História A prisioneira - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Visualizações 47
Palavras 886
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


As vezes o destino faz duvidar de si mesma não é o que queremos mais somos obg a fazer

Capítulo 1 - O que não deveria acontecer acontece...


Fanfic / Fanfiction A prisioneira - Capítulo 1 - O que não deveria acontecer acontece...

Me chama para a morte o que me trás à vida,o fechado se torna aberto,arrebento as correntes e aqui estou eu liberta mas do que ?.Me livrei da prisão mais ela não se livrou de mim.O amor de um coração impuro que me prende ,não o meu mais sim o dele.Não vou me entregar fácil,se dependesse dele ou a morte não me arrependeria de me tirar a vida.Não posso fazer minha irmãzinha sofro sua vida está em jogo ela depende de mim para sobreviver ,se eu a abandonar seria como mata- la com as minhas próprias mãos.Tenho que ser forte e aguentar tudo por ela não quero vê-la sofrendo ele tem de crescer feliz.Se alguém toca- lá ou machuca-la não me perdoaria nunca.Serei prisioneira, não escolhi isso e nem posso chamar de destino.

Sim sou eu Emilly wait, não digo que estou feliz,se dissesse seria como iludir meu próprio pensamento, não escolhi isso nem ser assim talvez uma parte disso tudo tenha sido culpa minha. ..se eu não tivesse fugido de casa com minha irmãzinha de 6 anos, se meus pais não estivessem mortos seria diferente ele não teria me encontrado e sim diria que estaria feliz...

Minha vida começou a desmoranar a partir do dia 23/07/2002 era o dia da minha audição de dança para uma grande escola uma das melhores.Tive de ensaiar muito para o teste e nesse dia estava lá atrás das cortinas, olhando pela brecha encarando cada cabecinha de pessoas que estavam presentes e nada de ver meus pais só minha irmã Beta com um algodão doce na mão ansiosa para me ver.

Naquela época só tinha 12 anos era muito nova mais madura entendia o bastante,se meus pais não fossem eu entenderia seus trabalhos eram puxados difícil o chefe deles deixarem faltar já estava acostumada,mas nesse dia eles devia estar lá era importante,dependeria do apoio deles para a realização do meu sonho e se não entrasse na escola estaria em casa nos braços deles me incentivando a não desistir.

Estava prestes a entrar no palco me faltava segundos quando o diretor interrompe e sai às pressas em minha direção,naquele momento senti que tudo mudaria que algo estava errado.

Emilly!...sinto muito ..-diz ele ofegante e nervoso- não sei como posso lhe dizer...mais seus pais sofreram um acidente!..

Aquilo pra mim foi como um tiro no peito,as palavras soaram em meus ouvidos várias vezes senti abandono um choque inabalável o que seria de mim e da minha agora? E como seria sua reação...

-Sinto muito querida venha comigo ...

Eu não respondi , não precisava olhei para minha irmã vendo seus olhos de entusiasmo aquele olhar inocente que me fez derramar lágrimas, não podia contar pra ela seria como destruir sua infância.Minha preocupação era ela como ia cuidar,torcia para que não fosse um acidente grave mais pelo o que o chefe da delegacia disse não tinha sido inesperado e sim alguém que tinha ódio deles e que planejou tudo.

- você e sua iram para um orfanato, não se preocupe iram cuidar de você mais sua irmãzinha terá que ficar em outra ala e vocês não poderam ficar junta até que achem seus familiares- o chefe dizia com voz fria estava acostumado a ver casos como esse ,mas talvez devia ter um pouco de sentimento .

Eu o olho ainda em choque não derramara uma lágrima mais só ouvir se separar não aguentei a raiva soou alto tentei questionar até avancei em cima e fui sedada pela policial que estava ao meu lado ouvindo o tempo todo.Ela me olhava com piedade sentia pena eu a conhecia era amiga do meu pai ficara encantada pelas filhas deles serem bonitas demais, não que eu queira me gabar mais eram o que todos diziam.

Já estava à um dia na casa da policial minha irmãzinha não sabia de nada dissemos que nossos pais tiveram que viajar de última hora e que ganharia muito dinheiro se ficasse lá por um tempo e nos ajudaria com nossos sonhos,se fosse verdade sentia em meu coração a tristeza dela e decidi então cuidar da Beta para sempre é estar do lado dela e faria o que fosse possível para não abandona-la.

Então estava decidido antes de ir ao orfanato,bolei um plano para fugir com Beta e deu certo mais o que não pensei foi para onde iríamos, é o que fazer agora que estou na rua.O frio era insuportável não tínhamos roupas quentes estávamos com fome aponhei meu braço sobre seu corpo para esquenta-la se passemos mais um dia naquele lugar morreiamos .

Uma senhora nos encontra e nos ajuda mas mal sabíamos que um dia ela nos venderia em troca de 300 dólares não valia nada apenas dois ratos imundos.. Ela cuidou de nós por anos nos maltratava às vezes por diversão enquanto seu neto um jovem alto elegante observava tudo os anos se passaram.Atualmente tenho 19 anos e minha irmã 13 e foi aí o que começou a piorar ,quando completei bem no dia do meu aniversário que não comemora e já não importava mais essa velhinha estava chegando no fim  e o trato combinado foi até chegar ao meus 19 ela me venderia para um que homem que nunca queria ver em minha vida e se não comprisse seríamos lançadas para um lugar onde éramos violentadas todas as horas até a morte e dependeria de mim escolher o que fazer...


Notas Finais


Depois eu termino


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...