História A princesa e a Cantora - Capítulo 53


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Demi Lovato, DNCE, Fifth Harmony, Joe Jonas, Justin Bieber, Katy Perry, Little Mix, Miley Cyrus, Nick Jonas, One Direction, Selena Gomez, Taylor Swift, Wilmer Valderrama
Personagens Camila Cabello, Dallas Lovato, Demi Lovato, Joe Jonas, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Wilmer Valderrama
Tags Lizzmi Camren Jelena
Visualizações 227
Palavras 2.866
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 53 - Grace Elizabeth e Scarlett Faith


Fanfic / Fanfiction A princesa e a Cantora - Capítulo 53 - Grace Elizabeth e Scarlett Faith

POV DIANA

Meu reinado começou após eu voltar da minha lua de mel, se você pensa que é fácil ser rainha está completamente enganada! Demi chegou até a reclamar também, pois esposa de rainha também tem muito trabalho e decisões pra tomar. Morar no antigo castelo da minha avó foi estranho e eu podia sentir sua presença ao meu lado algumas vezes, principalmente na hora de tomar decisões importantes que envolvem pessoas com baixa renda. Minha esposa chamou Dallas pra vim morar com ela e lhe fazer companhia durante o dia enquanto eu vou ao Palácio, mas o que gostei mesmo foi a molecagem da Katie.

Minha cunhada está com o pé no altar e a cada dia que passa mais nervosa ela vai ficando, seu casamento vai acontecer no quintal da nossa casa e seria reservado pra família e amigos das noivas. Hoje a casa está cheia de pessoas andando pra todos os lados decorando a parte de trás, minha esposa está mais animada e ansiosa do que a própria irmã que é a noiva.

- Amor! – Chamei me encostando no batente da porta, eu olhava ela dar algumas instruções ao decorador e ele fazia o que o pediam. Demi me olhou sorrindo e andou de pressa em minha direção, abrir meus braços pra receber seu corpo gostoso. – Como está seu dia?

- Corrido amor, você sabe que com a minha irmã no SPA eu que tenho que ficar aqui. – Demi falou entre beijos no meu queixo e selinhos, ela segurava meu pescoço de maneira possessiva e só Deus sabe o quanto ela é ciumenta mesmo depois de casadas. – Chegou pra ficar?

- Sim, eu vim porque achei que precisava de ajuda. – Falei envergonhada escondendo meu rosto em seu pescoço cheiroso, Demi riu gostosamente e beijou meu rosto. – Mentira, eu sentir saudade de você, amor.

- Own... Muito linda essa minha esposa! – Demi falou alto com a cabeça inclinada pra cima, ela me deu um visão tão bela do seu rosto com o sol batendo em seu rosto. – Eu também sentir sua falta, mas ainda tenho muita coisa pra fazer e não posso ficar aqui com você!

- Eu posso ajudar você, amor! – Falei animada pensando que se eu a ajudasse ficaria ao lado do meu bebê, eu acho um bom plano.

- Ótimo, você fica de olho neles pra não fazerem besteiras a enquanto isso eu vou fazer minha função como esposa de uma rainha que deixei pra depois! – Demi falou feliz me olhando e me deu um selinho generoso, ela mordeu meus lábios e piscou pra mim antes de afastar do meu corpo. – Eu te amo.

- Te amo também! – Falei feliz por ver que ela aceitou bem suas funções de rainha, mas pra fazer o que ela me pediu eu fui trocar de roupa e colocar uma mais fresquinha.

Fui ao nosso quarto e coloquei um conjunto de moletom preto e um tênis branco, cheguei no quintal vendo eles tirando um pouco de neve do gramado. Eles ao me verem tentaram negar a ajuda, mas deixaram depois de muito insistir. Mesmo o clima estando frio eu comecei a sentir muito calor com o esforço físico de carregar as coisas e tirar neve, quando minha namorada voltou eu estava lavada de suor conversando com os meninos tomando água.

- Amor, você está muito porquinha e já está na hora da gente começar a se arrumar! – Demi falou me abraçando mesmo suada e beijou meus lábios, ela se virou aos meninos e sorriu. – Vou ter que roubar a ajudante de vocês, meninos!

- Sem problemas majestade, nós já terminamos graças a ajuda de sua esposa. – Thomas falou fazendo uma breve reverência a minha esposa, ela os liberou e eles agradeceram. – Nós voltamos pra arrumar amanhã, majestades.

