História A Prisioneira de Jeff The Killer - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Tags Assassino, Jeff The Killer, Slender
Visualizações 320
Palavras 586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 21 - Capítulo 20


Pov. Sarah

Acordo com um barulho vindo de dentro da casa.

Está tudo escuro.

Eu devo ter pegado no sono esperando por ele.

Levanto do sofá e esfrego os olhos.

Olho pro relógio.

"23:50 "suspiro.

E isso... faltam 10 minutos para o dia de hoje terminar.

Caminho em direção ao porão para dormir, provavelmente jeff não vai voltar hoje... e paro em seco.

O piso está repleto de armas... as armas de Jeff.

Facas e machados, de grandes e pequenos tamanhos, estão alinhados formando uma pequena trilha que ia da cozinha até porão, ao lado delas, velas acesas sinistramente marcando o caminho.

Desconfiada e com o coração disparado, sigo por todo o trajeto com passos indecisos.

Desço as escadas do porão que também estão iluminadas por velas vermelhas, Jeff está de pé totalmente reto com as mãos para trás, seu cabelo formalmente penteado para trás e um sobretudo de mangas longas preta e uma calça jeans rasgada.

Seu sorriso sempre tão grande, agora parecia ainda maior.

Estou boquiaberta com tudo isso.

Ele fez isso pra mim?

Sarah: Jeff... o que é tudo isso? - olho ao redor.

Havia uma pequena mesa, com dois pratos de bife mal passados e duas taças de vinho.

Jeff: Feliz aniversário - ele sussura

Fico encarando ele por alguns segundos sem ação e em seguida me jogo nele em um abraço de puro amor.

Ele me abraça de volta, e beija meu cabelo afetuosamente,

Sarah: Mas como.. como você sabia disso? - pergunto o olhando nos olhos

Jeff: Eu sei de tudo Ele responde se gabando - e também você deixou isso bem óbvio com a vela e o calendário...

Sorrio envergonhada.

Sarah: Me esqueci de jogar fora isso... Isso tudo é pra mim? - aponto para a mesa.

Jeff: Yeah, venha antes quе esfrie

Sentamos na mesa, e eu a todo momento não conseguia parar de admira-lo.

A comida estava muito boa, e muito mal passada tambem, cheia de sangue...do estilo dele.

Mas não me importei, ele fez isso tudo pra me agradar, e eu fiquei muito feliz.

Jeff: E então.. qual sua idade? - ele me pergunta ainda comendo.

Sarah: Não é educado perguntar a idade de uma mulher - brinco.

Jeff: Foda-se

Nós dois rimos.

Sarah: Dezenove e você? - o olho por cima dos cílios. A gente nunca tinha falado sobre isso, não sei nem que idade ele tem.

Jeff: Vinte e um

Arqueio as sobrancelhas. Pensei que ele era mais velho. Ele tem quase minha idade.

Continuamos a conversar por alguns minutos e eu me sentia mais íntima dele agora.

Em um momento o peguei me observando enquanto eu comia

Quando nossos olhos se encontraram ele desviou o olhar parecendo envergonhado.

Alcancei sua mão e a coloquei na minha com um pequeno sorriso.

Ele ficou olhando para elas por um momento e em seguida as entrelaça lentamente.

Sinto-me derreter, e penso em como um simples gesto dele pode me controlar tanto assim

Me sinto um pequeno inseto que vai de boa vontade em direção a teia da aranha... mesmo sabendo que aquilo pode ser perigoso... pode levá-lo a morte, é tentador demais...

Jeff: Ah, quase esqueci, tenho algo para você - ele exclama se levantando e indo para minhas costas - Feche os olhos - ele sussurra

O faço. Não tenho a mínima ideia do que pode ser, seu fôlego quente em meu pescoço me faz ter um pequeno arrepio.

Ele acaricia minha garganta demoradamente e de repente sinto algo frio em volta dela.

Jeff: Pode abrir agora

Obedeço e olho pra baixo. Solto uma exclamação de surpresa.

No meu pescoço estava uma linda correntinha folheada a ouro com um delicado pingente de coração com pequenas pedras brilhantes ao redor.

Sarah: Jeff... é perfeita - sussurro emocionada

Sabia que você iria gostar - ele murmura enigmático.


Notas Finais


Vim dá uma explicação das minhas demoras...

Fazer estágio de manhã e faculdade a noite é bem pesado, tenho só a tarde para descansar e estudar para as provas finais que vão decidir meu futuro, estou tentando de todas as formas me organizar para trazer capítulos frequentemente!

Espero a compreensão de vcs ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...