História A princesa e a Plebéia!! (Camren) - Capítulo 53


Escrita por:

Postado
Categorias 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você, A Bela e a Fera, A Dama e o Vagabundo, Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Visualizações 663
Palavras 4.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aaaah.. Sei que está tarde amores..mas eu apareci.. Só terminei agora.. Desculpa..

Amo vcs!

Compartilha o link da fic.. <3

Boa leitura <3

Capítulo 53 - A batalha: Segundo Round!


Fanfic / Fanfiction A princesa e a Plebéia!! (Camren) - Capítulo 53 - A batalha: Segundo Round!



Camila.

Tudo pronto, os vestidos escolhidos, as ideias já em prática, surpresas preparadas e uma carta na manga, com uma ideia genial de Dinah!

Sei que não deveria, mas meu coração ainda treme em pensar nessa festa. Estaremos juntas vendo a queda de perto da vibora, tudo está perfeitamente planejado, mas se algo der errado, estaremos perdendo todas nossas armas ali em sua frente.

Amanhã é o grande dia, as meninas estão anciosas e não falam de outra coisa. Lolo e eu, porém, resolvemos tentar focar em algo diferente, por isso estamos em um taxi a caminho de um lugar especial com Sofi.

- Kaki, vou mesmo poder ver a mama?! (Questionou minha princesinha com os olhos brilhando).

- Vai meu amor! Mas lembra do que falei?! Ela ainda está fraquinha e não consegue falar nem se movimentar direito tah?! (Expliquei mais uma vez por garantia).

- Lembro sim, vou falar pra ela comer as coisas verde do prato pra ficar forte Kaki! (Comentou sorrindo, fitando a janela do carro ansiosa).

Depois de conversar com Lolo, Dr.Tom e D. Marrie, decidi levar minha mini latina para rever mama. Acredito que será um reencontro maravilhoso para as duas e isso pode ajudar na recuperação de mama.

- Ela vai ficar feliz em ver como você está crescendo forte por comer direitinho! (Comentou Lolo bagunçando o cabelo de Sofi que sorriu com a língua entre os dentes).

Depois de mais um tempo dentro do carro, chegamos na clínica, desci e entrelacei as mãos com minha rainha de gelo, observando Sofi correr feliz da vida no jardim de entrada que tinha ali.

Não pude deixar de notar a felicidade que essa liberdade traz a minha princesinha, sei que não deve ter sido fácil esse tempo no orfanato, mas ela encarou sem medo e sem perder a esperança, assim como D. Sinu sempre nos ensinou. Uma pena que ela não conseguiu seguir seu próprio conselho depois de chegar em seu limite.

Assim que chegamos na porta da clínica, Sofi segurou minha mão e caminhou saltitando ao meu lado. Comprimentei algumas pessoas da recepção, pedi autorização e segui em direção ao quarto de mama. 

No corredor, a barbie enfermeira simpatica veio em nossa direção. Senti lolo diminuir o passo e ficar um pouco mais atrás, segurei mais firme sua mão e segui o caminho.

- Mas olha o que temos aqui! (Comentou Ariana se abaixando para olhar Sofi). Uma mini Camila! (Comentou sorrindo).

- Eu sou Sofi! (Disse a pequena, soltando minha mão e abraçando o pescoço da enfermeira que retribuiu rapidamente).

- Eu sou Ariana, mas pode me chamar de tia Ari! (Respondeu ela com toda sua simpatia).

Fitei Lolo que sorria com a cena, mas assim que me notou, seu sorriso morreu e ela desviou o olhar para outro canto. Dei uma risada nasal e voltei minha atenção para Ariana que entregava um pirulito para Sofi.

- Como estão meninas?! (Perguntou se levantando, nos olhando agora).

- Bem, obrigada por perguntar! (Respondi sorrindo, enquanto Lolo apenas concordou).

A conversa não se prolongou muito, Ariana estava acompanhando os exames de um dos pacientes, por isso nos despedimos e seguimos pelo corredor.

