1. Spirit Fanfics >
  2. A Proposta (Levi x Leitora) >
  3. Beijo(ou quase isso)

História A Proposta (Levi x Leitora) - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Beijo(ou quase isso)


Sabe aquela cena em que vemos nos animes,em que tudo fica silencioso,o vento passa enquanto os personagens ficam com cara de tacho?pois então,essa era a minha situação agora,tentei pensar em algo o mais rápido possível,todos nos encaravam.
         Olhei de soslaio para Levi e quase soltei um riso,sua expressão dizia claramente um "fodeu" enquanto me olhava também de soslaio.Até que finalmente resolvi começar a falar.
    
  -Bem,como devem imaginar,nos conhecemos no trabalho-agarrei seu braço,dando um sorriso falso-e depois de muitos chás que tive que levara para ele,finalmente tomou coragem de me chamar para sair-Soltei um suspiro,me soltando dele.

      -E agora o mais importante,o pedido de casamento...-me virei para ele,sorrindo sacana-Ele me chamaou para um hotel,eu achei que era com segundas intenções,mas fui mesmo assim,fui com pressa,e acabei quebrando um dos meus saltos-dei uma ênfase nessa parte-chegando lá fui para o andar do quarto que ele reservou,e assim que saí do elevador tinham várias pétalas de rosas pelo chão até a porta do quarto,e quando eu entrei,lá estava ele,ajoelhado com uma caixinha feita a mão,cheia de fotos nossas coladas umas por cima das outras de um jeito tão delicado,peguei a caixa e abri vendo vários corações também cortados á mão-as moças na sala suspiravam apaixonadas e os caras encaravam Levi com uma expressão duvidosa,notei também um desconforto por parte do moreno...objetivo alcançado!comemorei internamente-Só que dentro não havia nenhuma aliança...
       -Por que eu tinha outra forma de pedi-la,a joguei naquela cama e fiz algo que todos sabem o que e depois a pedi em casamento,Másculo!-aquele anão comemorou levantando um dos punhos,fiquei envergonhada,como ele me fala uma coisa dessas!apenas vi os caras comemorando e as mulheres me lançando olhares maliciosos,não sabia onde enfiar a cara,esse anão infernal me paga!
         Ele me olhou com um sorrisinho de canto,olhei para trás e meu pai me olhava com um olhar decepcionado,mas não dei atenção.
          -Mas agora está faltando uma coisa!-minha avó se pronunciou-um beijo dos noivos!
         E logo começou uma gritaria típica de adolescentes dizendo "beija!",me recusava,e vi a mesmas expressão que eu carregava estampada no rosto do baixinho ao meu lado "nojo" era o nome,não queríamos fazer aquilo,mas tinhamos de dar veracidade no falso noivado,não estava nem um pouco a fim de ser presa e ele não gostaria de ser deportado.
         Nos entreolhamos,certo tinhamos que fazer aquilo,Levi pegou em minha cintura,me puxando para perto.
         -Ei ei calma com a sua ousadia-sussurei para o moreno.
          -Cala a boca e me beija logo,ou quer que eles nos descubram?-sussurou devolta.
           Aproximamos nossos rostos,minha vontade era correr dali,demos um selinho que durou um milisegundo e nos afastamos,ambos com sorrisos sem graça nos rostos.
          -O que?isso que foi o beijo?se beijem de verdade!-meu primo gritou do sofá...ele não pode ficar na dele não?
         Olhei para Levi,em uma súplica para o fazermos o mais rápido possível.Mais uma vez nos aproximamos um do outro,ele colocou suas mãos em minha cintura novamente,e desta vez coloquei minhas mãos ao redor de seu pescoço;nossos lábios se juntaram por uns cinco segundos,tempo o suficiente para sentir que os lábios do baixinho são bem macios na verdade.Nos separamos mais devagar desta vez,nos encaramos um pouco antes de nos soltarmos e olharmos para o "público" a nossa frente,nunca imaginei que a minha fantasia de infância,que era ser atriz,se realizaria dessa forma,e acho que até que não mando mau nas atuações.
       Vimos a maioria comemorando,realmente parecem um bando de adolescentes,chegava a ser engraçado aquilo.
        Mais tarde,minha avó e minha mãe resolveram nos levar para o que era meu antigo quarto,e acabou virando um dos quartos de hóspedes,agora possuia uma bela cama de casal,espera...isso significa...
        -Éé...mãe,e onde vai ser o quarto do Levi?-perguntei com um fio de esperança.
        -Ora filha,não tinhámos a ilusão de que nunca dormiram juntos,e o que ele disse lá em baixo só serviu para confirmarmos-me lançou um olhar sugestivo.
           Minha avó adentrou  o cômodo,uma vez que havia saido para pegar alguma coisa que ela não havia dito o que era;e assim que entrou em nosso campo de visão vimos que ela estava com uma enorme coberta em seus braços,não entendi o motivo já que haviam tantas cobertas na cama.
         -Esse é um cobertor que está na família a gerações-se pronunciou sorrindo-é o que chamamos de "fazedor de bebês".
            Fazedor de o que?minha expressão deve estar a melhor,mas mudei de idéia sobre isso ao ver a expressão de Levi,era hilária,uma de suas sobrancelhas havia se abaixado,demonstrando o quão confuso estava com aquilo.
          -Ah...obrigada vó,vou colocar aqui-disse um tanto envergonhada e coloquei no pé da cama.
         -Bem,vamos deixá-los sozinhos,se precisarem de qualquer coisa é só chamarem!-minha mãe disse animada,saindo do quarto juntamente a minha avó.
          Assim que a porta fora fechada,ambos soltamos um suspiro,me joguei na cama,mas ao me ver jogada em cima do "fazedor de bebês" o tirei de baixo de mim e joguei do outro lado da cama,até notar um olhar sobre mim.
          -O que foi?
           -Sua família é animada até demais!-ele se sentou no baú que ficava a frente da cama,e voltou a me olhar-ta mas aonde vamos dormir?
         -Eu aqui na cama e você aí em baixo mesmo-respondi me sentando e tirando alguns fios de cabelo do rosto.
          -O que?-estava incrédulo.
          -Bem,essa é a minha casa,então quem dita as regras sou eu!-me levante indo em direção ao banheiro,precisava de um banho,mas me virei rapidamente-aliás!isso é só o começo que-ri-do.-antes de fechar a porta pude notar seu olhar raivoso.
         Já de noite,depois do jantar,subimos para o quarto novamente,escovei meus dentes e quando voltei pude ver o moreno arrumando sua cama improvisada no chão.
        -Ei!-chamei sua atenção-tem um sofá-cama no canto do quarto,não tem por que dormir no tapete.
       -E só agora você me fala isso?!pensei que era 'pra' eu dormir no chão!-se exaltou um pouco.
         -Pensei que sua visão era boa o suficiente para ver o sofá ali no canto do quarto!-apontei para o sofá que estava próximo a janela de vidro.- Eaquilo era só brincadeira.

