1. Spirit Fanfics >
  2. A parte mais doce do destino >
  3. Shadow

História A parte mais doce do destino - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Shadow


Fanfic / Fanfiction A parte mais doce do destino - Capítulo 7 - Shadow

 [ELLIE ON]

Chegando na casa de Yoongi senti o coração palpitar. Aquela era uma sensação nova, eu nunca tinha ido conhecer a família de ninguém, me sentia desencorajada.

Halmeoniii, ommaaaa ... Ele chamou e elas vieram correndo com um sorriso largo no rosto. Quando me viram fecharam os seus semblantes. Rapidamente eu soltei a mão de Yoongi mas ele pegou-a novamente.

Halmeoni, Omma, essa é a Ellie. A menina que eu falei com vocês...

A avó se abriu um pouco mais, a mãe não me deu muito espaço mas tirou alguns pelinhos que estavam no meu casaco.

Nós viemos buscar umas coisas, estou ficando em Seul essa semana para encontrar a minha futura casa.

Isso meu filho, você não pode viajar tanto tempo todos os dias. Obrigada, Ellie, por acolhe-lhô em sua casa, disse a avó piscando o olhinho.

Venha Ellie, disse Yoongi me levando ao seu quarto.

Yoongi abriu a porta do quarto e eu me senti abraçada por ele. Aquele espaço tinha o cheirinho dele. Um quarto tão sério, no meio, tinha um piano.

Ahhh você sabe tocar? Eu perguntei...

Já fiz umas aulinhas, ele respondeu sem dar muita ênfase.

Que nada! Ele é o melhor ... Agora mesmo estamos esperando a resposta de um curso em que ele se inscreveu tempos atrás... Mas a carta ainda não chegou, disse a avó demonstrando a sua aflição.

Não há nada que Yoongi não possa fazer. Se ele tentou entrar nesse curso, irá conseguir, eu disse muito animada.

Yoongi não comentou o assunto e pediu licença a avó, fechando a porta. Nem pense nisso, eu não vou tocar para você ver, não hoje. Este será algum momento especial... Vamos? Ele disse colocando a mochila nas costas e me chamando para ir embora.

A mãe de Yoongi o chamou no escritório, queria falar em particular. A avó e eu ficamos em má situação pois da sala dava pra ouvir tudo.

"E se ela engravidar? Você está botando seu sonho a perder?! Eu sou contra! Eu sou contra!!" ela dizia...

A avó me convidou para ver as suas plantas. Quando chegamos no jardim ela se desculpou pela filha.

Sabe Ellie, meu marido e filho trabalham viajando. Passam mais da metade da vida fora de casa e ela não sabe lidar com isso, por favor não a leve a mal.

Eu não tive tempo de responder. Yoongi se despediu da avó e me levou para longe de casa, com urgência.

Na rua, me abraçou pelas costas e fomos caminhando juntos. Ele dizia: minha mãe está frustrada, meu pai não da notícias há três meses, ela não sabe lidar com isso, por favor, não ligue para o que ouviu...

O que eu ligava não era para o que ela disse, era para o meu coração que batia tão forte com ele me abraçando daquele jeito que não conseguia me concentrar em mais nada!

[HOSEOK ON]

Deitado no chão daquele anfiteatro, olhando para teto enquanto meus batimentos cardíacos voltavam ao normal eu pensava... nunca na minha vida cogitei viver uma situação parecida. Lunna é tão certa de suas atitudes, tão segura de si que está me ensinando a ser um pouco assim, por isso, mais do que nunca eu tenho certeza da decisão que tomei.

Noona, o que você acha de irmos pra casa da minha família? Meus pais foram morar na Europa, minha avó viajando e a ahjumma que cuida de tudo está de folga, hoje a casa é só minha e eu sinto falta de lá. Vamos?

Lunna rapidamente mandou uma mensagem para Ellie e Yoongi, liberando-os mais cedo do trabalho. Hoje nós tiramos o dia para nós e ela achou que era justo que eles pudesse se divertir também. Embora os dois não tenham amigos, é melhor ficar em casa que trabalhar, sempre!

