1. Spirit Fanfics >
  2. A Piada de Matar >
  3. A Piada de Matar

História A Piada de Matar - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - A Piada de Matar


Fanfic / Fanfiction A Piada de Matar - Capítulo 1 - A Piada de Matar

Data, 9 de setembro: Uh, oi! Eu sou Naruto, eu nunca realmente escrevi em uma dessas coisas de diário antes, ou é um diário? Eu esqueço como os caras os chamam algumas vezes. De qualquer forma, Jiji disse que seria bom para mim escrever sobre isso, já que não faço amigos. Ele disse que seria como ter alguém com quem conversar, que nunca dirá a ninguém o que eu disse ou me julgará. Não tenho certeza se vou usar você ou não, tudo que eu quero agora é terminar isso para poder ir para a escola, talvez até faça alguns amigos!

(Dois anos depois…)

Data, 10 de outubro: Aconteceu de novo, aquelas mesmas pessoas que sempre dizem aos filhos para fazerem amigos, para tratar os outros com respeito, para sempre tratar os outros como você gostaria que tratassem você... essas mesmas pessoas me atacaram de novo. Todo ano é sempre a mesma coisa, eu saio da minha casa para eles não jogarem no lixo, vou até um beco e eles atacam. Tornou-se rotina para mim, possivelmente para eles também. De qualquer maneira, eles não param; é tudo tão estúpido, tão ridículo, uma piada. Uma piada muito ruim...

Um menino loiro de cerca de oito anos está sentado em uma cadeira da classe, os olhos semicerrados enquanto ouve seu professor discursar continuamente sobre algo. O menino tem cabelo loiro espetado, olhos azuis celestes e pele bronzeada com três cicatrizes de bigode nas bochechas. Ele está vestindo uma camisa preta com uma espiral vermelha na frente, um par de shorts azuis longos e um par de sandálias Shinobi azul escuro. Olhando em volta com um único olho, o menino logo percebeu os olhares que vinham para ele de vez em quando.

Fazendo uma anotação para escrever mais tarde em seu Diário o jovem logo ouve o sino tocar e sai da classe como os outros. Ignorando todos eles, o loiro sai da escola e depois se move rapidamente para o lado, se escondendo nas sombras e observando as crianças se encontrarem com seus pais. Os olhos azuis parecem piscar verdes na luz fraca enquanto um sorriso de aparência perversa rasteja sobre seus lábios. Uma piada de mau gosto, as palavras ressoaram em sua mente enquanto observava os chamados pais amorosos quando se reuniram com seus filhos...

Oh, as coisas que ele poderia dizer àquelas crianças sobre seus pais tão amorosos, como eles o cortaram, como o espancaram, como eram demônios e monstros piores até do que a Kyuubi...

Uma risada divertida escapou de sua garganta quando ele se virou para as sombras e saiu andando. Lambendo os lábios, o loiro saiu do terreno da escola e logo se viu caminhando pelas ruas de Konoha. Colocando as mãos nos bolsos, o loiro continuou a observar as pessoas, passando de pessoas normais a monstros gritantes. 'Moralidade, Justiça, Equidade, Moralidade, Honra, é tudo uma piada de mau gosto...' Ele pensa consigo mesmo enquanto vira uma esquina, logo entrando nas sombras mais uma vez... Este menino é Uzumaki Naruto, o autor de um Diário, um diário retratando o mundo como uma piada, nada mais...

(Dois anos depois…)

Data, 5 de junho: Tenho observado as outras crianças, os pais e todo mundo na cidade depois da minha descoberta, há dois anos. Desculpe por não responder a você há tanto tempo, mas minha vida parece estar cada vez mais como uma piada de mau gosto. Vejo pessoas que agem de maneira gentil e amável se tornando cruéis e rancorosas assim que ficam sozinhas comigo, ou mesmo quando pensam que ninguém está olhando. Está ficando claro que todo mundo está usando uma máscara; Preciso de alguma forma de testar isso, para ver o que está sob essa máscara... mas como? Até lá continuarei usando uma máscara para me esconder da Piada do Mau, me tornarei meu oposto e andarei entre eles como outra coisa, serei um idiota sorridente, mas eles deveriam tomar cuidado com o que está por trás desse sorriso...

