1. Spirit Fanfics >
  2. A PROPOSTA >
  3. Tudo vai e não volta

História A PROPOSTA - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - Tudo vai e não volta


Isabela narrando

《 trinta minutos depois》

Estava sem me mexer e só o que rodeava minha mente era as últimas palavras de Antônio,como...como  ele pode?

- Isabela? - escuto alguém me chamar,viro para o lado e Rita me observava.

- oi,pode vim - ela entrou,pegou um prato e um talher  e logo foi colocar a comigo e conversava.

- onde está Júlio? - ela começa a por a comida.

- ele teve que ir ao hospital, terá que doar sangue para a Giu - sorrio para a senhor, vou lavar meu prato - bom,eu já terminei vou para o quarto vovó,tchau!

- tchau,querida - ela acena e eu me retiro.

Subo as escadas e logo chego ao quarto, em direção a varanda eu vou e lá me sento no chão junto a um coberto jogado pelo local,fico a observar o longo céu e aquelas palavras vem.

" 6 dias "

Porque aquilo? Um castigo porque encontrei alguém que me ama? Ou pela maldade de uma pessoa?

Eu terei que parti,mais passarei esses 6 dias sendo a melhor Pessoa e depois vou voltar para a Argentina organizar minhas coisas e ir para o Brasil,Júlio irá me odiar eternamente.  Mas é para o bem dele né? 

Talvez ele encontre alguém e seja feliz com esse alguém,quem sabe ter filhos. Percebi que estava em prantos já,só em pensar em perde meu Júlio.

Sou tirada dos pensamentos ao sentir alguns selinho molhados em minha nuca e braços me roderarem.

- oi meu amor - a voz rouca e mais um selinho agora em meu pescoço.

- oi.. -  tentei secar as lágrimas rapidamente,ele  me puxou para o seu colo colocando minha cabeça sobre seu peitoral.

- você está bem ? - ele da mais um selinho.

- sim,meu bem e você? - ele rodeia seus longos braços sobre minha barriga e eu coloca as minhas por cima das suas .

- estou bem, Giulia está melhor e nossa sobrinha está mais saudável - ele começou a distribuir longos selinhos em meu pescoço novamente.

- que bom quero ver essa pequenininha - sorrio e volto a olhar o grande seu estrelado.

- já está de madrugada,amor. Deveria estar dormindo - mais selinhos,eu estava começando a cochilar.

- eu sei Júlio,mais estava sem sono. Porque agora estou - um riso abafado sai dele e eu começo a ver tudo mais apagado.

- pode dormir aí,garanto que nada vai mexer contigo. - ele enfregou o nariz em meu rosto lentamente e deixou um outro selinho e dali eu apaguei.









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...