História A proposta - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Cana Alberona, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Millianna, Minerva Orland, Natsu Dragion, Natsu Dragneel, Romeo Conbolt, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Wendy Marvell
Tags Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Visualizações 138
Palavras 1.778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente, peço desculpas pelo meu erro. A doida aqui não percebeu que o texto foi enviado errado, e o capitulo não estava inteiro kkk
( to rindo de nervoso mesmo)

Essa fic é baseada no filme "A proposta" (Meu filme favorito S2). Mas claro que adaptado.

Mas agora já deixei prontinho, e provávelmente amanha já posto o 2 cap.
Espero que gostem!

Capítulo 1 - Prólogo


 

 

"Há um ditado popular japonês muito antigo, este consiste na ideia de que estamos ligados por um fio vermelho com a nossa alma gêmea, e apesar de tudo que possa acontecer somos infinitamente ligados com ela..."

 

 

I

 

Raios de sol adentravam no quarto através da janela que se encontrava entreaberta, acordando um moreno sonolento, o mesmo já se encontrava no seu décimo quinto sono.

- AHHHH!!! Droga - O moreno tampava seus olhos com os braços - Tenho que trocar minha cama de lugar imediatamen... MEU DEUS!

O moreno levanta da cama em um pulo correndo para pegar suas roupas e se vestir.

Ele ja estava atrasado...

Enquanto isso uma azulada já se encontrava fazendo seu exercício matinal na esteira e enquanto isso revisava o livro de um de seus clientes. Cada dia estava mais difícil ser uma editora.

A azulada não conseguia crer como as pessoas poderiam escrever um livro como aquele, não tinha nexo e nem climax, apesar da sinopse ser perfeita, era dificil sair da primeira página.

Ela já estava surtando! Fato!

- Vamos! Só mais um dia! - Fechou o livro no mesmo instante já sabendo que não o leria mais e faria uma crítica daquelas diretamente com o seu escritor, infelizmente esse era o seu papel do dia a dia, quebrar a esperança de certos escritores "mirins" que apareciam no escritório.

Criando uma coragem do além foi se arrumar para ir pro trabalho, lá ela devia ser perfeita, sem erros e um dos seus mandamentos era não se atrasar e ser pontual.

Nessa correria agradável, o moreno se encontrava abotoando seu casaco enquanto esperava o sinal passar, já era quase um costume acordar atrasado, e o mesmo deveria parar com isso.

Se ele quisesse continuar o emprego e se tornar um editor/escritor deveria impressionar a "bruxa".

Já fazia 3 meses que o mesmo havia dado um rascunho para ela e até hoje não obteve nenhuma resposta, ele sabia que ela deveria estar enrolando para ler e ele não deixaria assim, hoje ele iria conversar com ela sobre isso.

Logo que o sinal abriu o moreno foi correndo para a cafeteria do centro da cidade. Apesar da correria do dia a dia, esse era um dos únicos lugares que se parecia com sua cidade natal, ele gostava dessa nostalgia.

Apesar da cafeteria ser simples e rústica, ela era bem aconchegante.

As paredes eram de uma cor bem clara fazendo com que o ambiente fosse iluminado, bem arido, possuiam uma cor que até hoje o moreno não conseguiu distinguir - ele não era muito chegado a tabela de cores - para ele era um verde bem claro, quase oliva. Nas paredes haviam quadros de diversos artistas, a maioria estava lá para serem vendidos.

Os móveis eram de madeira, um conjunto cheio de mesinhas e poutronas hiper confortáveis de todos os tamanhos e tipos na cor pastel e o lugar possuia uma uma decoração agradável, vasos de flores em cima das mesas, cortinas brancas com flores rosas bebês nas barras com alguns detalhes quase imperceptíveis.

Este era um lugar realmente construído para relaxar. A única parte ruim era que o lugar era muito conhecido e a fila dava voltas.

Hoje ele tinha acordado com o pé esquerdo.

- Gray! - Lyra, uma mulher de cabelos loiros e pele morena, como trabalhava nessa cafeteria ela já estava acostumada com alguns atrasos do moreno - Separei os dois cafés, pode vir!

- Lyra você​ é meu anjo da guarda! To te devendo uma - O moreno diz sorridente pegando os dois cafés e já os pagando.

- De nada, e você pode me agradecer me levando pra sair viu! - a mulher deu uma piscadela fazendo com que Gray desse uma risada sem graça.

- Ah… claro! Depois vemos isso, tenho que ir agora senão a chefa me mata! Até Lyra! - o moreno diz saindo do estabelecimento e indo até seu rumo.

Não que Gray fosse gay nem nada, mas depois que o mesmo chegou á Crocus não tinha tempo pra nada, claro que boa parte da culpa disto acontecer era da sua chefinha. E pra ele, ja bastava essa mulher pra se preocupar.

Em cinco minutos já havia chegado ao escritório, felizmente ainda estava cedo e não tinha se atrasado tanto. Correu até seu andar e por destino ou coincidência​ mesmo, Jellal, seu fiel companheiro trombou com o mesmo sujando sua camisa social.

- Meu… MEU DEUS! CARAMBA ISSO TA QUENTE! - Reclamou.

- Claro que tem que estar quente né! - Jellal ria - A bruxa já tá chegando!

- Amigo da onça… Me da sua camisa, eu dou… Dou 2 entradas para o jogo dos Yankees.

- Olha, eu gosto dessa camisa e…

- Responde logo! - Gray via o relógio em cinco minutos a chefa chegaria - 5… 4… 3… 2…

- Ta aqui! Quero os ingressos! - Dizia Jellal realizando sua parte do acordo.