Um Naruto de dez anos está sentado no topo da Academia, assobiando para si mesmo enquanto olha para um simples pedaço de papel com um selo nele. Agora vestindo um macacão laranja com um T azul na frente e pelo branco ao redor do pescoço, uma espiral prateada no bíceps esquerdo e uma vermelha nas costas, um par de óculos de proteção verdes na testa, um estojo Kunai na coxa direita, bolsa de armas na parte de trás do quadril e sandálias Shinobi azul-escuras.

Uma risada escapa dos lábios do menino quando ele, sorrindo amplamente, em seguida, cai para frente, uma corda o segurando enquanto ele cai para descansar acima da porta da Academia, em seguida, coloca um papel com um selo nele logo acima da porta da academia. empurra-se de volta. Uma risadinha escapa de seus lábios quando ele vira as costas com um apito leve, pulando do telhado e caminhando calmamente para a Academia Shinobi. Olhando para mais alguns pedaços de papel em sua mão que são da mesma cor das paredes, ele discretamente os coloca nas paredes do prédio enquanto se dirige para sua aula.

Lambendo os lábios, o loiro entrou em sua sala de aula, foi até uma cadeira e colocou outro pedaço de papel pintado para combinar. Balançando a cabeça, ele então caminhou até a janela e saltou, fechando a janela atrás de si, ele puxou um último pedaço de papel de sua jaqueta laranja. "Tudo bem, agora vamos perturbar a ordem estabelecida desta Piada de mau gosto e apresentar..." Naruto começa a dizer antes de um sorriso aparecer em seu rosto por alguns momentos ao notar as pessoas entrando na academia para começar a escola.

"... um pequeno caos ..." Ele sussurra enquanto bombeia um pouco de Chakra no Papel e então o joga no chão. Afastando-se com um assobio, ele então saltou e passou por um arbusto, passando a mão pelo cabelo espetado. Com várias explosões de fumaça e gritos altos balançando a academia, Naruto se virou para assistir com um sorriso no rosto e uma risada na garganta. Alcançando sua jaqueta mais uma vez, ele puxa um pequeno diário preto e começa a colocá-lo direto.

"Parece que as pegadinhas, ou talvez apenas coisas que não são esperadas, coisas que ninguém poderia prever são uma forma de revelar as verdadeiras faces das pessoas. Com apenas algumas pequenas Bombas de Fumaça a Academia entrou em pânico, Eu mal posso imaginar o que um pouco mais poderia fazer. Será que as pessoas correram com medo, eles amaldiçoaram seu algoz ou alguns buscaram imitá-lo, talvez até mesmo se tornar ele? Eu preciso fazer mais pesquisas; eu preciso saber onde essa Piada de mau gosto vai finalmente acabar... Qual é o ponto principal de tudo isso. " Naruto diz enquanto escreve as palavras, então se vira enquanto coloca o livro de volta em sua jaqueta e desaparece em um beco escuro próximo...

(Dois anos depois…)

Data, 22 de abril: Minha última ideia funcionou, minha brincadeira era realmente simples, eu pintei o Monumento Hokage e BOOM todo mundo está pirando com isso. Parece que quando você muda uma coisa minúscula no mundo, não, sobre "O Plano", as pessoas simplesmente começam a perder a cabeça... Sim, eu vi em primeira mão tantas vezes, se você bagunçar o plano, mesmo pouco, as pessoas começam a agir como se estivessem sem suas máscaras. Eu vi isso tantas vezes; as máscaras descem para mostrar os dois monstros enfrentados que jazem embaixo... é tudo tão engraçado, realmente... uma piada muito engraçada, mas realmente ruim... O plano é realmente muito simples, todos seguem e ninguém entra em pânico. Tudo o que é, é que as pessoas acreditam que podem controlar seus pequenos mundos. Todos eles são apenas um bando de planejadores, e quando você estraga os pequenos planos dos planejadores, eles começam a perder suas pequenas mentes. Não'

