História A princesa das trevas - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Ao no Exorcist, Diabolik Lovers
Personagens Izumo Kamiki, Konekomaru Miwa, Kuro, Mephisto Pheles, Personagens Originais, Renzo Shima, Rin Okumura, Ryuji "Bon" Suguro, Satan, Shiemi Moriyama, Shura Kirigakure, Yui Komori, Yukio Okumura
Tags Ação, Ao No Exorcist, Diabolik Lovers, Drama, Romance
Visualizações 104
Palavras 1.707
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tô aqui no segundo Cap dessa fic que eu tô amando escrever ^-^
Aviso: a imagem do Cap representa o Alex nessa fic, porem a imagem é de um personagem de um jogo japonês eu acho, mais a imagem é só pra mostrar como ele é então não associem ele ao seu verdadeiro personagem que é o do jogo.

Capítulo 2 - A fuga


Fanfic / Fanfiction A princesa das trevas - Capítulo 2 - A fuga

Fugir... nunca havia passado pela minha cabeça a ideia de fugir de Gehenna para nunca mais voltar. Não sei se existe um lugar em que meu pai não me encontre. Mais vou procura-lo, não posso mais abaixar a cabeça e seguir as ordens como uma boa menina, não se isso for me levar a me casar com quem eu não amo.

Fugimos ontem a noite, meu pai ainda não deve ter notado, mais em breve notará. Eu e Alex passamos a noite na mansão Sakamaki. Acabamos de acordar e eu estou morrendo de fome, mais comida mortal não vai me satisfazer, aliás ela é nojenta, só o cheiro de um hambúrguer me faz querer vomitar. 

-Eu tô morrendo de fome- Choramingo me jogando no sofá da sala. -Não podemos sair pra caçar?- Assim que essa ideia passou pela minha cabeça meu estômago roncou, implorando por um único pedaço de carne humana.

-Ainda não- Disse Alex sentando ao meu lado no sofá- Não se esqueça que em pouco tempo terá demônios nos procurando em todos os cantos.

-Então a opção é morrer de fome?- O encaro temendo que a resposta fosse sim, pois já estava com tanta fome que poderia mata-lo se ele falasse sim.

-Não foi o que eu disse, mais temos que ser cautelosos agora, eu estou tentando falar com um amigo meu, se eu conseguir eu acho que ele consegue um lugar pra gente ficar.

-Com comida- Ele ri com a minha pergunta e assenti.-Graças a Deus.

-Bom dia- Vejo Yui entrando na sala onde nós estávamos.

-Bom dia- Digo animada. 

-Como passaram a noite?-

Mais importante quando vcs vão embora? - Um certo quatro olhos ranzinza chega na sala e senta no sofá.

-Em breve Reiji, decha de ser mala, e passamos bem a noite Yui. - Dou um sorriso para a loira que retribui.

-Será uma pena se vc for assim, Bitch-Chan. Vou sentir saudades. -Falou um certo ruivo de chapéu, pude perceber o incômodo de Alex quando o ruivo sentou do meu lado, deu uma pequena risada e peguei o chapéu do ruivo, colocando no Alex.

-Também vamos sentir saudades Laito, né Alex. -Ele assenti sem tirar os olhos do celular. -Da pra larga e esse celular, vc ta pior do que quando tava em Gehenna!- Falo pegando o celular das mãos dele.

-Ei! Me devolve estou tentando falar com um amigo! - Ele tenta tirar o celular de mim.

-Que amigo? - Olhei para a tela do celular e vi claramenteo nome escrito, ele tira o celular de mim antes que eu pudesse ler a conversa. - Porque está falando com o Mephisto??? 

-Eu... - Ele fez uma pausa, suspirou e abriu o jogo - Eu pedi pra ele deixar agente ficar na Academia. - A primeira coisa que passou pela minha cabeça foi que o Mephisto tinha traído os demônios e começou a viver com EXORCISTAS. Acreditam na cara de pau dele? - Ele aceitou. - É claro que aceitou ele é um puto pé no saco. 

