História A Pior Noite- Narusasu - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Narusasu Gaanaru
Visualizações 119
Palavras 2.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HESLOU MEUS AMORES

TURU BOM? Que cara de pau a minha de aparecer aqui depois desse tempo todo ;-;
Pois é gente vou explicar...
Seis já sabem do meu pc neh? Então... Ele voltou hoje (AMEM)
E só consegui escrever o cap hoje... E por que? Por que pelo celular tava uma ME***
desde que troquei a tela do meu Moto G
ta um c* para escrever la ;-; então eu decidi esperar meu pc retornar e cá estou eu :*
Desculpa ;-;

Espero que gostem do cap <3

Capítulo 8 - Passado


Fanfic / Fanfiction A Pior Noite- Narusasu - Capítulo 8 - Passado


Naruto On


-Por que Gaara está demorando tanto?- 


Já haviam se passado 2 horas desde que o ruivo  saíu para resolver seus assuntos pessoais, e sinceramente... Me sinto mal por ter sido deixado aqui sem qualquer explicação por mais simples e idiota que fosse. Gaara não costuma fazer algo desse genero, ele sempre me conta oque tem em mente ou oque está lhe encomodando, porem a unica frase que escutei antes de ve-lo partir foi:


''Naruto, preciso resolver um pequeno problema... Não posso entrar em detalhes no momento mas prometo te recompensar... Volto logo''


Aigo... Como se isso fosse me deixar satisfeito! Ele anda muito estranho para meu gosto.


Fechei meus olhos abruptamente mantendo minha respiração elevada. Eu realmente estou odiando cogitar a ideia de que minha amizade com o Sasuke acabou. Não consigo acreditar que isso aconteceu, a que ponto chegamos? Ele sempre foi egoista mas dessa vez se superou, tudo bem que eu tive uma grande parcela de culpa nessa história mas ainda sim ele deveria pensar mais antes de tomar atitudes no ápice do momento.


Ahhh


Naruto, se acalme okay? Ficar pensando nisso não vai te levar a lugar algum, é melhor relaxar. As coisas depois daquele dia estão apenas piorando, me sinto entorpecido com isso.... Mas que droga! Não consigo tirar esse assunto da minha mente. Are, are... Estou enlouquecendo. Pensei, aprofundando meu rosto no travesseiro enquanto me debatia bagunçando os lençóis. Melhor eu comer alguma coisa, talvez eu melhore em questão a isso.


Me levanto da cama coçando meus olhos e seguindo em direção a cozinha sem pressa para chegar no local. Quem sabe um Ramen possa melhorar minha noite? É uma ótima escolha. Sorrio fraco tentando reanimar meu humor enquanto abro o pequeno ármario onde guardava meu estoque de Ramen, logo apanhando um dos macarrões instantâneos. Se previnir nunca é demais.


**********

 


Já estava tudo pronto, uma tigela sobre a mesa exalando vapor quente acompanhada pelo Hashi e um copo de suco. Já deveriam ser em volta de 23:30 da noite, estava tarde... E quase na hora do meu Pai chegar. Tenho duvidas de que  Gaara realmente vai voltar, só espero que o ruivo esteja bem nessas ruas desertas, é perigoso rondar por ai nesse horário. Bom,pensando bem quem mexeria com ele? Gaara pode ser extremamente assustador quando quer! Tenho certeza que irá ficar bem! Mas ainda sim se preocupar nunca é demais.


-Tadaima- Ouço a porta da frente ranger anunciando a chegada de alguém, que eu rapidamente reconheci pela voz. Não consegui conter o sorriso de orelha a orelha, apesar de já ter uma certa idade eu agia como criança quando o mesmo retornava.


-Okaeri... Pai- Respondi em um tom auto o suficiente para que ele escutasse de onde estava.


A pessoa apareceu na porta com uma expressão acabada, seus cabelos estavam bagunçados e sua roupa um pouco amassada...  Era hilário, parecia que tinha acabado de acordar oque me fez sorrir e imaginar que havia se dado o trabalho de ir ali mesmo contra sua vontade com seu corpo implorando pelo colchão.


-Naruto...- Sua voz soou forçada, ele realmente estava cansado. -Comendo Ramen de novo? Já não te disse que viver apenas disso não irá lhe fazer bem...- 


Até exausto ele não deixa de me dar um sermão, tipico do meu pai!


-Aigo Otousan... Eu amo ramen- Cruzei os braços encarando suas orbes azuis que tanto me encaravam, retirando um sorriso ladino do mesmo.


-Are are Naruto... Vou fazer algo para você comer okay?- Ele sorri aproximando-se de mim e afagando meus cabelos carinhosamente. Particularmente, eu odeio esse seu costume... Me faz se sentir um garotinho indefeso de 5 anos! Mas é obvio que não irei dizer isso a ele.


-Otousan... Está tarde, e você parece cansado... É melhor descansar por agora- Disse sinceramente recebendo um olhar aprensivo do mesmo, que parecia não concordar com aquilo.


