1. Spirit Fanfics >
  2. A protegida >
  3. Cap 16

História A protegida - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


ai gente, me deu um bloqueio, eu to cheia de ideias mas não tava conseguindo passar pro papel, escrevi o que consegui e espero conseguir fazer o proximo logo
bjinhos e boa quarentena

Capítulo 16 - Cap 16


minha nossa, to muito bebada

rio de mim mesma e continuo a dançar 

- LUNA 

giro e vejo Ana voltando junto com Leco, os dois trocando olhares safados 

percebo o estado do cabelo e das roupas

ah não, eles fizeram aquilo por aqui ??

fico chocada e começo a rir 

- não acredito, seus safados ! - grito empurrando a Ana quando ela vem me abraçar 

- que foi, Lu? ate parece que nunca viu isso acontecer por aqui - ela me zoa

realmente, já perdi as contas de quantos casais transando em lugares nada privados vimos e de repente me bate o pensamento

deve ser tão bom transar

só consigo imaginar qual seria a sensação de ter um pau, de preferencia o do Erick, em mim

Será que ia doer?

sorrio sozinha

ah mas certeza que ia ser bom, não tem como ser ruim com ele  

caio na real de novo e suspiro exasperada

- aff eu preciso transar - reclamo 

Du que tava perto cospe toda bebida que tava tomando

- puta merda, eu não precisava saber dessas fita, Lu, nois é quase irmão, tiu - ele limpa a boca 

Ana e Leco me olham os dois surpresos mas rindo 

- qual foi, mano, ta com a boca furada ? - Erick pergunta pro Du, chegando e passando por ele pra me dar uma bebida, eu pego e tomo um gole sem responder

- não, porra, prefiro nem comentar que papo que rolou aqui - Du diz ao mesmo tempo em que Ana fala

- Luna quer transar 

Erick só me olha questionando mas vejo uma sugestão de calor e desejo lá, fico sem saber como responder e desvio o olhar tomando mais um gole 

- ah é ? - ele finalmente pergunta 

- não é exatamente assim... quer dizer, é claro que eu quero, mas... tipo, não aqui, agora, sabe? - me enrolo toda tentando me livrar do olhar dele 

ele acena e foi aquele aceno

sabe?

aquele cheio de intenções secretas nada inocentes que só quem ta recebendo consegue pegar

pois bem, foi esse olhar

- ME LARGA PORRA, EU SOU O DONO DESSE CARALHO

todos nos viramos quando ouvimos isso, os meninos já colocam a mão na arma que fica na cintura na parte de tras da calça 

- é o JP - Leco diz  - deve ta chapado 

- quando ele não ta? - Du zoa mas nenhum deles ri, apenas se olham e balançam a cabeça

- ae, fica ligada aqui, princesa - Erick passa a mão pelo meu pescoço e me puxa pra ele me dando um beijo quando ta indo embora ele olha pra Ana 

- fica de olho nela - ele pede e Ana acente

eu nem tento fingir que não to muito bebada porque eu to muito bebada então ia ser inutil por isso so fico calada olhando

 os três vão e ficamos ali olhando, depois viramos uma pra cara da outra e voltamos a beber

- foda-se esse merda - Ana finalmente diz e me puxa pra continuarmos aproveitando a música - e os playboy e a irmã escrota? - ela pergunta

- não sei - digo dando de ombros - e espero continuar assim 

- isso mesmo, menina, se eu visse aquelas arrombadas de novo eu dava uma surra nelas - Ana fala irritada e eu aceno

nem me fale

e voltamos a aproveitar, estavamos dançando quando vemos JP começar a quebrar tudo, jogando a mesinha e as bebidas que estavam em cima no chão

- EU QUE MANDO AQUI, CACETE 

vemos Marcão e os meninos segurarem ele e tentarem conversar, uma das maria fuzil que tava com ele agora ta encolhida no chão, olhando assustada a cena 

- vem, vamos sair dessa bagunça - Ana me puxa pra sairmos de lá - to numa larica fodida 

- uhh eu também quero comer - grito entusiasmada e dou pulinhos e ela sorri pra mim, mas então tento segurar ela - mas não deviamos esperar eles? 

- eu mando mensagem pro Leco, eles vão saber que saimos pra comer

aceno e vou seguindo ela pela multidão, não tava muito tarde, o baile ainda tava pocando, acho que eram tipo 4 horas, eu tava seguindo concentrada pra não cair até Ana começar a gritar e pular

- MONAAA, PAULAA- segundos depois Paula e Monica aparecem na nossa frente 

- eai menina? ta indo pra onde? - Paula pergunta

- comer, tamo varada - ela diz e me puxa pro lado dela

- LUNA - as duas gritam animadas e vem pra cima de mim - garota, a gente soube que você começou a namorar aquele pedaço do céu do Coringa 

aceno sorrindo

- sortuda da porra - Monica elogia

- a gente ta indo lá, vocês vão ficar ai? - Ana diz 

- ah acho que vamo também, ta meio miado o pessoal aqui hoje - Paula diz incomodada e Monica concorda

tenho até vontade de rir, pensando que a Luana ta por ai com os amigos.