- Vamos tomar banho minha sujinha, você vai ter que lava esse cabelo. – Demi falou me olhando e eu concordei sorrindo, entramos em casa abraçada e fomos ao nosso quarto.

Tomei um banho e lavei meus cabelos, ao sair a minha mulher já me esperava com o recado na mão e uma cadeira em sua frente. Fui em sua direção lhe dando um selinho antes de sentar, ela começou a secar meus cabelos e íamos conversando sobre nossos problemas. Nós arrumamos e descemos quando ficamos prontas, já haviam convidados da família Cyrus e Lovato.

- Boa noite! – Demi falou sorrindo do meio da escadas, todos nos olharam e fizeram uma reverência. – Vocês não precisam fazer isso, afinal somos uma só família.

- Boa noite a todos! – Falei ajudando minha esposa a descer o resto das escadas, pois seu vestido de madrinha era mais longo que o meu.

O casamento se deu início e os votos das noivas foram lindos, Demi chorava abraçada ao meu corpo e eu acariciava suas costa. Como no meu casamento quem fez o discurso das madrinha foi minha cunhada, acharam mais justo eu fazer um pelo lado dela. Subir ao palco e todos deram atenção a mim, olhei as recém casadas e sorri a minha cunhada.

- Você fez um discurso no meu casamento e me fez chorar na frente de milhões de pessoas, mas eu guardei todas as palavras que me disse e agora é a minha vez de retribuir. – Falei no microfone olhando pra noiva sorrindo, ela sorriu envergonhada e pegou um lenço na mesa o segurando. – Lembra quando estávamos no Brasil naquela praia e você estava triste por um idiota ter lhe deixado, lembra o que te disse? – perguntei olhando pra minha cunhada e ela concordou sorrindo, no final eu estava certa de tudo que lhe falei. – Você encontrou a sua pessoa, na verdade eu acho que ela sempre esteve ao seu lado, mas você demorou pra lhe enxergar e quando finalmente a viu o amor já estava grande demais pra continuar guardado. Dallas, eu tenho o maior prazer de dizer pra quem quiser ouvir que eu, Diana Cambridge, tenho orgulho de ser sua cunhada e melhor amiga! E ver você construindo sua família com a pessoa que ama e melhor ainda é saber que faço parte nem que seja 1%. – Falei emocionada sentindo as lágrimas caindo aos poucos, Dallas estava na mesma situação que eu. – Eu amo você e sua família pode sempre contar comigo, mesmo não tendo nenhum ano de casada, eu vou está aqui pra lhe dar conselhos e puxar sua orelha quando vê que está tomando decisões errada, pois é isso que melhores amigas fazem! Brandi, cuide dela pra mim ou eu mandarei os agentes acertarem as contas por mim.

Terminei olhando seria a esposa da minha cunhada e ela concordou com a cabeça sorrindo, todos me aplaudiram e eu desci do palco, Miley subir pra fazer seu discurso a sua irmã. Fui até a mesa da família e Dallas se levantou vindo rapidamente em minha direção, ela me abraçou apertado e disse obrigado em meu ouvido.

[...2 MESES DEPOIS...]

Minha esposa mês passado veio conversa comigo e falou que seu relógio biológico está apitando pra ser mãe, vou confessar que no início me assustei com essa ideia, mas depois aceitei. Qual é? Eu sou louca por essa mulher e se ela me pedisse pra trazer bananas do Brasil, eu faria sem reclamar. Por isso nos fomos ao médico falar sobre uma inseminação artificial e fizemos tudo que deveria ser feito, nós decidimos que quem carregaria era Demi e eles fizeram um espermatozoide da minhas células tronco, esse era um procedimento que deu certo com as pesquisas de Oxford na área de medicina e muitos bebês tem vindo assim ao mundo. Quando deu os 15 dias, nós fomos ver se o resultado deu certo, fizemos um exame de farmácia e deu negativo. Demi chorou decepcionada e nesse dia ela não quis sair do meu lado, eu cancelei todos meus compromissos pra ficar com ela.

Hoje era noite de Natal e toda a família se reuniram em minha casa, ali estava Cyrus, Lovatos, Smith e Cambridge em uma só sala. Todos conversavam se divertindo juntos, nós jantamos e fomos as trocas de presente. Estavam todos se divertindo ao falarem quem cada havia tirado até que chegou a vez de Demi, ela só poderia ter tirado eu ou Brandi, pois eu havia tirado a mamãe.