Fitei Lolo que me encarava com um olhar preocupado.

- Eu te amo Camz! (Falou com receio).

Sorri e roubei um selinho rápido.

- Também amo você Lolo! (Respondi acariciando sua mão com o polegar).

Vi sua expressão mudar e um peso pareceu sair de suas costas, seu sorriso voltou a preencher seu rosto.

- Também amo vocês! (Disse Sofi nos fitando com os olhinhos brilhando).

- Awwn!! (Falei em uníssono com Lolo).

Quase me derreti, sorri largo e a peguei no colo a enchendo de beijo junto com Lauren, arrancando uma gargalhada de minha princesinha! Logo depois dissemos que a amamos muito e ganhamos abraços apertados.

...

Chegamos no quarto de mama onde Dr. Tom nos esperava, o comprimentamos, apresentei Sofi e conversei um pouco sobre os pequenos avanços que mama parece está fazendo!

- D. Sinu!! Você tem visita e tenho certeza que são pessoas especiais! (Comentou Tom sorrindo largo).

Me aproximei devagar com Sofi agarrada em meu pescoço, Lolo se manteve um pouco longe, mas ainda na visão de mama.

Com certa dificuldade mama virou sua cabeça, se encontrando com nós, parada na lateral de sua cama. Seus olhos rapidamente marejaram e uma lágrima escorreu, enquanto sua mão lentamente se estendia em nossa direção.

Sofi me fitou como se esperasse autorização, apenas sorri e assenti com a cabeça, mostrando que estava tudo bem. Então, rapidamente suas mãozinhas seguraram a mão da rainha Cabello, que continuava extremamente emocionada.

- Mama já estou quase do tamanho da Kaki! (Falou Sofi com um largo sorriso) E estou morando por um tempo com a vovó Marrie e a rainha de gelo! (Explicou alegre) Mas quando você melhorar eu vou morar com você e a Kaki e podemos chamar elas pra dormir em casa para uma noite das meninas! (Completou empolgada com a ideia).

Dei uma risada nasal e neguei com a cabeça, limpando uma lágrima teimosa que acabou caindo.

- Vovó Marrie vai adorar uma noite das meninas! (Brinquei olhando Lolo que estava emocionada, mas limpou as lágrimas rapidamente, adquirindo sua pose de durona).

Depois de tagarelar mais um pouco, Sofi abraçou forte mama, e sentou ao seu lado na cama, segurando firme sua mão, contando sobre as amigas que fez no orfanato.

- Se vocês quiserem ver Mike, eu cuido da mini Cabello! (Comentou Dr.Welling) Ele teve outro flashback com Sinu essa manhã! (Sussurrou só para nós ouvir).

Franzi a testa e fitei Lolo que arqueou uma sobrancelha. 

Que história é essa de tio Mike ficar tendo lembranças com minha mãe?! Isso está muito estranho!

Conversei com Sofi e expliquei que logo estaria de volta, deixei um beijo na testa de mama e senti sua mão tocar de leve meu rosto em retribuição.

 Depois segui para o jardim em busca de tio Mike.

Chegando lá, recebemos abraços apertados e um largo sorriso, como se não existisse presente melhor que nossa visita. Conversamos muito com ele, sobre como ele estava melhor e um pouco a respeito da queda de Clara, onde ele terá uma pequena participação, não tão direta!

... 

- Papa! Dr. Tom, disse que você teve outra lembrança essa manhã, já sabe de onde conhece tia Sinu?! (Questionou Lolo sentada ao seu lado).

- Não exatamente filha! (Comentou passando a mão na nuca).


Flashback Mike on.

Estava sentado em uma lanchonete simples. Em minha frente uma pequena mesa redonda com dois lanches pela metade e dois copos de suco. 

Mexia o açúcar de meu suco de laranja com o canudo, perdido em meus pensamentos. Até que despertei com Sinu sentando a minha frente.

- Se sente melhor?! (Questionei preocupado).

