1. Spirit Fanfics >
  2. A promessa das sombras >
  3. Capitulo 41

História A promessa das sombras - Capítulo 41


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura a todos.

Capítulo 41 - Capitulo 41


                                                                                        Pov Rose 

Atacar a corte não seria nada fácil, precisávamos do elemento surpresa, então mandei que os strigois conseguissem alguns caminhões baú para nos levar ao destino final, a corte moroi.

Precisaríamos também de humanos, para dirigir os caminhões durante o dia mas o principal, precisaríamos deles para quebrar o escudo da corte, Robert tem ajudado bastante, não faço ideia o que aconteceu mas um dia antes de partimos ele conseguiu duas caixas com estacas para poder quebrar o escudo.

Depois de tudo pronto seguimos para a corte nos caminhões baú, foram três dias de viagem, paramos apenas para nos alimentar, deixamos os caminhões a uns quinhentos metros da corte moroi, não podíamos ser visto antes da hora, eu havia trazido Robert mas deixei ele trancado no baú de um dos caminhões.

Não havia nenhuma estrela no céu e a lua quase não iluminava direito, e isso facilitou muito conseguimos chegar perto da corte, precisamos ficar um metro da corte ou o escudo nos enfraqueceria, todos já estavam preparados não havia porque esperar mais.

Vi uma câmera eu sabia que estávamos sendo filmados e que provavelmente todos lá dentro devem estar apavorados, a câmera não podia me filmar eu fiquei um pouco afastada vendo os strigois se prepararem, já estava na hora então comecei a me juntar a eles, os strigois abriram caminho para que eu ficasse na frente como líder.

E foi o que fiz, dei o meu melhor sorriso para a câmera, e com apenas o movimento dos braços, os humanos começaram a jogar estacas no escudo, poucos minutos depois o escudo finalmente foi quebrado, os humanos começaram a colocar TNT no muro, queríamos entrar em grande estilo nada melhor que abrir uma porta improvisada.

Os strigois não perderam tempo, correram para dentro da corte, deixei que eles fossem na frente, então ouvi mais três explosões, mas que merda foi essa?! Não estava em meus planos explodir outras partes do muro, então quem está fazendo isso?!.

Ouço barulho de luta, tá na hora da diversão começar, como eu havia imaginado a corte havia se transformado em uma verdadeira zona de guerra, isso é muito bom, vejo Dimitri, Christian, Eddie, Mikhail e Mia lutando juntos contra um grupo de strigois, sigo em direção a eles por algum motivo não há ninguém me atacando.

—" Vocês me surpreenderam, eu imaginei que haveria morois que ajudariam vocês, mas não achei que fosse tantos assim". Digo atraindo a atenção deles.

—" Você ficou muito tempo fora, então muita coisa mudou por aqui". Disse Christian em um rosnado.

—" Eu estava de férias, mas agora que voltei quero muito descobrir onde a rainha Vasilisa está". Digo sorrindo.

—" Você não irá encontrar ela". Disse Dimitri dando um passo em minha direção.

—" É o que veremos Belikov, cuidem deles". Digo a ele, com a minha ordem cerca de quinze strigois começam a ataca-los.

Deixo eles para trás e sigo em direção ao Palácio, tá na hora de fazer uma visitinha, conforme vou me aproximando ouço barulho de luta, o Palácio era bem distante de onde havíamos entrado, então quando me aproximei do Palácio e ouvi um barulho não muito longe, eu soube que as explosões tinha tudo a ver com outro ataque strigoi, o que me deixou furiosa afinal eu tive a ideia primeiro.

Deixo isso de lado e entro no Palácio, o lugar está completamente silencioso diferente do que imaginei pensei que haveria morois correndo pelos corredores desesperados por proteção e abrigo, mas não foi isso que aconteceu, e tenho que dizer que foi extremamente decepcionante.

Lembro que na época que eu era uma guardiã, havia uma medida protetiva caso algo do tipo acontecesse, uma sala secreta para onde a rainha deveria ser levada e mantida em segurança, e por ser guardiã e amiga da rainha antigamente, eu sabia exatamente onde encontrá-la.

Sigo para o segundo andar, essa sala estaria ali, uma passagem secreta na parede da direita me levará direto até eles, não demora muito e encontro a passagem, abro a mesma e entro sigo até o final do túnel e vejo uma porta de aço maciço igual a de um corte, começo bater com toda minha força na porta, demora alguns minutos mas finalmente a porta cede.

—" Olá família, estavam com saudades?". Pergunto debochada quando vejo todos os meus antigos amigos assustados em um canto da sala, cerca de quinze guardiões da guarda real vem me atacar.

Eles não perdem tempo começam a tentar me empalar de qualquer jeito, sinto uma dor em meu braço e a culpa disso é uma estaca que está indicada em meu braço, se eu já estava com raiva, depois disso ela triplicou.

Pego o guardião que me machucou e quebro o pescoço do mesmo, começo a socar e chutar os guardiões, não sei quanto tempo se passa, mas em determinado momento todos os guardiões estão no chão, alguns com o pescoço quebrado e outros sem o coração, minhas roupas estão sujas e em algumas partes estão rasgadas.

Olho em volta e todos estão horrorizados e isso é fabuloso, observando melhor Oksana está sentada em um canto isolado como se estivesse meditando, pernas cruzadas e mãos sobre os joelhos.

—" Sentiram minha falta amiguinhos?". Pergunto debochada.

—" Vá embora Rose, aqui não ah nada que você queira". Disse Lissa em um sussurro.

—" É aí que você se engana querida, aqui tem exatamente o que procuro". Digo dando um suspiro dramático.

—" E o que você procura exatamente?". Pergunta Lissa, sinto um tremor em sua voz ela está com medo.

—" Vocês ora, eu não vejo a hora de sugar até a última gota do sangue de vocês". Digo dando um sorriso diabólico.

—" O que você ganha com isso?". Perguntou Sidney toda bravinha.

—" Nada demais, apenas o prazer de beber o sangue de vocês, não quero vocês atrapalhando minha festa mais tarde, não vejo a hora de me livrar de todos vocês". Digo dando um passo em direção a Lissa.

—" Você não irá encostar em Lissa". Disse Adrian entrando em minha frente.

—" Chega dessa merda". Digo jogando Adrian do outro lado da sala, Sidney solta um grito estrangulado e corre para ajudar o pateta, pego Lissa pelos ombros e puxo ela em minha direção, não perco tempo mordo seu pescoço, ela solta um grito de dor e isso me agrada então não deixo as morfina irem para ela.

Sinto uma for aguda em minhas costas atingindo meu coração, solto Lissa que desaba no chão, quando menos espero vejo Oksana em minha frente, sinto uma dor no peito e novamente atinge meu coração.

Oksana havia me apunhalado de novo, sinto meu corpo comungando e uma dor aguda em minha cabeça, as forças dos meus joelhos desaparecem, sinto meus joelhos se chocando contra o chão minhas forças somem.

Quando olho pra cima vejo Dimitri, Christian, Eddie, Mikhail, Mia e Mark se juntarem ao resto da turma, olhando para eles agora sinto algo que não imaginei sentir nunca mais, saudades e depois todos os outros sentimentos vem de uma vez como se algo tivesse sido acionado em minha cabeça, uma lágrima escore pelo meu rosto e então toda a força que ainda me restava se vai, sinto meu corpo se chocar com o chão, eles haviam me trazido de volta eu já não era uma strigoi, e antes de apagar ouço Dimitri me chamando de Roza então apago.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem por favor beijos e ate o proximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...