História A ordem eclipse - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Elizabeth Liones, Gabriel, Gelda, Meliodas, Michael, Raphael, Zeldris
Tags Anjo, Annie, Demônio, Descendentes, Elizabeth, Fantasia, Kevin, Meliodas, Romance
Visualizações 12
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura 📖📚📙📘

Capítulo 20 - Começando o dia


Fanfic / Fanfiction A ordem eclipse - Capítulo 20 - Começando o dia

Kevin on:

“ Acordei sorrindo, pois deitada com a cabeça em meu peito,a mais bela visão da minha vida,a garota-arcanjo, dormindo abraçada em mim, sua expressão era serena, seus cabelos negros espalhados em suas costas, seu sorriso era simples e angelical, sinto até sua respiração perto dos meus corações, percebo que estamos sem roupas e me lembro da noite de ontem, não pude evitar de sorrir, mas fiquei preocupado, pois se alguém descobrir iremos ser acusados de traição e não se sabe a punição por isso. 

Começo a acariciar seus cabelos, fazendo ela se mexer, estava acordando, ela levantou a cabeça calmamente me dando um sorriso preguiçoso mas feliz,se aproxima e me beija ternamente, quando ela se afasta reparo em seus olhos azuis escuros, como se estivesse carente ou com saudade.

— Bom dia Luna!

— Bom dia Willie!

— Dormiu bem?

— Melhor impossível! E você?

— Muito bem com você ao meu lado!

Sorrio para ela que deita novamente meu peito, mas logo fico sério e ela percebe isso.

— Algum problema Kevin

— Você sabe que não a mais volta para nós, você se entregou para um demônio te corromper.

— Se arrepende disso?

Ela fala sorrindo como se o que fizemos fosse a coisa certa. Não vou negar que sinto isso também.

— Não e você?

— Nem um pouco e de nada!

Abraço ela mais forte,a mesma retribui e se levanta.

— Onde você vai?

— Preparar algo para a gente comer.

Vejo ela sair da cama sem se preocupar com o fato de estar nua na minha frente, ela coloca o shorts e a camiseta,indo para a cozinha, logo me levantei e coloquei minha roupa, acabo vendo alguns arranhões nas minhas costas, ela havia mudado de personalidade comigo, antes ela era muito fechada, agora sei até os detalhes de seu corpo, cheguei na cozinha e vi ela me esperando.

— Como conhecia esse lugar?

— Estava andando pela floresta sem rumo quando encontrei esse lugar, não há ninguém que more aqui então esse é o lugar que eu venho quando quero fugir se é que me entende?

— Sim também tenho o meu, espero um dia te mostrar.

— Annie está tudo bem mesmo eu ter feito aquilo com você?

— Kevin... Pela primeira vez em muito tempo não sou tratada como uma boneca de porcelana, estou me permitindo sentir e ser quem eu quiser, você me permitiu viver Kevin e se tem algo que eu me arrependo foi não ter te conhecido antes, só posso te dizer obrigada por tudo!

— Eu é que agradeço, por me mostrar o mundo de um jeito tão diferente e especial.

terminamos de comer e como ainda era cedo, pensamos em andar pela praia.

— Sabe pode ser uma lembrança ou apenas um sonho, mas eu lembro de ter ganhado essa cicatriz em uma praia como está.

Ela me mostrou sua cicatriz, que me lembrou muito da minha, que ganhei quando criança.

— O que você fez?

— Estava com um garoto quando era criança,eu não lembro nem de seu rosto nem de seu nome, mas tivemos a ideia louca de nadar com o mar agitado, estávamos bem fundo, quando uma onda bate e faz a gente raspar forte o bastante para deixar a marca.

— Você é brasileira?

— Sou porque?

— Seu jeito de falar é diferente do dos outros.

Desfarço, pois a minha marca foi a mesma coisa que ela,eu estava com uma menina, quando a onda bateu e segurei ela num abraço para que não se machucasse, porém raspamos nos corais e tinha a marca até hoje. Será que? Não é impossível? A menina era humana,se bem que, quando eu era criança fui criado por um arcanjo, que me criou como seu filho e como um humano também, então ela pode ser a menina dos meus sonhos.

(…)

Volto para casa e vejo meus irmãos em meu quarto sentados na cama.

— Onde você estava irmão,? Que não voltou para casa ontem.

— Pergunto o mesmo mas eu já sei a resposta, estão se encontrando com duas garotas.

— Como você...- os dois falam juntos e eu os interrompos.

— A alguns dias atrás vi vocês dois conversando bem intimamente com duas arcanjos.

— Vai nos punir não vai?

— Claro que não, vocês são minha família e jamais iria fazer isso com ela, também não vou machucar as meninas só tomem mais cuidado.

Os irmãos se abraçam, Kevin decidi contar o segredo pros seus irmãos.

— Kevin não acredito que você fez isso!

— E nem para apresentar nossa cunhada né!

— Um dia vocês irão conhecê-la, obrigado por me apoiarem.

— Você pode até ser um idiota, mas é nosso melhor amigo e nosso irmão mais velho mesmo não sendo de sangue.

— Concordo com Marcus com exceção do idiota.”

Annie on:

“ Voltei para o céu e encontrei minhas irmãs, que queriam falar comigo, preocupada com elas e nós vamos para um lugar só nosso.

Logo que elas terminam de me contar, vejo que nós três sofremos com esse ódio entre o clã das deusas e dos demônios. Então decidimos que nós três e os meninos vamos nos encontrar e resolver nossa situação.

— Mas mudando de assunto, você se entregou mesmo para ele.

— Faz sentido que ele tenha brigado com você, ele estava com ciúmes de Soliel, mas onde Soliel Tava com a cabeça de te beijar a força.

— Como se controlou, Annie? Pelo que você nos disse, acabou perdendo o controle da energia vingativa e dos seus instintos furianos,os fazendo despertar, mas como conseguiu se recompor e ainda usar um dos legados originais da nossa raça?

— É uma ótima pergunta, porque até eu mesmo não tenho certeza.

Se bem que, minha ipotese pode estar certa.”

Narradora on:

Kevin e Annie se perguntam sobre seus poderes ocultos,o seu descontrole e sua auto-recuperação depois disso.

O que lhes dá várias dúvidas sobre suas origens,quem eles são, porque eles são e o devem fazer, principalmente agora com o problema de seus irmãos,da sua traição e o que poderia acontecer com eles.

CONTINUA....


Notas Finais


Oi gente tudo bem
O que vocês esperam do passado de Kevin e Annie, que poderes ocultos e habilidades instintivas seriam esses?
Até o próximo capítulo
Bjos 💖 tchau tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...