1. Spirit Fanfics >
  2. A Penguin and a Baby Tiger - Michaeng G!P >
  3. Tu já admitiste que foi um erro

História A Penguin and a Baby Tiger - Michaeng G!P - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


EU VOLTEI!!!!
Estive um tempo inativa, mas foi necessário para pensar em algumas coisas
O capítulo não está grande coisa mas ao menos está aí
Espero que gostem

Capítulo 15 - Tu já admitiste que foi um erro


Fanfic / Fanfiction A Penguin and a Baby Tiger - Michaeng G!P - Capítulo 15 - Tu já admitiste que foi um erro

Mina’s POV

Acordei exaltada de um pesadelo que eu estava a ter, nesse pesadelo Chaeyoung realmente morria depois de ter tentado se matar, quando acordei a primeira coisa que fiz foi abraçar Chaeyoung e chorar. Isso me faz lembrar muito de quando eu encontrei minha mãe praticamente no mesmo estado.

*Flashback On*

*11 anos atrás*

Estava no meu quarto, quando derrete te sinto uma sensação ruim, uma sensação de que algo não está certo.

Saiu do meu quarto e vou para o quarto dos meu pais.

-        Papa? – eu pergunto mas ninguém responde -Mama? – mais uma vez ninguém me responde

Resolvo ir para o banheiro chego lá e vejo a minha Mama no chão com muito sangue em volta dela. Começo a me desesperar

-        PAPA!!!!! AJUDA!!!! – grito e o meu papa vem a correr para o quarto

-        O que se passa Mina? – ele pergunta quando entra no quarto

-        Papa a Mama, ela…. – eu digo e ele vê minha mãe no chão estendida, eu continuo a chorar e ele chama uma ambulância.

-        Musume vai lá para fora, eu não quero que vejas a tua mãe assim. – ele diz

-        Mas papa…

-        Sem mas Mina, anda lá – ele diz e eu vou para o meu quarto chorar muito mas muito mesmo.

*Flashback Off*

*Tempos Atuais*

   - Chaeyoung eu te amo muito – sussurro enquanto choro abraçada a ela.

Nessa noite não consegui voltar a dormir, então só fiquei a admirar Chaeyoung dormindo, cada vez que olhava para o pulso dela, eu chorava, eu não sei porquê mas eu sinto que a culpa é minha, se eu tivesse ficado com ela durante a tarde ela não teria feito isto.

*Na Manhã seguinte*

Chaeyoung acorda a gemer de dor e eu começo a ficar preocupada.

-        Mina….tá doendooo… - ela diz com as lágrimas nos olhos

-        Onde pequena, onde está doendo? – eu pergunto em pouco preocupada

-        O meu pulso, está doendo muito. – ela diz a chorar e eu só a abraço, e clico no botão para chamar a enfermeira.

-        Calma amor, isso vai já passar, tem calma tabem? – eu digo a tentar acalma-la.

A enfermeira chega e pergunta o que se passa.

-        Ela está com dores no pulso. – eu digo calma

-        Isso é normal, mas eu vou buscar uma coisa para por no soro dela, que ela fica logo sem dores. – a médica diz e sai

Chaeyoung abraça-me com mais força

-        Pequena o que se passa? – eu pergunto

-        Eu quero ir embora, estou farta de estar no hospital, Mina por favor tira-me daqui. – ela pede já a chorar, entretanto a enfermeira aparece e põe uma coisas qualquer no soro de Chaeyoung que um tempo depois fez com a mesma já não tivesse dores.

-        Amor eu vou falar com o médico para ele te dar alta já hoje, tá bem? – eu pergunto

-        Tabom, mas não demores muito, eu não gosto de ficar sozinha no hospital. – ela diz, eu dou-lhe um selinho e saio do quarto.

Vou até ao escritório do doutor que cuidou de Chaeyoung.

Bato à porta e ouço um “Entre” abafado, entro e sento-me na cadeira em frente à sua secretária.

-        Myoui Sharon Mina, a que devo esta honra? – ele pergunta e eu reviro os olhos

-        Jackson já chega com essas tentativas de me conquistares. – eu digo irritada

-        Okay, mas o que querias mesmo? – ele pergunta

-        Foste tu que tratas-te de Son Chaeyoung ontem certo? – eu pergunto

-        Sim fui, mas o que tens haver com Son Chaeyoung?

-        Digamos que ela é minha namorada e fui eu que obriguei vocês a fazerem o vosso trabalho o mais rápido e o mais eficaz possível. – eu digo

-        Sim realmente tinham-me dito que a filha de alguém importante tinha ameaçado para nós fazermos o trabalho bem e rápido mas nunca esperei que essa pessoa fosse Myoui Sharon Mina.

