1. Spirit Fanfics >
  2. A Primeira Garota Que Amei - Supercorp >
  3. Como eles fazem na Europa?

História A Primeira Garota Que Amei - Supercorp - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Como eles fazem na Europa?



Segunda, 15:30


Lena se olhava em um espelho de tamanho médio que ficava acoplado em uma das portas de seu guarda roupas. Não tinha certeza se uma bermuda, uma blusa verde escuro de mangas longas e um par de tênis marrons era uma combinação de roupas adequada para entrevistar alguém, provavelmente não era, mas já estava a muito tempo tentando encontrar algo legal para vestir, e ainda tinha o cabelo para ser arrumado. Depois de passar mais alguns minutos trançando e colocando algumas mexas azuis apenas na parte esquerda de seus cabelos, ela finalmente estava pronta para ir. Tinha que estar na casa da Danvers em menos de uma hora.

- Lena, a onde está indo? 

Antes que pudesse chegar até a porta, ela ouve sua mãe a chamar da cozinha.

- O que aconteceu com seu cabelo?

- Coloquei algumas mexas. Acha que ficou estranho?

- Não, até que está bonito. Por que não me chamou? eu poderia ter te ajudado com as tranças.

- Na próxima eu chamo, certo? agora eu tenho que ir fazer um projeto.

- Onde, exatamente?

-  Mãe, é bem ali!

-  Por que é a primeira vez que ouço sobre esse projeto? Vai fazer com Jack?

Se ela dissesse que iria, sua mãe saberia na hora que era mentira, já que raramente ia na casa do garoto. Por algum motivo não queria dizer o que realmente iria fazer naquela tarde, e nem com quem.

- É um projeto com ácidos e bases para amanhã. Na verdade, o prazo era hoje, mas minha parceira não fez a parte dela, então já vai valer menos. E cada segundo que perco aqui reduz muito mais a chance de terminarmos a tempo.

- Tudo bem! se esperar um pouco, levo você em 10 minutos. - Lilian falou já começando a subir as escadas.

- Eu vou de bicicleta, mãe! - A matriarca parou o que estava fazendo se voltando para filha. De alguma forma, sabia que a mais nova estava mentindo.

- Posso ir, mãe? Antes que escureça, por favor. 

- Por que tenho o pressentimento de que está mentindo pra mim? - Desceu das escadas voltando a ficar próxima da filha.

- Mãe, deixa dessa. Eu só vou terminar meu projeto e voltar pra casa. 

- Tá certo então. - Segurou o rosto da filha para dar um beijo em sua testa, rindo ao ver a careta que a mais nova fez. - Deixe o celular ligado e volte antes das oito!

- Tá legal, mãe. Tchau!


Já na frente da casa das Danvers, Lena passou as mãos por seus cabelos e ajustou melhor as roupas no corpo, até finalmente apertar a campainha. Depois de um tempo a porta a sua frente foi aberta por uma Kara Danvers vestida em um conjunto de moletom amarelo.

- Oi! - Kara saudou a mais nova com um sorriso no rosto.

- Oi! Desculpe pelo atraso, é que eu demorei um pouco pra encontrar sua casa.

- Não tem problema. Entra. - Kara deu espaço para a Luthor entrar e assim ela o fez. 

Lena colocou as mãos nos bolsos de sua bermuda, passeando seus olhos pelo novo ambiente. Era uma casa bastante bonita e tão limpa que,  por um momento, pensou em tirar os sapatos, mas desistiu da ideia ao ver que a garota a sua frente, estranhamente, usava um par de all stars.

- Tudo bem? - Kara perguntou em um tom divertido

- Tudo, é que... você tem uma casa muito bonita.

- Obrigada. Vem! vamos nos sentar. - Kara levou Lena até uma escrivaninha que ficava no canto da sala. Antes de sentarem a mãe de Kara, Eliza, apareceu na sala.

- Olá!

- Mãe, esta é Lena, ela é do anuário. Estamos fazendo um projeto.

- Oi, Lena! é um prazer conhecê-la! - Eliza estendeu sua mão para cumprimentar a jovem, que repetiu o ato.

- O prazer é todo meu, Sra. Danvers.

- Você pode me chamar de Eliza, querida!  Então você é do anuário da escola?

- Mãe, eu acabei de falar isso.

- Eu sei, meu amor, eu só queria puxar um pouco de assunto.- Eliza falou levantando as mãos em sinal de rendimento. - Mas eu já entendi! vocês querem ficar a sós para terminar o trabalho de vocês. Eu já estava de saída, de qualquer forma.

- É, mãe, Lena deve ser muito ocupada e tal. - Lena se divertia com a interação de mãe e filha a sua frente, principalmente com a  falta de paciência que a mais nova demonstrava.

- Tudo bem, eu já estou indo. - Falou se virando para Lena - Só uma dica! Você deveria perguntar como ela administra escola e esportes. Porque a maioria das crianças não consegue... mas essa aqui consegue, e está entre os melhores da turma.

- Meu Deus! - Kara exclamou enquanto, gentilmente, empurrava sua mãe em direção a porta.

- Entre os melhores da turma... - Eliza gritou antes de finalmente sair da casa deixando as duas garotas sozinhas.

- Ela já entendeu, mãe! - Kara solta um longo suspiro voltando a se aproximar da mais nova - Desculpa por isso, minha mãe é um pouco... demais.

- Eu gostei dela! Achei ela bem divertida.

- É... Mas então, é melhor começarmos a entrevista. - A loira falou indicando com as mãos o lugar para a morena se sentar. - Vou logo avisando que nunca fui entrevistada antes.