(Três meses depois…)

Data, 9 de setembro: Eu finalmente passei na academia Ninja na minha quarta tentativa. Aprendi que a Kyuubi está selada em mim. Estranho como a piada ruim ao meu redor parece cada vez mais engraçada com o passar do tempo. Talvez eu esteja finalmente começando a perder o controle. Não sei, não me importo. Minha equipe provavelmente está condenada. Primeiro, Emo-Teme, também conhecido como Sasuke Uchiha: Ele deveria ser de alguma grande família, mas tudo se foi agora, tem esses olhos estranhos que copiam coisas, soa como um Ladrão para mim. Em seguida, Sakura Haruno: Eu gosto dela, ela é a maior piada que já vi nesta aldeia estranha, sempre se preocupando mais com sua aparência do que qualquer outra coisa, até mesmo sua saúde quando isso realmente deveria importar. Ela também fala sobre como gosta de fazer amigos de vez em quando, quando desiste de um amigo verdadeiro para perseguir Sasuke. E por último é nosso Sensei, Kakashi Hatake: também conhecido como The Lazy Pervert of Konoha. Ele é chato, atrasado e estúpido. Toda essa porcaria de trabalho em equipe é besteira, se tivéssemos tempo e fome suficientes, e comeríamos um ao outro, não importa se somos uma pequena equipe ou não. Tudo é apenas uma piada. Tenho que parar agora, preciso acordar cedo para uma missão com algum velho bêbado amanhã...

Naruto ainda estava em seu macacão laranja, com uma mochila preta e laranja pendurada em um ombro e um Konohagakure Hittai-Ate enrolado em sua testa. Olhando ao redor enquanto se aproximava dos portões da vila, ele viu apenas seus companheiros de equipe Sakura e Sasuke, ele não pôde evitar se contorcer ao vê-los. 'Oh, ótimo, é a falta da própria Piada de mau gosto e do irritante Vingador-Teme...' Naruto pensa consigo mesmo enquanto sorri e caminha em direção a seus dois 'companheiros'.

"Yo! Como está indo?" Naruto pergunta alegremente e recebe um grunhido de Sasuke e um olhar furioso de Sakura em resposta.

"Naruto-Baka, cale a boca! É muito cedo para você gritar..." Sakura disse franzindo a testa enquanto esfregava as têmporas e Naruto não pôde evitar outra contração enquanto olhava para ela e Sasuke Teme enquanto o dublava.

"Desculpe, garota da piada ruim..." Ele diz baixinho, Sakura não percebe enquanto Sasuke levanta uma sobrancelha ao ouvir suas palavras, mas ignora tudo da mesma forma. Lambendo os lábios Naruto então passa a mão por seus cabelos espetados e caminha até se inclinar na parede do portão do lado oposto de Sakura. Sasuke, embora indiferente, decide assistir e percebe quando Naruto puxa um livrinho preto de sua jaqueta e começa a escrever nele. Observando o loiro, ele percebe que ele murmura algo e estreita os olhos para ler seus lábios mais discretamente de Sakura, que é claro estava olhando para ele com adoração.

"... deve saber o que está acontecendo fora dos muros de Konoha. Tudo é como uma piada de mau gosto onde quer que eu vá neste maldito lugar. As pessoas agem bem e tentam parecer boas pessoas íntegras no início, mas a verdade é que, sem escolha, eles comeriam uns aos outros. Eu vi em primeira mão, eu vi quando as pessoas são tão empurradas para o limite, o que eles farão. Eu vi a loucura que reside dentro de todo mundo, mas por que eles escondem isso? Por que motivo? O Plano... "Ele diz para si mesmo em silêncio antes de parar e balançar a cabeça por alguns momentos, e então começar mais uma vez.