Sim claro eu eu sou adivinha para saber que aquele sofá vira cama e que você estava brincando!posso ser várias coisas mas vidente não é uma delas!-ele estava frustrado.

 -certo certo-revirei os olhos-vai escovar os dentes e deixa que eu arrumo lá 'pra' você-meu tom estava suave,e ele me encarava,parecia desacreditado.
          -vai ficar aí me encarando?-coloquei uma das mãos na cintura.
          -Só queria saber o que você estaria ganhando fazendo isso?-me questionou desconfiado.Céus esse homem não sabe o que é gentileza?
          -Nada,não sei você,mas eu não faço as coisas esperando por algo em troca-e ele podia até ser chato,arrogante e etc,mas acho que dormir no chão já seria ir longe demais.O moreno apenas assentiu e se pôs a ir para o banheiro,e eu fui arrumar a "cama" dele.
          Ao terminar me deitei,afundando a cabeça no travesseiro extremamente macio e abraçando a coberta,fechei os olhos e escutei a porta do banheiro se abrindo e logo depois passos,o ouvi se deitando.
         O silêncio se instalou no ambiente até ser quebrado por uma voz grossa.
         -Vai dormir com o "fazedor de bebês"?deveria entender issso como uma mensagem subliminar ou algo do tipo?-seu tom ainda era ríspido e com um ar de arrogância,mas no fundo pude perceber o deboche.
        -mensagem subliminar é o seu...-me segurei e joguei aquela coberta longe,provavelmente foi parar do outro lado do quarto-Boa noite Levi!-falei irritada,me virando de costas para o mesmo,ouvi um riso contido por parte do outro.
           Após isso,o ouvi se revirar na cama por uns quinze minutos.
         -Oe!(S/n),não vou conseguir dormir com esse Sol naminha cara!-disse aparentemente irritado.
          Dei um longo suspiro,peguei o controle,e sem me virar apontei para a cortina,apertando um dos botões e esperei que ela se fechasse.
         -Pronto-minha voz saiu frustrada,queria dormir agora-pela segunda vez,boa noite Levi!

         
      



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...