1. Spirit Fanfics >
  2. A promessa das sombras >
  3. Capitulo 34

História A promessa das sombras - Capítulo 34


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura a todos.

Capítulo 34 - Capitulo 34


                                                                                 Pov Rose

Vejo Dimitri, Alberta, Eddie, Mikhail e mais cinco guardiões me cercando, imbecis.

—" Ora, Ora todos estão afim de brincar ao mesmo tempo, gosto disso é muito sexy, diversão em grupo". Gargalho alto e vou em direção ao guardião mais perto, que por coincidência é nada mais nada menos que Stan alto professor babaca, e que terei o prazer de arrancar a cabeça e jogar na lata de lixo mais próxima.

Ele tentou me dar um soco, segurei seu punho dei um soco em seu abdômen fazendo o mesmo ser lançado para o outro lado da sala, só agora percebi que mais strigois entraram na sala, cada guardião luta com dois strigois, essa é minha chance ando calmamente em direção ao grupo de morois que está acuado em um canto, pulo o corpo sem vida de Pavel e passo ao lado do corpo sem vida de Janine Hathaway.

—" Então amiguinhos quem será o próximo a ser o meu lanchinho da noite, eu ainda estou com fome". Faço um bicho inocente mas logo depois abro um sorriso perigoso.

—" Ninguém aqui irá virar bolsa de sangue porque vou colocar fogo em você ". Disse o Ozera vindo pro meu lado meio cambaleando, otário mal consegue se manter em pé e ainda quer me enfrentar.

—" Olha o aprendiz de strigoi todo bravinho, será que você é mais rápido que eu?! Porque você vai ser o próximo a ser meu lanche". Digo indo em sua direção, vejo ele fazer uma bola de fogo em suas mãos, mas antes de chegar perto do mesmo, sinto algo perfurar meu ombro direito, viro lentamente em direção ao infeliz que enfiou uma estaca em meu ombro, vejo Luke tirando outra estaca da bota e ficar em posição de ataque, pensei que ele estava sendo controlado pelo velho gagá, falando nesse velho tenho que ir atrás dele já perdi tempo demais aqui, puxo à estaca do meu ombro e solto um rugido de raiva, jogo à estaca em sua coxa e corro em sua direção, esse merda teve coragem de me atingir, dou um ponta pé em sua perna fazendo o mesmo cair de joelhos, com um único golpe arranco sua cabeça dou um sorriso de satisfação, a sensação é incrível.

—" Nos vemos em breve queridos". Digo para o grupinho e para os guardiões que estão defendendo eles, sai correndo procurando o cheiro de Robert, irei faze-lo pagar por tudo que fez.

Posso por um corredor estreito e sinto o cheiro de Samuel o que me leva a crer que os dois estão juntos, viro o corredor à esquerda e vejo uma porta no final do mesmo, conforme vou chegando perto ouço os dois paspalhos cochichando, com um bicudo a porta vai ao chão com um estrondo bem alto.

—" Oi rapazes, estão brincando de esconde, esconde?! Vocês já estão bem velhinhos pra isso não acham não?". Digo com uma expressão sínica no rosto.

—" Devo dizer que você fica magnífica como strigoi, mas quero que você vá atrás dos guardiões e mate cada um deles agora vá". Diz o pirado olhando fixamente em meus olhos, ele está tentando me controlar e isso se possível me deixa com mais raiva.

—" Seus truques não estão funcionando comigo?! Está perdendo jeito Doru, matar você vai ser mais prazerosa do que quando matei seu desprezível irmão ". Digo indo em sua direção.

—" Isso não é possível ". Ele disse sem entender do porque o poder não funcionou em mim.

—" Claro que é possível, você quis me transformar em uma arma e aqui estou eu, mas algo me diz que você não leu as letrinhas miúdas que avisam sobre os efeitos colaterais, e um deles é que poder do espírito não me atinge ". Digo seria, não vejo a hora de matar esses dois, mas antes quero brincar.

—" Robert controle ela antes que ela nos mate ". Gritou Samuel, velho frouxo.

—" Agora que eu quero brincar você está com medinho Samuel". Digo fingindo tristeza.

—" Você já era uma vadia, agora como strigoi ficou pior ". Disse Samuel rosnando, olha só ele criou coragem.

—" A vadia aqui, vai beber todo o seu sangue em pequenas doses até que morra mas não se preocupe você e o doido de pedra ali vamos dar uma voltinha ". Digo seria.

—" Não vou a lugar algum com você ". Disse Robert dando um paço em minha direção, só pode estar querendo morrer.

—" Sabe o que é chato, eu não perguntei se viriam comigo, vocês vão vim e pronto ". Digo indo para cima deles, empurro os dois contra a parede com força o suficiente para desmaia-los, vejo uma porta perto de onde eles estavam, abro a mesma e vejo uma escada que parece dar em um porão, pego o braço de cada um deles é os arrasto escada a baixo, tenho a felicidade de descobrir que isso não se trata de um porão e sim uma garagem subterrânea, tem vários carros mas a van com vidros pretos me chama a atenção, vejo na ignição e constato que a chave já está lá, abro a porta lateral da van para colocar meus brinquedos, vejo uma corda grande e uma fita adesiva no chão da van.

Depois de amarrar e colocar fitas adesivas em suas bocas para evitar barulho futuramente, saio em disparada da garagem no meio do caminho passo por cima de dois guardiões sem querer querendo, mas em minha defesa ninguém nunca havia me deixado dirigir até agora, acelero mais o carro e vou em direção a minha nova vida, agora é só matar tudo pela frente e já estarei feliz.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo beijos e ate o proximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...