História A promessa - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Comedia, Romance
Visualizações 7
Palavras 1.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Minha primeira história neste aplicativo, espero que gostem ♥

Capítulo 1 - A Chegada


Fanfic / Fanfiction A promessa - Capítulo 1 - A Chegada

As vezes tenho raiva de mim e da minha vida. Meus pais são grandes empresários, por isso sempre tenho que ficar mudando de escola, o que me deixa furiosa. Odeio ter que conhecer novas pessoas, novos professores, nova turma. Tenho inveja da minha irmã Mia, ela já é independente, mora sozinha, e é por isso que estou aqui. Meus pais acham melhor eu morar com ela, assim, não vai mais atrapalhar meus estudos. Ao entrar em seu apartamento, logo se percebe o aroma doce de rosas perfumadas, tudo é organizado, a sala tem um tom delicado, de cor creme. Não demora muito até eu me encontrar com ela.

— Libby minha irmãzinha, a quanto tempo! - ela fala como se nunca conversasse comigo por mensagens.

— A quanto tempo, Mia...

— Então a mãe e o pai finalmente decidiram deixar você fixa em algum lugar, ah não... Espera, "por enquanto" não é mesmo? - pelo visto, ela já esta sabendo de tudo, melhor ainda, me poupa das explicações.

— É Mia, vou ficar com você até a mãe e o pai conseguirem um local fixo, e até lá, você terá que "cuidar" de mim.

— Bom, você vai gostar daqui. A escola é perto, tem ótimos vizinhos, e, acima de tudo, os garotos daqui são gatinhos...

— MIA!!

— Hahaha, eu tô brincando, não se preocupe com isso, você ainda é nova.

Apesar de eu ter um pouquinho de inveja dela, eu também a admiro muito. Nunca deu trabalho paras meus pais, sempre cuidou de mim desde pequenininha, para mim, Mia é mais que uma irmã, é minha melhor amiga.

— Obrigada, Mia... Por... Você sabe, me deixar morar com você.

— Não precisa agradecer Libby, você minha irmã.

— E... Não me chame de Libby, você sabe que pode me chamar de Li.

— Eu sempre me esqueço, Li.

Pela primeira vez, me senti em casa, mesmo em um lugar novo, me sinto confortável, espero me acostumar com a vizinhança, as pessoas e a... Escola, meu pior desafio, recomeçar do zero.

— Li, vem, vou te levar para seu quarto.

— Ah, sim, claro.

Apesar da Mia morar sozinha, o apartamento dela é muito grande, tenho certeza que daria pra nossa família morar aqui. Mia é uma garota muito linda, tem 20 anos e, provavelmente, os homens Babam por ela. Ela se parece mais com nossa mãe, diferente de mim, me pareço mais com nosso pai.

— Chegamos!

Por um momento, parei para olhar o quarto, é enorme! Talvez maior que a sala. não demora muito para ela perceber que estou surpresa.

— É enorme...

— Sim, os apartamentos daqui são bem grandes. Por isso me mudei para cá...

— Mas, você é só uma.

— Eu sabia que a mãe e o pai, algum dia, mandariam você para cá, então quis me previnir, além disso, se eles não acharem um lugar para morar, trarei eles para morar aqui.

— Por isso o apartamento enorme, agora entendo.

— Bom, por enquanto vamos nos preocupar com seus estudos. Já sabe qual é a escola, né?

— Sim, Colégio Cristyl H. Lewis, parece que o diretor de lá é um dos fundadores, acho que o nome dele é Cisar Lewis.

— É "Cesar", Li.

— Sim, isso mesmo.

— Deve ser chato, né? Ter que mudar de escola toda hora, pelo menos agora você se fixara em uma.

— É... O mais chato é ter que conhecer pessoas novas, sempre ficam me perguntando como é, se é legal conhecer vários lugares, a única pessoa que conheci na minha antiga escola foi Rose, minha melhor amiga, ainda falo com ela por mensagens.

— Entendo. Bom, entre e descanse um pouco, amanhã será seu primeiro dia de aula, apesar de já ser maio né... Não se preocupe, pelo menos não é metade do ano.

— É... Vou descansar.

