História A Prisioneira de Jeff The Killer - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Tags Assassino, Jeff The Killer, Slender
Visualizações 113
Palavras 534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 18 - Capítulo 17


Pov. Sarah

Não acredito que ele fez isso!

Meus olhos vagam pelo lago nervosamente, procurando por ele.

As águas são tão escuras e intimidadoras... E se for muito fundo?

Sarah: Jeff...?! - grito depois de alguns segundos se passarem e nada dele aparecer.

Estou sozinha no meio de um lago que nunca fui antes e está muito escuro. A lua se escondeu entre as nuvens e de repente tudo fica sombrio.

Sarah: Isso não tem graça! - exclamo para o horizonte.

Sinto algo se mover ao meu redor, alguma coisa puxa minha cintura por trás com brutalidade e eu grito.

Jeff: Bu! HAHAHA - é Jeff e ele está todo molhado, com um grande sorriso divertido no rosto.

Sarah: OH meu Deus você quase me matou de susto!

Jeff: Então consegui exatamente o que eu queria. - seus braços estão descansando no bote e metade de seu corpo está submerso. Seus cabelos estão pingando e ele parece tão... jovial apenas um homem normal se divertindo.

Mordo os lábios. Ele nunca esteve tao bonito para mim. O brilho da lua ilumina seu rosto sinistro fazendo com que ele pareça um anjo.

Um anjo caído e perverso.

Jeff: vem cá... - ele diz, sua voz hipnotizante.

Sarah: Não não não... Você vai me derrubar

Jeff: Não irei Sarah. Só quero um beijo. Vai me negar isso também? - ele finge estar magoado.

Sarah: Bem.. só um beijo - respondo me aproximando.

Nossos lábios se tocam e o mundo para ao meu redor. Logo estou perdida nas sensações e ele cola seus braços em minha cintura.

Ponho meus braços em seu pescoço e acaricio seu cabelo molhado.

Ele aperta mais seu domínio em minha cintura, e a próxima coisa que percebo é que ele está me levantando e me jogando nas águas geladas.

Subo a superfície cuspindo água e ofegando.

Ele está gargalhando, sua cabeça jogada para o alto enquanto seus ombros tremem tamanha sua diversão.

Sarah: Você prometeu! - grito e jogo água na cara dele, tremendo de frio.

Jeff: Eu não prometi nada - ele rebate ainda rindo.

Meu corpo está ensopado e meus dentes batendo, minhas roupas estão arruinadas.

Jeff: Se você tivesse tirado suas roupas e pulado quando eu falei isso não teria acontecido

Sarah: Se você não tivesse me jogado no lago isso não teria acontecido! - exclamo, mas não estou realmente com raiva. O lago não é tão fundo e eu nunca fiz algo assim em toda minha vida... até que é legal

Jeff: Isso também... - ele se aproxima - Você está zangada? - seus braços circulam minha cintura por debaixo d'água, me aproximando de seu corpo.

Sarah: Sim... não.

Sua boca traça todo o caminho do meu pescoço fazendo com que eu sinta um arrepio por toda minha espinha.

Jeff: Sim... ou não? - ele sussurra.

Nossos olhos se encontram e ele está com a mesma expressão em seu rosto de quando me viu nua em seu chuveiro pela primeira vez.

Sarah: Eu, Eu não sei... Eu não sei de nada - e ele me beija.

Dessa vez ele tira minhas roupas uma por uma, e entre a natureza que ele tanto adora, selamos nossa união dando vazão a toda paixão guardada e reprimida aquele dia.

No auge do nosso amor pude ver quase sem forças que a lua com toda sua luz, parecia nos vigiar, guardando-nos com todo seu tamanho e imensidão.


Notas Finais


Olha eu de novo não dando detalhes #JeffUmAnJoPeverso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...