História A promessa do verão - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Yakusoku no Neverland (The Promised Neverland)
Personagens Anna, Don, Emma, Gilda, Gillian, Isabella "Mama", Nigel, Norman, Oliver, Ray, Sister Krone, Violet, Yuugo
Tags Donxgilda, Emma, Norman, Normanxemma, Ray, Rayxanna, The Promised Neverland
Visualizações 20
Palavras 1.640
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


todos os creditos da imagem a @s_yairi_k.
bom desculpem pela demora mais aqui estaaaa, boa leituraa

Capítulo 10 - Um momento só nós 2


Fanfic / Fanfiction A promessa do verão - Capítulo 10 - Um momento só nós 2

(P.O. V Emma)

Eu estava completamente confusa, fazia sentido tudo agora, mais por que Ray parecia tão mal? Estou certa que ele fez algo muito ruim, mais lá no fundo, eu consigo ver que ele se arrependeu, ele parecia mais extrovertido pela descrição de Norman, não se parecia nada com o Ray de agora, e eu estava completamente decepcionada com Ray, entendia um pouco dos motivos de Anna, mais não custa nada perdoar. Mas isso não seria fácil, afinal, eles são homens, são totalmente EGOCENTRICOS E INCONTROLAVEIS A RESPEITO DE ORGULHO.

Mas eu não vou desistir tão fácil assim! Ou não me chamo Emma.

Eu e Norman estávamos indo para o refeitório, descíamos silenciosos, foi quando quis quebrar o silencio com qualquer papo desinteressante.

Emma_ Então... Você tinha dito que gosta de Adele certo?

Norman_ Então... Isso foi naquela época, eu gosto ainda, mais prefiro Aurora, também gosto um pouquinho de rock, mais não os mesmos gostos peculiares do Ray, prefiro os mais antigos como Guns n’ roses, Aerosmith, Queen, entre outras, mais gosto mesmo de Aurora, e você?

Emma_ Eu? Deixa-me ver... Eu gosto de tudo um pouco, não tenho gosto definido, mas eu me amarro em Sia, amo de coração chandelier.

Ele corou um pouquinho, e eu nem elogiei ele, ele é sempre tão fofinho, ele é educado, gentil e muito inteligente, nunca tinha encontrado um ser tão complexo e diferente como Norman, ainda mais porque ele era albino, e isso era lindo, sua pele clara, seu cabelo branco, seus olhos azuis como o mar... Ele era completamente perfeito.

Bom, nós chegamos ao refeitório para o almoço, todos já estavam comendo e Nat e Don correram em nossa direção.

Don_ Onde vocês dois estavam enfiados?! A Mama mandou a Anna atrás de vocês sabia!?

Norman_ Kkkkk desculpe se preocupamos vocês, estávamos fazendo umas coisas, só isso.

Nat e Don se entreolharam e abriram um sorriso malicioso.

Nat_ Então ok né, seus safadinhos.

Norman_ N-NAT! NÃO SEJA INDELICADO, ELA É UMA DAMA! ISSO FOI MUITO... AH SEUS MERDAS! PUT* MERDA!

Nossa, ele ficou pistola. Eu vendo a reação de Norman mais ri do que me preocupei com as provocações dos meninos, mas parei no mesmo momento em que vi Ray sentado de fones de ouvido, ele parecia abatido, como hoje de manhã, me aproximei, ele nem notou minha presença, então me sentei e coloquei minha mão em seu ombro, ele levou um sustinho, mais se virou e retiraram então os fones e a touca da cabeça, ele parecia com sono, e muito triste.

Emma_ Você esta bem? Parece que não dormiu a noite.

Ray_ Porque não dormi mesmo.

Emma_ Então porque não vai dormir um pouco agora depois do almoço?

Ray_ Você... Está mesmo tentando ignorar aquilo?

Emma_ Só deixa pra lá... É melhor assim, não é?

Ray estava um pouco surpreso, eu acho que minha obsessão passou realmente um pouco dos limites, mas agora eu queria ajudar Ray e Norman a voltar a serem amigos novamente, e iria deixar as coisas acontecerem, mais não queria ver Ray com aquela carinha de cãozinho com soninho pelo resto do dia. Logo o almoço acabou e eu o acompanhei até o dormitório, assim que chegamos, ele entrou e abriu as janelas novamente, organizou a cama, e começou a se despir, ali mesmo, NA MINHA FRENTE. Primeiro ele retirou a blusa de frio, depois a camisa, e então quando começou a retirar as calças ele se virou para mim e se assustou.

Ray_ VOCE AINDA ESTA AQUI?! D-DESCULPA!

Emma_ Q-QUE ISSO, EU QUE DEVERIA... COM LICENÇA!

Sai o mais rápido que consegui, não acredito, que vergonha!

Anna_ O que você está fazendo ai?

Logo vi que Anna me aguardava do lado de fora, ela estava um pouco brava, deve ter se cansado de me procurar.

Emma_ Desculpe Anna! Eu me esqueci de você totalmente!

Anna_ Que amiga hein!

Encaramo-nos, mais Anna sorriu.

Anna_ Não consigo ficar brava com você, vem.

Eu ri e a segui, ela estava indo para perto do lago, onde muitos jovens nadavam, outros iam para o meio do lago para pescar, alguns usavam canoas, e tinha o Nat e o Don, eles estavam com mascaras de mergulhador e pés de pato gigantes, eles estavam ridículos.

Emma_ Me digam que vocês não vão nadar com isso, por favor.

Nat_ Faremos um mergulho digno senhorita!

Don_ Isso mesmo! Mergulharemos no fundo do lago!

Gilda_ Duvido, é muito perigoso, não façam isso, vão se machucar, ou pior, vão morrer!