- Bom, por sorte eu tirei a pessoa mais incrível do mundo e que é dona do meu coração! – Demi falou indo até a árvore pegar seu presente e voltou até onde estava, me levantei e fui em sua direção. Ela segurou em minhas mãos e colocou a caixa em minha mão, ela era um pouco pesada. – Você me transforma e me completa como jamais alguém conseguiu, eu tenho orgulho de ser sua esposa e de ver todos os dias você mudando tudo nesse país pra melhor. E mesmo quase não tendo tempo pra si próprio, você sempre tem tempo pra gente e não se importa de ter que adiar algum compromisso! Eu te amo tanto que esse sentimento não cabe mais somente em mim, por isso eu espero que goste desse presente e saiba que ele é pra vida toda, mas não tem devolução!

Eu concordei chorando e lhe dei um longo beijo, desmanchei o laço e rasguei o embrulho, ela cobria uma caixa de madeira. Abrir com cuidado e dentro me fez ficar sem entender, havia um macacão de bebê azul com duas chupetas ao lado e um teste de gravidez com dois riscos. Olhei sem entender pra minha esposa e ela pegou uma das minhas mãos, levou até sua barriga e deixou ali.

- Deu certo meu amor, eu estou grávida! – Demi falou sorrindo com lágrimas caindo de seus olhos, abrir minha boca chocada e sentir minhas lágrimas caindo. Larguei a caixa no chão e abracei minha esposa a levantando do chão, eu sentia algo tão forte dentro de mim.

- Obrigado por me dar um presente que tem sua metade, meu amor. – Falei chorando olhando em seus olhos, Demi segurou meu rosto chorando e beijou meus lábios. – Eu vou ser mamãe, amor!

- Sim minha vida, você vai ser a melhor mãe ao nosso filho. – Demi falou sorrindo enxugando minhas lágrimas, coloquei ela no chão e olhei pra nossa família encontrando todos chorando.

Todos nos desejaram parabéns e felicidades, nossa noite de Natal foi perfeita. Descobrir que minha mulher estava grávida de um mês, mas que está tudo bem com nosso filho. Ela iria ter a primeira ultrassom depois de amanhã e queria que eu fosse com ela, mas claro que iria! Nem que deixasse o presidente de outro país no vácuo.

《SEGUNDO MÊS DE GRAVIDEZ》

Depois da primeira ultrassom que sabemos que estava tudo bem com nosso primeiro filho, nós demos a notícias a população e foi uma festa na Inglaterra. Minha esposa sentiu muito enjoou durante as manhãs e um sono absurdo, ela não tinha vontade de sair de casa e seus seios estão muito sensíveis. Descobrir em uma das nossas noite de amor, quando minha esposa teve um orgasmo só deu acariciar e chupar seus seios. Foi quando veio a bomba mais linda, meu amor estava grávida de gêmeos.

《TERCEIRO MÊS DE GRAVIDEZ》

No terceiro mês de gravidez, minha esposa estava com os seios maiores e sentindo constantemente mais calor, mesmo no frio de Londres que estava abaixo de 0. Nossos filhos já estavam se formando e crescendo dentro da barriga da minha esposa, ela até fez um exame pra ver se nossos filhos não tinha dawl e graças aos céus estavam bem, mas se algum deles tivesse eu não via problema e iria ama-lo.

《QUARTO MÊS DE GRAVIDEZ》

No quarto mês, nosso filhos estão praticamente do tamanho de um abacate, mas a cabeça continua maior que o corpo. Minha esposa tem energia por mim e por ela, seu corpo já estava mais visível que havia alguém dentro dela. Suas curvas estão sumindo e com isso veio a primeira crise insegurança, mas soube me virar muito bem.

《QUINTO MÊS DE GRAVIDEZ》

Nossos bebês estavam na ultrassonografia estavam chupando o dedo e estavam maior que na anterior, eles estavam de perninha fechadas mais uma vez e isso não nos possibilitou de ver. O médico suspendeu alguma vitaminas e continuou com outras, minha esposa estava com um barrigão enorme e muito lindo. Todas as noite converso com eles e fico fazendo carinho em sua barriga, passo os óleo corporal na minha rainha e durmo abraçada à ela.

《SEXTO MÊS DE GRAVIDEZ》

Demi esse mês tem quase não dormido depois que quase no final do quinto mês os nossos filhos mexeram, agora eles não tem horários iguais o da minha esposa e ela me faz ficar acordada junto. Eles só se acalma quando escutam músicas antigas que são as minhas preferidas, Demi diz que eu influenciei eles quando estavam se formando ainda na sua barriga comigo cantando todas as noites. Ah.. Eles finalmente deixaram saber o qual seus sexo e são duas meninas, eu desmaiei de emoção na hora que recebi a notícia. Ainda  no mesmo dia anunciamos o sexo dos bebês e que serão gêmeos, mais uma vez nos fomos o assunto mais comentados na imprensa.