"Sim, O Plano. O Plano rege tudo, quando um Criminoso ou mesmo um Shinobi morre ninguém se importa, porque faz parte do plano. Mesmo que o plano seja horrível, eles o seguem porque é assim que tem sido conectado ao trabalho... Sim. Como Sasuke, eles beijam sua bunda porque ele é o último de seu clã, porque ele é parte do plano... O plano para ter seu pequeno clã de volta à vida para seus olhinhos especiais. Eu me pergunto se ele mesmo sabe como ele está entrelaçado em seu pequeno plano. Deve ser por isso que temos Kakashi como nosso Sensei, sim, porque é parte do plano dos planejadores... "Naruto murmura para si mesmo com os olhos de Sasuke se abrindo enquanto ele observa Naruto fechar o livro e rapidamente se afasta do loiro, perguntando-se de que plano o outro garoto estava falando...

(Um mês depois)

Data, 10 de outubro: Claro que meu traseiro de Sensei nos traria de volta hoje de todos os dias, Kami proíbe que fiquemos mais tempo em Wave... Estou chateado, descobri que as pessoas de fora deste lugar não são uma piada de mau gosto, pelo menos Haku não tinha certeza se ele era realmente ele, mas parecia ela. Haku morreu pelo que acreditava, Haku não tinha nenhum plano, Haku era o caos, a insanidade, a anarquia, a ilegalidade, o Pandemônio! Sim, aquele foi o Haku, eu gosto, não está no plano, é outra coisa, algo que não tem rima nem razão, que torna as coisas divertidas. Minha máscara está ficando cada vez mais parecida com o meu eu real, incapaz de parar de sorrir recentemente, está começando a doer, não quero sorrir, mas não consigo parar, tive que forçar meu rosto a relaxar e ficar sério antes de endireitar. Eu sabia que isso iria acontecer, eu sabia que.

Fechando seu diário, Naruto então se levanta e caminha até uma das tábuas de seu chão, pressionando-a para cima e ele a pega. Ajoelhando-se, o loiro então enfia o livro no novo esconderijo e então pressiona o quadro de volta no chão antes de se levantar e balançar a cabeça. 'Tudo parte do plano...' Ele pensa para si mesmo enquanto se vira e sai de seu apartamento, então desce uma rua escura. Sentindo o "KI" antes mesmo de alguém se mover, o loiro fez a contagem regressiva mentalmente antes de ouvir alguns gritos e piscar de surpresa.

Virando-se, o loiro vê um homem escurecido nas sombras com uma lâmina em uma das mãos e alguns corpos próximos. Olhos arregalados Naruto dá um passo rápido para trás apenas para o homem se mover rapidamente e agarrá-lo. Olhando para cima, ele vê um par de olhos verdes estranhos olhando para ele e ouve o estalar de seu pescoço.

"Então, o que temos aqui?" O homem pergunta antes de jogar o jovem adolescente no beco e caminhar em sua direção. "Outro desperdício de carne inútil andando por aí para algum psicopata aleatório matar?" O homem questiona enquanto espreita em direção ao loiro, Naruto recua alguns passos enquanto olha para o homem com os olhos arregalados. "Qual é o problema?" O estranho questiona enquanto caminha em sua direção, olhando-o nos olhos, seus próprios olhos quase luminescentes brilhando nos seus olhos azuis.

"Você não consegue ver o lado engraçado das coisas?" O homem pergunta enquanto se ajoelha diante de Naruto, as costas do jovem adolescente batem na parede de tijolos atrás dele logo em seguida. "Por que está tão sério?" O homem então pergunta com uma risada e agarra Naruto pela frente de sua jaqueta enquanto enfia uma faca em sua boca. "Por que está tão sério?" Ele pergunta mais uma vez quando Naruto vê o flash de uma luz próxima, mostrando um homem com cabelo castanho escuro e um rosto cheio de cicatrizes. "Vamos colocar um sorriso nesse rosto..." O homem diz em um tom baixo e escuro antes de um grito e uma risada psicótica ecoarem do beco...

