História A Profecia - Yoonkook - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Sugakookie, Yoonkook
Visualizações 984
Palavras 1.942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nate @lollyoongi vai betar essa fanfic, amém 💕 obrigada, meu bem

Capítulo 7 - Capítulo 6


Jungkook



— Vossa Alteza! - ouço uma voz do outro lado da porta e apenas me viro para o lado ignorando a mesma e tentando dormir.

Os passos se intensificam no corredor e ouço vozes conversarem, identifico as mesmas como a do Namjoon, Jimin e MinHo.

— Vossa Alteza, é sobre o bruxo! - MinHo diz alto e rapidamente meus olhos se arregalam e forço meu corpo a se levantar da cama na velocidade da luz.

Busco minha capa pelo quarto e a visto no caminho até a porta, abrindo a mesma e dando de cara com os três a olharem com certo tipo de medo.

— O que aconteceu com o maldito? - disparo rude olhando para eles de forma séria - Ele fugiu? Vocês são incompetent-

— Ao que indica ele foi abusado - Namjoon murmura baixo enquanto várias imagens começam a passar em minha mente.

O bruxo foi abusado? Quem diabos ousou chegar perto dele e contrariar minhas ordens?

— Você tem certeza? - seguro Namjoon pela camiseta e empurro ele na parede - Tem certeza disso?

— Suas vestes estão rasgadas e há sinais de lutas - MinHo diz desviando os olhos  para a janela.

— Onde estavam os capangas que foram encarregados da vigia dele? - pergunto e começo a andar rapidamente pelo corredor, descendo a grande escadaria com sangue nos olhos - Onde estava aqueles malditos?

— Se você tivesse dado a ele um lugar direito para dormir, nada disso teria acontecido - ouço a voz de Jimin atrás de mim, me fazendo revirar os olhos - Isso foi desumano!

— Ele sequer é humano, Jimin - paro de andar e olho para trás, vendo o rosto do ruivo irritado  - Não se meta nos meus assuntos, já te disse.

— Você vai se arrepender disso depois - murmura.

— Está me ameaçando? - abro um sorriso - O que você pode fazer?

— Não foi uma ameaça, foi um aviso - dá de ombros.

Fecho os olhos com força e começo a andar novamente até o estábulo. Park Jimin que vá pro inferno, tenho muito mais coisa pra pensar agora. Passo pelos corredores do castelo e saio do mesmo vendo os capangas, que eram pra vigiar o bruxo, em uma fila única, todos com as mãos para trás.

— Onde ele está? - grito chutando um caixote para perto deles, fazendo-os se sobressaltar - Onde está o bruxo e quero os responsáveis por isso agora na minha frente!

— Jungkook, aqui - ouço a voz de Namjoon e vou até onde o mesmo está, entrando no estábulo e vendo Jimin conversar baixinho com o bruxo.

Não consigo enxergar muito bem porque Jimin está tapando completamente​ a visão e cochichando com o mesmo.

— Sai de perto dele - disparo encarando o de cabelos cinzas quando o Park chega pro lado - Sai daí agora, Jimin. Ele é poderoso e perigoso.

— Por favor, ele está assustado - meu melhor amigo grita - Olhe pra ele, Jungkook! Ele nunca iria fazer mal a ninguém no estado em que se encontra!

Suas palavras foram um soco em meu estômago. Ando até o bruxo e vejo que suas vestes estão rasgadas e há arranhões em seu corpo e principalmente suas coxas. Subo meu olhar para seu rosto e noto que está começando a ficar roxo, tanto quanto o galo em sua testa.

— Quem fez isso com você? - pergunto segurando seu queixo e forçando o mesmo a olhar pra mim.

Ele nada responde. Seu olhar cai para o chão e suspiro alto tentando manter a paciência.

— Acho melhor soltar ele...- Namjoon sugere e balanço a cabeça.

— Certo - tiro a chave de meu bolso e começo a soltar suas mãos, fazendo um suspiro alto sair de seus lábios cortados - Não tente nenhuma gracinha.

