História A patinadora artística e o jogador de hoquéi de gelo - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Inverno, Marichat, Plakki
Visualizações 36
Palavras 1.704
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá,meus amores, espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

Capítulo 44 - Uma gerente geral determinada.


 Lila :  __  Finalmente eu vou poder ficar sozinha, assim eu espero a ligação do meu namorado, é só questão de tempo para que ele termine com aquela azulada boba, eu sou mil vezes melhor do que ela ! -  disse ao ver a funcionária indo embora do seu quarto, voltando a ter falsas esperanças pelo telefonema de Chat que nunca ia vir.

 

 

( ... )

 

 

 Depois  que ela disse aquilo para a funcionária que tinha ido embora para longe dela, passou-se muito tempo de espera, aquilo estava deixando a morena muito irritada com a demora eventual de Chat, começando a acreditar que o seu plano não tinha funcionando como ela esperava , vá ver que ela não foi bastante séria com o seu relacionamento falso com o rival de Chat Noir, Ilustrador do Mal, então, ela começou a refazer o seu plano .

 

 

 Lila começou a pensar que se o seu relacionamento falso com o ruivo, somente ia dar certo , se ela mostrar ao ex- namorado , que o seu falso namoro, parecia mais com um verdadeiro, com certeza, o gato teria muito ciúmes com aquilo, sendo que ele ia abandonar a azulada sem pensar duas vezes.

 

 

 ~ //  ~

 

 

 Lila :  __  E então, eu vou ter que fazer com o meu namoro falso ser o mais verdadeiro possível , assim o meu amor vai deixar aquela boba daquela azulada , mas isso vai ter que significar que eu vou ter que beijar o Ilustrador, ah, que nojo ... !  -  disse para si mesma , repensando o seu plano , percebendo que tinha que fazer coisas que não gostava.

 

 

 

Lila :   ___  Mas vai valer a pena, assim que eu tiver o meu amor de volta para mim, eu vou poder dispensar o ruivo , sem peso na minha consciência ! -  disse para si mesma, pensando que tudo ia valer a pena no final.

 

 

 

Lila : __  Eu acho que vou ter contar para aquele idiota do Nathaneel sobre o meu novo plano , agora , eu preciso ligar para ele ! -  disse para si mesma, começando a discar o número do celular do ruivo no seu celular para contar sobre o novo plano , colocando o celular em um dos seus ouvidos , começando a esperar que o ruivo atenda.

 

 

 

( ... )

 

 

 Assim, a morena começou a esperar pelos seis toques do celular do ruivo, aguardando pelo atendimento dele , mas parece que ela tinha se esquecido que não queria mais falar com ruivo, então, ia ser uma espera em vão.

 

 

 

 Após várias horas de tentativas de ligação , o que deixou a morena muito aborrecida com a falta de educação do ruivo, fazendo com que ela desista de telefonar para ele, com raiva, ela atirou o seu celular em uma das almofadas , sem se preocupar com que ela o quebre.

 

 

 

( ... )

 

 

Lila :  __  Que droga, eu tentei várias vezes em ligar para aquele infeliz , mas ele não atende , que espécie de namorado ,aquele ruivo imbecil , pensa que é !  - disse com frustração, pegando o controle da televisão para assistir um programa noturno, ficando desgostosa com a falta de modos do ruivo.

 

 

Lila :  __  Mas ele é um babaca mesmo, quando ele voltar , eu vou dar uma bronca nele !  -  disse sozinha, ligando a televisão , começando a ver o programa que estava passando , pretendendo dar uma boa bronca no ruivo.

 

 

( ... )

 

 

 Então a morena cruzou os seus braços, ajeitando-se na cama para ver melhor o programa , depois de algum tempo, ela começou a ficar com tédio .

 

 

 

( ... )

 

 

Lila :  __  Não tem nada sobre mim  na televisão, que burrice á deles, eu tenho a certeza que sou mais interessante do que estes programas lixo que passam a noite ! -  disse para si mesma , reclamando sobre o conteúdo da televisão, acreditando que seria mais interessante que os programas.

 

 

( ... )

 

 

Passando mais algum tempo,  Lila continuava a fazer críticas pesadas aos programas da televisão, foi quando ,uma outra empregada do hotel que estava , entrou sem pedir licença em seu quarto, olhando sério para a morena.

 

 

 

( ... )

 

 

 

Mônica :  __  Com licença , madame, tem um minuto de sua atenção ? -  disse para a morena, olhando sério para ela.

 

 

 

Lila :  __  Cala a boca, sua imbecil, não ver que eu estou vendo a televisão, vá encher a paciência de outra pessoa , me deixe em paz ! -  disse com grosseira para a empregada , olhando para a televisão, mandando ela ir embora.

 

 

 

Mônica :  __  Lamento, mas eu vou ficar aqui mesmo, anda muito mal educada com os meus colegas de trabalho, que querem apenas te ajudar, também , eu ouvir várias reclamações dos outros hóspedes , que se queixam da sua má educação, eu devo dizer que isso que está fazendo é intolerável a nossa visita, somos um hotel de respeito ! -  disse em um tom sério para a morena , olhando para a morena com severidade .

