História A oitava otária - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa
Personagens Benjamin "Ben" Hanscom, Beverly "Bev" Marsh, Edward "Eddie" Kaspbrak, Henry Bowers, Michael "Mike" Hanlon, Pennywise - o Palhaço Dançarino ("A Coisa"), Richard "Richie" Tozier
Visualizações 19
Palavras 449
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


nsbdqigfou2geoufgaofgwoqut

Capítulo 3 - O primeiro encontro


-E então, meninos, o que foi?- Akari perguntou, lendo a expressão nervosa dos garotos.

-É q-que...- Bill ia perguntar, mas Richie o interrompeu.

-É verdade que você beijou a Beverly?- A pergunta foi tão direta que todos olharam para Richie bem bravos, e Beverly sentiu o rsoto aquecer. Uma longa história. 

Akari tinha 10 anos, e estava com muitas dúvidas sobre sua sexualidade. Ela gostava muito mesmo de Beverly e os outros meninos não interessavam ela. Ela sabia que era muito nova, mas ela se sentia tão bem perto de Beverly...

Porém, ela sabia que Beverly sofria muito abuso de seu pai. Ela era a única pessoa que Beverly confiava e a única que sabia o que seu pai fazia com ela. 

-Bev, você prefere meninos ou meninas?- Akari disse enquanto elas construíam uma mini piscina com pedras do rio de Barrens.

-Meninos. Eu nunca gostei muito das outras garotas..- Beverly respondeu. Akari ficou com uma cara triste. Beverly viu a cara decepcionada da amiga e tentou refazer a frase.

-No sentido de namorar, eu digo. Como amigas, você é a minha favorita. 

De repente, uma voz grossa chama Beverly.

O monstro de sete cabeças.

-Ah, eu não quero ir!- Beverly respondeu, quase chorando.

-Por que não dorme lá em casa hoje? Seu pai sempre deixa. E já que amanhã é sábado, nós não vamos precisar nos preocupar com a escola.

-Obrigada, você é minha heroína!- Beverly abraça Akari e as duas quase caem no rio. 

Elas correm para a varanda de Beverly, onde o senhor Marsh esperava pela filha. Depois de muito chororô, elas conseguiram convencer o homem teimoso. Depois de tomar banho, o pai de Beverly a levou de carro para a casa de Akari. Ás nove da noite, as duas estavam jogando Verdade Ou Desafio, e Beverly beijou Akari. Porém, alguém que estava passando deve ter olhado o beijo e no dia seguinte todos ficaram comentando.

-Sério? Nossa...- Stanley comentou, fitando o rosto de Akari com olhos arregalados.

-Eu já beijei a Beverly, mas eu não gosto mais dela. Somos só amigas.- Akari vai para perto de Beverly e abraça ela.

-Só amigas, sei... O Bowers discorda...- Nessa hora Bill dá um soco no braço de Richie.

Depois de conversar e saber mais sobre Akari, Ben resolve se pronunciar.

-Eu quero ir até o covil da Coisa. Quem quer ir comigo?

Silêncio absoluto.

-Temos que ir de qualquer forma.- Eddie suspira enquanto levanta sua mochila. Todos arrumam as próprias coisas e saem.

Beverly tranca o pequeno cômodo e é a primeira a subir na bicicleta. 

-Não acho uma boa ideia ir ao covil da Coisa agora. Melhor pesquisar primeiro.

-Você não era a corajosa do grupo? 


Notas Finais


Eu escrevi bem pouco mesmo. Foi só para não deixar ela parada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...