-  Não se preocupe com isso, só vou fazer algumas perguntas básicas e pronto. Nada de mais mesmo. - Lena falou com um meio sorriso olhando nos olhos azuis da garota a sua frente. Só percebeu que estava encarando a atleta por tempo demais, quando a maior desviou seus olhos para o caderno que encontrava nas mãos da Luthor. - Hum... Vamos lá! Primeira pergunta...

- Espera... deixa eu só pegar um suco pra gente. - Lena apenas acenou com a cabeça observando a loira ir para onde deveria ser a cozinha. Em menos de dois minutos a garota já estava de volta com duas garrafas pequenas de suco nas mãos. - Gosta de suco de laranja?

- Gosto sim. - Pegou a pequena garrafa que a garota lhe ofereceu e, depois de tomar um pouco, voltou a olhar pro seu caderno checando as perguntas que havia preparado para a loira. - Podemos começar agora?

- Claro! Vamos lá. - Se acomodou melhor na cadeira, começando a olhar com mais atenção para a morena.

- Você está no último ano, então você deve ter 17 anos, certo?

- Isso.

- A quanto tempo você joga softball?

- Eu jogo a uns...  10 anos. 

- Certo! - Anotou em seu caderno as novas informações. - Alguém te motivou a jogar ou começou por vontade própria?

- Minha irmã mais velha me ensinou a jogar. Ela fazia parte do antigo time da escola quando era adolescente. - Falou pensativa - Mas Alex é uma universitária agora e já  não joga mais a um tempo.

- Você tem outros irmãos, além dela.

- Não, só ela mesmo. - Kara se inclinou um pouco sobre a mesa tentando espiar o que a morena escrevia. Uma tentativa sem sucesso pois, prontamente, a Luthor levantou um pouco o caderno, impedindo a loira de ver alguma coisa. - Qual o problema de me deixar dar uma olhada?

- Vai poder olhar quando o artigo estiver pronto Srta. Danvers. - Sorriu quando a loira a sua frente se ajeitou na cadeira cruzando os braços em um sinal claro de que não gostara da resposta dada pela Luthor. - Além de curiosa é birrenta?

- Não sou birrenta! Só acho que, como sou a entrevistada, deveria ter alguns privilégios, sabe? - Falou voltando a se inclinar sobre a mesa. - Mas tudo bem, eu nem estou tão interessada assim de qualquer forma. - Deu de ombros.

- Sei. - Proferiu apenas. Tinha uma pergunta que Lena queria muito fazer para a mais velha, mas estava em dúvida se fazia ou não. - Então... próxima pergunta...

- Pode mandar! - Kara disse em um tom brincalhão.

- Você tem namorado? - Lena perguntou tentando soar o mais casual possível.

- Como?

- É que... sabe, entre o softball e os estudos, e sendo tão boa em ambos, encontrar tempo para um relacionamento, é tipo... acho que nem um Super-Herói conseguiria administrar tantas coisas assim. - Lena falou franzindo o cenho e torcendo internamente para que a loira compra-se aquele papo furado.

- Entendo. Não, eu não tenho namorado nem nada do tipo.

- Você tipo... não tem tempo ou...? - Lena se arrependeu da pergunta assim que ela saiu por seus lábios.

- Hum... eu não sei. - Falou se remexendo na cadeira - Essa pergunta é realmente importante por seu artigo?

- Não. Na verdade foi uma pergunta idiota que eu não deveria ter feito.- Sorriu sem graça. - Vamos mudar de assunto.

- Vamos!


Quando a pequena entrevista chegou ao fim, o dia lá fora já tinha dado lugar a usual escuridão da noite. Depois de ter arrumado as coisas em sua mochila, Lena foi acompanhada por Kara até a varanda. 

- Não sei quando é melhor pra você. - Lena falou. Estavam combinando de se encontrarem novamente.

- Podemos ir ao parque na quarta. Direi que falta responder mais algumas perguntas, para assim, conseguir sair mais cedo do treino. Eles basicamente me deixam fazer o que quiser.

- Porque você é a melhor. - Brincou colocando as mãos nos bolsos de sua bermuda. 

- Não sou não!

- "Não sou não!" 

- Nossa! quantos anos você tem? 10?

- Desculpa. Esse é um péssimo hábito meu. - Falou cobrindo o rosto com as mãos.

- Tudo bem! Eu até que gosto de pessoas idiotas, sabe?

- Haha! muito engraçado. - Lena falou percebendo que, naquele momento, as duas estavam muito próximas uma da outra.

- Não quer esperar mais um pouco? daqui a pouco minha mãe chega, ela pode te dar uma carona.

- Não precisa. Eu não moro muito longe daqui de qualquer forma.

- Tem certeza? Já está um pouco tarde, pode ser perigoso.

- Não se preocupe com isso, eu ando malhando. - Flexionou o braço direito, arrancando uma risada da loira a sua frente.

- Tudo bem, então... tchau. - Se inclinou para deixar um beijo na bochecha da Luthor, mas desistiu do ato no meio do caminho, oferecendo a mão para um cumprimento logo em seguida. Ficaram apertando a mão uma da outra por alguns segundos, rindo da forma desajeitada daquela despedida. - Desculpa por isso, eu sou péssima com cumprimentos e coisas do tipo.

- Bom! Poderíamos fazer como eles fazem na Europa?

- E como eles fazem na Europa?

- Assim. - Lena se inclinou colocando as mãos no pescoço da loira para logo depois deixar um beijo nas bochechas dela.


- Oui, Oui. - Kara brincou. Estava sentindo suas bochechas queimar com a atitude da garota mais nova. 

- Tudo bem. Estou indo agora.

- Tchau!

- Tchau!

Sob o olhar da jovem atleta, Lena finalmente pegou sua bicicleta e foi para casa. 


 


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...