História A Perverted Witch - Capítulo 4


Escrita por: e Bababgil

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gray Fullbuster, Lucy Heartfilia, Minerva Orland, Natsu Dragneel, Rogue Cheney
Tags Bruxa, Contrato, Demônio, Hot, Nalu
Visualizações 120
Palavras 710
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Literatura Feminina, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Natsu fodidamente ferrado


Fanfic / Fanfiction A Perverted Witch - Capítulo 4 - Natsu fodidamente ferrado

A loira me jogou no chão agressivamente, sentou em meu membro rebolando lentamente enquanto se aproximava de meu rosto. Não pensei duas vezes e a puxei para um beijo, adentrei minha língua em sua boca ferozmente enquanto agarrava sua cintura pressionado mais nossas intimidades. Era deliciosamente bom vê-la rebolando daquele jeito.

Nos separamos pela falta de ar, unidos apenas por um fio de saliva fomos pouco a pouco tirando a roupa, até não restar mais nada. Inverti as posições desesperado, a vontade de enfiar fundo nela era agoniante, meu membro latejava tanto que chegava a doer. Ela me olhou maliciosa, entrelaçou as pernas em meu quadril me atiçando cada vez mais.

 

- O que acha de pularmos as preliminares dessa vez? – Disse roucamente.

 

- Era tudo o que eu queria ouvir – Sussurro em seu ouvido.

 

Me posiciono em sua entrada, adentro – a devagar, o que a faz se agarrar mais em mim, arranhando minhas costas e apertando mais as pernas em minha cintura. Quando coloco tudo dentro aliviado ela geme, o que é música para meus ouvidos, tão fofa...

 

Precisa a fazer gemer mais....

 

Começo a movimentar para fora e dentro dela devagar, o rosto de prazer de Lucy não tinha preço, a cada estocada que dava um de seus maravilhosos gemidos se fazia presente, percorrendo todo o cômodo.

 

- N-Natsu... M-Mais.... M-Mais rápido – Implorou trêmula, sorri com o efeito que causei nela. Geralmente era o contrário.

 

Parece que eu não sou tão passivo assim... Não é mesmo senhorita Lucy?

 

Aumentei a velocidade aos poucos, as caras e bocas que ela fazia eram impagáveis, algo que ficaria na minha mente por um longo tempo. Quando ela gemeu alto percebi que havia encontrado seu ponto G, acelerei as estocadas, estávamos quase lá, e senti que iriamos juntos.

 

- M-Mais fundo – Agarrou meus cabelos fortemente – N-Natsu...

 

- Vamos juntos – Cada vez mais fundo e rápido. Em poucos segundos gozamos, os gritos se espalharam pelo quarto. Sai de dentro da loira logo deitando em seu lado. Me surpreendi quando ela sentou em cima de mim sorrindo sadicamente.

 

- O que acha de repetir a dose? –Colocou os dedos na boca – Vai me dizer que já cansou de brincar Natsu-kun?

 

Acordei suado, quente.... E duro... Pelo menos acho que estava a alguns segundos atrás, o lençol estava manchado. Suspire pesadamente passando a mão no cabelo, logo depois me sentir ridículo por gozar apenas com um sonho...

 

Pelo menos foi uma fudida gostosa da porra...

 

É, mais ainda continuo um passivo desgraçado... Por que era isso que me incomodava mais?! Eu queria que tivesse sido real?! Deveria me preocupar em não perder a sanidade... Lembra! Uma bruxa! Ela é uma bruxa!

 

Uma bruxa que quica muito bem por sinal....

 

Me xinguei mentalmente por ter aquele tipo de sonho. Só de lembrar já ficava excitado.

 

- N-Natsu... M-Mais... M-Mais fundo... – Merda.

 

Levantei andando até a cozinha, precisava me acalmar se não passaria a noite em claro. Abri o feixe da calça tratando de retirar meu membro que já pulsava pedindo pela atenção da loira.

 

Por que não a chama para brincar um pouco? Não acho que ela vá se importar com isso...

 

Por que mesmo que seja pouco, ainda tenho orgulho. Não vou me rebaixar a esse nível, não tô tão desesperado assim!

 

Não é o que nosso amiguinho aqui embaixo pensa....

 

Droga!

 

Depois de aliviar, voltei para o quarto, troquei as cobertas e deitei novamente na cama. Estava prestes a pegar no sono, voltaria a dormir tranquilamente se não tivesse sentido algo quente e macio em cima de mim. Abri os olhos e me espantei, Lucy estava completamente nua em cima de mim, seu perfume doce invadia minhas narinas, atiçando cada vez mais a curiosidade de lambê-la para ver se tinha o mesmo gosto que o cheiro. Ela colou mais seu corpo no meu, o que me fez soltar um baixo suspirou, era pedir demais para se controlar tendo uma loira com o corpo totalmente curvilíneo em cima de você! Fodia com qualquer um! Os seios dela pressionados contra meu peitoral nu era deliciosamente bom, a tentação de passar a mão por toda a extensão daquela bunda redondinha era muito grande.

 

- O que está esperando Sr. Lobo? – Corei intensamente, pensei que ela estivesse dormindo! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...