Esperamos que os dois fossem embora e saímos também, só que com a desculpa de que íamos falar com um artista que iria expor as suas obras de arte no dia da estreia da galeria. Realmente, precisávamos fazer isso, mas não seria agora.

Caminhamos até o táxi e pedimos que fizesse o maior percurso, afim de despistar quem nos visse...

Chegamos em casa. Lunna não pode esconder o seu espanto ao ver a minha casa. Pelo UUUUAAAHHHH eu percebi que ela nunca tinha notado a realidade, eu sou um Chaebol. Na verdade isso é uma coisa que eu não comento por aí, geralmente as pessoas me acham metido antes mesmo de me conhecerem, só por terem essa informação. Então, ao longo dos anos eu fui aprendendo a não comentar sobre a minha vida.

Noona, sei que a casa parece fria e grande demais, mas por favor, sinta-se a vontade, eu disse ao abrir a porta.

Lunna entrou e ficou olhando para tudo, como criança em shopping, então, decidi contar brevemente a minha história. Durante a minha infância eu vivia entre esta casa e a casa dos meus pais. Como sempre foram muito a Europa, acabei me apegando muito mais a minha avó que a eles ... Enfim, no final do ano passado venderam tudo o que tinham, me deram um apê e me fizeram arrumar um emprego, senão teria que ir com eles. Agora eu moro sozinho, mas quase não vou para lá, gosto de ficar aqui, com a halmeoni. Você quer conhecer o meu quarto?

Eu encarei a realidade e me vi aqui

Sim, hmm, uma sombra aos meus pés

Olho para baixo e ela está ainda maior

Eu corro, mas a sombra me persegue

Tão escura quanto a intensidade da luz

Eu estou com medo, voar tão alto é assustador

Ninguém me disse o quanto era solitário aqui em cima

Eu posso dar um salto no ar, mas também posso cair

[LUNNA ON]

Cheguei a casa de Hoseok e não pude fingir que não estava espantada. Ainda no jardim perdi as contas de quantas janelas de vidro tinha ali, só na frente. Conforme íamos caminhando Hoseok foi me contando um pouco da sua vida. O quarto dele era em outra ala da casa. Começava numa espécie de hall, cheio de quadros, as fotos iam da sua infância até os dias de hoje mesclados com imagens e frases que diziam: "seja o melhor", "você consegue" (..) Uma das imagens me chamou a atenção. Hoseok devia ter por volta de seus 5 anos, ele estava de costas, dando tchau para os pais que iam bem mais a frente, sem olhar para ele, para uma viagem de negócios. Ser filho de CEO não deve ser nada fácil eu pensei enquanto suspirava.

Em seu quarto uma cama grande, frigobar, mesa para estudos e uma portinha que levava ao banheiro.

Lunna, o que acha de relaxar na banheira? Perguntou Hoseok abrindo a porta.

Ele encheu-a com água morna, colocou sais de banho e fez um pouco de espuma. Amarrei meus cabelos para cima e entrei.

A sensação de relaxamento encontrava cada milímetro do meu corpo. Hoseok trouxe-me uma taça de vinho e sentou-se a minha frente.

Hoseok, quantas mulheres você já trouxe aqui? Eu perguntei.

Hoseok fixou seus olhos no jardim de inverno como se estivesse contando...

Espirrei água em seu rosto. Fiquei brava. Ele sorriu. Brindamos e nos amamos!

Hoseok, olha a hora. Já passa das 20h! Eu preciso ir pra casa, eu disse dando um pulo da imensa cama.

Wae?? Ele perguntou com a voz arrastada, cheio de preguiça.

Você pode ficar aí se quiser, mas eu tenho que preparar uns documentos para amanhã.

Hoseok então me chamou o seu motorista, eu me arrumei e com um tchauzinho de longe, me despedi. Entrei no carro e ao ver a paisagem que ficava para trás um sentimento estranho me invadia. 

[ELLIE ON]

Durante a viagem não trocamos muitas palavras. Acredito que Yoongi estava refletindo sobre tudo que sua mãe havia dito então decidi ficar calada, vendo a paisagem.

Chegamos em casa e fui direto pro banho. Queria deixar Yoongi a vontade para organizar as suas coisas...