-Não vou ir pra lá! - Fiz birra pra ele, sabia que ele ia acabar me convencendo, mais eu ainda tinha esperança que ele se tocasse que aquela ideia era péssima e que o Mephisto não é confiável. -É uma péssima ideia.

-Precisamos ir, a academia é protegida por uma barreira anti-demonios, oque vai dificultar pra qualquer demônio que queira te caçar. - Ele me olha com aqueles olhos amarelos lindos... pera aí no que eu to pensando? 

-Tá... Mais ainda acho uma má ideia.  -Tipo MUITO ruim mesmo.

-Tem só mais uma coisa... - Ele me olha nos olhos, me levanta do sofá onde eu tava sentada, me afasta dos móveis e de todos e se afasta. Eu não tava entendendo nada, muito menos quando ele foi até a cozinha e voltou com dois baldes de água. - Você vai ter que estudar na escola de exorcistas onde estudam seus irmãos Rin e Yukio.

Assim que ele fala eu sinto uma raiva... tipo IMENSA ao ouvir o nome dos meus "irmãos" meu pai que sempre falava deles, dos planos que tinham pra eles. Eu sempre pensei: "Onde é que eu fico no meio disso" acho que na mente do meu "pai", casada com um demônio qualquer e bem longe dele. Percebo que todos estavam me olhando surpresos, menos Alex. - Que foi? - Pergunto sem entender nada, quando olho pra mim mesma percebo que estava coberta com chamas azuis, estava com meu rabo de demônio e também com as orelhas de lobo. Alex então joga os dois baldes de água em mim, água contra chamas azuis não adiantavam, mais serviu para me distrair e então as chamas se apagaram -Qual é!!! Eu to enxarcada!!- reclamei e Alex colocou uma toalha em cima de mim e me disse para ir tomar banho. Eu obedeci e fui para o quarto de hóspedes que eu estava.

Depois de tomar banho eu coloquei uma saia preta e uma blusa preta com uma caveira branca no meio. Penteei os cabelos, coloquei uma sandália qualquer e fui até a sala. Deixei o rabo e as orelhas a mostra, não tava afim de esconder hoje.

Assim que entrei no local onde estavam todos reunidos (oque é raro) todos me olharam, nunca tinham me visto com orelhas e rabo. E sinceramente, me senti um pouco incomodada, apesar de mais solta.

-Ora ora, veja quem decidiu mostrar o rabo- Alex brincou e eu dei um soco em sua barriga.

-Isso é por me deixar encharcada, aquela água estava fria! Baka! - Ele ri de mim e eu me sento no sofá ao lado de Yui. - Quando nós vamos? 

-Agora- tem alguém se achando muito pro meu gosto.

-Nem vem! Nós não vamos ir agora! Não esqueça que só eu posso ativar o cristal então eu decido quando nós vamos... - Sou interrompida. 

-Lá tem comida... - As três palavras que eu mais desejei escutar em toda minha vida. 

-Levanta daí nós vamos agora mesmo- Disse me levantando do sofá e pegando a minha mochila (sim, eu sempre to com essa mochila.) vasculho a mochila procurando o cristal. -Cadê...- Ouço Alex rir atrás de mim.

-É só falar em comida que você já fica assim. - Ele disse com o cristal na mão - Vamos.

Antes de ir abracei a Yui e também todos os irmãos, que estavam ali mais como meros espectadores. Prometi que eu voltaria todo fim de semana pra ficar com eles. Pude ouvir Reiji bufar e eu ri da reação do quatro olhos. Logo fui até ele e o abracei, ele nem se mexeu... Cara parece sem coração, mais eu gosto dele mesmo assim.

Fomos pro meio da sala, Eu peguei o cristal com uma mão e mordi minha outra mão de maneira que ela sangrasse. Alex fez o mesmo e demos as mãos que ainda sangrava. Nosso sangue se misturou e eu disse as palavras que eu jurei que nunca diria. As palavras que me levariam a Assiah.