"Onde está, Naruto?" Kakashi questionou o proprietário do apartamento de Naruto e teve um pressentimento MUITO ruim de que algo havia acontecido com o garoto. A Vila tinha acabado de receber um relatório sobre um Nuke-Nin de Kiri conseguindo entrar na Vila. E assim que isso o atingiu, Kakashi não podia permitir que seus alunos corressem perigo, ele verificou Sasuke e Sakura primeiro, sabendo que Naruto tinha um pouco de malandragem e poderia cuidar de si mesmo, ele achou que era prudente.

"Aquele pequeno..." O proprietário começou até notar Sasuke e Sakura por perto e mordeu a língua antes de falar. "Ele saiu." Ele ofereceu e Kakashi olhou ao redor, e então caminhou rapidamente para as escadas que levavam ao apartamento de Naruto. Ajoelhando-se, o homem procurou por algo incomum antes de formar vários selos de mão.

"Sakura, Sasuke, recuem." O homem ordena ao colocar a mão no chão quando um pug com uma bandana azul enrolada no pescoço aparece. "Pakkun, preciso que você encontre Naruto o mais rápido possível." Kakashi ordenou e "Pakkun" cheirou o ar por alguns momentos antes de pular com Kakashi o seguindo. Olhando um para o outro, Sasuke e Sakura seguiram atrás do homem, correndo rua abaixo até encontrar Kakashi olhando para algo com um único olho bem aberto.

"Sensei, o que há de errado?" Sakura começou antes de um poste de luz piscar e mostrar vários corpos no beco, fazendo Sakura gritar e dar um passo para trás, o olho direito de Sasuke se contraindo ao ver a cena familiar.

"Aquele..." Kakashi murmura enquanto se move até um dos corpos e puxa um Kirigakure Hittai-ate com um corte sobre ele do cadáver do homem...

"Esse é o assassino! Mas e quanto?!" Sakura pergunta enquanto olha ao redor dos corpos e Pakkun caminha lentamente até o cadáver e uma luz pisca acima deles, Sakura cobrindo a boca em horror. A garganta do homem foi cortada, com um sorriso Glasgow esculpido em seu rosto com o vermelho formado em seus lábios e os cortes como um sorriso misterioso de algum tipo de palhaço...

"Quem fez isto?" Sasuke questionou enquanto olhava para Kiri Nin e Kakashi olhou para Pakkun.

"O cheiro de Naruto está espalhado por ele, e um rastro do sangue das crianças está saindo daqui." O Cachorro disse e Sakura e Sasuke olharam para ele em estado de choque enquanto Kakashi arregalou os olhos com as implicações.

"Sasuke, Sakura, vamos, Naruto está ferido e obviamente ele precisa de ajuda." Kakashi diz que enquanto se levanta rapidamente e tanto ele quanto Pakkun saem correndo, Sasuke olha para o corpo por mais alguns momentos antes de seguir o Jounin com uma Sakura doente seguindo os outros dois para encontrar seu companheiro de equipe. Seguindo o cheiro, os quatro, incluindo Pakkun pelo menos, logo se encontraram em um prédio fora da cidade, um grande armazém de algum tipo.

"O que é este lugar?" Sasuke questiona seu Sensei com uma sobrancelha levantada, Kakashi franzindo a testa interiormente para si mesmo com olhos estreitos.

"É uma fábrica antiga para fazer papel condutor Chakra, armas e coisas assim. Eles pararam de usá-lo quando descobriram que os produtos químicos que estavam usando também estavam bagunçando as mentes dos trabalhadores. Foi abandonado desde então." Kakashi relatou enquanto também percebia que era aqui que Naruto sempre conseguia suas Bombas de Papel e suprimentos para suas inúmeras pegadinhas ao longo dos anos.

"Por que Naruto viria aqui?" Sakura questiona enquanto Kakashi puxa uma luz de seu cinto e aponta para o chão, um rastro de sangue no chão levando até a porta, onde a fechadura parecia ter sido quebrada.

