1. Spirit Fanfics >
  2. A parte mais doce do destino >
  3. War Of Hormone

História A parte mais doce do destino - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - War Of Hormone


Fanfic / Fanfiction A parte mais doce do destino - Capítulo 15 - War Of Hormone

[LUNNA ON] 

Aquele dia passara como um sábado qualquer, a nevasca realmente havia bagunçado a semana das pessoas de Seul. Em certo momento, após ensaiar e reviver o quase beijo, o beijo, as lindas frases e a caminhada com Hoseok, eu achei tê-lo ouvido no corredor do prédio. Abri a porta correndo, mas justamente no mesmo instante, a porta ao lado bateu, me mostrando que eu estava ouvindo coisas.

Que pena, eu pensei. Ouvir sons na casa ao lado me fez assustar. Acontece que antes de eu vir morar aqui este apartamento era enorme e certamente e não poderia arcar com um aluguel tão alto, então, em uma conversa com locatário contei que seria professora da Escola Técnica e como seu filho estudava lá, ele sentiu simpatia por mim, lacrando esta parte do apartamento, dividindo-o em dois e me alugando o lado direito. Eu nunca tinha visto ninguém ali, mas tinha medo de que a pessoa pudesse abrir aquela porta, que sensação ruim!

Peguei uma cadeira e coloquei atrás da porta para pesá-la. Liguei para Si-Won já que não conseguia falar com Hoseok e contei o que estava havendo.

"Tira isso de lá, deixa de bobeira! É lógico que ninguém vai entrar ai, pra que? Tá maluca?"

É mesmo, eu devo estar maluca... então coloquei a cadeira novamente a frente da mesa e decidi estudar um pouco.

Hoseok me ligou mais tarde dizendo que viria para o jantar, ele queria um menu especial e bem romântico. Corri para o google, precisava pesquisar alguma coisa, comprar materiais necessários, me preparar...

[...]

Embora eu quisesse acreditar que os sons misteriosos da casa ao lado não eram nada demais, a minha cabeça não dizia o mesmo. A cada barulho que eu ouvia era um salto que eu dava. Mais cedo tinha furadeira, arrastação de móveis e uma música alta. Agora, barulho de chuveiro roncando. Certamente alguém está morando na casa ao lado e temos uma porta de comunicação.

O barulho lá se tornava mais constante e o meu medo se apresentava com mais vontade.

Hoseok, você ainda vai demorar muito? Eu mandei uma mensagem, não tinha coragem de sair da frente da porta, com medo de ser pega de surpresa.

Ele não respondeu.

Agora o som que eu ouvira se assemelhava ao barulho de uma chave entrando no canhão. MEU DEUS! Eu peguei a vassoura. A trava da porta havia girado. Eu estava ofegante, atrás do balcão que separava cozinha e sala, segurando a vassoura pronta para acertar o invasor. A maçaneta se moveu e eu gritei. Um grito agudo de AHHHHH que nem eu mesma sabia que eu poderia fazer. Meus olhos automaticamente se fecharam, a vassoura estava presa dentro dos meus dedos, imóvel, eu estava gelada, de cima a baixo, gelada.

Noona, por que está gritando?

Uma voz suave e familiar apareceu. Lentamente eu abri os olhos, era Hoseok.

Hoseok, alguém mexeu naquela port... peraí, eu disse enquanto apontava para a porta fechada, como você entrou aqui?

Sorrindo, com toda calma do mundo, Hoseok me abraçou e disse em meu ouvido:

Oi Noona, agora somos vizinhos e estaremos separados apenas por uma porta!

[ELLIE ON]

Yoongi foi conversar com o pai e eu fugi para ir ao banheiro. No meio do caminho encontrei a sua mãe. Ela entrou comigo no banheiro e começou a falar como uma metralhadora:

Escuta menina, eu não tenho nada contra você, mas você chegou no tempo errado na vida do meu filho. Ele tem um futuro brilhante pela frente e ouça bem, você não irá atrapalhá-lo

Após soltar suas palavras nada delicadas e sair do banheiro as pressas para não ser vista, eu sentei no vaso e chorei. Chorei como uma criança. Chorei silenciosamente.

Precisava sair dali mas não tinha condições, estava visivelmente abalada. Ouvi Yoongi dizer que estava pronto e precisei me apressar.

Me despedi das pessoas e o frio da rua me golpeou o rosto.

Ellie, você está chorando?

Não, é apenas o frio que me faz lacrimejar.

Yoongi me abraçou. Eu acho que ele estava percebendo a minha tristeza então tentei disfarçar.

Aonde estamos indo?

Nós? Estamos indo namorar, o que mais faríamos?!

