História A princesa selvagem 2 - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail, Saint Seiya
Personagens Acnologia, Chelia Blendy, Eden de Órion, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Haruto de Lobo, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Kouga de Pégaso, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Ryuho de Dragão, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Sonia de Escorpião, Souma de Leão Menor, Sting Eucliffe, Subaru, Wendy Marvell, Yuna de Águia
Tags Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Lucy, Nalu, Natsu, Saint Seiya Omega, Stinli, Yuna De Águia, Yuna X Kouga
Visualizações 10
Palavras 2.476
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá boa gente 🙋 voltei para mais um capítulo desta história que eu amo tanto.(^^)😍❤
Boa leitura malta... E preparem-se para uma grande REVELAÇÃO!!!😶

Capítulo 8 - Avó?!


Kouga: Onde é que estamos indo? -- o ruivo perguntou a loira que caminhava ao seu lado, passando por uma parte da floresta, e entrando em uma parte cheia de alianças

Lucy: Não se preocupe. Eu não vou matar você! -- disse olhando para o ruivo e este sorriu torto incrédulo -- Só quero mostrar-te uma coisa! -- disse por fim, afastando as lianas da sua frente

Kouga: Que coisa? -- perguntou o ruivo confuso, direcionado o seu olhar à da loira

Lucy: Espere e verás! -- disse afastando as últimas alianas e chegando ao seu destino, com um ruivo confuso e suando frio -- Chegamos! -- gritou para o ruivo que abriu a boca, ficando boquiaberto admirado com a tamanha beleza do lugar

Kouga: Isto... É incrível! -- disse com os olhos arregalados, apreciando a maravilhosa paisagem do lugar. Uns animaizinhos pequeninos, uma cachoeira com uma água tão limpa e por último, aquele verde do relvado e as flores em volta. Poderiam dizer que é o paraíso.

Lucy: Então, o que achaste? -- perguntou ao ruivo que ainda continuava com o olhar distante, admirando o lugar

Kouga: É fantástico. Mas, porque me trousseste aqui? -- o ruivo perguntou e a loira sentir-se ao relvado, levando o ruivo junto e ficando de frente com ele

Lucy: Okay, eu posso confessar que não te trousse aqui, para só te mostrar isto. Mas, queria saber se sabes de alguma coisa sobre a minha mãe e a athena! -- disse ao ruivo e este ficou sério

Kouga: Não, não faço ideia. -- respondeu e desviou o seu olhar à da loira -- Desde que chegamos aqui, sinto que escondem algo de mim. As vezes penso nisso, mas chego a conclusão, que é paranóia minha! -- disse e suspirou sorrindo de canto, e olhando para a cachoeira

Lucy: Entendo. Mas, se eu perguntasse aos meus pais, de certeza que inventariam uma desculpa idiota, para não me dizer a verdade! -- disse cruzando os braços e ficando de cara amarrada

Kouga: Sabes, eu acho que já estive nesta dimensão! -- disse o ruivo, fazendo com que a loira não desvia-se o seu olhar a ele

Lucy: Sério? Se isso for verdade, quer dizer que os meus pais já conheciam a athena!

Kouga: Espera, se eu já estive nesta dimensão, porque não me lembro disso? -- perguntou confuso e para o nada

Lucy: Sim, é muito estranho. Mas, mudando de assunto, vá, diz-me o que sentes pela yuna! -- disse sorrindo e a pergunta apanhou o ruivo desprevenido e acabou se engasgado na própria saliva

Kouga: Cof.. cof... -- tossiu tentando se recuperar 

Lucy: Você está bem? Vá, por favor, não morre aqui! -- gritou dando tapinhas nas costas do rapaz

Kouga: Acho... Que estou bem! -- disse e respirou fundo, inúmeras vezes e ficou calmo olhando para a loira -- Você me disse que não iria me matar. Olha o que estavas preste a fazer!

Lucy: É sério? Tu é que és apaixonado por uma miúda e nem se quer consegues dizé-lo a ela. E quando eu pergunto, dizes que quero matar-te? Mas, que coisa! -- disse ficando com cara feia e fingindo ser ofendida

Kouga: Hã... Desculpa, não foi minha intenção. É que...