"Porque, em nenhum outro lugar de Konoha é mais seguro para Naruto do que aqui..." Kakashi murmurou amargamente antes de entrar no antigo armazém, Sasuke e Sakura atrás dele. "Espalhe-se e encontre-o. Alargue seu Chakra se você fizer isso, eu posso chegar até você." Kakashi ordena com Sasuke e Sakura assentindo antes de correr para dentro do prédio, Kakashi olhando ao redor com os olhos estreitos antes de entrar na escuridão para encontrar seu Aluno desaparecido. 'Fique seguro Naruto...' Kakashi pensa consigo mesmo enquanto caminha em direção ao porão para que possa encontrar o jovem loiro.

Sasuke caminha ao longo de uma passarela, procurando por seu companheiro de equipe, e possivelmente seu único amigo de verdade. Olhando para baixo, ele se surpreende ao ver vários tonéis grandes de fluido verde. No entanto, parando ao ouvir um estrondo, Sasuke espera ver uma figura sombreada encolhida para frente, sons de tosse vindo dela. "Naruto!" Sasuke grita e a figura sombreada se vira enquanto uma luz vem de cima, mostrando o adolescente loiro com manchas vermelhas em seu macacão, seu Hittai-ate se foi e sua mão esquerda sobre a boca enquanto ele continua a tossir, sangue escorrendo por seus dedos como ele faz. Em sua mão direita, no entanto, Sasuke vê uma Kunai curva, de gume único e com sangue sobre ela.

"Naruto!" Alguém grita atrás do loiro, surpreendendo-o e fazendo com que ele se vire rapidamente em direção à voz. No entanto, seu pé acidentalmente rola em um cano e o menino tropeça, caindo da passarela até que ele agarra uma das barras com um braço, ainda pendurado na Kunai com uma mão.

"Merda!" Sasuke diz para si mesmo enquanto corre até o garoto, Sakura também, já que foi ela quem assustou o loiro em primeiro lugar. Deslizando para o lado, Sasuke estende a mão para Naruto, apenas para o menino o acertar com sua Kunai e quase cair assim que ele o fez. "Sakura, fique para trás!" Sasuke ordena enquanto segura uma mão ensanguentada em direção à garota, a roseta dando alguns passos para trás enquanto Sasuke olha para Naruto. "Naruto, me dê sua mão." Sasuke disse enquanto alcançava o loiro, mas ele tossiu e Sasuke cerrou os dentes.

"Droga, Dobe! Dê-me sua mão para que eu possa salvá-lo!" Sasuke gritou e Naruto olhou para ele, antes de tossir mais uma vez e rapidamente tirar a mão da boca. "Oh Kami..." Sasuke solta o ar ao ver um par de longos cortes nas bochechas do garoto loiro, formando um sorriso Glasgow enquanto sangue se forma em seu rosto. Mesmo enquanto dizia isso, Sasuke notou Naruto tossindo mais e mais, porém logo a tosse começou a soar estranha, irregular enquanto Sakura olhava horrorizada para o amigo, se perguntando onde estava o Sensei... quando o loiro começou a rir...

A risada não foi agradável, entretanto, foi uma risada estranha e diabólica que ecoou por toda a sala. "N-Naruto?" Sakura questionou ao ouvir o garoto loiro rir quase insanamente enquanto mal se pendurava na passarela. Naquele momento, Kakashi veio correndo em direção ao loiro e estendeu a mão para ele, apenas para ver um par de olhos verdes brilhantes olhando para ele de onde os loiros estavam. O Loiro usou o estado temporário de choque de Kakashi para esfaquear o homem, fazendo-o dar um rápido passo para trás enquanto Naruto caía, Sasuke se lançou para frente mal conseguindo agarrar o garoto pelo pulso.