- Não exatamente! (Respondeu ela respirando fundo).

Baixei o olhar e levei minha mão até a sua, tocando delicadamente, mas sem pensar duas vezes ela a retirou de cima da mesa.

- Eu sinto muito Sinu! (Falei com a voz embargada).

- Também sinto Mike, mas você sabe o que precisa fazer agora, por isso, não me procure mais! (Respondeu ela, pegando suas coisas e saindo pela porta).

Flashback Mike off.


Ouvi atentamente o que tio Mike contava, fazendo o desenho da cena em minha mente. Esta mais do que na cara que algo rolou, tinha sentimentos envolvido, acredito que das duas partes, mas mama dispensou o Jauregui?! Quanto poder hein?! E o que ela quis dizer com "precisa fazer"?! Qual motivo impedia eles de ficar juntos?! E quando exatamente isso aconteceu?

São tantas perguntas que mal consigo raciocinar, me sinto ainda mais confusa e perdida no meio dessa bagunça toda!

... 

Conversamos um pouco mais com tio Mike, depois nos despedimos de mama, pegamos Sofi e fomos para casa de D. Marrie. Minha pequena, estava radiante como não ficava a muito tempo. Ela entrou animada contando tudo para Vovó Marrie que ouviu com atenção. Sentei no balanço na área da frente de sua casa perdida em meus pensamentos, assim como Lolo.

- Você acha que eles.. (Comentou Lolo pensativa, mas parou no meio).

- Não acho que foram amantes! (Comentei a fitando de cenho franzido).

- Também acho que não, acredito que foi algo a muito tempo atrás, porque papa não reconheceu seu sobrenome! (Comentou ela me fitando com sua imensidão de verde).

Apenas concordei e encostei em seu ombro fitando a rua em nossa frente, respirei fundo e fechei os olhos tentando relaxar.

- Preparada pra amanhã?! (Questionei entrelaçando nossos dedos).

- Totalmente Camz! Está na hora de apenas uma Jauregui permanecer de pé! (Afirmou com confiança).

Gostaria realmente de ter a mesma certeza de Lolo, mas meu coração não contribui com isso, ele simplesmente está apavorado. Principalmente porque nossa ideia é entrar pela porta principal, sem medo da morte, olhando diretamente nosso alvo.

... 

Depois de mais um tempo na casa de D. Marrie, resolvi ir para a casa de minha tia, teria que acordar cedo para se reunir com o Squad na casa de Vero, para repassar os últimos detalhes do plano e se preparar para o evento, com direito a maquiador, cabeleireiro, manicures e muito mais, simplesmente um dia de princesa!

... 

Acordei pela manhã e fiz minha rotina diária, arrumei meu quarto e desci as escadas. Não me dei o trabalho de passar pela cozinha, já que mais uma vez seria ignorada. Apenas peguei minhas coisas e esperei Demi me pegar para ir até a casa de Vero.

Assim que seu carro chegou, me ajeitei no banco e inclinei deixando um beijo de bom dia em seu rosto.

- Está ansiosa?! (Perguntou Demi me fitando com o canto do olho).

- Não sei se ansiosa é a palavra certa, mas estou com um frio terrível na barriga, não sei se vou conseguir encarar a vibora de igual para igual! (Comentei limpando o suor da mão).

Demi me olhou rapidamente e sorriu compreensiva, logo bagunçou meu cabelo de forma carinhosa.

- Relaxa maninha, vai dar tudo certo e se não der, a gente corre! (Comentou dando uma risada nasal, voltando a focar na direção).

Sorri sem muito humor e fitei a rua pela janela do carro, tentava ser positiva, mas meu medo era maior que minha coragem nesse momento.

... 

Chegamos na casa de Vero um tempo depois, assim que entramos já ouvimos risadas escandalosas e muita conversa vinda do quarto.

Subi as escadas e passei pela porta encontrando Vero, Mani, Dinah e Ally em volta de uma mesa enorme de café da manhã, arrumada na sacada do quarto de Verônica.