- É o maximo que posso fazer no momento para meu filho.... Eu não tenho tempo o suficiente para ficar com você, então ao menos uma janta eu tenho que preparar- Disse se dirigindo ao fogão. Ao que parecia ele estava mesmo levando isso a sério, apenas bufei em reprovação me  levantando da mesa.


Eram tantas coisas juntas que chorar era a unica coisa que conseguia no momento, porem não o fiz pois não queria preocupa-lo. Me sentia tão cansado e esgotado que queria abraça-lo e dizer o quanto estava doendo mas não podia fazer algo tão intimo mesmo que ele seja meu pai, me faz sentir-se fraco. 


Você deve estar imaginando, por que sua relação com seu pai aparenta ser tão triste e vazia? Simples... Não costumo conviver diretamente com meu pai. Cresci vendo o mesmo voltando cansado de seu emprego sem tempo algum para conversas ou brincadeiras.


Isso ocorre desde a morte de minha Okaasan, foi realmente algo triste. A mesma faleceu por conta de uma doença grave que atingiu seus pulmões dificultando sua respiração. Me lembro nitidamente das visitas que faziamos a ela no hospital,  vendo-a internada em estado terminal.... Era doloroso enfrentar aquela cena, ve-la deitada sobre uma cama sem forças para levantar e ainda pior... Enfrentar a terrivel aceitação de sua morte.


Eu costumava levar flores para tentar alegra-la, oque não era muito dificil. Guardava seus pequenos sorrisos em minha mente os mantendo como um tesouro precioso dentre minhas memorias... Pensando bem ainda os guardo com muito amor e carinho. O mais ironico em tudo isso era que até mesmo no leito de sua morte minha mãe continuava sorrindo como se estivesse tudo bem, como se morrer... Não fosse tão ruim como pensavamos.


Mas sim... Realmente era ruim, ou a pior coisa que poderiamos imaginar. Talvez para ela não fosse tão doloroso deixar esse mundo onde só há caós, com certeza ela partiria dessa para melhor... Estaria em paz no céu, mas enquanto a nós? E nossos sentimentos... A dor da perda? Ela não pensava em como meu pai se sentiria, ou em como eu me sentiria, apesar de pequeno eu entendia sobre a dor.... Porem ela dizia que não desejava nosso sofrimento, não era esse seu desejo... Apenas queria nos ver sorrir até mesmo quando partir-se. 


Mas não conseguimos, não fomos fortes o bastante para aceitar esse pedido... Desmoronamos como um muro após ser bombardiado, simplesmente perdemos nosso rumo quando escutamos a noticia ''Iremos desligar os aparelhos essa noite''. Eu era bem pequeno, mas ainda consigo me recordar da dor e desespero que meu pai passou naquele momento... Ao ouvir aquela frase. 


Mas Infelizmente não havia nada a ser feito, somente aceitar e seguir em frente. E assim fizemos, apesar da dor e angustia... Do peso que carregamos, ainda sim continuamos a viver nossas vidas. No começo meu pai desanimou com a vida, não tinha forças se quer para levantar e ir ao banheiro... Era angustiante ve-lo assim, mas tudo oque consegui fazer foi observar sua dor e não dizer nada, e isso resultou e perda de emprego e contas atrasadas. Sempre o via delirar em lágrimas enquanto abraçava o retrato da mesma, e isso me deixava mal... Me fazia se sentir culpado por não poder fazer nada em questão a isso.


Com o tempo nossa vida voltou a estaca zero, e conseguimos estabilizar nossos sentimentos... Principalmente meu Otousan. O mesmo voltou a se alimentar adequadamente e fazer suas higienes como antes, digamos que ele até conseguiu encontrar um novo emprego em uma empresa não muito conhecida mas qual oferecia um ótimo salário, perfeito para nos manter. Foi ótimo vê-lo reanimado novamente, ou pelo menos suportando tudo isso de uma maneira menos preocupante, foi um alivio para nossas vidas.


  Podia se dizer tudo estava ótimo.... Porem, nada é perfeito... E com o tempo comecei a ver tudo isso com maus olhos novamente... Por qual motivo? Irei explicar.... Ele simplesmente não encontrava mais tempo para mim, vivia em seu emprego e só retornava as 23:30 da noite, completamente cansado e sem tempo para uma conversa entre pai e  filho! Tudo bem que trabalhar não é algo fácil e eu entendo oque se passa.... Mas eu tinha apenas 7 anos de idade! Necessitava de atenção paternal, sem contar as propostas de folga que recebia mas não as aceitava.


Não sou capaz de compreender oque se passa em sua mente.... É estranho, as vezes sinto que meu pai não se sente a vontade com minha presença ou talvez me ache um estorvo qualquer. Eu sei que não é isso, ele não demonstra isso... Mas quando nos familiarizamos com a solidão tudo se torna escuro e até o pensamento mais confuso e improvável, se torna possivel. Me senti abandonado e esquecido quando ele finalmente superou tudo isso...