Depois de Mia sair, me deixando a sós com meu espaçoso e perfumado quarto. Desfiz minhas malas e arrumei meu closet, também enorme. Com certeza, Mia me levará para fazer compras, desde pequena ela me arrumava, e do jeito que eu me arrumo, ela de certeza achará cafona. Tomei um banho, vesti um pijama e fui dormir. A cama é bastante confortável, me pergunto se irei me acostumar a esse ambiente, já me mudei tantas vezes, porque não me acostumaria aqui? Sem perceber, já estava sonhando. Dormi.

Na manhã seguinte, Mia me esperava para tomar café da manhã, estava arrumada como uma grande empresaria, apesar de ser executiva.

— Bom dia Mia.

— Bom dia Li.

—Que cheiro bom...

— É bacon, ovos, panquecas e suco de laranja.

— Que delícia!

Depois que me sentei, começamos a tomar café da manhã. Mia saí cedo para o trabalho, mas como hoje é meu primeiro dia de aula - nessa cidade - Mia decidiu me deixar na escola, já que é caminho para o trabalho dela.

— Seu uniforme é tão fofo Li!

— Ah? Você achou? Eu acho que saia não combina comigo...

— Aff Li!! Você está linda!

— Vou confiar no seu conselho.

— Hahaha. É melhor irmos logo, se não vamos nos atrasar.

— Sim.

No caminho para a escola, pude ver vários comércios, mas, o que me chamou mas a atenção, foi uma pequena padaria. De repente, tive uma sensação familiar, como se eu já tivesse visto e visitado aquele lugar. Mia logo percebe o meu desconforto e começa a falar.

— Algum problema, Li?

— Não... É só que... Aqui me parece familiar.

Mia fica em silêncio por uns segundos e logo depois continua.

— Talvez esteja achando familiar porque já visitou várias cidades, então acha que já viu um lugar assim.

— É... Pode ser.

— Então Li, o que está achando daqui? Como é morar comigo?

— Estou gostando daqui, morar com você é legal, tirando o fato de que você ronca tão alto que dá pra escutar no apartamento inteiro!

— COMO É?

— Eu tô brincando, hahaha.

— Sem graça... Bom, você quer visitar um parque que tem aqui perto, talvez no sanados?

— Pode ser, quero conhecer mais a cidade e o bairro.

— Ótimo! Enfim, chegamos irmãzinha.

— Obrigada pela carona, Mia, até mais tarde!

— Até!

Quando Mia foi embora, fiquei parada em frente a escola, observando a grandeza e beleza dela. Enfim, chegou o momento. Passando pelo portão, percebi que a maioria dos alunos estavam em grupos, provavelmente porque todos já se conhecem. Perdida em meus pensamentos, acabo esbarrando em alguém, de início, pensei que era um professor, já que é uma pessoa alta, mas não, era um garoto que aparenta ter minha idade.

— Eh... Desculpa.

Ele apenas dá de ombros e entra no corredor da escola, estranho, penso. Mas tento não pensar muito nisso. Agora, o mais difícil de todos, encarar a turma nova. Quando entrei na sala, o professor não demorou muito para me apresentar, e logo, designar meu assento.

— Alunos, conheçam a nova colega de turma de vocês, Libby Graham.

O professor me encara com um leve sorriso como se quisesse que eu fale algo.

— Eh... Será um prazer estudar com todos vocês, podem me chamar dr Li se quiserem.

Depois dessas simples e difíceis palavras, o professor apontou para uma mesa vazia, apenas caminhei em silêncio. Após me sentar, fiquei de cabeça baixa, olhando para os belos sapatos da escola. Será que deveria comprimentar a pessoa ao lado? Talvez fosse um bom começo. Virando me devagar, decidir dizer um "olá" para a estranha pessoa que se sentará ao meu lado.

Quando finalmente me virei, a única expressão que se via em meu rosto era surpresa.

— Você?!

A pessoa ao meu lado, nem era ninguém além do misterioso garoto com quem esbarrei.


Notas Finais


Primeiramente, agradeço a você, querido leitor ou leitora, cuja opinião importa muito! Sempre gostei de escrever histórias, mas nunca havia mostrado para ninguém além de uma amiga muito próxima. Ela insistia para que eu enviasse para algum site, aplicativo, etc. Então me recomendaram o Spirit Fanfic, que não me arrependo de ter instalado. Minha primeira história aqui, espero que gostem dela e dos próximos capítulos S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...