História A Princesa Volturi - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Afton, Alec, Alice Cullen, Amun, Angela Weber, Aro Volturi, Bella Swan, Benjamin, Billy Black, Brady Fuller, Bree Tanner, Caius Volturi, Carlisle Cullen, Carmen Denali, Charlie Swan, Claire Young, Collin Littlesea, Corin, Demetri Volturi, Edward Cullen, Eleazar Denali, Embry Call, Emily Young, Emmett Cullen, Eric Yorkie, Esme Cullen, Felix, Freaky Fred, Garrett, Gianna, Heidi, Irina Denali, J Jenks, Jacob Black, James, Jane, Jared Cameron, Jasper Hale, Jessica Stanley, Kate Denali, Kebi, Kim, Laurent, Leah Clearwater, Lucy, Marcus Volturi, Maria, Mike Newton, Nahuel, Paul Lahote, Personagens Originais, Peter, Quil Ateara, Rachel Black, Rebecca Black, Renata, Renée Dwyer, Renesmee Cullen, Riley Biers, Rosalie Hale, Royce King II, Sam Uley, Sarah Black, Senna, Seth Clearwater, Stefan, Sue Clearwater, Tânya Denali, Tyler Crowley, Victoria, Vladmir
Visualizações 88
Palavras 1.024
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mil desculpas, eu disse que voltaria a postar logo, mas eu não consegui.
Fiquei com bloqueio criativo.
Espero que vocês gostem.

Capítulo 4 - Novo Sentimento


Fanfic / Fanfiction A Princesa Volturi - Capítulo 4 - Novo Sentimento

Sophie:

Finalmente eu tenho quinze anos, e como toda adolescente com a minha idade, queremos ser livres, andar, fazer compras, escutar músicas bem altas... E o que eu não esperava que acontecesse... Apaixonar-me... E justamente pelo  vampiro que me vê como uma criança, além dele ser lindo, sexy, educado, gostoso, ou seja... Tudo de bom! É meu melhor amigo Alec Volturi, antes eu não sabia descrever o que eu sentia. Quando ele me abraça ou sorri meu coração sempre reage do mesmo jeito, ele fica acelerado, e as vezes até sinto um frio na barriga, hoje eu sei o que significa... Eu estou completamente apaixonada por ele.... "suspiro", mais ele parece não perceber, ou não quer perceber, o que me deixa magoada, mais uma vez até me deu uma pequena esperança do que ele sente por mim, não só amizade... Fomos caçar como sempre fazemos a cada dois dias, e como eu não escondo nada do Alec, comecei a tagarelar sobre as minhas amigas da escola onde eu estudo, e acabei falando sobre o Jimmy,  com quem eu tive o meu primeiro beijo, eu olhei para o Alec e percebi que ele tinha fechado a cara de repente, eu achei estranho, me veio um pensamento de que ele podia estar sentindo ciúmes, será?

Alec:

Com os anos se passando,  eu tento não olhar,  mais esta cada vez mais difícil tratá-la feito criança,  como se eu fosse cego e não enxergasse que cada dia ela esta crescendo mais,  e ficando cada vez mais linda... Eu me culpo até agora por não ter agido normalmente  quando a Sophie falou do primeiro beijo dela com um garoto,  eu me senti abalado,  estranho,  eu não sabia o que significava esse novo sentimento,  eu Fechei a cara na hora,  só espero que ela não tenha percebido...  Mais tarde em meu quarto,  que eu fui entender que esse novo sentimento é ciúmes,  eu não posso,  eu sou o guarda dela,  se Aro descobre,  ele pode acabar me deixando longe da Sophie,  eu não quero isso...  Hoje em dia eu não consigo ficar longe dela,  as vezes eu até me preocupo,  pensando que eu possa estar apaixonado... Isso não é nada bom...