-Peço humildemente a deusa do cristal que nos leve para... Assiah. - A sala toda começou a girar e nós aparecemos em um lugar que eu nunca tinha visto antes. Estávamos na frente do que eu acho que é a Academia Vera Cruz. - É aqui? - Pergunto olhando para o ruivo do meu lado, mais coro ao ver que ainda estávamos de mãos dadas.  PORQUE DIABOS EU ESTOU CORADA??? Viro meu rosto pra que ele não visse e solto minha mão da dele. 

-Sim... Eu acho... - Esse "eu acho" não me deixou nem um pouquinho confiante.

-Como assim você acha? 

-Nunca estive em Assiah, assim como você eu sou um demônio que vive... ou melhor, vivia em Gehenna! 

-Vejo que já chegaram - Fala uma voz atrás de mim, e antes mesmo de me virar eu já sabia quem era -Como vai, irmãzinha.

-Mephisto. Que desprazer em vê-lo. - Falo dando uma risadinha no final.

-Que isso irmãzinha, não precisa ser tão rude. Venha vamos entrar, vocês devem estar com fome. - Antes que eu pudesse falar qualquer coisa Alex fala antes de mim.

-Claro, obrigado Mephisto. - Reclamo baixinho.

-Antes de irmos escondam seus traços demoniacos. Ou seja a cauda e as orelhas. - Fizemos como ele mandou e seguimos Mephisto até sua sala.

-Vamos comer aqui? 

-Sim, vocês tem um paladar diferente que foi aperfeiçoado em Gehenna. Ou seja, vocês comem carne humana, como já devem saber a maioria dos estudantes aqui, aliás quase todos, são humanos. Portanto para não corrermos riscos hoje vocês vão comer aqui. Amanhã o quarto que preparei pra vocês estará pronto, então podem comer lá.

-Espera amanhã, e hoje vamos dormir aonde? - Eu estava cada vez mais desconfiada das intenções de Mephisto.

-Como aonde? Vocês vão dormir no mesmo quarto que Rin e Yukio. O quarto que preparei pra vocês foi pintado hoje, vai fazer mal se ficarem lá - Tsc! Que diabo!

-Vai fazer mal se eu ficar no mesmo quarto que aquele projeto de demônio! - Assim que falo sinto uma mão em meu ombro.

-Calma princesa, é só por hoje. Amanhã já teremos um quarto separado deles, ok? - Tentei argumentar contra mais minha cabeça automaticamente assentiu. Eu confiava no Alex, se ele falar que vai ficar tudo bem eu acredito na palavra dele. 

-Ok... Mais agora estou com fome!! Oque tem ai? - Mephisto estava com duas sacolas na mão. Ele me entregou uma e a outra para o Alex, Eu senti um cheiro tão convidativo que não me contive em abrir a sacola. Era carne. Carne humana. -Como conseguiu isso? - Ele deu de ombros e eu não me segurei em atacar a carne de dentro da sacola, era pouco pensando que se eu quisesse poderia comer um humano inteiro por dia e só restaria ossos. Mais sempre tento comer o mínimo possível, só o necessário para sobreviver pra mim ja ta bom. Quando terminamos Mephisto nos levou a um predio que parecia abandonado ou eu sei lá.

-É aqui? - Pergunto desconfiada (Eu sempre tô desconfiada na verdade). Ele assenti e nós entramos, ele nos levou até um quarto e bateu na porta.

- já vai! - Pude ouvir alguém gritar de entro do quarto e começo a tremer de nervosismo, afinal não é todo dia que você conhece seus irmãos. Percebi Alex pegar na minha mão trêmula, apertei um pouco sua mão quando alguém abre a porta...




Continua... ♡











Notas Finais


Desculpa se ficou pequeno mais eu fiz na corrida, é tbm desculpa ficar quatro dias sem postar, Eu tava sem cell ksks.
Espero que tenham gostado.

Kisses of the Wolf 🐺


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...