História A Origem ABO - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook, Jikook Abo, Origem Abo, Tia_manu, Tia_manu Jikook
Visualizações 855
Palavras 1.634
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu ainda estou viajando a trabalho e eu sei que sou uma mocreia por ter demorado tanto pra postar, mas a vida segue galerinha...

Eu prometo tentar postar certinho agora, vou att tudo possivel.

Não me odeiem. Eu tento, Juro que tento, mas ta tão corrido.

Enfim, aproveitem o cio. ; )


#
A Origem ABO

Escrita por: TIA_MANU
CAPA e Banner: LadyAiram
Betado por: OppaDaddy
(Trailer nas notas finais)

Capítulo 16 - Diferente demais


Fanfic / Fanfiction A Origem ABO - Capítulo 16 - Diferente demais

Capítulo 16 – Diferente demais

-E então?! - Jin o encarava com seriedade

-Eu não sei explicar. - foi sincero enquanto acariciava os cabelos loiros do menino que dormia em seu colo – Ele está diferente, Jin. - suspirou - Eu tenho me controlado. Tenho feito de tudo para não acelerar as coisas, mas ele parece testar meus limites a cada segundo. - o tom exasperado mostrava a verdade nas palavras do alfa. - Ele me alisa e se esfrega... - Jin o interrompeu

-O que quer dizer com isso?

-Quero dizer que ele tem feito coisas que antes não fazia. - respirou fundo tomando coragem – Ele tem buscado por carinho o tempo todo, passa horas me alisando ou apenas me encarando e até mesmo me chamou para tomar banho com ele porque não queria se afastar de mim e chorou quando eu me recusei.

-Meu Deus...

-Ele também tem sentido muito calor, o que é muito estranho, lembra do frio que ele costumava sentir?! - Jin concordou encarnado o menor – Ele tem dormido com pouca roupa alegando calor e durante a noite ele se esfrega em mim e céus, você sabe o quanto é difícil pra mim?! Ele é tão lindo e faz questão de dormir com aquela... - parou de falar ao ouvir um pigarro do cientista

-Informação desnecessária, Jeon.

-Desculpe. - pediu com o tom baixo – hoje de manha, tinha uma mancha na cama, ele soltou uma especie de liquido e nem me pergunte de onde por que nem ele sabe.

-Você perguntou? - O alfa concordou – e qual foi a reação dele?

-Ele ficou vermelho e negou com a cabeça se escondendo em mim. - Jin anotou tudo – sem falar do cheiro, ele está muito forte e aquele liquido que estava na cama parecia como um extrato do perfume dele só que viscoso.

-Mas alguma coisa?

-Você quer mais?! - Perguntou incrédulo - ele geme meu nome durante a noite e eu já não sei mais o que fazer para me controlar. - olhou para baixo sentindo o menor apertar sua blusa com as mãozinhas fofas – toda vez que eu ameaço colocar ele no chão, ele chora e acredite por mim eu nunca o soltaria, mas perante toda essa situação, existe momentos que eu sou obrigado a solta-lo.

Jin não sabia o que fazer, não sabia se deveria contar ou não. Era tão confuso, não queria interferir, mas não sabia como o alfa agiria.

-Leve ele para o quarto, ele parece cansado – O alfa se levantou com o menor no colo e o levou pelos corredores do castelo, estavam ali a uma semana e já haviam se acostumado com o local.

Os meninos e meninas que haviam ficado no laboratório, já haviam chegado no castelo e agora todos estava ali. O Rei que se descobriu um alfa decidiu abrigar todo até o final de toda a pesquisa.

O povo parecia lidar bem com a novas mudanças, ninguém havia morrido e a praga em sí quase não existia mais. Poucos foram os ômegas que haviam morrido, em maioria pessoas sozinhas, no entanto nem todo ômega possuía um alfa e mesmo assim continuavam vivos. 

Jeon colocou o menor com delicadeza na cama e sorriu ao ver o menor virar de bruços, apreciou a vista privilegiada da bunda redonda e empinada do menor, mas seu sorriso morreu ao ver uma pequena mancha se formando na calça do ômega.

-Jungkookie-ah - o menor gemeu em um tom manhoso. Jeon hesitou se deveria ou não olhar, mas se algo estava acontecendo com seu ômega ele devia saber. Se aproximou com cuidado e logo puxou a calça para baixo, sentiu um desconforto em sua calça ao ver a carne farta do menor e o cheiro forte o deixava animado, mas tentou ignorar aquilo por enquanto.

Jimin parecia empinar mais na direção do alfa, como se o instigasse a toca-lo. O alfa engoliu em seco antes de tocar no menor, o liquido parecia escorrer por toda a perna do menor.

-Isso não pode estar acontecendo, não pode. - Sussurrou para si mesmo antes de separar as bandas – isso... é demais pra mim... - engoliu em seco ao ver a quantidade de liquido saindo da entrada do menor, não conseguiu controlar sua vontade de tocar naquele lugar em especifico.

Passou o dedo de leve pela entrada rosada fazendo o ômega resmungar manhoso e abrir mais as perninhas.

-Céus, Jimin, porque faz isso comigo? - Sussurrou com a respiração ofegante. Se debruçou sobre o menor e beijou seu pescoço.

-Jungkookie, por favor, eu preciso de mais...- Implorou ofegante – por favor, doi tanto. - Os olhos dourados estavam fortes e o cheiro era intenso deixando o alfa fora do controle.

-Shh, eu farei... - sussurrou lambendo os lábios - Eu farei, amor. Apenas relaxe, eu serei carinhoso - os olhos vermelhos do alfa deixavam bem claro quem estava no comando naquele momento.