 

 

 

Lila :  __  Vá ao inferno, sua  chata, eu paguei por este quarto com  o meu dinheiro, eu tenho o direito de permanecer aqui, eu nem ligo para estes idiotas dos outros ! - disse com mais grosseira para a empregada, colocando o controle da televisão ao seu lado da cama, mandando um gesto obsceno para a empregada.

 

 

 

Mônica :  __  Tenha mais respeito para as outras pessoas , minha jovem, você está falando com  a gerente daqui, que nem neste caso sou eu !  -  disse furiosa para a morena, olhando com raiva para o gesto obsceno da morena, apresentando -se como  a gerente geral do hotel.

 

 

 

 

Lila :  __  Ah, que bom, então, por que não vai falar para os seus outros hóspedes me deixarem em paz, que não gosto de ser interrompida por ninguém !  -  disse para a gerente, olhando ainda para a televisão, mandando a gerente conversar com os demais hóspedes.

 

 

 

 

Mônica : __  Dá para parar de assistir a televisão, prestando mais atenção em mim , eu estou aqui para conversar com você, mas pelo visto, eu vou ter que tomar medidas dramáticas ! ? -  disse ao fazer um pedido muito sério para a morena, vendo que o seu pedido não ia ser atendido , indo na direção da televisão para bloquear o aparelho da vista da morena.

 

 

 

Lila :  __  Não estou interessada em conversar com você, sua idiota, eu tenho o direito de estar aqui, então, nem venha com as suas ..... !  -  disse para a gerente, fechando os seus olhos por alguns segundos, reabrindo eles depois do tempo, vendo a gerente na frente da televisão, sentindo o seu olhar sério nela.

 

 

 

 

Lila : __ ..., Ei, eu estava vendo o meu programa favorito, saia da minha frente ! -  protestando contra a decisão da gerente séria, gesticulando nervosamente para mandar que ela saia da frente.

 

 

 

Mônica :  __  Anda muito mal educada, senhorita Rossi, eu nem vou sair daqui, até que ouça o que eu tenho a dizer á respeito que os meus hóspedes tem a dizer sobre a senhorita ! -  disse ao negar o protesto da morena, olhando sério para ela, cruzando os seus braços, determinada a resolver os problemas.

 

 

 

 

Lila : __  Como você é chata,quando eu quero uma coisa, eu consigo ! -  disse em um tom bravo, olhando revoltada para a gerente .

 

 

 

 

Mônica :  __  Não desta vez, senhorita Rossi, como gerente deste hotel , eu tenho a prioridade em satisfazer os hóspedes daqui, não vou deixar o meu trabalho de anos com hotelaria, ser estragado por uma jovem mimada , que a senhorita ! -  disse para a morena, olhando séria para a jovem.

 

 

 

 

Lila :  __  Mas não está cumprindo a sua prioridade comigo, então, vá se ferrar ! -  disse com grosseira, voltando a fazer o mesmo gesto obsceno para a gerente.

 

 

 

Mônica :  __  Bem, por sorte, eu ignorei todos os seus xingamentos até agora, senhorita Rossi, mas a minha paciência tem limites, eu espero que pense muito bem, antes de me xingar novamente, também para repetir este gesto vergonhoso ! - disse com paciência para a morena, dando um alerta para ela,

 

 

 

 

Lila :  __  Eu não estou nem ai, então, vá ao inferno, ou vá se ferrar, porque está estragando o meu dia ! -  disse em tom de ameaça , repetindo as mesmas grosseiras , ignorando o aviso da gerente.

 

 

 

 

Mônica :  __  Bem, em vista do seu comportamento infantil, não me deixa escolha , eu vou ter que fazer aquilo com a senhorita, mas eu preferir não fazer isso, mas pelo visto, a senhorita tem que aprender uma dura lição, eu vou te garantir que eu não vou me arrepender de nada ! -  disse para a morena, dando uma decisão, gesticulando para chamar alguém do lado de fora.

 

 

 

 

Lila :  __ Vai me deixar em paz , que bom, porque eu não estava mais aguentado ! -  disse para a gerente, vendo os seus gestos chamativos, desfazendo o seu gesto obsceno , acreditando que ia ser deixada em paz.

 

 

 

 

Mônica :  __  Com certeza que vou te deixar em paz, mas não da maneira que espera !  -  disse para a morena, vendo que a ajuda tinha começando a entrar no quarto .

 

 

 

Fernando : __  Sim, senhorita Mônica , do que precisa ? -  entrando no quarto de Lila, chegando perto da gerente, olhando para ela.

 

 

 

Mônica : __  Meu caro Fernando, tire essa morena mimada, mal educada do meu hotel , ela passou dos limites do bom senso, também jogue ela na rua , que eu não vou me importar com ela, também jogue as bagagens dela.

 

 

 

 

Fernando :  __  Sim, senhorita, eu fazer isso, mas vou precisa de um pouco de ajuda ! - disse ao aceitar as ordens da gerente, pedindo por mais ajuda.

 

 

 

Mônica :  __  Pode ter toda a ajuda que quiser,eu dou a minha permissão, eu quero que suma com ela ! -  disse para o segurança, dando a sua permissão, apontando com raiva para a morena.

 

 

 

 


Notas Finais


me desculpe por algum erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...