1. Spirit Fanfics >
  2. A professora do jardim de infância >
  3. O começo do plano de Chantelle.

História A professora do jardim de infância - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Obrigada pelos recentes favoritos.
Espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

Capítulo 7 - O começo do plano de Chantelle.


Chantelle queria ter batido na sua cunhada ao ver naquele estado vergonha pura, como Lila ousava em fazer aquilo na frente da câmera do notebook dela, mostrando o seu corpo nu , rebolando que nem uma prostituta de luxo , sabendo que era casada com o seu irmão mais velho.


 

Ao caminhar pelos corredores da mansão do seu irmão mais velho, ansiando em voltar para o quarto do casal, para dar uma boa surra na cunhada, tirar o seu notebook  a força, pensando em levar para um técnico de eletrônicos, para fazer uma boa limpeza de tudo, mudar o sistema do computador e doar para alguém que que precisa.


 

Chantelle  sabia que desde que colocou os olhos em Lila , que a esposa do seu irmão não era boa coisa. Sentiu arrepio desagradável percorrendo todo o seu corpo.


 

Tentando manter o seu foco em sua missão ,Chantelle caminhou por toda a mansão do seu irmão, procurando pelos documentos que o seu irmão tinha se esquecido de levar para a reunião.



 

No meio do caminho, Chantelle se deparou com uma das empregadas da casa, limpando o pó do corredor com um pano limpo, absolutamente concertada no seu trabalho manual.



 

E sem pensar duas vezes, a atriz caminhou até a empregada , sabendo que ela não ia negar o pedido dela.


 

(..)


 

Chantelle : Com licença. Posso pedir algo a você? 


 

(..)


 

Ao ouvir a irmã do seu patrão a chamando atrás dela , a empregada levou um susto brutal , deixando cair o pano no chão , começando a ficar apavorada , acreditando que a irmã do seu patrão era parecida com a sua patroa , voltando-se para sempre , engolindo seco , tremendo que nem vara verde , suando muito frio mesmo.

 

(..)

 

Carmem : Sim , o que querer de mim ? - Ela pergunta com receio em olhar para a Chantelle que ficou muito confusa com a reação da empregada doméstica que mal conhecida.

 

 

Chantelle : Me desculpe por isso tudo . Por que está neste estado todo ? - Ela pergunta calma para a empregada que tentou encontrar um modo de se acalmar .

 

 

Carmem : Ah ?! Pensei que ia brigar comigo . - Ela pergunta surpresa para a irmã do seu patrão .

 

 

Chantelle : Por que ia ficar brava com você ?! Não fez nada de errado comigo. Procure se acalmar . Anda muito estressada .- Ela aconselha a empregada que quase desmaiou de alívio.

 

 

Carmem : Me desculpe por isso. É que pensei que era como a minha patroa . Porque ela adora ficar coisas ruins conosco. Não posso falar muita coisa. Porque ela colocou uma lei severa para que ninguém revele nada .- Ela olha aflita para a Chantelle que começou a ligar os pontos .

 

Chantelle : Entendo. Por acaso, você viu a Lila dançando nua na frente da câmera do notebook dela ?! - Ela começa a investigar .

 

 

Carmem : Sim, uma vez entrei sem querer no quarto deles . Levando uma muda de roupas limpas para aguardar . E vi ela totalmente nua , falando com uma voz sexy para a câmera , rebolando que uma artista de pole dance . Aquilo me chocou muito , que deixei as roupas caírem no chão . Infelizmente, a senhora Noir sentiu a minha presença .- Ela responde com angústia .

 

 

Chantelle : Ah, entendo. O que ela fez com você ? - Ela continua com a sua investigação .

 

 

Carmem : Por acaso é uma policial , ou uma delegada oficial , ou uma detetive particular ? - Ela pergunta assombrada para a Chantelle .

 

 

Chantelle : Sou uma delegada sim. Por isso, estou fazendo essas perguntas para você. Preciso reunir provas o bastante , para mostrar ao meu irmão,que ele se casou com uma mulher mimada e fútil . - Ela responde com segurança .

 

 

Carmem : Bem, respondendo a sua pergunta anterior . Ela não foi muito amigável comigo. Me deu uma boa bronca . Ainda por cima , ameaçou em cortar o meu salário pela metade. Fiquei com medo , porque a minha família precisa de dinheiro . - Ela responde com um pouco de receio.

 

 

Chantelle : Pode me contar tudo na delegacia , onde trabalho . Antes disto, preciso saber onde o meu irmão esqueceu a maleta dele com os documentos da empresa do nosso pai . - Ela convida a empregada a prestar depoimento.

