1. Spirit Fanfics >
  2. A Place Called Hate >
  3. A Place Called Hate

História A Place Called Hate - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


T. Santana
A Place Called Hate
A obra trata-se de uma fanfiction inspirada em JoJo's Bizarre Adventure, e pode exibir temas perturbadores. O conteúdo a seguir não foi sujeito a sérias revisões linguísticas.

Capítulo 7 - A Place Called Hate


Fanfic / Fanfiction A Place Called Hate - Capítulo 7 - A Place Called Hate

Moira diz estar satisfeita com até onde chegamos, e decide debandar. Explica que não quer mais se envolver com nossas motivações. Eu entendo perfeitamente o seu lado, mas Volpo parece um pouco decepcionado. Vamos em uma moto de volta para a escola.

Vejo raiva transparecer do rosto de meu amigo. Mas o aperto firmemente para confortá-lo. Após horas de viagem, chegamos em frente a escola durante a tarde. Ele pede para que eu não me envolva muito, e apenas o dê cobertura, pois não conhecemos o inimigo. Eu aceito, e deixo o "trabalho sujo" para ele.

Coincidentemente, Sarteano está saindo do portão da escola e caminhando em alguma direção. É a primeira vez que o vejo fora da escola. Nós deixamos que ele tome uma certa distância, para então discutirmos as possibilidades. Volpo me questiona se ele era o homem de minhas visões, e eu afirmo que sim.

- Não podemos matá-lo sem ter certeza... Visões são apenas visões. - Volpo reflete racionalmente, desfazendo o seu veículo. - Precisamos da confirmação do homem de chapéu negro. Eu o trarei aqui.

- P-Professor Sarteano! - Grito por seu nome, com a esperança de fazê-lo olhar para trás. Como já era de se esperar, ele não me dá ouvidos e continua caminhando.

- Não importa, Nini. Nós vamos descobrir tudo agora. - Diz Volpo enquanto materializa um dínamo em suas mãos. Ele se aproxima do professor, e ao gerar eletricidade com o gerador, o fantasma com chapéu negro surge.

Colocando as mãos sobre seus olhos, o homem de chapéu negro parece estar lembrando de algo.

- E-Então... Ele é o assassino... ? - Eu indago o fantasma, que afirma logo em seguida, acenando com a sua cabeça.

Volpo é consumido por toda a sua fúria acumulada por todo esse tempo, e arremessa o dínamo em direção ao professor, ainda de costas e caminhando. Ativando o seu stand, o fantasma causa uma grande explosão assim que a máquina entra em contato com o inimigo.

- Você lembra de quando você me matou ?! - O fantasma com chapéu plumado pergunta olhando para uma cortina de fumaça que se abriu após a explosão. Vemos que Sarteano estava finalmente morto quando a fumaça desaparece. Mas ainda havia algo errado: o fantasma estava se contorcendo bruscamente.

Precedente a uma implosão no corpo espectral do homem, estavam algumas contorções e lamentos. O dano causado a Sarteano foi claramente refletido ao fantasma, resultando na completa destruição de ambos.

...

O fascínio quase que psicótico dos homens por Raffaela não era coincidência. Ela foi uma das primeiras pessoas em Nápoles a despertar um stand, e ele era Play Dead. A garota não tinha conhecimento de seu próprio poder, e por isso, ele tornou-se automático. Seu poder atraía afetivamente pessoas do sexo oposto, os enlouquecendo caso o amor não fosse correspondido, e em seguida, obrigava-os a matar a usuária. A habilidade pune o seu assassino ao criar um ciclo temporal onde ele sempre é o causador de sua própria morte para toda a eternidade.

Enquanto tateia no vazio do mundo dos mortos, Sarteano percebe que não existe mais um único resquício de culpa dentro dele. Ele encontra uma luz que o cega por um momento, e ao atravessá-la sem cautela, retorna ao mundo dos vivos como um fantasma, não mantendo quase nenhuma de suas velhas memórias. Suas cicatrizes foram completamente curadas.

Lembrando apenas que foi impiedosamente assassinado por um homem usuário de stand, ele observa as nuvens. Talvez nunca tenha sentido tamanha tranquilidade antes. Em suas mãos está um chapéu negro com uma grande pluma branca, e em sua mente apenas uma sede implacável de vingança.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...