Nos juntamos a elas e começamos a saborear o maravilhoso banquete em nossas frente. Não muito tempo depois, o resto do Squad chegou, se juntando a nós na mesa.

Completando nosso grupo anti vibora, fizemos uma vídeo chamada com Lucy, que nos passou as últimas informações sobre o evento. Logo depois debatemos alguns detalhes de como tudo vai acontecer, repassando parte por parte, desde as provocações, até a jogada final.

A parte da manhã passou rapidamente, logo começamos a nos preparar para o grande momento. Em um debate intenso, decidimos ir todas de preto, simbolizando o início de dias escuros para a vida de Clara Jauregui.

- Camz, você está bem?! (Questionou Lolo me abraçando por trás).

- Estou preocupada Lo, o que vai acontecer com você se esse plano falhar?! (Perguntei com a voz trêmula virando de frete pra ela).

- Não vai falhar! (Confirmou tocando meu queixo, me puxando para um beijo).

Deixei o doce sabor de seus lábios invadir minha boca, uma paz incrível preencheu meu coração, senti minhas pernas amolecer com o toque suave e aveludado de sua língua. Me permiti aproveitar cada segundo ali, sem pensar em mais nada, até que um barulho de um tapa chamou nossa atenção, nos fazendo romper o contato.

- Aii Mani! (Resmungou Dinah alisando o braço com um bico) Por que me bateu? (Questionou fitando a morena).

- Por você não ser mulher o suficiente como a Lauren e a Camila, pra assumir o que sente! (Reclamou a Kordei, saindo de perto).

Franzi a testa e encarei Dinah que fitava a morena se afastar, logo seus olhos se desviaram para mim e Lolo.

- Garota louca! (Falou dando uma risada sem graça). Assumir o que?! (Questionou com a voz trêmula rindo sem sem humor).

- Se gosta dela é melhor ir atrás! (Comentei com uma sobrancelha arqueada).

- Não gosto! (Afirmou Dinah olhando pra trás) Eu só.. Vou.. É.. (Gaguejou andando pra porta) Ver se os vestidos chegaram! (Completou dando as costas e correndo pra fora).

- Coitada está perdida, até esqueceu que já está com o vestido! (Comentou Lolo sorrindo de lado).

Dei uma risada nasal junto com ela, que negou com a cabeça e me puxou para mais um beijo, sussurrando pela terceira vez que eu estava linda!

... 

Depois de horas com a maquiadora, fiquei encantada com o resultado, podemos não ser o Squad mais normal do mundo mas em questão de beleza, estamos de parabéns!

Principalmente minha rainha de gelo que me faz perder o rumo sem mover um dedo. 

... 

Cada uma das meninas estavam com o tipo de vestido que escolheu, pronta para arrasar na tarde de hoje. Demi e eu, tivemos o prazer de conhecer a costureira particular da família Kordei, que nos presenteou com modelos incríveis para esse evento.

... 

Com tudo pronto, partimos cada um com suas respectivas famílias. Eu fui teoricamente adotada pelos Swifts, que ficaram felizes em me tratar como membro da família, com exceção da Dark, que por obra do destino também estava com um lindo vestido preto.

Apertei minha mão tentando aliviar a tensão que estava sentindo, enquanto observava o caminho feito pelo carro da família de Tay.

- Você fica linda de Dark, pequena órfã, é uma pena que não quer fazer parte do lado sombrio! (Comentou Megan antes de sair do carro).

- Vai procurar outra inocente pra converter Satã! (Resmunguei de cara fechada, saindo em seguida).

Respirei fundo e fitei a mansão Jauregui com uma decoração perfeita. Alguns nomes importantes já entravam, enquanto alguns paparazzi tentavam capturar tudo que se passava ali fora.

Caminhei pelo portão de entrada passando sem dificuldades pelos seguranças, já que Lucy conseguiu reajustar a lista de presentes.

