa querida Emmy?

- Dessa vez sou eu! - Tae exclama se levantando, e eu, como sempre começo a rir.

- Dessa vez é você, Taehyung Oppa - digo ainda entre risadas.

- Mas e eu? - Hoseok se faz de chateado.

- Mas é claro que também é.

- Isso é favoritismo! - Jungkook exclama.

- Também amo vocês todos! - Por um momento me esqueço das câmeras e das pessoas, e fico bastante a vontade fazendo um coração para eles.

Acho que posso dizer que a entrevista ocorreu bastante bem. Algumas perguntas fugiram do roteiro, mas não teve alguma que chegou a me deixar desconfortável a ponto dos meninos terem que me ajudar. Também fiquei bastante impressionada com como eles lhe davam bem com aquilo tudo, sempre estavam falando e rindo, enquanto eu sempre que podia preferia ficar calada. Então chegou a hora que eu estava curiosa: nos disseram que fariam uma rápida brincadeira conosco.

- Esse deve ser o momento que vocês mais estavam esperando, já que não foi dito o jogo que faremos aqui - todos os garotos concordaram. - Esse é o jogo do... esse jogo não tem nome ainda - ele olha para a platéia, que começa a rir.

- Então só explique como funciona - Yoongi ajudou o homem.

- Muito bem. Pediremos ajuda do público para achar palavras. Quando disserem uma que parece interessante, pedirei para algum de vocês dizer a definição dessa palavra, como se fosse em um dicionário. Depois pedirei para que outro membro explique uma palavra aleatória que a pessoa que explicara falou, até chegar em um ponto que a palavra não tem relação nenhuma com a primeira e vocês terão que achar uma relação. Vamos começar?

Assim que deu tempo de raciocinar o que foi dito apareceu algo em minha mente que não hesitei muito em transformar em palavras:

- Espera... devo que dizer que achei uma injustiça aí.

- E qual seria? - Jimin pergunta.

- Vai ser tudo em coreano! Eu posso saber falar a língua, mas não é minha linguagem de nascença!

- Mais divertido ainda! - conclui. - Podemos começar logo então?

Revirei os olhos com um sorriso me segurando para não começar a rir.

- Muito bem, que palavras podem nos dizer? - o entrevistador pergunta para o público. - cobertor, Jin!

- É um pedaço de tecido que usamos para nos cobrir - começa imediatamente. - É muito usado para dormir, mas em épocas frias como essa é usado enquanto assistimos filmes.

- Jimin: assistir.

- Ação de ver alguma coisa prestando atenção nos detalhes, se mantendo focado no que seus olhos captam - termina, logo sorrindo por sua definição estranha.

- Jungkook: atenção.

- Atenção: ato de observar os detalhes de algo, não desviar o olhar por coisas que acontecem ao seu redor.

- V: coisas.

- Vocês querem me ferrar? - para e fica uns cinco segundos pensando, até ser apressado. - palavra que usamos para nos referirmos objetos não determinados.

- Emmy: palavras.

- Palavras: conjunto de letras que juntas formam algo sonoro e que tenha um significado definido.

- Suga: sonoro.

- Algo que contém som.

- J-Hope: algo.

- Algo: ver o significado de "coisa."

- Rap Monster, qual a primeira palavra falada?

- Cobertor - diz depois de pensar um tempo.

- E qual a relação de "algo" e "cobertor"?

- Cobertor é algo que usamos para nos cobrir, normalmente quando vamos dormir, mas em tempos frios como esse usamos para assistir filmes.

Todos pareceram se agradar com a resposta de Namjoon, pois foi sucedida de risadas providas de todos os presentes.

Por causa do tamanho divertimento do jogo ele foi repetido algumas vezes novamente, e logo depois disso foi o tempo de falar coisas sérias, como o que os meninos e eu faríamos a partir de agora, e com isso nossos planos foram anunciados para todos.

[...]

- Parabéns para todos! A entrevista correu muito bem! - Namjoon anunciou a todos enquanto nos preparamos para comer a comida que foi pedida para o endereço da empresa.

- Sim, Emmy foi muito bem em sua primeira entrevista! - Jin ressalta isso, me fazendo agradece-lo timidamente.

- Vocês são muito bons nisso! Fiquei espantada!

Depois que ela acabou nos dirigimos para o prédio da BigHit, afinal, ainda tínhamos bastante coisa para fazermos. O povo, porém, foi muito amorzinho ao nos deixar ter um tempo para comer.

Eu estava cansada, mas a animação dos meninos me contagiava bastante, então ria de tudo que era falado.

Ainda vamos passar por muitos ensaios, e depois vamos ter diversos shows para apresentar. Eu estava quase surtando com isso, mas creio que tudo vai dar certo, principalmente com a presença desses loucos, que torna tudo isso suportável.

Sim, isso vai dar certo.


Notas Finais


Bem, bem, bem... esse capítulo também está menor que o aceitável, mas é tipo... muito ruim para mim escrever pelo celular, pois parece até que isso muda algo na minha mente e eu não consigo escrever bem. Desculpem por isso.
Não sei mais o que falar, então encerrarei por aqui. Obrigada mesmo por terem lido, me desculpem pir qualquer erro que eu tenha deixado passar sem querer e amo vocês ❤❤

~ AninhaYoongi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...