O ômega respirou fundo relaxando o corpo, seu corpo implorava para se mostrar mais para o alfa e ele não conseguia negar. Abriu mais as pernas enquanto empinava o máximo que conseguia. Jeon contou mentalmente até três e penetrou o primeiro dedo com cuidado, Jimin estava tão lubrificado que tornava tudo mais fácil.

Os gemidinhos eram frequentes e gostosos de se ouvir, por mais que o lobo alfa estivesse no controle, não conseguia ser violento, era um momento de amor e tudo o que o alfa queria era amar cada pequeno pedaço do ômega.

-Gukkie-ah – ofegou – eu preciso de você, agora! - O Ômega se ajoelhou na cama fazendo consequentemente que o alfa retirasse suas mãos do corpo pequeno. Sem muito cuidado, puxou o alfa para a cama o jogando deitado sobre a superfície macia - desculpa o Jimin, Gukkie, mas ele precisa muito fazer isso... - sentou sobre a barriga do alfa e o puxou para um beijo desesperado – Você deixa? - Pediu manhoso no ouvido do maior – Você deixa o Jimin tocar no Gukkie? - Pediu afoito. Queria tanto fazer aquilo, mas precisava da aprovação do alfa mais do que tudo 

-Eu quero você ômega. Quero você inteiro pra mim! - rugiu segurando a cintura fina- quero te tomar da forma mais suja possível!

-Então me tome!

O alfa inverteu as posições com rapidez. Rasgou a blusa do ômega com força, se colocou entre as pernas fartas apreciando o desespero do ômega que tentava a todo custo o agarrar. As mãozinhas foram seguradas com força por uma das mãos do alfa e presas em cima da cabeça do menor. Com a outra mão o alfa abriu a própria calça a descendo até o meio das coxas, seu pau duro bateu contra o membro do ômega, que gemeu alto em prazer pedindo por mais.

A entrada do menor se contraia implorando pelo alfa, o menor sentia uma dor fraca, mas o cheiro do alfa parecia diminuir gradativamente sua dor, como se o simples fato dele estar ali mudasse tudo.

-Você está tão molhado, amor. - sussurrou observando o menor com as perninhas abertas. Queria guardar aquela cena para todo o sempre. O desejo tomava controle dos corpos e apesar de ser incrivelmente novo para ambos, seus lobos pareciam saber exatamente o que fazer, seguiam seu instintos sem mais, apenas tinham que fazer aquilo.

Jeon sentia que Jimin precisava dele e Jimin apenas queria sentir o alfa o mais rápido possível. Porque seu lobo implorava pelo dele.

 O alfa se masturbou devagar e pincelou seu pau na entrada do menor que gemeu arqueando as costas. O maior jogou seu corpo para frente forçando seu quadril no do menor. Entrou com todo o cuidado do mundo vendo o grito mudo que o ômega dava, uma lágrima escorreu pelo rosto corado. Entrelaçou sua mão com a do ômega e o puxou para um beijo apaixonado. As línguas dançavam de forma sensual enquanto uma das mãos grandes segurou a cintura do menor com força. O movimento foi lento porem profundo e forte.

A dor finalmente havia ido embora e apenas melhorou ao sentir um pequeno ponto de si, um ponto que nem se quer sabia que existia ser atingido com força o fazendo revirar os olhos. Por Deus, aquilo era tão bom!

O alfa aumentava os movimentos, a força e rapidez. Queria ver o ômega delirando, queria ver o menor enlouquecido. Os corpos se chocando, os gemidos se misturando, os olhares conectados e as testas coladas, tudo parecia tão intenso.

Jeon sentiu seus dentes coçarem ao mesmo tempo que seu pau pulsou. A entrada do menor se contraiu forte ao sentir o nariz do alfa em seu pescoço, jogou a cabeça dando mais espaço para o alfa, esse que sem pensar muito ou entender o motivo, cravou seus dentes no menor. O ômega gemeu mudo ao sentir a mordida e agarrou os cabelos macios do alfa, uma carga elétrica passou por ambos os corpos, como se suas almas estivessem se amarrando uma na outra. Não conseguiriam descrever a sensação, era impossível explicar e parecia loucura demais. Aquilo apenas tinha intensificado o orgasmo de ambos.

Assim que regulou a respiração, tentou se retirar de dentro do menor, mas parou ao ouvir o choramingo.

-Doi, doi, doi...- falou rápido segurando o alfa. O membro do alfa parecia o rasgar por dentro, era como se estivesse preso dentro do ômega - Não sai. - rodou as perninhas pelo quadril do alfa o prendendo. Demorou alguns segundos até sentir o aperto interno diminuir. O alfa se mexeu com cuidado tentando não machucar o menor e assim que viu que havia passado, se deitou ao lado do ômega o abraçando com força.

-O que foi isso? - Perguntou ofegante depois de alguns minutos  – Meu Deus... eu acabei de... - parou de falar ao sentir a mãozinha quente o tocando

-Faz de novo! - sussurrou – Eu quero de novo! 


Notas Finais


NOTAS INICIAIS PRA ME DEIXAR FELIZ
KKKK

COMENTEM, FAVORITEM, ME SIGAM
CONHEÇAM OUTRAS HISTORIAS MINHAS EM:
https://www.spiritfanfiction.com/perfil/emanuellepadilh/historias

TRAILER DE "A ORIGEM ABO"
https://www.youtube.com/watch?v=9i88J7VtDFc&t=1s

TODOS OS TRAILERS DAS MINHAS FICS ESTÃO AQUI:
https://www.youtube.com/playlist?list=PLuBVbuPc5GhPAnVA2WsZiHyPj3m7ph_7p

ENTREM NO GRUPO DO WHATS
https://chat.whatsapp.com/BLOIccewX1WBTBlryzjSJx

BJSS COLORIDOS
TIA_MANU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...