- Muito cuidado Camila! (Sussurrou Taylor antes de seguir com seus pais para outra direção).

- Para irritar a fera, mostre que se acha melhor que ela! (Falou Megan pegando uma taça de champanhe).

Respirei fundo e analisei o local, pessoas conversando, outras bebendo, tirando fotos. Alguns jornalistas famosos cobrindo o evento, que tinha uma elegância impecável.

Quase ao fundo, próximo da mesa de bebida avistei a Vibora de costas conversando com um dos convidados. Soltei todo o ar dos pulmões tentando relaxar, tomei coragem respirando fundo e segui em sua direção.

Fiz questão de passar ao seu lado e pedi com licença, esbarrando em seu braço. 

"Pois é, não tenho medo da morte! Eu rio da cara do perigo!! Hahaha"

Assim que passei fiquei  de costas para ela, mas senti seus olhos me queimando e em questão de segundos uma mão me segurou pelo braço com brutalidade.

- O que acha que está fazendo em minha casa sua nojenta abusada! (Falou entre dentes tentando não chamar atenção).

Senti minhas pernas tremer ao ver a chama de ódio em seus olhos me queimando de pertinho.

- Vim para o evento senhorita Jauregui! (Respondi firme sem perder a pose).

- Miseráveis como você não tem autorização para pisar em minha casa! (Completou já espumando pela boca).

- Então sugiro que analise com mais cuidado a lista da próxima vez! E marque bem o nome que vai encontrar nessa, porque você ainda vai ouvir falar muito de Camila Cabello! (Completei puxando meu braço para se retirar).

Mas dessa vez, ela me pegou pelo pulso e me arrastou para um pouco mais longe das pessoas, ao lado de um pequeno palco improvisado.

- É muita ousadia sua aparecer em minha casa depois de tudo!! E coragem ou estupidez demais pisar em meu território sozinha! (Comentou entre dentes me encarando).

- Sozinha?! (Quetionei com uma sobrancelha arqueada) Parece que a estúpida aqui não sou eu! (Zombei com um sorriso de lado).

Observei a expressão de Clara passar de irritada para confusa, ela me fitou por alguns segundos tentando entender, logo seus olhos arregalaram, ela levantou a cabeça ainda me segurando e analisou o ambiente.

De longe as meninas olhavam a cena atentamente, encarando Clara de suas respectivas mesas com suas familias. Megan se levantou e ergueu uma taça de champanhe, como se oferecesse um brinde para a vibora, mostrando presença.

 Em uma sincronia perfeita, todas as outras repetiram o gesto, ficando de pé erguendo a taça de ponche em direção à Jauregui das trevas! 

Logo elas desviaram o olhar, para o portão de entrada, onde com todo seu poder e esplendor a família Iglesias entrava, com Vero no centro, entre seus pais.

Senti Clara ficar tensa e seu olhos rapidamente voltaram para mim.

- O que vocês estão planejando??? Porque estão em minha casa?? (Perguntou irritada, mas com um leve temor). Acham mesmo que podem me atingir?? Sei o que fizeram com Sinu, sequestro é crime sua garçonete idiota! (Resmungou com nojo).

- Se não podemos te atingir, então porque está tão preocupada?! (Questionei com um sorriso de lado). E só pra constar, extorsão, agressão de menores, abuso de poder, ameaça e chantagem também são crimes! Quer descobrir quem passa mais tempo na cadeia?! (Perguntei encarando seus olhos de perto).

Esperei uma resposta que não veio, puxei meu braço de suas mãos e joguei o cabelo pra trás.

- Foi o que eu pensei! (Completei antes de sair andando, deixando a vibora sozinha no canto).

Respirei fundo, sentindo minhas pernas bambas, engoli em seco tentando entender como tive coragem de encarar a cascavel.

Pqp!! Eu não lembro como se anda!! Calma Camila, mantenha a pose!! Um pé de cada vez, sem cair, sem olhar pra trás!

