História A Princesa Da Grifinória E O Galã Da Sonserina - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Dino Thomas, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Simas Finnigan, Theodore Nott
Tags Draco Malfoy, Dramione, Emma Watson, Harry Potter, Hermione Granger, Tom Felton
Visualizações 22
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, LGBT, Magia, Romance e Novela, Saga, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii Potterheads!!!
Turu bom???
Hoje começaremos mais um capítulo dessa fic maravilhosa!!!
Por isso tenha uma boa leitura!

Capítulo 5 - Ala Hospitalar



PVD HERMIONE
Quando cheguei a Hogwarts depois de uma pequena viagem de carruagem,falei ao pessoal que ia fazer um curativo no meu rosto na ala hospitalar,Gina é claro logo se ofereceu para vir comigo,mas eu logo falei que estava tudo bem e que não era nada grave e que ela poderia ir para o salão comunal se vestir para o jantar,depois da relutância da ruiva ela deu o braço a torce,e agora estou esperando Madame Pomfrey acabar de me medicar para finalmente fazer o curativo,como a mesma disse ela tinha que verificar se eu apenas tinha aquele ferimento e não uma fratura ou coisa do tipo.
-A senhorita deu sorte,foi apenas o corte mesmo,por que do jeito que você descreveu o ocorrido,era para ter quebrado um braço ou ter tido um corte pior. -Ela disse ao determinar de me examinar. 
A porta da ala se abriu com um estrondo e vi o grupo mais chato e nem tão gatos atravessar a grande porta da ala hospitalar,Malfoy é claro sendo carregado pelo os outro dois, reparo que ele esta com o mesmo gesto que fazia no trem,ainda mancava e mantinha o braço segurado pela mão.
-Mas oque significa isso??? -Madame Pomfrey falou irritada. -Isso aqui ainda é uma ala hospitalar e não o vestiário do campo de quadribol.
-Foi mal Madame Pomfrey mas é que a loira aqui tá acidentada. -O moreno disse tentando conter o riso com a cara de incredualidade que Malfoy lhe lança.
-Eu esperava  sua vinda senhor Malfoy,a senhorita Granger me contou oque ouve com vocês no trem. -Ela então levantou e andou até a manca em que Malfoy foi deixado por seus amigos enquanto a mesma estava falando. -Senhorita Granger medicarei o senhor e já lhe faço o curativo. -Assim que a mesma voltou sua atenção para Malfoy revirei meus olhos,o doninha sempre tinha preferencia,até mesmo quando não queria,ele pareceu ler meu pensamento pois logo me lançou um sorriso sacana,preferi ignorar e esperar Madame Pomfrey voltar a me atender.
-É senhor Malfoy,como eu suspeitava o senhor quebrou o braço. -Pronunciou Madame Pomfrey quando acabou de examina-lo.
-Ih,a calopsita tá com a asa quebrada. -Zoou o moreno novamente.
-Senhor Zabine e senhor Nott já podem se retirar,a seleção dos primeranistas já começou e logo o jantar será servido. -Os dois sonserinos se retiraram.
-Mas Madame Pomfrey e minha perna? Está doendo,ela não esta quebrada também? -Malfoy se pronunciou.
-Não,o senhor apenas deu um jeito na perna como diria no mundo trouxa,basta só tomar um remédio para dor que logo vai parar de doer,já o braço o senhor terá que engessar.
-Ninguém merece,isso tudo é culpa sua Granger. -Ele disse com raiva.
-Minha? -Perguntei incrédula. -Não posso fazer nada se o galã da sonserina vive no mundo da lua.
-Parem já vocês dois! -Disse Madame Pomfrey em um tom alterado. -Eu vou buscar os materiais e poções para dor necessário para atender vocês,eu espero não ouvir nenhuma discursão ou ofensa da parte de nenhum dos dois. -Ela então deixou eu e Malfoy sozinhos e foi até a sala de materiais e poções. 
-Minerva me encontrou no caminho até aqui e me disse que era para você e os demais monitores esperarem por ela após o fim do jantar. -Ele pronunciou depois de alguns segundos,eu apenas assenti com a cabeça e fiquei quieta,nem me importei se o mesmo havia visto o gesto ou não.
Depois de uns três minutos Madame Pomfrey apareceu e começou a fazer o curativo na mina bochecha,o  mesmo foi tampado por um bandaid e fui liberada da ala,agradeci e sai da ala.
Fui para o meu dormitório na Grifinória e coloquei as veste da escola,pronta fui até salão principal e graças a Merlin ainda estava cheio de pesssoas,eu não teria que jantar com o salão vazio,fui até a mesa da Grifinória e me sentei ao lado de Harry e Gina,me servi com uma pequena porção de comida e suco de abóbora.

PVD DRACO
Depois da saída da Granger fiquei mais uma meia hora engerssando meu braço e tomando poção para dor fui liberado,como já estava com o uniforme fui direto para o salão principal,entrei e fui até a mesa da Sonserina,meus amigos já haviam saído,apenas Tória estava na mesa por isso me sentei ao seu lado,me servi e comecei a comer.
-Como foi lá na ala? -Tória perguntou olhando pra mim.
-Quebrei o braço e tive que engessar como você pode ver,tive um mal jeito na perna por isso estava mancando,mas com a poção pra doer já melhorou.
-Oque é mal jeito? -Ela perguntou com uma careta.
-Também não sei,Madame Pomfrey disse que é um negócio trouxa.
-Hum,entendi. 
Ficamos conversando eu acabar meu jantar,quando acabei percebi que só havia os monitores no salão que esperavam por Minerva que já não estava no salão quando eu entrei.
-Draco eu vou indo para a comunal,tenho que arrumar minhas coisas. -Ela me abraçou e se retirou,Pan cruzou na porta do salão com Tória e depois veio até onde eu estava.
-Draco você nãp vai acreditar no que aconteceu! -Ela disse nervosa.
-Hum,oque houve dessa vez Pan. -Disse calmo oque fez o estresse de Pan aumemtar.
-Sumiram com nossas coisas!!! Depois do jantar quando eu fui até o dormitório minhas coisas não estavam mais lá,aí eu pensando que era brincadeira dos meninos fui até o dormitório de vocês pra tirar satisfações mas eles me disseram que não foram eles e que suas coisas também haviam sumido.
-Mas que porra é essa? Será que roubaram nossas coisas? -Perguntei sério. -Quando a velha da Minerva aparecer e falar oque quer que  seja eu vou resolver esse problema.
Nesse momento Minerva atravessou as portas do salão principal e nos chamou.
-Bom desculpa a demora,agora levarei vocês para seu novo salão comunal,venham comigo.
 


Notas Finais


E aí? Oque acharam? Como vocês acham que vai ser o salão comunal dos monitores??
me contem tudinho!!!!!
Espero que vocês tenham gostado,desculpa qualquer erro ortográfico.
Até o próximo capitulo!
Beijinhos de luz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...