História A princesa e a Cantora - Capítulo 49


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Demi Lovato, DNCE, Fifth Harmony, Joe Jonas, Justin Bieber, Katy Perry, Little Mix, Miley Cyrus, Nick Jonas, One Direction, Selena Gomez, Taylor Swift, Wilmer Valderrama
Personagens Camila Cabello, Dallas Lovato, Demi Lovato, Joe Jonas, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Wilmer Valderrama
Tags Lizzmi Camren Jelena
Visualizações 132
Palavras 1.272
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 49 - Alma Gêmeas


Fanfic / Fanfiction A princesa e a Cantora - Capítulo 49 - Alma Gêmeas

POV DEMI 

Eu sinto o tempo passando e ninguém me fala como ficou a situação da minha namorada, tudo o que eu faço é dormir por causa dos sedativos que me dão, tenho dificuldades de entender e falar por causa dos medicamentos. Mas esses dias eu ouvir uma conversa da minha sogra com minha mãe, elas falavam de Lizzie e que ela ainda está em coma, mas está respirando sem a ajuda de aparelhos e isso é bom. Meu coração começou a bater desesperado e isso fez os enfermeiros entraram correndo, eles aplicaram outro sedativo e isso me fez dormir mais uma vez. 

Acordei em uma das noites e vi Dallas dormindo ao lado da minha cama, ela estava toda desajeitada na cadeira de acompanhante. Vi que seu celular estava ao lado da cama, peguei ele pra ver a hora e dia. Eu até conseguir ver, mas Dallas acordou com o barulho de seu aparelho caindo. Meus braços estão muito fracos e meus olhos quase não se aguentam aberto, eu iria cair da cama se minha irmã não me segurasse. 

- Cuidado! – Dallas falou preocupada e me ajudou a endireitar na cama, olhei em seus olhos e sentir meus olhos lagrimarem – Hei amor, o que foi? 

- Por favor, me leve até o quarto dela pra mim vê-la. – Pedir chorando implorando a minha irmã, ela suspirou e se sentou ao meu lado na cama. – Eu só quero vê-la e ficar alguns instantes ao seu lado, Dallas. 

Eu tinha feito as contas na minha cabeça e já havia se passado uma semana que estávamos naquele hospital, minha namorada está em coma e eu ainda não pude lhe ver uma única sequer vez. 

- Eu não sei amor. – Dallas falou indecisa me olhando preocupada, desviei meu olhar chorando e me virei de costa pra ela. – Me desculpa, mas é pra o seu bem! 

Eu não falei nada e me deixei levar pelo sono, sinto algo dentro de mim está morrendo aos poucos e não posso fazer nada. 

POV NARRADOR 

Dallas ficou acordada a noite toda vigiando a irmã, ela estava com medo de a mais nova acorda e fazer alguma burrada sem que ela veja pois estava dormindo. O dia amanheceu e uma enfermeira entrou no quarto com o café da manhã, elas tentaram acorda Demi e a cantora não abria os olhos. Era como se ela tivesse entrado em coma durante a noite e sua alma tivesse abandonado o corpo, todos da equipe médica foram chamados e decidiram suspender o sedativo, mas mesmo assim a cantora não saiu do coma. 

- O que aconteceu ontem? – Perguntou uma médica psicóloga olhando pra cama da paciente, todos estavam curiosos de como aquilo foi acontecer. – Talvez estamos perdendo algum coisa e não estamos percebendo, pois é impossível um paciente entrar em coma. 

- Eu acordei de madrugada com ela derrubando meu celular querendo ver a hora, Demi me pediu em prantos pra a levarem pra ver Lizzie e eu neguei. Então ela se virou de costa pra mim chorando e dormiu, eu passei noite vendo ela na mesmo posição. 

- Seu espírito está morrendo, por algum motivo, ela não vê a namorada está lhe matando por dentro e vocês estão fazendo isso. – Falou uma jovem médica, ela havia entrado recentemente no hospital e era a novata da equipe experiente de médicos. Seu comentário fez os médicos lhe olharem como se ela fosse louca. – Posso faze um teste? 

- Eu acho me... – Um médico mais velho se intrometeu, mas foi interrompido pela rainha. 