Eu vou em direção ao quarto da Sophie,  esta na hora dela acordar para ir para escola,  eu a levo de moto quando esta nublado,  e de carro quando esta sol,  além de ser ordens do Aro,  eu gosto de estar na companhia da Sophie,  tanto a moto quando o carro,  são presentes de Aro a pedido da Sophie,  eu bato levemente na porta:

- Sophie... Escola.

Pelo jeito não deu certo,  ela continua dormindo suavemente,  eu escuto daqui,  me deu até pena de acordá-la,  mas ela tem que acordar,  eu abro a porta do quarto dela,  e vou em direção a sua cama ( imagem do capítulo) e a cutuco de leve:


- Sophie, acorda...

Nada! Ela dorme como uma pedra, eu grito ficando quase sem paciência:

- SOPHIE, ACORDA VOCÊ TEM QUE ESTUDAR!

Ela se assusta e senta na cama olhando para os lados, eu não consigo controlar a minha risada, ela sorri ao me ver, e depois mostra a língua por eu estar rindo dela, ela arruma o cabelo dela, e se levanta da cama parando na minha frente:

- Pra que essa gritaria toda Alec?

Sorriu abertamente:

- Você não queria acordar, então eu tive que apelar.

Ela sorriu lindamente, e em seguida me abraça calorosamente:

- Você se acostuma comigo, Alec...

Eu sorrio novamente, incrível o que a Sophie podia fazer comigo... Eu não queria perceber, mais acabo percebendo que ela estava com uma camisola de seda rosa, muito transparente, e eu conseguia ver o corpo da Sophie, desvio o olhar na hora do corpo dela:

- Er... É melhor eu ir, quando você estiver pronta me avise...

Eu estava com pensamentos nada puros na cabeça, e ela responde corando meio sem graça:

- Tá.

Eu saí do quarto, e tento inutilmente esquecer a imagem do corpo dela da minha cabeça.

Sophie:

Háhá, o Alec ficou tão sem graça como eu... Eu não tinha percebido que eu estava daquele jeito... Mentira eu sabia sim, mais na hora eu não importei, ver ele lindo, gostoso e sem o uniforme me deixou quase doida!

Eu parei de babar literalmente e fui em direção ao banheiro fazer a minha higiene matinal, e me troquei rapidamente.

Eu peguei a minha bolsa e sai correndo do quarto, e cheguei em poucos minutos no salão principal, eu sabia que todos estariam lá, sorri e falei com sempre:

- Bom dia família..

Eu olhei no relógio e fiquei aflita, enquanto eles sorriam para mim:

- Merda, eu vou chegar atrasada... Vamos Alec?

Ele assentiu parecendo incomodado com alguma coisa, não me importei por enquanto...

- Tchau família!

- Tchau Sophie!

Falaram todos juntos, por isso eu amo essa família. Nós fomos calados em direção a moto do Alec, colocamos o capacete e fomos em direção a minha escola, sorte que hoje está nublado se não nós teríamos que ir de carro, e eu prefiro a moto, assim eu posso ter um motivo para abraçar a cintura dele *risada mental*, chegamos a escola justamente quando bateu o sinal, eu desço da moto, e tiro o capacete entregando ao Alec.

- Tchau Alec.

Eu vou em direção dele para beijar a bochecha, mas como eu sou desastrada até como uma híbrida eu tropeço em meu próprio pé, e eu o beijo no canto dos lábios, fazendo-o se afastar meio chocado, eu me afasto também com um misto de confusão e surpresa pelo que eu fiz:

- Sophie você vai se atrasar.

Eu assenti por um minuto esqueci que estava na porta da escola, e fui correndo em direção a primeira aula.

Alec:

Eu  não sabia se ficava feliz ou triste por ela ter quase me beijado... Um pensamento invadiu a minha mente "foi sem querer, eu tenho que levar isso em consideração".

[•••]

Depois de me trocar rapidamente colocando o uniforme dos Volturi, eu me encaminho em direção ao salão principal, chegando lá eu senti um cheiro diferente, parecia de um vampiro, quem será?


Notas Finais


O que acharam??
Comente.
Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...