Não faço ideia de como consegui chegar na mesa onde Taylor estava, me sentei e passei a mão na nuca, com a respiração desregulada.

- Está feito! (Comentei com as mãos trêmulas) Temos a atenção dela!

- Perfeito! (Disse Tay) Vamos para o ponto de encontro.

Com certa dificuldade me levantei e segui com Tay e Megan, para perto das mesas de bebida, onde Keana e Vero conversavam.

- O que a medusa do além está fazendo aqui?! (Questionou Vero encarando Megan).

- Só vim buscar um ponche magricela! (Resmungou a Dark revirando os olhos, logo depois encarando Keana) Da pra sair da minha frente?! (Falou fazendo um gesto com as mãos).

- Se você pedir com educação, talvez! (Disse Keana de braço cruzado).

Megan trincou o maxilar e fechou as mãos, limpando a garganta em seguida.

- Me da licença embuste?! (Pediu sorrindo falso).

Keana cerrou os olhos e deu um passo para o lado, abrindo caminho para Megan se servir.

- Sorte sua que sou boa demais, pra detonar seu vestido por puro acidente! (Resmungou nossa amiga fitando o lado contrário da Swift Dark).

- O único acidente aqui foi você ter nascido, de resto estamos seguros! (Zombou Megan se retirando com o copo de ponche na mão).

Franzi o cenho encarando Keana que tinha um bico irritado na boca e resmungava alguma coisa.

- É oficial, o Squad virou bonde da Sapatas! (Comentou Vero negando com a cabeça) Bora pra outra parte do plano! (Completou caminhando para perto dos paparazzi com Taylor).

Dei uma risada nasal e enganchei em Keana, seguindo para perto das mesas onde estavam os repórters! 

Assim que estava perto o suficiente, comecei a falar com ela, não tão alto só para os reportes curiosos ouvirem.

- Você acha que é verdade que Mike morreu?! (Comentei caminhando lentamente).

- Eu não sei exatamnete, mas ele não aparece a quase dois meses na Jauregui records! (Respondeu Keana).

- Será que Clara teria mesmo coragem de chegar a esse ponto?? (Falei negando com a cabeça e vi um dos repórters me olhando de canto).

- Pra quem tentou se livrar da filha, o marido não seria nada! (Completou Keana respirando fundo).

Terminamos nossa encenação e seguimos para o meio das pessoas novamente. Vero e Tay que fizeram o mesmo próximo dos paparazzi, voltaram fazendo sinal de positivo.

Fitei Dinah e Selena que esperavam minha permissão, balancei a cabeça de forma positiva, dando início a terceira parte do plano.

A vibora andava desesperada pelo meio da festa, tentando conversar com a mãe de Lucy para tirar satisfação sobre a mudança, drástica na lista de convidados.

 Enquanto isso acontecia, Dinah e Sel se aproximaram com copos cheio de ponche, quase colando nas costas da Vibora, que assim que se virou, bateu de frente com as duas, fazendo o líquido cobrir seu lindo vestido branco.

De longe pude ver o fogo que saiu pelos olhos da cobra, enquanto as meninas se desculpavam tentando limpar sua roupa, sem sucesso.

Então, como previsto, a serpente virou dragão e fumaceou pela boca, se retirando da festa em direção a mansão, pisando duro, a ponto de surtar.

- Hora do show! (Disse Lucy sentando ao meu lado junto com Vero).

- Eu trouxe pipoca e refri! (Disse Vero pegando um pote e uma lata de dentro de sua bolsa). Servidos? 

Dei uma risada nasal com as meninas e fitei Demi e Mani na lateral do palco pronta para a próxima etapa!

- Boa sorte Lolo! (Sussurrei segurando a mão de Tay).


Lauren.

Esse plano precisa ser um sucesso!! Nada pode dar errado, pois o mundo precisa saber quem é Clara Jauregui!

Era tudo o que eu pensava, enquanto esperava dentro da mansão. Minhas mãos estavam suadas e minha garganta seca, era a primeira vez desde que fugi, que ficaria cara a cara com a vibora.