"Naruto!" Sasuke diz em voz alta enquanto é puxado pelo peso do loiro e usa um braço para se segurar no outro garoto. "Espere!" Sasuke grita e, em vez disso, Naruto continua a rir, chutando as pernas no ar enquanto se segura na Kunai com a mão direita.

"Agora eu entendo! AGORA EU VEJO O LADO ENGRAÇADO!" Naruto grita insanamente enquanto continua a rir alto enquanto Sasuke tenta puxar Naruto de volta. "Isso tudo é uma grande piada! Tudo isso, é parte do plano." Naruto diz enquanto olha para Sasuke, que arfa enquanto se segura, Kakashi se movendo para ajudá-lo a puxar Naruto. "Eles fazem de você o seu Cavaleiro Branco, enquanto eu não sou nada além de uma aberração. A aberração salva pelo Cavaleiro, que história isso daria." Naruto diz enquanto soa meio louco e então começa a rir mais uma vez e libera um dedo da Kunai em sua mão.

"Naruto, pare de falar assim! Espere aí, estamos tentando ajudá-lo." Kakashi diz enquanto olha para o loiro, aqueles olhos verdes estranhos olhando para ele enquanto a fumaça verde continua a pairar sobre seu corpo.

"Oh, não. Isso seria parte do plano..." Naruto diz ainda soando meio maluco antes de sorrir insanamente para seu suposto time. "Mas eu não faço parte do plano, sou um Doido porque sou um estranho..." Ele diz com um sorriso enquanto olha para eles, o sorriso de Glasgow em seu rosto se abrindo nas laterais de seus lábios, outro dedo liberando seu domínio sobre a Kunai. "E felizmente para mim, ao contrário de todos vocês, eu realmente não gosto de seguir o plano..." Naruto então diz com uma risada enquanto libera a kunai, a pega com a mão esquerda e esfaqueia Sasuke no antebraço, causando-lhe gritar de dor ao soltar o loiro.

O adolescente rindo caiu naquele momento, rindo insanamente, mesmo enquanto batia no tanque de produtos químicos. Os três só puderam olhar em choque quando o viram cair mais fundo no tanque, logo nada além de bolhas sobrando do menino... e logo, mesmo aquelas pararam...

"N-Naruto ..." Sakura sussurrou com os olhos arregalados, Kakashi olhando antes de cair de joelhos enquanto Sasuke segurava seu braço.

"Não!" Sasuke sussurrou enquanto olhava e tentou pular sobre si mesmo apenas para Kakashi agarrá-lo rapidamente. "Me deixe ir, droga! Temos que salvá-lo!" Sasuke gritou alto e Kakashi balançou a cabeça.

"Ele se foi..." O homem diz simplesmente com Sasuke olhando para ele em resposta. "Vamos Sasuke, nós temos... nós temos que relatar isso para Sandaime-Sama..." Kakashi diz enquanto Sasuke o encara, Sakura olhando por cima da passarela em direção aos produtos químicos verdes abaixo. Ouvindo gritos, ela vira a cabeça para ver Kakashi tendo que carregar o adolescente de cabelo escuro para fora do antigo armazém. Apertando as mãos sobre as barras da passarela, Sakura lentamente alcança sua bolsa de equipamentos e tira uma velha carta de baralho. Na frente está um bobo estranho com um bastão, a palavra JOKER impressa ao lado do palhaço, enquanto nas costas tem um desenho estranho.

"Não sei por que achei que isso me lembrava você..." Ela murmurou enquanto olhava para um palhaço no cartão, suas pontas velhas e avisadoras. "Mas achei que você gostaria de tê-lo..." Ela murmurou enquanto largava o cartão e rapidamente se afastava da passarela enquanto o cartão caía para flutuar em cima do tanque de produtos químicos...

Tudo ficou em silêncio no armazém por um longo tempo, até que uma mão de repente se levantou do líquido verde e pegou o cartão, uma risada insana ecoando por toda a sala ruidosamente...

A Piada da Morte...

O que não nos mata nos torna mais estranhos...