[Yoongi me levou pra um barzinho. Eu não entendi nada. E então ele me chamou numa conversa.

Ellie, eu tô vendo que você está abalada, eu também estou, na verdade não sei se vou, não quero me afastar de você! E ainda nem conheci a sua família, temos tanto para viver...

Sim, eu sei, mas não é justo você ficar para ficar comigo e se... eu não tive coragem de continuar e me assustei quando Yoongi deu um tapa na minha mão. Ele estava sério.

Nunca mais pense em dizer isso, escutou!?

Ye, eu disse sem entusiasmo nenhum.

Ellie, você já ficou bêbada?

É... não, eu acho.

Então hoje você vai ficar. Sua primeira vez de tudo a partir de agora vai ser comigo, pra mim ou por mim, tá entendendo? E se eu for, não vamos terminar por isso, podemos morar longe, mas você viu a quantidade de dinheiro que meu pai juntou? Esse vai ser o nosso fundo de namoro e você vai sempre me visitar, todo final de semana.

Yoongi, impossível, eu disse sorrindo com as lágrimas escorrendo no canto dos olhos.

Então, todo mês. Ah pare com isso, nos meus sonhos você irá todos os dias, e não tem mais conversa! Agora vamos esquecer esse assunto um pouco? Ainda temos um mês para aproveitar...

E foi assim que eu tomei o primeiro porre da minha vida. Eu me afoguei, literalmente.

Você não é minha, mas eu sei que você é perfeita
Meu corpo se contorce quando eu te vejo
Eu quero me aproximar, mas você é simplesmente linda demais
As mulheres são o melhor

Presente, presente
Meu verdadeiro desejo é
Apenas você, apenas você
Se é você, eu estou bem

Oh, eu não consigo resistir a você
De frente é perfeita, por trás é perfeita
Da cabeça aos pés, você é perfeita, perfeita


 [LUNNA ON]

Solte essa vassoura, noona. Ele disse dando uma gargalhada...

Hoseok, eu devia mesmo era te dar umas boas vassouradas, tive um dia péssimo, assustada, achando que a qualquer momento um homem poderia entrar aqui.... E, e... e era você!?

Ué, e você queria que fosse quem?

Aquela pergunta me irritou mais do que ele poderia imaginar. Eu não respondi, eu apenas virei de frente para a pia e voltei a cortar os legumes do jantar.

Noona, você está com raiva de mim?

Ele perguntou e eu não respondi. Dava pra notar que sim, eu estava com muita raiva.

O simples fato dele estar ali me deixava tão feliz, mas eu senti tanto medo e susto que agora não conseguia curtir o momento.

Hoseok percebeu o que estava rolando. Ele me abraçou encostando seu peito em minhas costas. Sentir o seu corpo tocando o meu aliviara um pouco a minha tensão.

Hoseok afastou meus cabelos e beijou o meu pescoço. Noona, não fique brava... Eu só queria fazer uma surpresa, ele disse.

Os beijinhos que dava em meu pescoço me faziam arrepiar. Soltei a faca sobre a mesa e respirei fundo.

Agora os braços de Hoseok circulavam a minha cintura e a sua mão boba, subia por cima da minha blusa, encaixando-se perfeitamente em meus seios.

Dessa vez, se começássemos eu não conseguiria parar. Mas, por medo de afastá-lo novamente, eu continuei parada, deixando-o a vontade para fazer o que quisesse.

 [YOONGI ON]

Passei na prova e se tudo der certo vou morar em Londres. Na real, se tudo der errado, vou morar em Londres. Eu não sei mais o que quero....

Para hoje decidi apenas aproveitar. Amanhã pensarei melhor nisso.

Levei Ellie a um barzinho. Notei que ela estava triste mas ao mesmo tempo eu não sabia o porquê. Ou sabia ... Tudo estava confuso demais.

Bebemos até não dar mais. Elie estava a ponto de desmaiar. A nevasca deu uma trégua e eu liguei para um amigo que trabalha de motorista. Ele conseguiu furar a barreira e nos levar até a casa dela.

Quando chegamos, me disse uma frase que doeu:

É Yoongi, eu vivi pra ver você apaixonado hein? Pelo que vi através do retrovisor, tenho certeza que vão casar... Parabéns!

...

Coloquei Ellie na cama e não consegui dormir. Ela apagou e eu... Eu esperei amanhecer e sai, fui treinar uns arremeços de basquete na pracinha, isso me faz colocar as idéias no lugar.

Depois de algumas horas treinando, voltei mais calmo para casa e certo da decisão que eu iria tomar.

Ao abrir a porta, me surpreendi com a cena que vi. Mesa de café da manhã posta e Ellie me esperando, de banho tomando, vestindo uma roupa de ursinho, ou algo assim.