Desliguei o chuveiro e senti um cheiro acolhedor. Me vesti com urgência pois estava curiosa para ver do que se tratava. Quando abri a porta ... Aquela nem parecia a minha casa.

A cozinha estava super organizada e limpa. As roupas do Yoongi empilhadas no armário, no lugar em que eu costumava guardar a roupa de cama. Parei por um tempo e admirei aquela cena inédita na minha casa, inédita até na minha vida...

O que foi? Disse Yoongi com um olhar tímido...

É... na verdade eu não sei o tempo que fiquei ali, olhando para ele. Estava sem graça, fui pega.

Ellie, posso deixar essas roupas ali? Não queria bagunçar sua casa...

Ahh ... Claro.

Por que está com essa cara me olhando?

Nada... Eu só não imaginei que soubesse cozinhar...

Ellie, acho que tem muitas coisas que você ainda não imagina a meu respeito, ele disse, sorrindo de lado e me encarando.

Seu olhar me fazia despertar... Morar com Yoongi por uns dias, talvez não seja uma boa idéia... 

[YOONGI ON]

Eu sabia que a minha mãe iria agir assim mas não podia deixar de levar Ellie até a minha casa. Omma precisa entender que não é porque o casamento dela é infeliz que todos serão e mais, nós estamos apenas nos conhecendo...

Durante todo o caminho de volta eu pensava bem sobre isso, sobre a nossa situação, sobre a minha familia e sua relação, sobre a familia dela que nem sabe da minha existência...

Por que será que Ellie ainda não me apresentou a ninguém?! Essa pergunta me deixou inseguro... Será que ela não tem certeza do que quer? Sendo assim, preciso mostrar a ela que sou o cara certo!

Enquanto Ellie tomava banho organizei as roupas dentro do armário, escondidas, dessa maneira se ela não quiser não precisará contar nada. Senti o estômago roncar... Já que vou ficar aqui, vou ao menos cozinhar, assim ficamos quites.

Comecei a cortar os vegetais quando ela saiu do banho e abriu a porta do banheiro. Usando um pijama em cima da pele o seu corpo estava mais esposto que de costume, senti uma reação involuntária em meu corpo e voltei meu olhar as pressas para o repolho que eu fatiava.

Ellie me olhava ineteruptamente me deixando desconfortável. Me perguntava se ela havia notado o que estava escondendo embaixo do avental. Respire Yoongi, respire, eu repetia em um mantra mental.

Ellie, venha jantar. Tomei a liberdade de preparar alguma coisa pra gente. Sentei -me rapidamente e coloquei a comida no prato.

Seus cabelos úmidos, o rosto sem maquiagem e aquele pijama estavam mexendo comigo. Durante a refeição conversamos sobre assuntos triviais e tentei me concentrar no que ela dizia...

Ellie, sabia que você fica ainda mais linda sem maquiagem? Eu perguntei, falhando na missão de me concentrar.

Ela sorriu e levantou-se para tirar os pratos. Peguei em sua mão e acariciei-a.

Vou tomar banho! Eu decidi... Humm não trouxe toalha, pensei em voz alta.

A toalha está no armário embaixo da pia, na primeira portinha.

Entrei no banheiro e abaixei-me para pegar a toalha. Eu não posso agir sem pensar, preciso me controlar, tudo ainda é tão recente... era o que eu pensava quando fui interrompido e a surpreendido pelo que vi.

Não encontrei somente as toalhas de banho mas também, vários é... Como posso dizer? Bem, são brinquedos, brinquedos de adultos, é isso!

[ELLIE ON]

Durante o jantar Yoongi me pareceu tenso... Após comer, mal colocou os talheres no prato e correu para o banho. Acho que agora finalmente está caindo a ficha dele de que estamos namorando, que eu conheci a sua familia... Foi tudo tão rápido que ele não teve tempo para assimilar tudo isso.

Levantei e fui lavar a louça.

Yoongi, a toalha está embaixo da pia, eu gritei...

Parei de esfregar os pratos por um instante. Ai puta que pariu... Yoongiiii, eu disse e corri até onde ele estava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...