《SÉTIMO MÊS DE GRAVIDEZ》

Nossas filhas estão engordando e pesando mais, isso faz com que minha esposa no final do dia estejam com as pernas inchadas. Ela só consegue dormir agora grudada em mim de lado, o médico disse que essa posição ajuda. Ela teve seu primeiro desejo esse mês, ele veio atrasado mais chegou e minha esposa fez eu ir atrás de tacos mexicanos as 4h da manhã.

《OITAVO MÊS DE GRAVIDEZ》

Na oitava mês descobrimos que os bebês estavam se movendo pra uma posição pra nascer e as falsas contrações começaram, o médico disse que é normal bebês nasceram no final do oitavo. Minha esposa quase não conseguia ficar em pé muito tempo e sem ir ao banheiro toda hora, suas costa doem bastante e suas pernas estão inchando com facilidade.

[...]

Eu estava em uma reunião com os conselheiros financeiros e estávamos tentando achar uma solução pra o novo hospital ser completamente de graça, mas com um atendimento de qualidade e a minha sorte foi que muitas empresas ajudaram. Foi quando meu celular tocou em cima da mesa e vi que era minha mãe, ela estava ficando em casa com Demi enquanto eu estava no Palácio.

- Oi mãe! – Atendi sem me importa com a presença do senhores em minha frente, mas eu tinha uma esposa grávida em casa que merece receber mais atenção. – Aconteceu alguma coisa?

- Demi entrou em trabalho de parto, vem direto ao hospital que eu estou levando ela agora. – Mamãe falou agoniada e eu me levantei com tudo, sair da sala correndo e gritando aos guardas pra mandarem preparar meu carro, pois minhas princesas estavam chegando.

Minha mãe desligou o celular e eu sair do palácio, o motorista já estavam me esperando na frente. Fui o caminho toda nervosa de não chegar a tempo, graças a Deus cheguei a tempo e entrei na sala de parto depois de trocar minha roupa.

- Desculpa a demora meu amor. – Pedir a Demi me abaixando pra lhe dar um selinho carinhoso e segurei sua mão, o rosto da minha esposa estavam vermelhos e seus olhos lacrimejaram. – Vai dar tudo certo e você vai ter as nossos pingos de gente, amor.

- Eu te amo! – Demi falou me olhando e gemeu ao sentir uma contração, ela fez tanta força em minha mão que ela estalou. – Oh... céus que dor horrível!

- Demi, está na hora. Você já tem a dilatação necessária e sua pressão está excelente, quando eu dizer o sinal você começa a fazer força. – A médica de Demi falou sorrindo e minha esposa concordou, ela fez o sinal e começamos o trabalho de parto. – Só mais um pouco Demi, eu já estou vendo a cabeça do primeiro!

Demi fez tanta força que chegou até se levantar, ela tentava não grita e sim só fazer força, mas nossa filha chegou ao mundo fazendo o trabalho da mãe chorando alto.

- Scarlett Faith Cambridge. – Demi e eu falamos ao mesmo tempo sorrindo, uma enfermeira deu nossa filha enrolada em uma manta verde claro. – Ela é linda.

Demos um beijo na cabeça da nossa filha ao mesmo tempo e vimos que ela se acalmou parando de chorar, Demi fazia carinho na mão da nossa filha com cuidado e olhava pra ela encantada. Peguei meu celular e coloquei na câmera, tirei uma foto sem minha esposa e a outra lhe chamei pra ela sorri. As contrações voltaram e a enfermeira pegou nossa filha, minha esposa voltou a fazer força com mais gás. Parecia que ver nossa filha deu a força e energia necessária pra trazer a irmãzinha de Sky, até a médica se surpreendeu com minha mulher. Nossa filha veio ao mundo mais preguiçosa, ela parou de chorar quando a enfermeira a enrolou na manta. Demi segurou ela e tirei mais um foto, ela nem se importou e sorriu em minha direção.

- Grace Elizabeth Cambridge. – Demi falou o nome da nossa filha e ela pareceu ter gostado, pois sorriu pra minha esposa. Beijamos a cabeça dela também, ela foi com a enfermeira e minha esposa ia ser levado ao quarto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...