História A Princesa e a Pebleia - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Katherine Pierce, Personagens Originais, Stefan Salvatore
Tags A Pebleia, A Princesa, Barbie
Visualizações 31
Palavras 1.619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiiêêê genteee!!!
Eu sei que demorei um pouquinho e peço desculpas.
Veio parentes aqui na minha casa e eu ficava sem um minuto de paz para escrever e as minhas aulas começaram semana passada por isso pode ser que eu demore um pouquinho para postar os próximos capítulos. :/
Mas espero que gostem desse cap! :))

Boa Leitura *-*

Capítulo 4 - Apaixonada?


          Elena

Damon e eu fomos para o jardim e começamos a conversar.

- Você deve estar se perguntando o porquê de eu ter fugido por algumas horas. - começo

- Você tem todo direito de não querer se casar comigo.

- É que eu estava nervosa com tudo isso de me casar por obrigação com um estranho mas eu prometo não te abandonar no altar. 

Riu.

- E eu prometo que estarei lá te esperando. - ele também ri - Qual é a sua cor favorita?

 Percebo que ele tentava puxar assunto.

- Azul.

- Azul como os meus olhos? - brinca

Eu sempre gostei de azul mas assim que vi esses dois pares de olhos, esse tom de azul se tornou o meu preferido.

- Talvez. - sorrio

Continuamos a caminhar pelo lindo jardim que tanto me acalmava. Sentia vontade de ficar ali para sempre.

- Então... Você sempre vai a vila?

Puxo assunto dessa vez.

- De vez em quando.

- Eu quase nunca saio de casa. - disse

O que não deixa de ser verdade já que Katherine também não podia sair muito do palácio.

- Que tal agora? - sugere de repente

- Agora o que? - não entendo

- Quer sair daqui?

- Sair? - ele assente com a cabeça - Mas minha mãe não vai deixar.

- Ela não precisa saber. Nem ela, nem ninguém.

- Então eu vou. - fico empolgada para descobrir novos lugares - Vai se disfarçar de novo?

- Tenho uma capa para ninguém me reconhecer.

- Vou pegar a minha e volto já. Não vá sem mim.

Brinco começando a me afastar.

- Nunca.

Ele pareceu falar isso só para ele mesmo mas eu escutei enquanto me afastava e fiquei pensando o por quê de sua voz ter soado tão intensa.

 

         Katherine

- Eu estou com fome! 

Bato sem parar naquela porta sabendo que Kol logo a abriria.

- Espere! - o ouso ao longe

Escuto o trinco da porta sendo destrancado e me afasto como antes. Kol entra com uma bandeja.

- Pensei que além de prisioneira eu também iria morrer de fome. - sorrio sem humor

- Pare de reclamar e coma.

E assim ele sai da sala me deixando trancada de novo.

Kol me trouxe o café da manhã e almoço. Achei que ficaria sem meu café da tarde pela demora. Não sei porque me trazia comida.

Elijah ainda não tinha voltado e eu não parava de pensar em como minha mãe estaria pensando que fugi e aceitando se casar com aquele monstro.

Paro de me remoer e tomo um gole do meu suco.

 

            Elena

Nós dois já estávamos na carruagem e eu nem podia acreditar que estávamos mesmo saindo sem problemas. Desconfiava que a rainha sabia alguma coisa sobre a nossa saída mas pelo visto não faria nada.

- Para onde estamos indo? - perguntei

- Geórgia.

- Geórgia?

Fico eufórica.

- Não é você que nunca saiu do castelo? Achei que ver um pouco da Geórgia a faria bem. - ele sorri

- Eu vou adorar. - sorrio o olhando deslumbrada - Obrigada.

- Não precisa agradecer.

O reino de Geórgia não ficava muito longe por isso não tivemos muitos problemas para chegar e ainda de dia. Quer dizer, estava quase anoitecendo mas ainda estava claro. Fomos direto para o seu castelo por isso vi pouco do seu reino mas o pouco que vi era muito lindo.

Abro a boca quando vejo seu castelo. Ele era imenso e muito maior que o da princesa Katherine. Damon era realmente um rei muito rico.

- Vem. Vou te mostrar o meu lugar preferido do castelo.

Volto para o mundo com Damon me puxando para fora da carruagem.

Ele me leva para dentro e nós seguimos entrando em um pequeno corredor com uma escada gigantesca que levava a algum lugar. Eu já não aguentava mais subir aquelas escadas quando finalmente chegamos ao seu fim.

- Seja bem vinda ao meu esconderijo. - Damon sorri ao abrir a porta 

É o telhado do castelo e tinha uma vista incrível ali em cima de todo o reino que só ficava ainda mais linda com o por do sol.

Era a vista mais linda que já tinha visto na vida.

- Gostou? 

- Amei. É lindo aqui em cima. - sorrio - Sempre vem aqui?

- Venho sempre que quero ficar sozinho e longe desses assuntos do reino. Ninguém vem aqui e por isso não sou perturbado.

Fico olhando seu sorriso. Nunca vi um homem tão lindo e gentil como Damon.

Desvio o olhar, envergonhada.

- É uma pena que não tenho uma vista dessa na minha casa. - suspiro

- Mas vai ter. - volto a olha-lo - Esse castelo também vai ser a sua casa, assim que nos casarmos. Você poderá vir aqui sempre que quiser.

