1. Spirit Fanfics >
  2. A professora >
  3. Quarentena

História A professora - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee, quem é vivo sempre aparece, volteeeei
Espero que gostem. Boa leitura.

Não esqueçam, evitem sair o máximo, corona parece ser só uma gripe mas vai muito além, protejam a sua família principalmente idosos e crianças. Beijoooos.

Capítulo 11 - Quarentena


                      Jade On 

Havia passado um mês desde que tudo aconteceu, ganhei alta do hospital, estou na casa do Joel por enquanto, ele está super super super protetor em relação a mim e a Manu. Há mais ou menos uma semana apareceu a nova doença, um vírus fucking perigoso. 

Joel dispensou todos os empregados, é agora só eu, ele e Manu estamos em casa, ele estava muito preocupado com nossa segurança, não fui mais na escola, estou afastada por 2 meses.  

Estava perdida em meus pensamentos quando vejo Joel esta entrando com uma bandeja de café da manhã, eu amo esse homem. Sério. Sentei na cama com um sorriso enorme e ele sorriu também. 

Joel: Bom dia, meu amor. - ele disse me dando um selinho. 

Jade: Bom dia, minha vida. - Eu disse e ele sorriu, sinceramente o sorriso dele acaba comigo.

Joel: Hoje vamos tomar café na cama, juntinhos. E antes que pergunte Manu está dormindo, ontem ela ficou até tarde brincando. Então temos um tempinho a sós - ele disse todo malicioso. 

Jade: Estou faminta. - sorri levando pro lado malicioso. - Vamos comer logo. 

Joel: Seu pedido é uma ordem. 

Terminamos nosso café e deitei minha cabeça em seu colo, estávamos conversando sobre muitas coisas. Percebi que ele não tirava os olhos da minha boca, então puxei ele e o beijei. É como se eu estivesse nas nuvens. Sério. 

Ele levantou trancando a porta, e eu sorri. Ele deitou por cima e trocamos vários beijos selvagens, ele estava tirando meu pijama lindo rosa, eu ele estava cheio de desejo e eu também, então quando ele estava colocando a camisinha ouvimos a maçaneta da porta, Manu estava tentando abrir. Joel ficou puto, muito puto, pegou seu short e colocou, eu coloquei meu pijama na velocidade da luz. Não pude deixar de rir da expressão de tédio dele.

Joel: Não pense que vc vai escapar mocinha, logo logo vamos terminar o que fomos interrompidos. - ele disse e eu pesquei para ele hahah

Manu: Abre papai, tô com fome. 

Joel: Bom dia filha - ele disse pegando ela no colo.  

Jade: Bommm diaaa Manu. - Eu disse sorridente e ela pulou do colo do seu pai para vir para o meu. Eu sorri vitoriosa.              Manu: Por que vocês tomaram café sem mim? Hein - ela dizia com um olhar de reprovação. 

Jade: Seu papi que trouxe. Mas vamos lá, vou preparar seu café e depois vc vai tomar um banho e estudar mocinha. Enquanto seu pai trabalha no escritório a gente estuda. 

Joel: Manu, por que você não vai ir tomando um banho enquanto a Jade prepara seu café? 

Manu: Okay papai, eu vou tomar um banho relaxante e já volto, super rápido. - ela disse e saiu. E logo ele trancou a porta. 

Ele veio na cama e me puxou para um beijo que fez eu ficar em êxtase. Subi em cima dele e comecei a rebolar e ele gemia baixo, Logo eu e ele estávamos sem roupa e eu sentava com toda vontade do mundo, ele gemia e me deixava mais louca ainda. Logo ele me mudou de posição e estocava muito muito muito rápido, eu já estava no meu segundo orgasmo e com ele assim gemendo baixinho no meu ouvido me deixava mais louca ainda. Ele chegou no seu limite é gozou, e porra não usamos camisinha. 

Jade: Você está louco ? Ir sem camisinha, quer ficar de quarentena para fazer um filho é? 

Joel: Relaxa, foi só uma gozadinha rápida. - ele ria - E eu quero mais um filho sim. Na verdade vários. Porque além de ser gostoso fazer, você é uma ótima mãe. 

Jade: Vou ignorar esse seus comentários, vou ir fazer o café da manhã da Manu. 

Virei as costas e sai, fui direto pra cozinha, fiz panqueca com frutas para ela. Já que tenho o planejamento das aulas, vou passar para ela, não quero que ela fique sem fazer nada. Ela desceu tomou todo o seu café, é agora estamos na sala praticando como escrever seu nome e o nome do Joel, ficamos quase a manhã inteira praticando e Joel no escritório fazendo todo o seu trabalho de casa mesmo. Acho que até bom, não gosto dele perto da secretaria dele. Afff tenho um mal pressentimento com ela. 

                        Jade Off

                        Joel On 

Eu, Erick e Helena estávamos em uma reunião, muito importante, o lançamento do primeiro carro com os japoneses, um carro por mês durante 6 meses, uma estratégia ousada, e faríamos poucos carros, 5 de cada. Um totalmente banhado a ouro. O segundo com rodas de diamante, o terceiro esportivo o quarto quinto e sexto ainda está em criação. 

Helena lamentava o fato de estar em quarentena. Falou que estava com saudades da empresa. Chata pra caramba, Erick apenas ria falando que esta muito bem em casa. Quando Jade entrou no escritório Helena estava falando como sente saudades minha. 

Helena: Ai chefinho eu sinto muita saudades de você, quando acaba a quarentena ? 

Jade: Oi amorzinho, vamos continuar o que estávamos fazendo? Ah oi Erick e como é mesmo ? Helen ? Helena ? - sorri sarcástica e Joel me olhou sério. 

Erick: Espero que não venha um nenê nessa quarentena Aí, é lembrem Manu está em casa HaHHh 

Joel: Muito engraçado né, bom eu vou indo, depois a gente resolve o que falta. Tchau. - Helena para provocar Jade mandou beijos com a mão. 

 Jade ficou emburrada o resto da tarde, falava só o básico comigo. Tentei falar com ela diversas vezes e apenas balançava a cabeça ou algo do tipo. Já era 22hrs, coloquei Manu para dormir e assim que ela o fez fui para o quarto, Jade estava quieta ainda. 

Joel: Amor, jura que vai ficar assim ainda ? E por causa da Helena ainda ? 

Jade: Você da corda para ele Joel, da muita liberdade e você ESTA NOIVO, deveria se comportar como tal. Eu não fico falando com amigos dessa forma, e Boa noite não quero falar com você mais. 

Joel: aahahhahhhhh amorzinho, vamos conversar. - ela apenas fez que não com a cabeça e eu idiota fiz a brincadeira mais estúpida - Helena quer falar comigo haha 

Jade: Então vai pra puta que pariu  com ela seu idiota. - Falou colocando o chinelo e saindo do quarto. 

A primeira crise de noivado chegando meu pai, eu que lute. 

                Joel Off

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...