1. Spirit Fanfics >
  2. A parte mais doce do destino >
  3. Wings

História A parte mais doce do destino - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Wings


Fanfic / Fanfiction A parte mais doce do destino - Capítulo 8 - Wings

[LUNNA ON]

Si-Won, o que está fazendo aqui?

Ahhh Lunna, o diretor me disse que te pediu alguns documentos para amanhã... eu já fiz, sei como é demorado então decidi te ajudar!! Tá feliz? Ele perguntou sorrindo...

Si- Won sempre foi tão animado e isso me encantava. Ultimamente tenho achado demais, todo esse entusiasmo me deixa incomodada, enjoada, mas não posso negar que ele é um excelente amigo, eu que me cansei um pouco do seu jeito...

Ahh obrigada, vamos entrar.

Abri a porta e tirei a bolsa do ombro. Lembrei-me dos itens que estavam lá dentro e achei melhor colocá-la no quarto...

Peguei os tais documentos e começamos a trabalhar. Algumas horas depois Si-Won encomendou uma pizza sem me avisar, só me toquei quando o entregador tocara a campainha. Comemos e tomamos algumas cervejas... Eu já estava cansada, meus olhos fechavam... Devo ter cochilado e nem vi quando Si-Won foi embora, mas notei que ele lavou toda a louça e organizou os papeis que preciso entregar amanhã. Levantei do sofá, troquei o pijama e fui para a cama.

(...)

Acordei não sei quanto tempo depois, com alguém socando a minha porta! QUE SUSTO! O medo tentou pegar no meu pé, afinal de contas era madrugada e eu não estava esperando por ninguém ainda mais nesse horário. Peguei o celular silenciosamente para ver que horas eram. 4:50. 12 chamadas de video de Hoseok. O que será que está acontecendo?!

Levantei na ponta do pé e fui até a porta, queria ver quem era antes de abrir. Liguei a tv no canal das câmeras. Era ele, Hoseok! O que será que veio fazer numa hora dessas?

Oii Hoseok, disse sonolenta...

Oi? Oi? Você tem certeza que só tem isso a me dizer? Ele me perguntou esboçando um olhar triste, desanimado, não sei...

Hoseok, do que você está falando?

Olha, não se faça de desentendida... Sabe Lunna, eu pensei bem, eu não gosto da nossa relação! Então, vim antes da aula te pedir para me ver apenas como um aluno/assistente... não me leve a mal, mas a vida toda eu fui solitário e devo continuar sendo assim, tá ok? Até mais tarde, na escola, sunbae!

E assim, Hoseok saiu de casa sem me explicar mais nada, sem dizer nenhuma palavra, sem me mostrar o que estava acontecendo... Não preguei mais os olhos naquela noite e agora, era hora de encarar as turmas. Hoje começava o meu primeiro dia como professora regente, com aulas e uma turma de verdade... porém, eu não tinha concentração o bastante para isso!

[NARRADOR ON]

Hoje era dia de aula prática na Escola Técnica... Hoseok não tinha vontade de participar... Tentou fugir despercebido mas uma pessoa o notou.

Hoseok, o que houve com você hoje? Não te vi sorrindo nenhuma vez e geralmente você mostra esses dentes até para os mosquitos...

Ah nada.

Não, você não é assim, definitivamente aconteceu alguma coisa.

Não, só não quero participar da aula.

Então não vou também, farei nada com você! Vamos para o jardim?

Esse era apenas o começo de uma grande amizade, regada a cumplicidade entre dois rapazes que o destino fez questão de unir. Yoongi por ser alguém mais sério que o habitual para a maioria das pessoas tinha alguns pontos altos, como sua capacidade de olhar para o próximo com amor, carinho e respeito.

Sabe Hoseok, eu te admiro tanto! O dia pode estar horrível mas você nunca se deixa abalar, está sempre sorrindo e nos mostrando que vai ficar tudo bem... Queria ser assim também!

Não queira Yoongi, as vezes me sinto mal por ser assim, as pessoas não entendem esse meu jeito de ser.

E você liga? Se o mundo é baixo astral, não se importe e continue sendo exatamente como você é ... Agora me diz, o que aconteceu de tão ruim para você ficar desse jeito?

