História A Paz Que Desejamos. - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Desconfiado


Gray, Natsu, Elfman e Gajeel andavam pelos corredores da escola, em busca de sua sala de aula, mas param quando veem Gray parar.

Natsu – O que foi, Gray?

Gray – O que aquele mané está fazendo com minha Juvia?

Natsu então vira seu olhar em direção a Juvia, e vê claramente que Lyon estava dando em cima da azulada.

Natsu – Se acalme e não faça nada precipitado. Lembre-se que ela não é sua.

Gray – Não importa! Eu quero ela só para mim, e se aquele idiota de cabeça de vento vai ficar no meu caminho. – Diz e estrala os dedos do punho. – Ele vai se ver comigo.

Natsu – Gray! Não bote tudo a perder, se acalme e não arranje uma briga. – “Não posso arriscar que ele acabe com a chance do meu irmão alcançar a felicidade!”. – Você conseguirá conquistá-la no futuro, mas por agora fique frio.

Gray – Vou ficar, sempre estou frio mesmo.

Natsu – É por isso que você é conhecido no Submundo como “A Ganância Gélida”.

Os garotos entram na sala de aula, mas ao passar pela porta, Gray olha com uma cara de ódio para Lyon. Depois de um tempo, Gildarts chega na sala e antes de começar sua aula, ele dá o aviso de que os diretores irão fazer um grande anúncio ao fim da aula no ginásio e todos devem comparecer.

Levy – “Anúncio hoje de novo?”.

Natsu – “Que anúncio será esse? É muito repentino.”

Lyon – “Esse é uma oportunidade de ouro, vai ser perfeito.” – Pensa e escreve um bilhete para Sting.

Sting recebe o bilhete e vê que está escrito: “É hoje!”. Após mais uma aula entediante sobre parar de usar a magia, toca-se o sinal indicando início do intervalo.

Levy – Vai Lu-chan.

Lucy – Já tô indo!

Lucy se desloca para o canto da sala onde estava o rosado e seus amigos, e dirige a palavra para ele.

Lucy – Er... O que v-você acha de seus amigos e você pa-passarem o intervalo com minhas amigas e eu.

Natsu – Seria um prazer, Luce. – Fala e dá um largo sorriso.

Lucy – “Adoro esse sorriso... Espera, como assim adoro? Ah não!! Será que estou gostando dele.”.

Natsu – Então, vamos?

Lucy – Ah, si-sim, va-vamos. – Diz nervosa pelo pensamento que tinha tido.

Enquanto Lucy, Natsu e os meninos saiam para o pátio, não perceberam que estavam sendo observados por um certo loiro.

Sting – Aproveite bastante, Lucy, pois você logo será minha. Ei! Lyon, quando você vai revelar o segredo?

Lyon – Na saída, não se preocupe que vai dar tudo certo. Em pouco tempo elas serão nossas.

Sting – Que assim seja.

No pátio, as garotas e os garotos já conversavam faziam um tempo.

Mira – Então, vocês são amigos faz tempo, ou se conheceram aqui no colégio?

Gray – Natsu, Gajeel e eu já somos amigos de longa data.

Gajeel – Sim. Os outros, nós conhecemos no dormitório. – Fala se referindo a Laxus, Jellal e Elfman.

Erza – Que incrível!

Gajeel – “Realmente é incrível como eu conseguir contar uma mentira gehee!”.

Elfman – “Ele conseguiu mentir? Que incrível!”.

Levy percebe que Lucy estava muito quieta e pensativa, e como melhor amiga dela, já sabia o que Lucy pensava.

Levy – Então, Natsu... – Natsu presta atenção na garota. – Você tem uma... Namorada? – Nesse momento Lucy olha assustada para Levy e em seguida para Natsu, esperando a resposta dele.

Natsu – O-oi? – Se engasga com o lanche que estava comendo. – Não, eu não tenho uma namorada, mas por que quer saber? – Pergunta maliciosamente olhando para ela, então ele vê ela desviando a atenção para Lucy que se encontrava corada ao lado dela. – “Já entendi, he! he!”.

Gajeel – “O que esse merda está fazendo? Pensei que ele tivesse resolvido o problema com o irmão dele.”. – Olha mau encarado para o amigo.

Natsu – “Melhor eu parar, Gajeel já está se incomodando.”.

Agora todos se encontravam quietos, a vergonha de Lucy parecia ter sido notada. Sting chega de repente e se senta entre Lucy e Levy, passando os braços nos ombros de Lucy, deixando um certo rosado com cara de poucos amigos.

Sting – E aí galera! Importam-se de eu me sentar aqui?

Lucy – Pode sentar, mas se importa de desgrudar? Por favor! – Fala se afastando e tirando o braço dele de seus ombros, para a alegria de Natsu.

Sting – Nossa, Lucy! Você fala como se nem me conhecesse. – Diz com uma falsa tristeza. – Até parece que não brincávamos quando crianças. – Fala para provocar Natsu, já que havia percebido que ele também estava interessado na loira.

Após falar, Sting conclui que sua provocação havia funcionado, pois olhou para o rosado e viu que ele não estava mais com aquela expressão alegre.

Lucy – Para de ser dramático, Sting! É que você chega me agarrando, nosso relação não é tão íntima. Somos apenas conhecidos de infância. – Diz a última parte baixo, mas todos na mesa ouvem e Natsu volta com sua alegria.

Natsu – “Ufa! Pensei que eles tinham algum tipo de relacionamento... Mas por que estou me sentindo aliviado após ouvir isso?”.

Todos apresentavam-se quietos após o que Lucy disse, e é com esse clima que o intervalo acaba. Retornaram para a sala de aula, e como Natsu dizia, tiveram mais aulas entediantes, embora o Pacifista Rosa mantivesse sua atenção em todas elas. Ao fim das aulas, todos os alunos se retiravam para o ginásio, pois haveria o anúncio dos diretores.

Natsu foi deixado na sala, já que demorou para juntar seus materiais, e quando ia saindo ele foi parado por um anjo, pois ele estava esbanjando suas asas e auréola.

Natsu – Você vai ter problemas se andar assim pela escola. – Diz querendo o ajudar.

Lyon – Ué! Você não ficou sabendo? Os diretores pediram para que todos os alunos usassem suas asas e outras partes. – Fala com uma expressão inocente.

Natsu – “Isso é bem suspeito, meu irmão não iria segregar os alunos dessa maneira sem um motivo.”.

Nesse momento Sting passa pelo corredor, também com suas asas e auréola à mostra.

Sting – Vocês não vão para o ginásio? – Pergunta com cara inocente. – Natsu, por que está assim? Cadê suas asas?

Natsu – Ah! Eu não sabia que era preciso mostrá-las. – Fala rindo sem graça. – “Por enquanto vou acreditar nesses dois, mas ainda está difícil de aceitar.”.

Natsu ainda duvidava, porém ao olhar no fim do corredor ele viu um demônio passando com suas asas, chifres e rabo.

Natsu – “Parece que eles estão falando a verdade.” – Suspira – “O que será que aconteceu?”.

Sting – Bem eu vou indo na frente, até mais! – Diz e sai rapidamente em direção ao ginásio.

Lyon – Acho que também já vou, até mais e coloque suas asas para fora! – Fala rindo e sai.

Natsu – Bem, não tenho o que fazer. – Fala sozinho e expõe suas asas negras, seu rabo e seus chifres pontiagudos. – Mas algo de errado aconteceu. – Diz e vai para o ginásio.


Notas Finais


Que ultrapassemos elos rachados entre nós; 3013.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...