1. Spirit Fanfics >
  2. A procura de uma luz. >
  3. Explosões de realidade.

História A procura de uma luz. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Então né...

Eae.

Esse é o último capítulo disso aqui, talvez eu faça algo a mais? Talvez.


Mas vamo lá, eu tô com sono msm

Capítulo 3 - Explosões de realidade.


Saiko- cê sabe que não pode ficar mostrando os olhos pra qualquer um né? -ele tira a touca também.

 

Eu- sei ué, não olha pro meu olho que fica de boa...

 

Saiko- tá tanto faz... -ele ajeita o cabelo como eu, arrumando a franja para o lado, não olho nos olhos dele e ele não olha para os meus, só paramos um pouco para descansar depois de tanta correria...



*Voltando* 



Saiko- ei como é lá em cima? -ele olhava para a parede pouco clareadas pela a chama roxa. 

Eu- depende muito, eu não sei o que há além da mina e da minha casa. -respiro fundo olhando para o chão.

Saiko- oshi, mas porquê? 

Eu- meus pais não me deixam ir além disso, eu só conheço uma praça, mas eu tenho idade agora para ter uma casa ou emprego descente... Eu vou levar algumas jóias que o Lipe tá guardando e ter uma vida quando sair...

Saiko- uau, isso é meio deprimente... -ele diz, obviamente não sabe o que falar.- eu sempre quis saber como é o mundo lá encima, digo não tão cinza, pelo menos era o que as vovós falam...

Eu- vovós? -pergunto curioso.

Saiko- aqui, vários não tem pais, nascemos de um milagre relacionado a cor das nossas chamas... O Lipe, por exemplo, nasceu de uma pequena Aquamarine, o Tawan de um topázio e eu de uma ametista...

Eu- uau... -digo impressionado. 

Saiko- e não é só isso, todas as magias que fizermos vai ser relacionado a nossa cor, usamos roupas ou acessórios pra mostrar a nossa cor, mas nossos olhos também tem essa coloração... 

Eu- entendi... Mas por que o Lipe me deu algo amarelo pra usar? 

Saiko- ele viu a cor de seus olhos, no vindo da sua alma... 

Eu- nossa, isso é demais...

Saiko- nem tanto, bora continuar o caminho. -ele diz já se direcionando ao lado contrário de onde viemos, ele carrega a touca em mãos, então o sigo e não coloco a minha. 


Eu- eu posso aprender também? - pergunto receoso. 

Saiko- óbvio que pode, todos os seres são ligados a uma cor. -ele diz não tirando o olhar do caminho a seguir. 

Eu- mas, o que aconteceu com a sua ametista? 

Saiko- eeeh, ela quebrou, sempre que se nasce, o que era antes não resta... Foi uma das vovós que falou isso -ele diz apartamente sério. 

Eu- e o que são essas vovós? 

Saiko- AI BICHIN IRRITANTE PARA DE FAZER TANTA PERGUNTA! -ele praticamente grita no grande labirinto e de ouve o eco do berro, logo após um outro grito. 

Tawan- SAIKO? -ele grita no fundo do labirinto, vindo apenas em eco. 

Saiko- FALA BAITOLA! -o mesmo eco. 

Tawan- ACHAMOS A SAÍDA, VEM LOGO! -Saiko suspira, colocando a touca, segurando o meu braço e começando a correr para a voz. 

Eu- e-espera Saiko! Eu tenho que colocar a minha touca! -digo desesperado e tentando acompanhar o ritmo dele na corrida. 

Saiko- Fecha o olho! -ele diz normalmente, eu apenas fecho o olho e deixo ele me levar. 


Tawan- mas vieram rápido viu- ele diz impressionado de como corremos tão rápido, eu coloco a minha touca e escondo meus olhos. 

Eu- Ele não parava de correr, quase morri! 

Saiko- to morto...- ele se atira no chão. 

Lipe- temos que subir ainda. 

Vito- eae gurizada!- diz Vito com Raposito, Bife e Umild. 

Umild e Foxy- Salve 

Bife- slave

Foxy- Eita o cara morreu ali. 

Vito- putz. 

Saiko- eu tô bem, vão dá o cu. - diz Saiko que já recuperou o fôlego e levantou. 

Lipe- certo, certo, VAMBORA PRA SUBIDA! -ele diz andando alegremente para escadas gigantescas. 

Eu, Saiko e Tawan- Tá zuando né?

Vito- pensou que era fácil? 

Umild- tomoulis!


[...muitas escadas depois...] 



Saiko- aí... Meu...... Santo.... Rubi... -ele diz pausadamente, estamos no fundo da caverna que eu conheço e subimos muitas escadas. 

Tawan- eu pensava que estava preparado pra qualquer coisa... Mas aí chegaram essas escadas...-diz Tawan choramingando. 

Eu- nunca vi algo tão fundo quanto isso... Como você me levou pra lá? 

Lipe- ah eu usei o elevador de manivela. -...