-        Sim fui eu, mas eu vim aqui porque como sabes o meu pai é o Myoui Felix por isso eu vim te pedir para dares alta à Chaeyoung hoje ou no caso agora! – eu digo calma como sempre

-        Mina eu não posso fazer isso, ela tem que ficar em observação, e eu ainda tenho que fazer uma carta para ela ser seguida por um hospital psiquiátrico. – ele diz e eu começo já a me irritar

-        Jackson quando eu digo que quero a alta agora, é para eu ter a alta agora! Entendes-te? – eu pergunto

-        Mas Mina eu não posso fazer isso. – ele diz já a ficar assustado comigo

-        Jackson Wang tu vais passar essa alta agora, e também não quero carta nenhuma para hospital psiquiátrico, ela está bem, eu quero a merda da alta agora, e não te esqueças de quem é o meu pai! – digo e ele começa a escrever o papel da alta, eu dou um sorriso sínico e volto para o quarto de Chaeyoung. - Pronto pequena já está a tua alta deve estar aí daqui a pouco – digo e dou um sorrisinho de quem conseguiu o que queria.

-        Mina o que é que tu fizeste? – ela pergunta já preocupada

-        Eu não fiz nada Bebītaigā, só percebi que o médico que te tratou é um velho amigo que sabe muito bem do que o meu pai é capaz de fazer principalmente se tiver alguma coisa haver com a filha. – digo e volto a dar o sorrisinho e Chaeyoung olha-me com cara de preocupada – Não te preocupes Chīsai, ele vai te dar alta hoje por isso nada de mal vai acontecer com ele, okay?

-        Tabom Mina, e já agora porque é que estás a falar muito japonês? Tu não costumas falar assim tanto japonês Mina, está tudo bem? – ela pergunta preocupada

-        Está tudo bem, só que hoje eu pensei na minha mãe e a minha mãe era japonesa por isso eu estar a falar muito japonês, porque me faz lembrar dela.

-        Eu gostava de ter conhecido a tua mãe. Ela devia ser uma senhora muito simpática e bonita. – Chaeyoung diz e eu faço uma cara de confusa

-        Porque é que pensas assim? – eu pergunto

-        Porque se ela for igual à filha, ela devia ser simpática, bonita e tudo que há de bom no mundo. Porque tu Myoui Sharon Mina és a melhor coisa que alguém pode ter na vida. – ela diz e eu já estava com as lágrimas nos olhos. – Mina como é que se diz pinguim em japonês? – ela pergunta e eu rio fraco

-        Pengin – eu digo simples

-        Pengin anda para aqui, tu andas muito emocional desde ontem, amor, eu não gosto de te ver a chorar. – ela diz e eu dou um sorriso para ela e a abraço.

Enquanto nos abraçava-mos, consegui escutar uma porta a ser aberta, presumo que seja Jackson com a alta de Chaeyoung.

Rapidamente me soltei de Chaeyoung para ver quem era, e não é que eu acertei.

-        Então Jackson, já tens a alta de Chaeyoung? – eu pergunto com um sorriso sinico na cara

-        Sim, eu sei que disseste que não era para por uma carta para o hospital, mas mesmo assim, ela vai ter de tomar uns calmantes e uns anti-depressivos, porque ela pode estar numa fase de início de depressão, pode ser? – ele pergunta receoso.

-        Pode ser sim, desde que ela venha embora deste sítio hoje. – eu digo

-        Sim, ela pode ir, mas preciso que um responsável assine a alta, que é para dizer que ela saiu em segurança do hospital. – ele diz

-        Tem que ser os pais mesmo? – eu pergunto

-        Normalmente sim, ou alguém da família, mas como tu és namorada e também és Myoui Sharon Mina, eu deixo-te assinar. – ele diz e eu abro um sorriso feliz, assino o papel, ele entrega-me as receitas dos comprimidos da Chaeyoung e vai-se embora.

-        Amor, podes ir te vestir, para irmos para casa por favor. – eu digo e ela assente

-        Mas baby, eu vou precisar de ajuda, por causa dos pontos – ela diz e abaixa a cabeça, chego perto dela pego no seu queixo e o levanto de volta

-        Ei não precisas de ficar assim, tu já admitiste que foi um erro, isso é o que importa, okay? – eu digo a tentar conforta-la

-        Okay, vamos então – ela diz e vamos para o banheiro.

Ela vestiu-se e eu tive que ajudar com algumas coisas.

Fomos embora do hospital


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Tradução de algumas palavras:
Musume: Filha
Bebītaigā: Baby Tiger
Chīsai: Pequena


Vou começar a por mais palavras em Japonês, porque a Mina é japonesa, e porque eu amo japonês. Love u all❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...