Lucy: Uou!... Você acredita em tudo. Mas, isso já não importa. Então, vais me contar os seus verdadeiros sentimentos? -- sorriu ansiosa e o ruivo suspirou

Kouga: Sabes, eu posso dizer sim, eu gosto da yuna. Mas, acho que ela me vê como um bom amigo! -- lamentou-se o ruivo e ficou cabisbaixo

Lucy: Uau!... Quem diria. Os homens são mesmo, uns idiotas! -- disse a loira que fez o ruivo a olhar incrédulo

Kouga: Hey, eu não sou idiota! -- retrucou

Lucy: Ai não? Olha, eu estive na presença dela e de te, por dois dias e vi que vocês se gostam. Você pode não perceber, mas aquela garota, é louca por te! -- disse apontando dedo ao ruivo 

Kouga: Acho que não... -- disse mexendo em seus cabelos, que fez a loira o fuzilar frustrada

Lucy: Como queiras. Mas, não diga que não avisei! -- disse a loira e ficou observando a água cair e o ruivo ficou observando a loira

Kouga: Você... Me parece familiar! -- chamou atenção da loira que o encarou

Lucy: Do que estás a falar? -- estreitou os olhos, o encarando confusa

Kouga: Acho que te conheço faz tempo. Eu... Eu vi uma menina igual a você, fazendo aquela mágia! -- finalizou o ruivo e a loira ficou só o olhando -- Desculpa, se disse alguma coisa errada!

Lucy: Não, não se preocupe. É que, eu acho que acontece o mesmo comigo. Mas, não consigo me lembrar de nada!

_ Talvez, eu possa ajudar-vos! -- os dois se assustaram, que levantaram-se procurando pela pessoa que falou e se revelando ser a sombra e uma mulher loira e que aparentava ter uns cinquenta anos, caminha na direção dos dois e para afrente deles, com a sombra ao seu lado

Lucy: Avó?! -- a loira arregalou os olhos, olhando a mulher a sua frente que nem se quer demonstrava um sentimento

_ Olá, Lucy e kouga. É bom rever os meus queridos netos! -- disse a mulher com a mesma expressão, olhando séria para os dois

Lucy: Como assim? Você morreu há dezesseis anos, como aparece na minha frente viva? E como assim, netos? -- disse e perguntou tudo ao mesmo tempo, deixando a mulher frustrada

_ Cala boca, menina! Eu morri, sim. Mas, voltei dos mortos, com ajuda da minha maior criação, já feita. -- disse apontando para a sombra ao seu lado que virou-se para a mulher

Kouga: E o que queres? -- perguntou o ruivo a mulher que pela primeira vez, sorriu

_ Essa é uma boa pergunta. Mas, o que eu quero, está escondida e preciso dela, para trazer o meu amor do mundo das sombras! -- disse e fez a loira a olhar incrédula e o ruivo confuso

Lucy: Avó Anna, não faça isso. A mãe disse-me que o avô, foi um mago muito perigoso e mal. Por isso, ele foi banido deste mundo! -- a mulher olhou para a loira com ódio transbordado em seus olhos

Anna: O acnologia, era o meu noivo, e ninguém, incluindo os vossos pais, não tinham o direito de bani- ló desta dimensão. E o que é que os vossos pais sabem? Eles vivem mentindo para vocês, porque os defender? -- com o que disse, fez os dois se entreolharem confusos

Kouga: Como assim, pais? Eu não tenho pais e nunca tive! -- dito isso, a mulher gargalhou

Anna: É sério? Achas que não tens pais e nunca tiveste? Mas, aquela saori é mesmo uma desgraçada idiota! -- voltou a sua expressão séria

Kouga: O que a saori, tem haver com isso?

Anna: Crianças, tolas! A saori é a filha da minha irmã, Cléo. A primeira athena da dimensão ómega. Ela é a layla, são primas. E você kouga, é o primeiro filho dela com o seiya! -- a mulher finalizou e o ruivo ficou em choque com os olhos arregalados, sem conseguir dizer nada

Lucy: Isso... É mentira, não é? -- perguntou a loira tremendo de nervosismo, em ouvir o que tanto receia

Anna: O que ganharia, mentindo para vocês? Esta é a pura verdade. Vocês são primos, se conheçam desde crianças. Mas, com o que aconteceu alguns anos atrás, a layla e a saori, apagaram as vossas lembranças de tudo o que passaram juntos! -- a esta altura, o ruivo já se encontrava ajoelhado ao chão, com o olhar perdido e a loira controlava as suas lágrimas para não caírem

Kouga: Não, não pode ser verdade. Os meus pais...