Eu, Saiko e Tawan- ... Oque? 

Vito- calma, é só pra desce. 

Saiko- tanto faz, vamos logo eu não aguento mais. 

Lipe- apressado você viu. 

Saiko- o meu cu, vamos logo. -ele fala andando até uma parte com rochas caídas e um pouco de sangue. - foi aqui que o Ycaro caiu? 

Lipe- foi! -ele diz animado, ele ia mexer na mochila porém Bife e Vito já estão colocando cordas onde Ycaro caiu.


E em alguns minutos, eles estão a poucos metros do começo da caverna. 


Eu- muito obrigado por me trazerem até aqui, eu... Prometo que vou visitar vocês algum dia. -eu sorrio e todos se despedem. 

Lipe- toma Ycaro... -ele me dá uma bolsinha repleta de jóias precisas.- tomará que só isso dê para você ter uma vida. 

Eu- obrigado Lipe... Eu nunca vou esquecer disso tudo, foram os melhores momentos da minha vida... - eu saio da caverna, estava de noite. 

Eu entro pela a janela do meu quarto, escondo várias jóias e coloco um pouco das jóias encima da mesa de trabalho do meu pai e vou dormir, ou tentar... 

Pensando na insônia, eu pego algumas ametistas e as observo... E resolvo fugir hoje. Pego qualquer sacola que tinha e coloco todas as minhas roupas e Jóias no meu bolso, além de meus documentos em outro bolso, pulo a minha janela novamente e corro para longe daquele inferno... 

No meio disso tudo percebo que fiquei com a touca que o Lipe me deu, deixo as minhas roupas perto da porta das minas e vou para o terreno vizinho, lá eu acho uma estrada e vou para a cidade de ônibus. 


Chego lá e já estava amanhecendo, vou na primeira joalheria eu troco alguns diamantes por dinheiro, recebo muito, mas muito, dinheiro, e vou direto em alguma loja comprar um celular 4 celulares e um ukulele, além de uma mochila descente e algumas roupas, aproveito tudo isso e vou na delegacia fazer um BO contra o meu pai, sobre abuso infantil, além de não me deixar ir na escola.

Resumindo, comprei muitas coisas e voltei para casa, lá estava os policiais já no portão, eu apenas vou andando normalmente para a mina, apenas ouço meu pai gritas "seu desgraçado!", "Tomará que você morra!", "Você é a merda da família!", enquanto minha mãe observava a cena assustada, minha irmã chorando... Chegando na mina, eu pego a segunda mochila que comprei e coloco na acima da porta da mina, pego as minhas roupas velhas e entro na caverna, lá espalho as minhas roupas em qualquer lugar e vou mais adentro das cavernas, quando chego em uma distância bem grande da entrada eu aperto um botão acionando os explosivos na segunda bolsa que estava na entrada da mina.

E foi assim que eu percebi, que não teria mais volta. 










✨Fim✨














"Pós-creditos" 

-Algumas horas depois.-


Lipe- man, cê vai te que morar com o Saiko ou o Tawan. 

Tawan- não coloca tanta responsabilidade em mim. -os dois olham pra Saiko. 




Saiko- merda.



[...]


Eu- homi eu não consigo! Li aquele livro gigantesco pra nada! 

Saiko- consegue sim seu burro! Vai de novo. 


Um fogo amarelo ilumina a o quarto de Saiko e de agora Ycaro. 

Saiko- ... Caralho. 

Eu- CONSEGUI MULEQUEEEE! 



[...] 


Ruivo piriguete

Online

Lipe áudio- ei Man, cê pode ir lá no centro e pegar umas coisas pra mim? ........... Ycaro? ...... Tawan o Ycaro não responde! ...... Ycaro você ta bem? Parceiro responde. 

Tawan mesmo áudio- é um áudio Felipe. 

Lipe- ah é... Desculpa ae Ycaro. 


MANO KKKKKKKKKKKKK PTM LIPE✔️✔️


Lipe- não me acustumei com essas bujiganga ainda não viu, mancada rir. 




[...] 


Saiko- isso aqui é coxinha? -ele observa com cuidado o salgado que acabou de ser feito. 

Eu- é! Eu que fiz. 

Lipe- mano isso é MUITO booom -ele diz se deliciando.

Tawan- bom na cozinha ele viu, é pra casar viu saiko. 

Saiko- hmpf- ele com raiva come a coxinha e queima a boca.- bUCE- 








Acabo :D 



Notas Finais


Vo menti não, adorei escrever isso aqui, foi algo curto e gostoso de fazer...


Psé, falem o que acharam se quiserem,
Talvez eu faça uma temporada dois se realmente quiserem.........

É isso, muito obg por acompanhar a escrita dessa história que se originou de um sonho de Minecraft!
Agradeço quem apoiou e me motivou a continuar isso aqui, eu sinceramente gosto mais desse fic do que as outras então... Significa bastante pra mim...


Enfim, até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...