- Sim... - sorrio sem graça

Acontece que eu não era a Katherine. Eu era Elena Gilbert, uma simples pebleia e isso nunca aconteceria.

- Posso te fazer uma pergunta? Mas quero que me responda com total sinceridade. - ele diz

- Pode fazer.

- Você realmente quer se casar comigo? Porque se não quiser e estiver fazendo isso só para salvar o seu reino, não tem problema. Não precisa se casar comigo por causa disso. Eu posso ajudar...

Ponho um dedo perto de sua boca, o silenciando.

- Eu quero me casar com você. Não estou fazendo isso só por causa do reino.

O que eu estava dizendo? Tinha a chance de acabar com esse casamento para Katherine poder ficar feliz com Stefan e não fiz.

- Bom saber disso.

Damon segura meu rosto e antes que eu tivesse qualquer reação, já estávamos nos beijando. Em minha barriga era como se mil borboletas estivessem se batendo. Estava sentindo uma coisa nova que nunca havia sentido na vida e quando nosso beijo termina, abaixo a cabeça muito corada e com o coração acelerado.

- Está tarde... É melhor eu voltar para casa.

- Tudo bem. Vou junto com você.

- Não! Quer dizer... É melhor eu ir sozinha. Você tem muito que fazer aqui no seu reino e tudo mais. - dou uma desculpa

- Eu te acompanho até a carruagem então. - ele sorri mas um sorriso cheio de decepção que corta o meu coração e quase me fez pedir para que fosse junto... Mas não podia. Ele era o noivo da princesa Katherine e eu... Só era Elena, uma costureira de Carol Lockwood.

- Bom... Até logo Katherine. - Damon estava cabisbaixo ao parar em frente a carruagem

- Até. - murmuro

Olho para a porta aberta da carruagem e depois para seu olhar baixo. Num impulso, me aproximo dele e lhe dou um beijo nos lábios entrando na carruagem em seguida e pedindo para o cocheiro ir antes que ele pudesse ver meu rosto em chamas.

Quando já estávamos mais afastados dele, olho em sua direção o vendo com um sorriso bobo que encheu meu coração de felicidade de uma forma que nunca havia sentido antes.

Mas o que seria isso? Por que meu coração batia tão rápido? E por que não conseguia parar de sorrir?

Nem percebo quando cheguei ao castelo de tão absorta que estava em meus pensamentos.

- Obrigada. - agradeço ao chofer que me olha muito surpreso

- Ao seu dispor, vossa alteza.

O que? Os nobres não agradeciam também? Ah! Claro que não Elena. Se esqueceu do jeito que Carol Lockwood te trata?

- Posso saber o motivo desse sorriso bobo? 

Me assusto com Stefan aparecendo na minha frente.

- Que sorriso? - me faço de desentendida

- Esse de apaixonada que está no seu rosto. Não vai dizer que isso é por que me viu? - ele sorria divertido

- Não seja bobo, Stefan. - dou um empurrão em seu ombro de brincadeira e decido me abrir - Bom, você não é uma garota...

- Definitivamente não.

- Mas é o meu único amigo aqui então... Eu e Damon nos beijamos! - solto - E eu estou me sentindo estranha. Meu coração está acelerado e não paro de pensar nele.

- Talvez você esteja apaixonada por ele, já pensou nisso?

Arregalo os olhos.

- Não. Eu não posso estar. - nego com a cabeça - Estou só me passando pela Katherine, esqueceu?

- Mas isso não te impede de se apaixonar, Elena. 

Fico sem resposta quanto a isso e decido mudar de assunto.

- Vai seguir Elijah hoje? - pergunto

- Vou. Assim que ele sair do castelo eu vou atrás dele. Se ele estiver escondendo mesmo a princesa, eu vou descobrir.

- Mas... O que pretende fazer se a Katherine estiver mesmo presa?

- Não tenho ideia. - reviro os olhos

- Ah! Então boa sorte senhor "não tenho um plano".

- Pensarei em algo quando estiver frente a frente com Katherine, porque agora a única coisa que eu penso é em salvar ela.

Stefan amava mesmo a minha quase irmã gêmea.

Estava prestes a falar outra coisa quando escuto risadas da rainha e Elijah.

- Boa sorte então Tefinho mas vê cê se cuida. Melhor ir para o meu quarto antes que Elijah e a rainha me convidem para tomar o chá das cinco de novo. Tchauzinho.

Seguro o meu vestido e subo correndo as escadas em direção ao meu quarto, respirando aliviada só quando já estava lá dentro.

Tiro aqueles saltos e me jogo na cama de olhos fechados e pensando em Damon.

Apaixonada? Eu estava realmente apaixonada pelo rei Damon?

Estava ferrada.

Espero também que dê tudo certo nessa busca do Stefan e que nada de mal aconteça com ele e a Katherine.

Durmo pensando em tudo isso.


Notas Finais


E então? Gostaram?
Elena está apaixonada por Damon? 😍😍
Dando um pequeno spoiler sobre o próximo capítulo... Alguém novo vai fazer uma visita ao castelo e Elena ficará em apuros se passando por Katherine.

Comentem muito, favoritem e até logo!

Beijinhos ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...