1. Spirit Fanfics >
  2. A proposta do Rei (Jikook) >
  3. Me conte essa história direito.

História A proposta do Rei (Jikook) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


;-;
Boa leitura!

Capítulo 2 - Me conte essa história direito.


Estava tão preocupado com Jisoo e Soobin. Como eu farei para avisar Jisoo que chegarei tarde em casa? 




Estava tão focado em meus pensamentos que nem percebi Hee se aproximando. Tomei um susto quando ele tocou em meu braço e acabei deixando meus pensamentos de lado. 




-Jimin, eu irei fazer algumas compras para o baile de hoje a noite e passarei pela colônia, não quer que eu avise Jisoo que você chegará tarde? - Ela pergunta com um sorriso simples. 




-Por favor, você poderia levar essa cesta de flores que colhi hoje de manhã para Jisoo? - Pergunto, pegando a cesta encima de mesa, entregando para ela que assentiu sorrindo antes de sair. 




Suspiro, debaixo das flores tinha um pouco de leite pão para Jisoo e Soobin comer. 




Volto as meus afazeres esperando o horário certo para me preparar para servir o champanhe no baile. 




Quando deu 16:00 horas eu fui me arrumar. 




O salão de festa estava lotado, fui passando pela multidão oferencendo champanhe para as pessoas, até que sem querer esbarro em alguém, acabo derrubando o champanhe no chão que acabou sujando a roupa da pessoa. 





Jeon Jungkook. 





Estava em meu quarto me arrumando para ir ao baile que ocorreria na residência do Sr. Park, pra ser sincero eu odeio aquele cara, mas infelizmente meu pai e ele são muito amigos. 




Mas só irei ficar alguns minutos lá, dançarei com algumas mulheres e depois irei voltar para o palácio. 




Termino de me arrumar e saio de meu quarto, passo por vários corredores até chegar a porta principal do palácio, saio do palácio e vejo que a carruagem já estava lá junto com Fêlix, meu cocheiro. Ele faz reverência e logo em seguida abre a porta da carruagem para mim entrar. 




Ao chegar no local da festa saio de dentro da carruagem chamando atenção de algumas pessoas que estavam do lado de fora da casa, todos fazem reverência ao me verem, passo reto por todos e entro no local. Passa alguns minutos e já tinha algumas mulheres se jogando para cima de mim, todas elas queriam ser rainha de Busan, só tão se iludindo. Canso de dançar e resolvo beber alguma coisa quando sinto alguém se chocando contra meu corpo. 




Olho para meu terno que estava molhado de champanhe, direciono meu olhar de raiva para o garoto que estava com a cabeça baixa. 




Ao erguer a cabeça vi seus olhos azuis marejados. 




-Senhor, me desculpe! Não foi minha intenção. - Se desculpa quase chorando - Por favor, não consigo para meu tio, ele vai me bater igual da última vez. - Ele falou rápido. 




Me levanto o levantando junto comigo, puxo ele para fora do local. 




-Me conte essa história direito. - Falo de costas para ele. 




-O senhor Park, é meu tio. Quando meus pais morreram eu tinha 15 anos, e meu tio me expulsou da Fazenda junto com meus irmãos, que na época tinham 4 meses e a outra 2 anos, então comecei a trabalhar de empregado para meu tio, só que uma vez ele me pegou roubando alimento para dar aos meus irmãos e me deu uma surra. - Ele diz secando as lágrimas. - Por favor, senhor, não conte nada disso para ele, eu te imploro. 




Eu estava com raiva, quero tanto quebrar a cara do senhor Park. Como ele teve coragem de fazer isso com esse anjo? Ah, mas ele me paga! Olho para o garoto que ainda estava chorando. 




-Como é seu nome? - Pergunto olhando para ele. 




-Park Jimin, senhor. 




-Eu sou Jeon Jungkook. - Digo e vejo Jimin arregalar os olhos. 




-Jeon Jungkook? Me desculpa Alteza - Fala fazendo reverência. 




-Jimin, volte para casa e arrume seus irmãos, irei conversar com seu tio, me espere perto do riacho que fica perto da estrada. - Digo vendo o mesmo sair correndo. 




Volto para dentro de salão e procuro senhor Park, encontro-o conversando com alguns homens, vou em sua direção. 




-Senhor Park, poderíamos conversar a sós? - Pergunto sério. 




-Claro, Majestade. Vamos até meu escritório para termos um pouco de privacidade. - Fala me guiando para fora da multidão, adentramos um corredor vazio que no final tinha uma porta, deve ser o escritório. 




-Então, o que gostaria de falar para mim? - Pergunta se sentando em sua poltrona. 




Jogo uma bolsa pequena com moedas dentro em sua direção. 




-Estou comprando a liberdade de Jimin e seus irmãos. - Falo sério vendo o mesmo se levantar de sua poltrona com raiva. 




-Desculpe, mas não irei vende-los. O que aquele garoto lhe disse? - pergunta - Só pode ser mentira! 




-Se é mentira ou não, eu não quero saber! Eles vão comigo e pronto. Adeus! - Falo saindo do escritório dele. 




Saio do salão indo até minha carruagem, peço para Fêlix passar perto do riacho para pegar Jimin e seus irmãos. 




Ao chegar perto do riacho, avisto Jimin com um menino que aparenta ter 2 anos e uma menina que parecia que tinha 4 anos. 




Peço para Fêlix parar a carruagem, abro a porta da carruagem para Jimin entrar, espero ele entrar para avisar Fêlix que já podia voltar para o palácio. 




-Iremos morar no palácio? Quando chegarmos eu quero tomar um banho na banheiro com água quente e depois jantar comida de verdade. - Jisoo fala fazendo Jimin arregalar os olhos pela exigências da irmã, fazendo-me rir. 




-Majestade, me diga onde é a colônia para nós irmos para lá. - Jimin fala olhando para mim. 




-Vocês iram morar no palácio comigo apartir de hoje. - Falo e vejo o sorriso de Jisoo. 




-Quê?! Não podemos aceitar! 




-Isso é uma ordem, Jimin! - Falo sério. 




O resto do caminho até o palácio foi silencioso. Ao chegarmos no palácio mandei que Fêlix chamasse Jin. 




-Mandou me chamar, Jungkook? - Jin pergunta olhando confuso para Jimin e seus irmãos. 




-Sim, Jin, peça para prepararem 3 banhos e poderia fazer um jantar a nível de uma rainha? - Pergunto. 




-Claro, seu desejo é uma ordem, Jungkook. - Jin fala sorrindo doce para Jimin que retribui o sorriso. 




-Então, vamos entrar, vocês precisam tomar banho para jantar. - Falo guiando Jimin e seus irmãos até a sala do palácio. 




-Emilly? 




-Sim, Majestade? 




-Poderia levar Jisoo e Soobin para seus aposentos? Pegue o quarto do hóspede perto do meu. - Falo e ela pega Soobin no colo e segura a mão de Jisoo, logo sumindo de nossa vista. 




-Jimin, me siga. - Falo entrando no meu escritório junto com Jimin. 




-O que gostaria de tratar comigo. - Pergunta nervoso. 




-Quero lhe fazer uma proposta. 




-Uma proposta? - Pergunta confuso. 




-Sim, quer casar comigo? - Pergunto vendo ele arregalar os olhos. 




-C-Casar? 


Notas Finais


Desculpa pelos erros😓
Bjos da Hima😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...