Que isso Ellie?

Ué, decidi aproveitar cada um dos dias com você, a partir de agora.

E como você quer aproveitar, eu posso saber?

Pode sim, ela disse me empurrando pro sofá e sentando no meu colo, de frente pra mim.

Ellie, agora não, eu to fedendo, suado...

Sim, e é por isso que agora sim!

[LUNNA ON]

Enquanto me acariciava Hoseok me dizia o quanto sentiu a minha falta:

Noona, você chegou e alegrou a minha vida, por isso, eu pedi ao meu pai que me deixasse morar no apartamento desse prédio. Ele não sabe que estamos juntos e me ameaçou, ou seja, se algum dia você se sentir invadida é só falar com ele que serei expulso. Eu não me mudei pra cá para ficar no seu pé, marcando cada passo, e sim, para podermos namorar sem medo de sermos pegos.

Agora que estamos namorando de verdade teremos que tomar ainda mais cuidado na escola para não te prejudicar, aquilo que fazíamos era loucura e eu preciso te cuidar melhor, então pensei nisso. Mas olha, a porta vai ficar sempre fechada, só você terá a chave e eu só virei quando você me convidar. Esta será uma passagem secreta que só você e eu conheceremos, ok?

Enquanto dizia ele abriu o meu sutiã por baixo da roupa e conforme eu ia cozinhando e ele ia me deixando cada vez mais derretida. Sim, foi apenas o que eu pude responder.

Agora você poderia apagar o fogo, deixar esses legumes de lado e vir conhecer a nossa, digo, a minha casa?

Eu sorri, apaguei o fogo da panela que cozinhava o arroz, deixei os legumes de lado e lavei as mãos. Sim, vamos, mas olha como estou, eu disse apontando para a blusa que ele havia levantado.

UAAAAHHH, eu tinha me esquecido como você mexe comigo, mas relaxa, lá você nem vai precisar de blusa, vamos?

YE! Eu respondi deixando a excitação comandar o meu corpo.

Mas calma Noona, não pense que será fácil assim... primeiro eu vou vendar os seus olhos, com licença.

Hoseok colocou uma venda em meus olhos e me segurando nas duas mãos, guiou-me até o primeiro cômodo da casa.

Aqui, noona, é onde você vai experimentar coisas como.... bem, abra a boca, hm..

Ele colocou uma fruta misteriosa na minha boca. Pelo sabor, era cereja em calda, huummmm que delicia.

Então vamos, na próxima parada você vai experimentar coisas como... um cheirinho gostoso passou pela mnha narina e eu recebi uma deliciosa massagem em meus ombros.

E ai, pela seu sorriso posso presumir que você está gostando, acertei?

É... sim?!

Resposta correta, vamos. Andamos mais alguns passos e eu ouvi o barulho da água caindo. Aqui é onde você poderá relaxar por quanto tempo quiser, ouvindo o som da água e sentindo-a quentinha passando em seu corpo.

Ahhh mas e você, o que você vai experimentar aqui? Eu perguntei fazendo biquinho.

Bem, eu pretendia apenas observá-la neste momento íntimo, só isso já me alegra.

Pronta para a última parada?

SIM! Eu disse e soei mais animada do que eu queria, afinal de contas, estava fazendo a durona...

Bem, aqui, ele disse empurrando o meu corpo para trás, aqui é onde eu pretendo fazê-la todinha minha, ele disse, tirando a minha blusa e deitando nu sobre o meu corpo.

Hoseok, eu... eu quero te ver!

Não, agora você está proibida de ver de falar, primeiro eu vou fazer com você o que eu quiser!

Hoseok deitou sobre o meu corpo e me beijou dos pés a cabeça. Quando chegou no mais íntimo do meu corpo eu estava pulsando de desejo, então, agarrei-me as seus cabelos, guiando-o por eu queria que eu passasse. Hoseok levantou a cabeça e anunciou: ainda não Jagya, primeiro eu vou entrar ai.

Hoseok segurava os meus braços para cima, na cama enquanto me fazia gemer a cada um dos seus movimentos de entra e sai. Quando estávamos prontos para o ápice ele parou e ainda dentro de mim, aproximou o rosto do meu, eu senti a sua respiração, tirou-me a venda e disse com os olhos bem abertos: noonasaranghae.

Antes que eu pudesse respondê-lo e ele aumentou o seu rítmo, me fazendo fechar os olhos e ver estrelas. É isso, Hoseok tem o poder de me levar para passear por toda a gálaxia. Aproveitei a umidade do meu corpo para fazê-lo feliz também. Rebolei para ele e quando fitei seus lindos olhos sorridentes, eu notei, eu também podia levá-lo aos céus!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...