Sentei na mesa lateral e dispensei todos os empregados, pedindo descrição, esperei as meninas com suas respectivas partes e logo ouvi passos fortes em direção a casa.

Mama entrou rapidamente, gritando em busca dos empregados, resmungando que iria matar uma por uma das pirralhas insolentes que estão em seu caminho.

- Precisa de ajuda?! (Questionei levantando, estendendo um pano em sua direção).

Vi ela paralisar, logo sua cabeça virou para me olhar, seus olhos carregados de ódio me perfuraram. Sem pensar duas vezes ela veio pra cima de mim, me acertando um tapa estalado no rosto.

- SUA VAGABUNDA!!!! EU SABIA QUE VOCÊ ESTAVA POR TRÁS DISSO SUA GAROTINHA MIMADA E INSOLENTE !! (Gritou me acertando mais um tapa).

Levei a mão até o rosto e senti meus olhos marejar, neguei com a cabeça e deixei uma raiva tomar conta de mim.

- VOCÊ NÃO CANSA DE SER UMA PÉSSIMA MÃE??? (Gritei deixando algumas lágrimas cair). NÃO CANSA DE SE APROXIMAR SÓ PRA ME BATER??? QUANDO TUDO QUE EU SEMPRE QUIS FOI SUA APROVAÇÃO?! (Questionei com mágoa explícita na voz).

- APROVAÇÃO?! (Perguntou dando uma risada irônica em seguida) QUE TIPO DE APROVAÇÃO GOSTARIA DE TER, ANDANDO COM A RALÉ?! GENTINHA DE QUINTA CATEGORIA QUE NÃO SABE A DIFERENÇA DE PRADA E GUCCI!! (Completou negando com a cabeça). Você só me dá decepção Lauren, por isso vou te mandar para o colégio interno mais longe possível daqui! Poderia até me fazer o favor de nunca mais voltar! (Completou apontando o dedo em minha cara).

- Como você é fútil! Só sinto pena de você, porque nunca vai ser feliz de verdade! (Falei negando com a cabeça). É terrível ver que seu próprio veneno te cegou! (Completei próxima do seu rosto a encarando).

Vi novamente sua mão levantar, mas desta vez a segurei no alto e trinquei o maxilar a puxando pra perto.

- Eu não tenho mais medo de você! (Falei de dentes cerrados). Porque hoje eu sei, que sou capaz de enfrentar qualquer coisa, não porque sou rica, mas porque tenho quem lute por mim! Já você, vai morrer sozinha! (Finalizei soltando seu braço).

- Quem???? A idiota da Cabello?? Ou suas amiguinhas ridículas que se acham inteligentes para me enfrentar?? Chame a Iglesias, Kordei, Hansen, Swift e quem mais quiser!! Nenhum deles pode te salvar Lauren, porque eu vou acabar com qualquer relação que você tenha com aquelas pirralhas, nem que pra isso eu tenha que atingir elas! (Afirmou sorrindo).

- A senhorita esqueceu alguns sobrenomes, como Brooke, Gomez, Lovato, Issartel e Vives! (Falou Ally saindo de um dos cômodos com uma câmera na mão). Estamos ao vivo senhorita Jauregui, da um oi para seus convidados! (Completou a pequena sorrindo).

Mama ficou em silêncio digerindo a informação, logo correu até o jardim. Corri atrás e vi quando Clara, fitou o local da festa, no palco um grande telão, transmitia tudo que acontecia entre nós.

Todos encararam mama com olhares incrédulos, um silêncio perturbador preencheu o local.

Estava feito, mama foi exposta com sucesso! Mas vimos apenas o início do seu fim.

Porque, para o Squad anti vibora, esse foi só o aperitivo do evento, o prato principal ainda está por vir!


Notas Finais


Galera.. Se tiver erros me perdoem.. Eu corrijo assim que der..

Bjos..

Fui <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...