- Como é esse teste? – A rainha perguntou olhando pra jovem, todos na sala ficaram em silêncio diante da rainha. 

- Majestade, eu quero coloca a namorada de sua neta no mesmo quarto e vê como iram reagir estando no mesmo lugar. – A jovem falou envergonhada e alguns médicos negaram com cabeça em silêncio, a rainha pensava em silêncio olhando a médica. – Você acredita em almas gêmeas, majestade? 

- Sim minha querida, mas o que isso tem haver com minha neta? – Elizabeth perguntou confusa olhando o jovem rosto da menina com atenção, Cristal se aproximou da rainha. 

- Minha bisavó costuma a dizer que almas conectadas, ou seja, almas gêmeas, quando perdem sua outra metade tende a morrer uma parte espiritualmente falando. – Dr. Cristal falou seria e a rainha concordou, todos na sala ouviam aquela conversa sem pé nem cabeça. – Sua neta está morrendo e podemos ver pelos batimentos cardíacos que estão caindo aos pouco, com isso ela está levando a metade de sua alma gêmea, no caso a Demi. 

- Faça o que quer fazer, vamos o que vai acontecer. – A rainha falou convencida dos argumentos da jovem médica, os outros médicos estavam incrédulo desacreditados e os familiares esperançosos como estavam se mantendo. – Levem o cama de Demi até a minha neta agora mesmo, por favor! 

Os médicos concordaram movendo a cama da cantora e foram andando até o quarto ao lado que a princesa estava inconsciente, colocaram as camas lado a lado e a Dra. Cristal se aproximou das camas do casal. 

- Demi, você está ao lado de Lizzie! Abra os olhos pra acorda seu amor. – Dra. Cristal falou baixinho perto do ouvido de Demi e se virou pra princesa, ela aproximou do ouvido de Diana. – Princesa, sua namorada está lhe esperando acordada. Acorde e mate a saudade que seu amor está sentido de você! 

Cristal se afastou da cama e ficou em silêncio como os outros, alguns médicos negaram e iriam sair sala quando os batimentos cardíacos de ambas aumentaram, eles olhavam as duas na cama ansiosos. A médica voltou pra perto do casal e juntou as mãos delas, como se fosse de outro mundo, as mãos se apertaram e as duas abriram os olhos ao mesmo tempo. 

- Funcionou! – Laís e o Príncipe William falaram ao mesmo tempo baixinho olhando e filha de olhos abertos olhando em volta confusa, Demi não estava diferente da namorada e sorriu quando olhou ao lado vendo seu amor. 

- Obrigado minha filha, você não desistiu de sua ideia mesmo com todos pensando que era loucura. – Elizabeth falou abraçando a médica com carinho, ela chorava de felicidade e alívio. Cristal ficou muito sem graça, mas retribuiu o abraço sorrindo pra o canto do quarto e deu um piscada. – Agora não se preocupe, tudo dará certo! 

Os médicos fizeram todos os exames com a princesa e a Cantora, mas todos deram normais e isso os deixou intrigados. O que ninguém viu foi a presença de duas meninas ao lado da cama olhando as duas mulheres sorrindo, elas acenaram a médica médium e desapareceram. As pequenas lembraram os ensinamentos da bisavó a Cristal e disseram o que deveriam fazer, no início até a própria médica acho loucura, mas foi na das duas anjinhos dizendo que elas eram parte do futuro do casal e deu certo. Seu emprego estava salvo e as almas gêmeas vivas, provando que existem e que não são só lenda. 

Do outro lado da cidade, Wilmer recebia uma mensagem de um enfermeiro que suborno pra lhe dar notícias do casal, ele avisava que Liz e Demi saíram do coma. O ator ficou furioso e jogou a mesa de vidro pra longe, ela se espatifou no chão se quebrando em vários presente. 

- Eu tive toda a paciência do mundo pra induzir aquele paspalho, eles sofrem um acidente e ela ainda sobrevive? – Wilmer gritou quebrando tudo da casa, se sentou no sofá novamente revoltado. – Estou vendo que eu vou ter que me vingar pessoalmente daquelas ridículas, elas que me aguardem pois eu tenho um plano b e não vai demorar muito pra eu executar. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...