Aviso e me abaixo para desamarrar seus pés e percebo que a corda está frouxa. Quem quer que tenha tentado abusar ele não conseguiu, a corda está frouxa mas não o suficiente para fazer ele abrir as pernas um pouco sequer.

— Por que não gritou? - pergunto baixo, após soltar ele vendo o mesmo se encolher no chão e passar as mãos ao redor de seu corpo - ME RESPONDE-

— N-não p-pude - sua voz me interrompe - N-não grite-

— Não me dê ordens, eu sou o príncipe aqui - disparo lhe interrompendo de forma rude e o bruxo balança a cabeça em concordância mas não fala nada.

Tão submisso, quem diria que um bruxinho de merda teria tanto medo de um caçador.

— Jungkook! - Jimin grita chamando minha atenção - Ele está assustado!

Park Jimin e sua maldita mania de se meter em meus assuntos.

— Vocês dois, saiam daqui agora - digo colocando as mãos no bolso e olhando para o bruxo - Me deixem sozinho com ele.

— O que você vai fazer? - Namjoon pergunta e percebo sua voz aflita.

— Jungkook você sabe que-

— Saiam agora - interrompo sua fala e pela primeira vez lanço um olhar raivoso para Jimin, que apenas balança a cabeça e sai do estábulo puxando Namjoon, mesmo estando contrariado.

Ficamos apenas nós dois, vejo o corpo do bruxo tremer e não sei se é pelo frio ou por medo. Me abaixo em sua frente e encosto meu dedo indicador em sua testa, empurrando sua cabeça para trás.

— Você está seguro agor- - sou interrompido quando sinto seus braços ao redor de minha cintura e uma cabeleira cinza se espalhar pelo meu peito.

O que diabos é essa sensação no estômago? Como se tivesse algo se contorcendo dentro de mim. Esse maldito Min me lançou um feitiço?

— Ora seu- - paro de falar quando ouço um choro baixo.

— O-obrigado...obrigado - o bruxinho murmura o agradecimento como se fosse um mantra e meus olhos se arregalam quando senti meu coração acelerar pela primeira vez em vinte anos.

— Ei, o que diabos você está fazendo? - disparo afastando seu corpo - Não encoste em mim, sua aberração!

O menor se afasta, sentando perto da parede novamente e me olhando de forma triste e em seus olhos percebo uma mágoa evidente em contraste com suas lágrimas.

Por que meu coração está pesado vendo isso? Por que o fato de saber que eu estou fazendo ele chorar está me deixando desconfortável?

— Não chore! - disparo me levantando e tirando meu casaco - Levante logo.

O corpo do menor se põe de pé e suas bochechas adquirem um tom avermelhado quando parte do seu ombro branquinho e sua barriga também branquinha e lisa ficam amostra.

— Venha aqui - murmuro suspirando sabendo que irei me arrepender disso depois - Vista isso, está frio lá fora e suas roupas estão rasgadas.

Ele não se mexe então sou praticamente obrigado a ir até o mesmo e colocar meu sobretudo em suas costas, fechando o tecido sem passar seus braços pela manga.

— O-obrigado-

— É só isso que você sabe falar? - interrompo ele - Está me estressando!

— Eu pensei que fosse morrer...- seus olhos se fecham e mais lágrimas escorrerem por eles.

Nunca vi um bruxo chorar antes, nem quando estava torturando os malditos. Todos eles riam escandalosamente para qualquer coisinha que fizesse com eles então ver um Min sensível é tudo muito novo pra mim. Desde quando bruxos podem chorar? Eles nem são humanos, diabos.

— Você irá morrer - aviso vendo ele abrir seus olhos e me encarar tombando a cabeça para o lado - Não sei porquê está tão surpreso, você não veio aqui pra passear e sim morrer.

— Não me importo de morrer por suas mãos...- sua voz soa baixinha - Sei que você nunca seria capaz de fazer esse tipo de coisa comigo-

— Como tem tanta certeza assim? - interrompo sua fala e empurro seu corpo até a parede, segurando em sua cintura com firmeza - Posso muito bem abusar de você agora mesmo e-

Paro de falar quando sinto seu corpo tremer de medo e ele voltar a chorar novamente. Fecho os olhos e bato com minha mão fechada em punho na parede ao seu lado, fazendo o mesmo dar um pulinho assustado.