Naquele momento Hoseok percebeu que durante toda a sua vida ele foi amigo de diversas pessoas mas nunca havia tido alguém que se importasse com ele... então, se sentiu acolhido por Yoongi de uma maneira singular.

Yoongi, posso mesmo confiar em você? Hoseok perguntou e Yoongi nem respondeu, apenas respirou fundo e continuou roendo o cantinho das unhas.

Sabe o que foi? Não sei como explicar... é como se tivesse sido traído pela namorada mas na verdade ela nem é minha namorada e eu nem tenho certeza que fui traido.

Huumm... deixa eu ver se entendi... Yoongi pensou um pouco e soltou um sonoro: EU NÃO ENTENDI. Então você tá aborrecido por ter sido traido por uma namorada que não é sua namorada e não te traiu? Cara isso é maluquice... Yoongi começou a rir e Hoseok não aguento e fez o mesmo!

Mas olha Yoongi, não tô tão doido assim, ele disse mostrando a foto. Olha a imagem que me enviaram ontem. Na foto aparecia apenas um pé em cima de uma mesinha de centro ao lado de muitas latinhas cerveja. No tornozelo daquela moça tinha uma tatuagem de estrela.

Hosoek, eu acho que você tá realmente doido. O que isso quer dizer? A pessoa apenas bebeu umas cervejas... E você nem tem como afirmar de quem é esse pé.

Sim, mas quem me mandou não foi ela e sim um cara. E quanto a saber quem é... Conheço muito bem essa tatuagem de estrela!

Tá, e você confia mais na sua namorada que não é namorada ou nesse cara?

Hoseok não precisava mais pensar... estava claro o que tinha acontecido ali...

Embora Hoseok não tivesse contado exatamente os fatos para Yoongi com a intenção de proteger a imagem de Lunna, ele pode experimentar pela primeira vez a sensação de dividir um problema com um amigo. Hoseok agora sentia-se menos ansioso e tinha vontade e conversar com calma com Lunna. Ele não sabia como ela se sentia em relação a ele e também não queria procurá-la, não agora, ele sabia que hoje era a sua estreia como professora e decidiu então fazer uma surpresa.

Saiu e comprou um presente. Um caderno em formato de coração para que ela pudesse fazer as suas anotações sobre os alunos. Comprou também um kit de canetas coloridas e um cartão. Nele escreveu:

Lunna, gostaria de me desculpar pela madrugada de hoje... deixei alguns pensamentos me invadirem.

Se quiser conversar estarei aqui...

PS: Espero que sua aula tenha sido um sucesso.

SUNSHINE.

Hoseok entrou rapidamente na sala de Lunna e deixou o seu presente sobre a mesa. Ainda no segundo horário voltou para a aula e assistiu-a até o fim, ansioso para saber a reação de Lunna ao encontrar o presente.

[LUNNA ON]

As aulas correram muito bem mas eu ainda não estava me sentindo 100%, precisava falar com Hoseok. Desde o dia que coloquei o menino dentro do armário vinha repensando a nossa relação, aí conheci a casa da avó dele com todas aquelas fotos que me fizeram refletir... ele é uma pessoa, tem sentimentos, eu não posso usá-lo como um animal, na verdade, eu nunca usei um animal. Me sinto mal, sei que estou agindo de maneira errada...

Decidi ir até a minha sala deixar uns livros e chamá-lo para almoçar fora da escola. Entrei na sala e encontrei uma caixa de presente com um cartão em cima. Abri o cartão e quando bati os olhos, senti o coração pular, era dele, Hoseok se desculpando.

Me senti ainda pior, além de tudo ele se desculpou por ter agido de maneira coerente com o que sentia... Eu fui mesmo uma irresponsável. Me assustei ao ver Si-Won entrando na sala e coloquei com urgência o cartão dentro da bolsa, nem pude abrir o presente.

Lunna, vamos almoçar para comemorar o seu primeiro dia de aula? Ele me convidou ...

Na verdade Si-Won, eu tinha outros planos.

Ahhh, eu não aceito não como resposta... que planos poderiam ser mais importantes que comemorar um dia tão importante quanto a sua estréia?! Vamos, palli!