Anna: Eles estão vivos. E já estou ficando cançada disso. Porque é que não se acalmam e conversamos?

*.                         *.  *.                   *.   

Íris: O que vocês, estão fazendo aqui? -- perguntou aos dois azulados ao lado da loira, entrando na sala do trono

Wendy: Eles queriam falar com a rainha layla, mas ela não está. Por isso, agora querem falar com vocês! -- disse a azulada sorrindo

Igneel: O que querem? -- o rosado se aproximou ficando ao lado da mulher

Ária: Eu... Só queria perguntar, o que aconteceu entre a rainha layla e a saori! -- disse a azulada gentilmente e os dois reis se entreolharam

Íris: Acho que isso não nos diz respeito. Vocês deviam perguntar isso a athena e não a nós! -- disse e fez os dois abaixarem o olhar

Ária: Entendo. Era só isso que queria perguntar. Então, estamos indo! -- disse a rosada fazendo uma venia e saindo com o azulado de seguida

Igneel: Esta história, vai acabar mal! -- disse o rosado suspirando

Íris: E afinal, onde a layla e o jude, se meteram?

Wendy: Se quizerem, eu posso falar com eles! -- disse aos dois que nem se quer ouviram o que a menina -- Okay, estou indo! -- se retirou da sala correndo atrás dos dois azulados que passavam por um corredor -- Hey, espera!

Ária: O que foi? -- perguntou ao se virar para azulada que parou a frente deles respirando pesado

Subaru: Acho que ela sentiu a minha falta! -- disse o rapaz sorridente, provocando a azulada que o fuzilou com raiva

Wendy: Eu nunca sentiria falta de um idiota como você! -- apontou dedo e este fez uma careta, virando o seu olhar

Ária: Se já acabaram, podes me dizer porque nos parasite? -- perguntou a azulada que sorriu torto

Wendy: Eu ouvi o que disseste lá dentro, e eu acho que posso ajudar-te! -- disse a azulada sorrindo que fez o rapaz a sua frente se maravilhar

Ária: E o que poderás fazer para nos ajudar?

Wendy: Deixe comigo. Eu vou arranjar uma maneira. Mas, até lá, tenham paciência! -- sorriu outra vez

Ária: Está bem! -- concordou sorrindo também

Subaru: Acho que sempre devias sorrir. Assim, ficas mais fofa e bonita! -- disse a wendy que o olhou surpresa e corando de seguida

Ária: Acho que estamos indo! -- disse e saiu puxando o azulado para fora do castelo -- O que pensas que estás a fazer?

Subaru: O que foi? Só disse a verdade! -- disse e cruzou os braços

Ária: Claro que acredito em você. Só digo uma coisa, não se aproxime dela, entendido? -- perguntou ao rapaz que ficou com cara feia

Subaru: Como queiras! -- saiu andando afrente e deixando a azulada para trás

Ária: Era só o que faltava...

*.                     *.  *.                     *.  

Erza: Natsu, pensei que estivesses com a Lucy! -- entrou no quarto do rosado, sem bater seguida da albina

Natsu: Está com o kouga. Eu voltei para falar com os pais! -- disse o rosado sentado em sua cama

Lisa: Ainda não tive a oportunidade de conhecer estes cavaleiros. Como eles são? -- perguntou ansiosa, recebendo como resposta, os olhares dos seus amigos

Erza: Vá, sonhando. E porque não estás com o sting? Talvez, ele precise de você neste momento! -- disse provocando a albina que se jogou na cama do rosado sem permissão

Natsu: Vocês invadem de mais a minha privacidade! -- disse o rosado empurrado

Lisa: Aquele idiota. Não vou mais atrás dele. Se quiser, que venha até mim! -- disse sem ao menos ouvir o que o rosado disse

Erza: Sim, claro. Então, o que queres falar com os pais? -- perguntou ao rosado que suspirou

Natsu: Não posso contar. Só quero falar com eles! -- disse se levantando da cama e permanecendo de pé

Erza: É sobre a lucy? -- perguntou séria ao rosado que ficou só olhando a ruiva

Natsu: Acho que sim. Então, estou indo agora! -- disse saindo às pressas do quarto, antes que a ruiva pergunte algo

Lisa: O que estão escondendo? -- perguntou confusa a ruiva e esta sentir-se na cama ao seu lado

Erza: Acho que vem aí uma coisa ruim....