— Droga... Inferno - suspiro baixo, sabendo que irei me arrepender depois - Venha logo, você vai passar a ficar no castelo mas não pense que não irei completar minha vingança.

— O que-

— Só por hoje finja que você é um convidado meu - disparo puxando seu corpo para fora.

Uma vez que saio do estábulo vejo todos os capangas me olharem com medo enquanto eu aponto para o bruxo de cabeça baixa ao meu lado, deixando bem claro o estado em que ele se encontra.

— Vou dar duas malditas opções - grito alto para todos ouvirem - Ou o culpado se apresenta e é expulso de minhas terras, ou eu irei descobrir e matar o desgraçado.

— Está apaixonado pelo bruxo, Vossa Alteza? - Minhyuk pergunta de forma debochada e arqueio minha sobrancelha olhando para o capanga que teve a audácia de fazer deboche com o príncipe dessas terras - Seu corpo lhe interessa?

Os homens explodem numa gargalhada e sinto o bruxo ir para trás de mim, se encolhendo em minhas vestes fazendo meu corpo se arrepiar quando ele encosta suas mãos em minhas costas.

— Cale a boca insolente - aponto para seu rosto - Está rindo é porque não tem nada para fazer, pois bem, dê banhos em todos os cavalos do reino agora mesmo.

— T-todos? - gagueja e todos os outros param de rir - Mas são muitos!

— Em duas horas, senão está banido daqui - dou as costas para ele e olho para Yoongi - Você saberia reconhecer o culpado aqui?

O Min balança a cabeça de forma positiva e morde os lábios. Abaixo meu olhar para suas mãos e vejo elas apertarem com força a barra de meu sobretudo, num ato de nervosismo

— Ótimo - murmuro me virando novamente para os capangas, ainda sentindo aquela queimação na boca do estômago - Então ninguém irá fazer nada?

Silêncio.

Vejo eles abaixarem a cabeça e fecho os olhos com força, me irritando por serem tão corajosos para tentar algo mesmo tendo ordens de não o fazer, mas são tão covardes para assumir.

— Quero que fiquem aqui somente os quatro responsáveis pelo turno daquele horário - disparo vendo o restante dos homens saírem rapidamente.

— O culpado está entre esses quatro? - pergunto para o bruxo e o menor assente fechando os olhos e se encolhendo mais contra mim.

Ele pode parar de fazer isso? Estou sentindo pena e Jeon Jungkook não sente pena.

— Qual de vocês foi o desgraçado? - disparo com a voz cortante, fazendo os quatro homens se entreolharem.

— Foi o Jooheon senhor - WonHo murmura apontando para o capanga que tem seu nariz vermelho e inchado.

— O-O Q-QUE? - o homem grita - NÃO FUI EU SEU DESGRAÇADO!

Jooheon tenta ir pra cima de WonHo e apenas coloco minhas mãos no bolso analisando a cena em minha frente enquanto os dois trocam socos. Olho para trás novamente, vendo o rosto de Yoongi abaixado enquanto funga baixinho.

Sua testa está roxa, o nariz de Jooheon está vermelho e possivelmente quebrado. Então essa foi a forma que o bruxo achou de espantar seu possível estuprador.

— Jooheon, um passo à frente - grito cansado do showzinho dos dois - Os outros estão dispensados por hora, preciso saber o que estavam fazendo no horário que o bruxo quase foi abusado e porque não ajudaram.

Os homens rapidamente saem, deixando somente nós três no gramado. Dou dois passos para o lado deixando Yoongi cara a cara com Jooheon e analiso os olhos do bruxo se levantarem para encarar o homem e novamente o sentimento de pena se instala em mim quando vejo o bruxo dar passos desengonçados para trás e cair no gramado, balançando a cabeça em negação com seus olhos fixos no capanga.

Foi Jooheon.





Notas Finais


ai ai ai, nosso Yoongi só se ferra e meu Jungkook nenê tá virando gente, até que enfim

Estão gostando? Mais tarde a @naily vai postar cdc e quem sabe não role uns beijo yoonkook, tô ansiosa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...