Uma mão sai do tanque químico, então segura a lateral do tanque e levanta um corpo para fora dele. A pessoa cai no chão com um baque enquanto lentamente se puxa pelo chão, vestindo um estranho macacão roxo e carregando um par de sandálias Shinobi pretas. Uma risada ecoa pela sala, enquanto a pessoa estende a mão para pegar algo. Pegando um cachimbo de metal, a figura se levanta, uma familiar Kunai curva na mão e um cartão saindo atrás de sua orelha enquanto ele quebra o pescoço.

"Ugh… Que viagem…" Ele murmura antes de puxar o cano para baixo e então se afasta, cano e Kunai nas mãos, ele caminha mais fundo no lugar estranho. Caminhando por um corredor, ele logo se transforma em um banheiro antigo e vai se olhar no espelho. Olhando para ele estava um menino com olhos verdes brilhantes e um sorriso de Glasgow marcado em suas bochechas, parcialmente cobrindo todas as três cicatrizes de bigode em cada uma de suas bochechas. Olhando para seu rosto, ele pareceu se lembrar de algo por apenas uma fração de segundo antes de cerrar os dentes e colocar uma mão sobre ele, a outra na parede enquanto enfiava sua Kunai nela.

"Por que está tão sério..." Ele sussurra então percebe o cartão atrás de sua orelha e o pega, puxando-o de sua orelha, ele olha para a figura nele e uma risada escapa de seus lábios. "Por que está tão sério..." Ele pensa enquanto deixa cair o cartão e abre uma gaveta próxima, puxando várias pinturas faciais que pareciam ter pertencido a alguém anos atrás e as joga na pia, uma branca, a próxima preta e uma verde. "Por que está tão sério..." Ele diz com uma risada enquanto abre o branco primeiro e usa as duas mãos para espalhar por todo o rosto e orelhas.

Ele então pega o preto e rapidamente faz anéis ao redor dos olhos, depois três listras nas bochechas. "Por que está tão sério..." Ele sussurra enquanto pega o verde e o abre, usando as mãos ele espalha em seu cabelo loiro, transformando-o em um estranho loiro esverdeado antes de colocar as mãos na pia para olhar seu trabalho. Olhando em volta, ele percebe algo no chão próximo e o pega, um velho batom. Abrindo, ele quebra um pedaço endurecido para encontrar algum ainda utilizável e, em seguida, espalha rapidamente sobre seus lábios e as cicatrizes de Glasgow ...

"Vamos colocar um sorriso nesse rosto..." Ele fala enquanto se olha no espelho, vendo um palhaço pintado olhando para ele com olhos verdes brilhantes. Rindo levemente, o adolescente então estende a mão para pegar a Kunai de volta e olha para seu reflexo uma última vez antes de esmagá-lo com a coronha da Kunai. Rindo para si mesmo, o jovem girou nos calcanhares e quase tropeçou para fora da sala, com a Carta e a Kunai nas mãos, ele saiu do antigo armazém e viu uma cidade próxima.

Trilhando um caminho que ele não conhecia ou lembrava, o jovem adolescente partiu em uma nova jornada para o desconhecido...

Data,?: Dói na cabeça, não consigo me concentrar... Eu li este livro, quem o escreveu? Não sei. Como eu sabia onde estava? Quem sou eu? Não sei disso também. Piada ruim, eu também vejo, é tudo uma piada realmente ruim. Sim, Caos, Pandemônio! Sim! A Portador, Harbinger, Mensageiro, Agente do Caos! SIM! A piada é tão ruim que não consigo parar de rir, não consigo me concentrar, tudo é tão engraçado, é tudo tão engraçado, e é tudo TÃO HILÁRIO! A mente parece estar se quebrando. Mas pintar é divertido, eu me pinto, cicatrizes como um sorriso, preciso de um nome, não sei o quê, não o nome dessa pessoa obviamente, minha mão endireita uma merda, a dele é muito melhor... Piada ruim, Piada ruim... Piada... Não... Coringa!






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...