 

 

Carmem : E a senhora Noir ? - Ela pergunta ao se referir a Lila e olhando para o lado direto da delegada na frente.

 

 

Chantelle : Não se preocupe com a minha cunhada. Ela está fazendo o que sempre se acostumou . - Ela fala a empregada doméstica .

 

 

Carmem : Tudo bem. Eu sei onde está a mala esquecida do senhor Noir. É que teve que sair as pressas, porque a senhora Noir queria que ele comprasse um monte de coisas . - Ela se agacha na frente da Chantelle ao perceber que tinha deixado o seu pano no chão.

 

 

Chantelle : Para mim, isso é normal . Ela nunca trabalhou na vida . Por isso, vive pedindo as coisas , que nem uma criança mimada . Isso é culpa da mãe dela , que a mimou demais . - Ela fala irônica ao ver a empregada doméstica se levantando defronte ela .

 

 

Carmem : Ah, com certeza. Tirando isso , sei onde está a maleta do senhor Noir . Não a retirei do seu lugar . Pode me acompanhar ? - Ela dobrando o pano na frente da Chantelle.

 

 

Chantelle : Muito bem. Depois pode ir comigo para a delegacia ?! - Ela convida a empregada para ir com ela .

 

 

Carmem : Ah, mas o que devo dizer para a senhora Noir se ela precisar de mim ?! - Ela olha calma para a delegada .

 

 

 

Chantelle : Deixa comigo . Vou falar com ela . Mas sei que a minha cunhada vai estar muito ocupada , para prestar atenção em nada . - Ela olha com confiança .

 

 

Carmem : Muito bem.- Ela aceita o convite , indo com a mão atrás das costas , retirando o laço do avental dela .

 

 

Chantelle : Muito bem. Pode me mostrar onde o meu irmão deixou a pasta dele ? - Ela volta a perguntar sobre a pasta esquecida.

 

 

Carmem : Me acompanhe . - Ela volta para frente e começando a nadar na frente da Chantelle .

 

 

(..)

 

 

Assim que a empregada foi na frente da Chantelle, começando a guiar a delegada até onde a pasta do senhor Noir tinha esquecido .

 

 

(..)

 

 

Retornando para a escola , todos os professores já tinham chegado na diretoria , começando a se espalhar na sala , vendo que a nova diretora e a vice- diretora sentadas nos seus lugares , assistindo todos os professores se sentando em vários lugares espalhados .

 

 

Quando o último professor se sentou no lugar dele , se fez o silêncio por alguns minutos , e todos os olhares estavam concertados na diretora , que tinha se levantando do seu lugar .

 

 

(..)

 

 

Diretora : Muito obrigado por terem vindo até aqui . Me perdoem pela convocação tão tardia. Sei que vários de vocês estavam dando aulas para as suas turmas. Prometo que vai ser bem rápido . É somente umas breve apresentações de novos membros. O que é uma tradição para a nossa escola .

 

 

Vice- Diretora : É mesmo. Uma boa tradição - Ela fala com relutância ao revirar os seus olhos com descrença .

 

 

Diretora ; Perdoem o comportamento da senhora Hulkman . Ela ainda não está aceitando o novo cargo , que o proprietário teve a gentileza de dar uma nova oportunidade . Depois do que ela fez no ano passado .- Ela olha atravessada para a vice .

 

 

Vice : Gostaria estar no seu lugar . Porque ele é direito meu. - Ela fala ácida para a nova diretora .

 

 

Diretora : Olha, ninguém te obrigou a vir aqui. Somente está aqui para me ver falhar . Se é isso que veio fazer aqui. Sugiro que vá embora .- Ela aponta para a porta da sala de reuniões.

 

 

Vice : Está bem…

 

 

(..)

 

 

Hulkman se levantou do seu lugar com nariz empinado , deixando a sala para atrás, sem olhar para atrás .

 

 

(..)

 

 

Diretora : Que dia !- Ela exclamou farta das rebeldias da vice .

 

 

Professora Marcelly : Não acha melhor que a gente faça a tradição , quando as coisas se acalmarem ? - Ela pergunta ao olhar para a diretora .

 

 

Diretora : Sim, sim. Acho que seria uma boa ideia . Estou um pouco exausta. Mesmo sendo o primeiro dia de aula, depois das férias de verão . - Ela começa a concordar com o conselho da professora.

 

 

Diretora : Todos podem voltar para as suas turmas . Me perdoem o que aconteceu . - Ela dispensa os professores , voltando a se sentar na cadeira dela.

 

 

(..)

 

 

Sem dizer mais nada, todos os professores começaram a se levantar dos seus lugares , começando a deixar a sala de reuniões, falando em um tom baixo sobre o que tinha acontecido.



 


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...