Don_ Quando o medo vem eu cuspo no olho dele!

Emma_ Você vai acabar se engasgando com esse “cuspe” no olho do medo! Não façam isso!

Nat_ Calma querida, eu prometo que volto pra você.

Emma_ O-OQUE VOCE DISSE?!

Disse um pouco enfurecida, mas logo fui interrompida por uma mão no ombro e uma risada, me virei e vi Norman, ele estava com um short e uma camisa de praia aberta, que mostrava seu peito e barriga, não eram fortes, mas até definidos, ele também carregava na cabeça uns óculos de sol, usava chinelos e tinha um pouco de protetor solar em excesso no nariz. Ele estava realmente atraente.

Emma_ Você vai nadar?

Norman_ Não se parece comigo né? Mas sim eu vou.

Emma_ Vai bancar o Michael Phelps?

Norman_ Hahaha muito engraçado!

Eu ri do sarcasmo dele, mas parei quando o mesmo tirou a camisa, e pensei com muita clareza, sabedoria e inteligência estratégica que possuía... PORQUE DIABOS EU COREI QUANDO ELE FEZ ISSO?! O QUE QUE DEU EM MIM AAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHH.

Aham... Voltando ao raciocínio, bom, ele foi em direção à beirada do píer com o lado mais fundo, andou para trás, correu e pulou abraçado aos joelhos, Foi um grande pulo de bomba, mas não era só Norman que estava nadando, praticamente todos do acampamento estavam no lago ou na beira, mas eu não vi Ray, devia estar dormindo no 5 sono a essa hora.

Anna deu uma esbarrada no meu ombro, olhei e ela disse.

Anna_ Vai nadar um pouquinho!

Emma_ Não quero não.

Anna_ Emma, esta calor vai!

Realmente fazia calor hoje, resolvi aceitar o convite, me troquei e fui até a beirada do píer, me sentei e coloquei os pês na agua, estava fria! Foi quando uma figura albina com os cabelos molhados levados para traz subiu das águas e trouxe os braços cruzados do meu lado no píer, ele me olhava.

Emma_ Oi Draco Malfoy

Norman_ Oi kkkk nem parece

Emma_ Com esse cabelo parece sim.

Enquanto disse isso, Norman me puxou para o lago.

Emma_ NORMAN!

Norman_ Você não estava vindo? kkkk

Ele saiu nadando, e eu o seguia ainda bem que sei nadar, eu jogava litros e litros de água nele, e ele ria da minha cara, até que ele afundou, eu olhava surpresa pelo gesto, até ele me afundar também, ele me puxou pelo pé e depois foi nadando pelo lago em baixo d’água.

Embaixo d’água os olhos dele se realçavam mais, ficavam mais azuis e hipnóticos, ele parecia uma sereia nadando, enquanto eu parecia uma foca sem uma nadadeira dando derrame cerebral e com problema respiratório, ou seja, eu nadava ridiculamente. Eu usava um maio listrado de branco e laranja, com uns babadinhos na cintura, ele era um pouco decotado demais, mas eu não estava nem ai. Norman nadou até mim e pegou em minhas mãos e me puxou para nadar junto a ele, nós subimos à superfície para pegar ar, e nadávamos de costas, nos olhando nos olhos. Porque fazíamos isso, que conexão era essa? Mas nós nem nos conhecíamos direito, mais ainda me sentia bem fazendo isso, como se fosse realmente o certo, como se eu realmente tivesse que estar aqui, nessa hora, nesse exato segundo, e com ele.

Ele nadava me encarando, seus olhos azuis me invadiam tão fundo, que eu não prestei atenção e acabei afundando.

Enquanto afundava, vi Norman afundar a cabeça e me procurar, algo me puxou para baixo, era uma... Não, duas mãos. Olhei rapidamente para baixo e vi Don e Nat, eles sorriam e agarravam meus pés, Norman foi até eles e os empurrou, ele também carregava um sorriso, eles começaram a se empurrar brincando, até que Don empurrou Norman com força, e Norman foi arrastado um pouco mais para a direção do fundo, ele nadou para de volta, quando fez uma expressão de desespero e botou as mãos no braço esquerdo, no qual começou a sair um pouco de sangue, Nat, já roxo, nadou em sua direção e o tirou da água rapidamente.

Eu também subi junto com Don, Nat levou Norman para a beirada, Gilda foi até os dois e nós também.

Gilda_ O que aconteceu, porque seu braço está sangrando?

Norman retirou a mão do braço, e deu para ver que no ferimento havia um anzol, ficamos agonizados com a cena.

Emma_ Ai! Norman, está tudo bem a gente te leva na enfermaria e eles tiram isso rapidinho ok, não vai doer nada!

Norman_ Tirando a vacina antitetânica que eu vou ter que tomar, e os pontos que eu vou ter que levar, acho que fora isso tudo, vou ficar bem... AI!

Eu estava com muita pena, ele estava certo.

Don_ Desculpe, a culpa é nossa.

Nat_ Se a gente não tivesse brincado daquele jeito isso não teria acontecido.

Norman_ Deixem de ser burros, não tinha como vocês preverem isso, não foi culpa de ninguém, mais levar bronca aposto que todos vamos levar.

Ele olhou pra mim e disse.

Norman_ Mas, vamos levar bronca juntos.

Eu sorri, e juntos levamos Norman ate a enfermaria.

(P.O. V Ray)

Depois que eu acordei fui até a janela e vi Emma e os meninos levando Norman até a sala da minha mãe. Mas o braço de Norman estava sangrando muito, me preocupei um pouco então resolvi dar uma olhada a mais nisso...


Notas Finais


entao é isso, ate o proximo capituloo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...