1. Spirit Fanfics >
  2. A outra face da amizade >
  3. A festa

História A outra face da amizade - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - A festa


Scott estava com diversos pensamentos passando por sua mente naquele momento, mas o único que mais se destacava era: “Por que estou fazendo isso?”.

Ele se via na frente de um espelho, preocupado com que roupas usar, que perfume iria passar e como iria arrumar seu cabelo. Estava nervoso, ele nunca foi de ir em festas ou se quer pensar em sair em uma sexta a noite, mas mesmo assim, queria ir. Não por conta da festa, mas porque gostaria de ver Liz.

Nesse momento seu celular vibrou, ele sai da frente de seu espelho e vai em direção a sua escrivaninha, ele fica ainda mais nervoso, pois era uma mensagem de Liz, perguntando se ele iria na festa. Ele tentou relaxar, e respondeu de forma simples e direta, “sim, eu vou”. Ela respondeu com vários emojis de sorriso, o que o deixou ainda mais ansioso. Depois de uma troca de mensagens falando sobre o horário, eles se despedem, e com isso, ele consegue se acalmar um pouco.

Ele se joga em sua cama e olha para o teto, ele sabia que lá estaria cheio de gente, afinal Liz era bastante “popular”, mas mesmo assim, ele ainda não queria deixar essa oportunidade de poder ficar junto de alguém tão querido passar. Então, após alguns minutos pensando em tudo o que poderia acontecer, decide terminar de se arrumar.

Passado algum tempo seu celular desperta, ele desativa o despertador e sai de seu quarto em direção a porta de sua casa, lá em baixo ele fala com sua mãe que diz para ele não chegar tarde e para não beber, usar drogas e coisas do tipo. Ele concorda com tudo e depois de alguns segundos de conversa, ele sai de sua casa.

Chegando em frente a casa de Liz, ele pode ver que a festa já havia começado, a música estava alta e dava pra ouvir os gritos e risadas das pessoas lá dentro. Ele respira fundo e bate na porta, Liz atende e diz com um sorriso em seu rosto.

- Achei que não ia vir, já que demorou tanto.

- Desculpe, eu-

- É brincadeira, pode entrar. -diz Liz, saindo da frente da porta deixando um grande vão para Scott passar.

Ele entra e percebe que lá dentro a música está muito mais alta, não gostava daquele estilo de música, mas não se importou.

-Vem, vamos pra cozinha- disse Liz puxando seu braço.

A casa estava cheia de pessoas, ele conhecia uma grande maioria, mas só de vista, nunca tinha se quer trocado uma palavra com eles. Mas ainda tinha alguns rostos mais próximos, como Bruno no centro da sala de jantar dançando com vários garotos e garotas. Scott só deu uma risada de canto de rosto e continuo seguindo Liz.

Eles chegaram em uma cozinha muito bonita, tinha uma cor verde água, com alguns detalhes em preto escuro, olhando bem pareciam pequenas estrelas, que se destacavam naquele grande verde. Liz levou ele até uma bancada cheia de bebidas, tinha de todo tipo, desde refrigerante, à bebidas alcoólicas. Liz pegou um copo de plástico e colocou refrigerante.

- Aqui, eu sei que você não bebe.- disse Liz com um sorriso no rosto.

- Obrigado.- respondeu Scott envergonhado.

Após isso algumas amigas vieram e puxaram Liz para a sala de jantar para dançar, wapós “lutar” um pouco, resolveu segui-las, deixando Scott sozinho naquele cômodo cheio de pessoas.

Um tempo se passou e Scott, ficou simplesmente sentado em uma cadeira, segurando um copo, agora vazio, e se perguntando o motivo de ter ido naquela festa. Ele se levanta e vai ao banheiro, que era no andar de cima, chegando lá algo lhe chamou a atenção, um quarto meio aberto, ele entra lá e vê, uma cama velha, um baú antigo, uma televisão velha com um videogame conectado e uma estande vazia. Para alguns aquilo não seria nada, mas para ele eram recordações, a cama onde ele e seus amigos se sentavam pra ver TV e conversar, o videogame que eles jogavam e o baú onde eles guardavam seus brinquedos, na estande agora vazia, eles faziam coleções de DVDs, que eles se reuniam todos final de semana pra assistir. Ele deu um sorriso e andou pelo quarto em direção ao baú, ele abriu e viu que lá ainda tinham algumas coisas, começou a tirara-las lá de dento, e se recordar de cada uma delas. Até que algo lhe assustou, ele tirou uma pequena pulseira de dentro do baú, mas não era só uma pulseira, era a pulseira de Amanda, a que ela mais gostava, tanto que tinha seu nome escrito, ela não tirava por nada. Ele olhou para aquilo perplexo até ouvir uma batida na porta, Liz estava lá com uma cara séria.

- Por que estava mexendo nisso?

- Por que você tá com isso? Era da Amanda e ela não tirava por nada. -disse Scott encarando Liz.

- Não importa, me dá isso.

Liz vai em direção a Scott e tira a pulseira de sua mão, após enfiar em seu bolso ela vai até a porta.

- Acho que é melhor você ir embora.- diz Liz com lágrima nos olhos.

Scott olha pra ela com um olhar de desentendimento, que depois se torna um olhar de raiva, ele só balança sua cabeça e diz.

- Acho que tem razão, não foi uma boa ideia ter vindo.

Scott sai do quarto, desce as escadas e vai em direção a porta, olha pra cima e vê Liz no topo das escadas com cara de choro, depois abre a porta e sai.

No caminho pra casa ele passou por uma praça, onde sentou em um dos bancos, a única coisa que veio em sua cabeça foi Amanda, ele se lembrou da época em que Will gostava dela e até que tomou coragem pra chama-la pra sair, depois disso ambos começaram a namorar e, a partir daí, Amanda se tornou parte daquele pequeno grupo de amigos.

Scott abriu seus olhos e viu o céu estrelado, ele sabia que aquilo foi o começo de tudo, ele sabia que no momento que Will tinha começado a namorar Amanda, tudo tinha se desandado. Ele se levantou cabisbaixo e andou em direção a sua casa. Quando chegou não falou com ninguém e não fez nada, só foi em direção a sua cama e se deitou, deixando seu sono levar sua consciência embora.

Ele acordou no dia seguinte com a luz do sol em sua cara, ele estava com preguiça de se levantar mas também sabia que não conseguiria voltar a dormir. Então só se rendeu e decidiu se levantar.

Ele desceu as escadas pensando em várias coisas ao mesmo tempo. “Por que a Liz estava com aquela Pulseira?”, “Por que ela agiu daquela maneira?”, “Isso está ligado ao fato de Amanda fugir da cidade?”. Mesmo pensando tudo isso, mão chegou em resposta pra nada.

Quando chegou na sala viu que seus pais estavam nervosos, falando de forma estérica e andando de um lado para o outro da sala.

Ele parou na entrada do cômodo e os dois começaram a encara-lo

- O que foi?- perguntou Scott com um olhar de dúvida em seu rosto.

- Filho, eu quero que se acalme, tudo bem? Por favor sente-se e tente não ficar nervoso.

- Mãe...o que aconte-

Scott para no meio da frase quando olha pra televisão e vê a notícia:

“Corpo de adolescente é encontrado em bosque da cidade.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...