No fundo eu sabia que isso era apenas para meu bem, para poder me dar do bom e do melhor.... Mas eu só desejava seu carinho e atenção, não me importava com coisas materiais. Como algo material poderia preencher a dor e o vazio de não ter meu Otousan acompanhando meus passos? Não Estando ao meu lado quando o escuro do quarto me asssutava, quando me metia em brigas sem sentido no colégio.... Ou quando encontrava um programa engraçado na televisão e queria compartilhar com o mesmo... Quando minha barba começou a se tornar visivel e eu precisavas de alguém para me ajudar a dominar a lâmina.... Quantas vezes cortei meu rosto tentando aprender sozinho? Quantas vezes brinquei no parquinho com meu amigos quando menor e os vi indo embora com seus pais enquanto a mim... Sempre deixado para trás.

 


Eu praticamente me criei sozinho, dominando todas as aprendizagens domésticas com a vida. No momento já estou bem crescido, então não me importo com isso... Ao menos não como antes. As vezes ele até tenta demonstrar o quanto está preocupado com minha saúde e bem estar... E isso me deixa triste pois sei que ele se sente culpado por não ter sido um pai presente, mas em sua mente ele escolheu esse caminho... Escolheu tentar me dar de tudo quando estava esquecendo o essêncial... Amor.





-Outousan... Não precisa, eu realmente irei ficar bem com apenas Ramen... Não se preocupe okay? Prometo almoçar bem amanhã- Sorrio tentando lhe passar confiança. Pelo jeito meu ato resolveu a situação, ele pareceu mais calmo quanto a isso.


-Tem certeza filho? Não estou tão cansado como pensa...- Ele insiste me fazendo revirar os olhos


-Hai hai... Eu estou bem! Pode ir pai, alias... O Gaara irá dormir aqui hoje  e você sabe como ele cozinha bem não é? Qualquer coisa fazemos algo para matar nossa fome-


-Então  está bem... Vou acreditar em você Tudo bem?- Ele finalmente se da por vencido me fazendo suspirar.  - Mas qualquer coisa Naruto... Não exite em me acordar okay? Irei preparar algo na hora para você comer-  Ele sorri se aproximando de mim.


-Boa noite pai- Sorrio ladino em resposta, vendo seu sorriso radiar ainda mais com minhas palavras.


-Boa noite filho- Ele deposita um pequeno selar em meus lábios me fazendo corar.


-Otousan!!- Bufei emburrado tirando algumas risadas do mesmo


-Desculpe Naruto, esqueci que você já não é o mesmo garotinho de antes-


-É claro que! Não sou mais criança para você me dar selinhos- Digo demonstrando minha falsa irritabilidade por conta de seu ato.


-Irei me lembrar da proxima ver- Ele sorri novamente, aproveitando minha distração para roubar outro selar e sair correndo em direção ao seu quarto cantando vitória por isso.


-Aigoo!!!!! - Resmungo o praguejando mentalmente por agir de uma forma tão infantil. Senhor Minato nunca muda.

Suspiro me sentando novamente na mesa, sentindo o lugar finalmente ficar em silêncio , tudo estava quieto como antes. Apanhei os Hashi (para quem não conhece, hashi são aqueles palitinhos do japão usados para comer sua refeição) me preparando para finalmente comer aquele delicioso Ramen, e com certeza ele já deve estar frio pelo tempo que permaneceu ali.


-itadakimasu- Disse logo levando uma boa quantidade do ramen até minha boca, saboreando aquela maravilha sem pressa alguma. Apesar de estar morno, o gosto ainda era um dos melhores!


Com tudo sou interrompido por batidas extremamente irritantes e repentinas na porta me fazendo bufar em reprovação. Será que não posso se quer sentar para comer em paz? 


Me pergunto levantando da cadeiro e caminhando em direção a porta sem animo algum. Levo minha mão em direção a maçaneta a virando e abrindo a porta, dando de cara com um ser humano parado na minha frente.


-Yo- Ele sorri adentrando sem ao menos esperar minha aprovação


-Isso é hora de chegar Gaara?- Pergunto cruzando os braços o vendo sacudir a cabeça negativamente.


-Gomen Naruto... Prometo te recompensar essa noite okay?- Ele diz em um tom alterado e de alguma forma... Senti malicia em suas palavras? Não... Nem pensar.


-É bom mesmo... Falando nisso você atrapalhou minha janta- Comento tentando quebrar o clima estranho que havia permanecido no ar.


-Desculpe novamente... Pode voltar a comer, eu espero na sala- 


Apenas assenti voltando minha atenção ao meu delicioso Ramen.


Notas Finais


É isso gente ;-;
Bom, desculpem qualquer erro ortográfico :v
Eu escrevi agora, e não deu tempo de rever os erros... Apesar de ter visto porem as vezes eu deixo passar algo ;-;
E desculpe tambem se o cap esta curto ou meio sem sentido '-
Eu escrevi correndo só para atualizar a fanfic para vocês <3 (E para mostrar que não morri)
^^ Amanha posto outro cap :v com uma continuação melhor '- e mais detalhada

bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...