*.                     *.   *.                      *.   

Sônia: E agora? O que fazemos? -- perguntou caminhando de mão dada com o ruivo

Souma: Agora estarás sempre ao meu lado e nunca te deixarei se afastar! --  disse sorrindo e a laranjada sorriu de alegria

Sônia: É bom ouvir isso. Fico feliz por ter confessado os meus sentimentos! -- disse com o olhar atento ao caminho

Souma: Sim. Mas, isso não seria possível, se não fosse a lucy. Acho que devias falar com ela e pedir desculpas! -- disse e fez a laranjada franzir a testa

Sônia: Isso não. Eu sei que errei com ela, mas isso é demais!

Souma: Ela não teve culpa dos seus ciúmes. Acho que devias, sim! -- insistiu e a laranjada bufou se rendendo

Sônia: Tudo bem. Mas... Cuidado! -- gritou para o ruivo que em um movimento, se desviou caindo ao chão junto com a laranjada

Souma: O que é aquilo? -- disse ofegante, olhando para o grande animal negro que se encontrava parado em vossa frente

Sônia: Um leão. Mas, como ele...

Souma: Não faço ideia. Mas, acho que teremos que nos defender desta coisa! -- levantou-se e ajudou a laranjada a levantar

Sônia: E agora? -- perguntou ao ruivo, olhando para o animal que dransbordava fúria e ódio em suas pupilas

Souma: Vamos ter que atacar! -- dito isso, o leão avançou para cima deles, correndo em uma velocidade extraordinária -- Prepara-te....

*.                        *.   *.                    *.  

Saori(Athena): Então, o que descobriram? -- perguntou aos três cavaleiros que tinham acabado de atravessar a barreira mágica

Seiya: A situação se complicou ainda mais. O que pareçe, a rainha layla e o rei jude, desapareceram! -- disse deixando a rosada preocupada e com os olhos arregalados

Ryuho: O que pareçe, eles não sabem onde eles estão e também, não os viram saindo do castelo! -- completou o azulado

Éden: E sabem onde eles possam estar? -- perguntou o cinza ao lado da saori

Haruto: Não sabemos de nada. Mas o que pareça, enviaram os outros feiticeiros ao reino de fiore!

Saori(Athena): O que faço agora? Só a layla poderia me ajudar! -- disse toda perdida

Seiya: Não se preocupe. Vamos continuar a procura deles! -- disse abraçando a rosada

Yuna: Aconteceu alguma coisa? -- apareceu chamando a atenção de todos

Saori(Athena): Nada não. Só estou preocupada com o kouga. Você sabe onde ele está? E onde os outros estão?

Yuna: A sônia está com o souma, o Subaru está com a ária, no reino dos feiticeiros e o kouga está com a lucy!

Saori(Athena): Como assim, o kouga está com a Lucy?

*.                      *.   *.                     *.   

Levy: O que estamos fazendo aqui? -- perguntou aos quatro seres, ao seu lado, entrando no castelo do reino de fiore

Gajeel: O que pareçe, baixinha. Temos que procurar um cetro dourado, de um dragon! -- disse o moreno fazendo a azulada o fuzilar com raiva

Levy: Eu não sou baixinha. O meu nome, é levy! -- gritou para o moreno, apontando dedo

Gray: Acho que temos companhia! -- disse chamando atenção dos dois que se viraram de imediato, olhando para frente, no grande corredor

Juvia: Mas, o que... Nós acabamos com eles. Agora, como...

Jellal: O que pareçe, eles voltaram dos mortos, para nos assombrar! -- disse sério, olhando para os cavaleiros negros parados no final do corredor

Levy: Outra vez, não! -- choramingou

Gajeel: Acho que vai ser difícil pegar o cetro. Mas primeiro, vamos acabar com estas coisas...

Gray: Era o que eu queria ouvir. Vamos a isto...

Continua....

  


Notas Finais


Então pessoal 🙋 é tudo por hoje. Qualquer erro sorry.
Até ao próximo capítulo 😎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...