Aborrecida com o jeito sufocante de Si-Won eu decidi ir almoçar para dar um basta nesta situação!

Sentamos no refeitório frente a frente e começamos a comer. A comida mal descia a cada investida que Si-Won me dava.

Si-Won, nós precisamos conversar, eu disse tentando começar o assunto.

Si-Won por sua vez parecia notar o que eu estava prestes a dizer e tentou segurar a minha mão esquerda. Rapidamente eu a tirei de cima da mesa, ocupando-a com o copo de água.

Agradeço bastante por todo auxílio que tem me dado mas eu acredito que esteja confundindo a nossa relação...

Na verdade não, eu estou apenas tentando recuperar o tempo perdido.

OI SUNBAE, ele disse, apoiando a sua bandeja no lugar ao meu lado, vim almoçar com você!

Hoseok parecia um anjo, além de chegar na hora certa, aquele sorriso dele me encatava de uma forma que me levava para longe dalí.

Menino, essa mesa é para professores. Você poderia esperar para falar com ela durante sua aula... disse Si-Won com tom arrogante.

Si-Won, desculpe-me dizer mas eu almoço com amigos e não separada por classes. Por tanto, fique aí na sua mesa de professores que nós vamos para outro lugar. Venha Hoseok.

Agora eu sei

Romper com a ideia de envelhecer tendo arrependimentos

Eu decidi

Que terei fé incondicional

É hora de ser valente

Não tenho medo

Porque acredito em mim mesmo

Porque sou diferente do que era antes

Não chorarei na estrada que escolhi seguir

Não abaixarei a cabeça

Porque o céu estará no meu destino

E eu estarei voando, voe

[YOONGI ON]

De dentro do banheiro, com aqueles brinquedos na mão eu ouvi a voz aflita de Ellie me chamando. Em frações de segundos eu pensei em mil situações: ela havia se cortado, ela havia se queimado, seja o que fosse, era na cozinha. Enfiei tudo as pressas no armário e fechei a porta. Enrolei uma toalha na cintura e abri a porta, com urgência.

Ellie, está tudo bem?

Ellie estava mais tímida que o normal, não sei se por eu estar com o corpo exposto ou se ela havia imaginado que eu poderia encontrar os seus segredos mais profundos. Fora isso, notei que não tinha corte ou ferimento, ela com certeza estava com vergonha.

Ellie, eu disse trazendo seu olhar até o meu, não há do que se envergonhar. Você é uma mulher!! O que me deixa mais feliz é que agora é a minha mulher! Eu não estou aqui para te julgar, muito pelo contrário, aos poucos vamos aprender a aproveitar a vida juntos, sem medo, sem segredos, sem puderes. Agora me dê um beijinho que eu preciso tomar banho.

Dei um selinho nos lábios dela, pedi licença e fechei a porta. Eu tive medo de que ela notasse algo a mais por baixo daquela toalha, ainda não era o momento, nós precisamos nos conhecer primeiro, quero antes de mais nada conquistar a sua confiamça...

Naquela noite o meu banho foi longo e .... 

E gelado!

Quando saí do banho Ellie já havia deitado, ela estava virada para parede e com certeza queria se esconder. Abracei-a então e assim passamos a noite, muito romântico. (...) Muito romântico seria se eu não tivesse na escola agora, todo torto parecendo cosplay do Corcunda de Notre Dame, dormi mal pra cacete, mal podia me mexer, mas queria que ela se sentisse bem... faria de novo, mas tô quebrado e buscando uma desculpa para sair dessa aula prática.

Olhei para o lado e vi Hoseok num estado de calamidade. Olheiras, cabelos arrepiados e uma roupa desconjuntada, logo ele, que estava sempre super arrumado com a maior aparência de rico, com certeza alguma coisa estava acontecendo.

Bastou um olhar mais amável e ele soltou o verbo. Fugimos da aula e Hoseok falou por impressionantes 50 minutos sobre uma tal namorada que não é namorada, que o traiu mas não traiu. Eu não entendi anda, mas fiz o que ele precisava, ouvi e apoiei as suas decisões.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...