Faltando um segundo, a editora chefe chegou, era incrivel como todos do andar conseguiam se comunicar avisando que ela havia chegado. Gray rapidamente foi ao seu encontro entregando o café que ainda estava salvo.

- Gray! Quais compromissos tenho hoje?

- Tem uma entrevista com um novo escritor e Hades te chamou no escritório.

- Desmarque tudo, só vou falar com Hades! - A azulada falava já chegando em seu escritório e fechando a porta - Gray…

- Sim, Juvia? - Gray perguntou receoso.

- Quem é Lyra? - Juvia mostrou o copo com o número da mulher com uns corações envolta - E por que ela quer que eu ligue pra ela?

- Esse café era meu, o seu entornou Juvia… - Disse sem graça.

- Você toma cappucino com creme e chocolate derretido? - Juvia disse o encarando.

- Sim, eu gosto desse…

- O mesmo que o meu? Que assustador…

- Se esta falando que tomo o mesmo que você só para não ter risco do seu entornar e não tomar nada, esta absolutamente errada!

- Se você diz… Assustador…

- Vamos logo parando disso, Hades quer falar logo com você. Acho que é sobre Bobbie não querer aparecer na Tv.

- E vamos lá!

Os dois sairam do escritório indo sm direção do de Hades, claro que não sem antes de Gray avisar a todos que a “Bruxa pegou a vassoura” para todos se tornarem sérios e esforçados em suas tarefas.

Chegando lá Hades, um homem com cabelos brancos longos acompanhado de uma barba, baixo e inacreditávelmente magro, estava arrumando seus papeis.

- Hades - Juvia disse ja entrando no escritório.

- Juvia! Queria falar sobre Bobbie, ele não quer aparecer na Tv, então pensei em convidor outro escritor famoso para ir á entrevista e…

- Hades, você está demitido - Juvia anuncia curta e fria, a cada dia Gray se surpreende com a frieza da chefa

- Como… COMO ASSIM? Esta brincando né? N-Não pode ser! O Bobbie não aparece ao público á anos e ele nunca iria ap…

- Hades, eu já falei com Bobbie e ele aceitou, sei que você nem chegou a ligar para ele, e estou te demitindo por que já não é a primeira vez que VOCÊ faz isso. Estou te dando 3 meses para arrumar um novo trabalho, quando chegar a hora pode falar que arrumou um emprego melhor e… Ótima estante! - Juvia fala apontando para a mesma e se dirige á saída - Até Hades!

- Tem certeza que deveria ter demitido ele agora, ele é escandaloso - Gray disse quando já haviam saído do escritório.

- Mais cedo ou mais tarde teria que fazer isso, e estou torcendo para que ele não venha e…

- Juvia! EU NÃO ACEITO SER DEMITIDO! SUA BRUXA! DESCARADA! - Hades aparece na porta vermelho chamando a atenção de todos. O escarcéu havia começado.

- Que pena por que será, independente se quer ou não! Juv… Eu quero que saia ainda hoje por seu descaramento! - A azulada anuncia firme e sai pisando forte para seu escritório deixando o resto dos funcionários atonitos.

Quase no mesmo instante, Gray recebe uma mensagem da mesma avisando que ele trabalharia nesse final de semana, para ajuda-lá a botar em ordem as coisas de Hades. Lá iam seus planos de ir á festa de 81 anos da sua avó, água a baixo.

- Vovó! Desculpa… Eu sei… É que tenho que trabalhar, mas eu queria ir! Depois… Sim! Eu vou no próximo final de semana… - Gray avisava sua avó pelo telefone em sua mesa.

- Sua família? - Juvia o assusta, vendo-o desligar o telefone rapidamente.

- S-sim… É o aniversário de 81 anos da minha avó e…

- A sim, que bom que você não se importa em trabalhar mais… Vamos logo, devoa avisar Macrarov sobre a demissão de Hades.

- Claro… claro… - Concordou desanimado a acompanhando, não acreditava que ela era tao insensível.

Os dois foram caminhando pelos corredores  vendo o resto dos funcionários trabalhando arduamente - por causa de Juvia, claro. Enquanto isso Gray tentava formular alguma desculpa nova para dar pra sua avó.

E logo chegaram em frente a sala, depois da assistente anunciar os dois, entraram no escritório encontrando o dono e Presidente da Fairy Tail ( Melhor editora do país), Macrarov, um senhorzinho meio anão com cabelos ralos e nariz grande.

- Parabéns pelo acordo que você fez com a Blue Pegasus Juvia! Sentem-se!

- Obrigada, não foi nada! - dizia já se sentando - Então, eu vim para avisar que demiti Hades e Bobbie irá aparecer na Tv e…

- Juvia, depois falamos disso… - O senhor disse sério - Seu visto de imigração foi cancelado. Você viajou e não tinha o visto ainda!

- É mas eu precisava sair, e o visto não tinha sido comprovado! Era uma emergência com o contrato da Blue Pegasus!

- Sim mas agora esta vindo as consequências Juvia! Você vai ser deportada!

- J-Juvia não pode ser deportada, tenho as atividades do escritório e…

- E? - Macrarov encara Juvia com a sobrancelha franzida a vendo se aproximar de Gray que estava no mundo da lua.

- Juvia e Gray irão se casar! Não é Gray?

- Ah sim… Ca… Casar? - O moreno a encara Atônito.

- S-Sim meu amor! Não precisa ser tímido!

- Se vão se casar… Meus parabéns! Só acho interessante que realmente vai se casar com seu assistente Juvia!

- Não é a p-primeira vez que alguem se envolve com o assistente não é mesmo? Ha ha ha ha - A azulada ri sem graça abraçando um moreno que ainda estava digerindo a notícia.

Ele ainda não acreditava no que estava ocorrendo.


Notas Finais


E ai people, espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...