Começamos a ir a procura do carrinho do seu Luís, ele sempre fica por ai perto do baile todo vendendo x-burguer e hot dog, damos uma volta e finalmente encontramos ele, já tinha até uma filinha se formando, pessoal que tava indo embora, entramos na fila e ouvimos os tiros, todas viramos e vemos que o JP que atirou pra cima, muitas pessoas assustadas começam a correr pra ir embora

- esse cara ta noia demais, mano - Monica fala - o Marcão me disse que tá osso lidar com ele e que ta tendo que fazer o trabalho todo

- foda - Ana diz 

ficamos de olho nos meninos que continuam controlando o JP, finalmente ele parece cair na real e vai embora, o lugar já ta quase vazio, o pessoal ta ligado que o JP ta doidão esses tempos. Agora com a quadra vazia vemos os meninos chegando e Marcão vindo com eles

Ah mas ele fica um tentação com essa cara de bravo - Monica morde o lábio com cara de safada

- porra, esse cara ta foda - Leco reclama coçando a cabeça

- mano, eu apoiei ele porque nois subiu junto, mas na moral, ele cavou a propria cova e vai explodir a merda toda logo logo

todos nos encaramos temendo o que ele quer dizer com isso, mas Monica quebra o clima tenso quando chega no Marcão

- você fica tão sexy com esse olhar de fodão 

ele pega ela pela cintura e puxa pro peito dele sorrindo

- ah é, e você fica gostosa pra caralho mordendo esse lábio ai 

- nem começa essa porra melação que eu to suave aqui - Du reclama acendendo outro baseado e puxando fundo

- passa - Erick estende a mão e Du passa pra ele

Ana me cutuca e me viro 

- vem, miga, vamo aproveitar que todo mundo fugiu do JP e pegar nosso lanche antes que o Seu Luis va embora também - ela corre ao ver Seu Luis tava guardando as coisas

- Não, Seu Luis, eu preciso de um hot dog, pelo amor de Deus - ela implora

ele olha pro grupo todo, ele já nos conhece por morar aqui também e vira e mexe nos ver subindo e descendo

- JP vai voltar? - ele pergunta 

- Pode ficar suave ai, Seu Luis que ele foi e não volta hoje não - Marcão diz - e vê um dogão desse ai pra cada, por conta da banca hoje 

- assim que eu gosto Marcão, reconhecimento pelo meu trabalho duro - Leco brinca e vai pegar seu lanche, seu Luis entrega e ele passa pra Ana - ta ai minha deusa 

- é bom eu ser uma deusa mesmo depois do que fizemos naquele beco - ela pega o dogão e da um tapa de brincadeira nele 

enquanto todos interagem eu to quieta olhando e sorrindo, só absorvendo o momento, sinto a mão na minha cintura me puxando e tomo um susto

- ta quietona, princesa - Erick diz no meu ouvivo

- eu to aproveitando meu estado alcoolico - digo e abraço ele de volta e viro meu rosto pra ele, fecho os olhos e faço biquinho 

- ah vai se fude, não começa com essas merda de casal - Paula reclama pra mim do meu lado - apesar de que essa carinha foi a coisa mais fofa que eu vi - ela diz pra mim sorrindo 

- mas eu quero um beijinho - reclamo e ela ri pra mim

- vou deixar porque se eu tivesse um Coringa pra mim também ia querer um beijo... e bem mais que isso - ela pisca 

- que merda ela ta falando? - Erick pergunta com sua expressão de tédio e irritação habitual, ele não ouviu o que ela disse

- que você tem que me dar um beijo - digo e ele da um sorrisinho 

- aposto que foi isso sim - ele diz ironico mas me puxa e me da um beijão, o calor de antes voltou com tudo

minha nossa, ele com certeza sabe beijar 

e esse pensamento me deixa incomodada e me afasto

- você é um bom beijador! - acuso

ele fica acha engraçado 

- isso é ruim? 

fico inquieta e começo a alisar a camiseta dele tirando sujeirinhas imaginárias

- bem, não, mas... é que... arghh é só que agora pensei em quantas garotas você já pegou... - não olho nos olhos dele

Du aparece do nosso lado com olhar de desespero pro Erick

- Mano, não responda a isso, é totalmente uma armadilha, você ta fudido

Erick só me encara me questionando

- e você ta brava? 

é muito irritante saber que ele já pegou várias e várias meninas, porque agora ele é... isso vai soar totalmente mulher das cavernas e possessiva, mas ele é meu, o pensamento da lingua de outras meninas na boca dele não é nada atraente e elas com certeza amaram a lingua dele na boca delas assim como eu tava amando a 2 minutos atrás, mas balanço a cabeça ´pra me livrar desses pensamentos idiotas

- eu não to brava.. é só meio incomodo lembrar que você já beijou muitas outras meninas

Du suspira aliviado do nosso lado enquanto o Erick só dá um sorrisinho 

- ufa, ainda bem que você não ficou louca e surtou com isso, senão, coitado do nosso Coringuinha aqui - ele passa o braço pelo ombro do Erick que ignora 

- eu já to melhor - digo levantando minha cabeça pra olhar pra ele tímida

- você fica fofa quando ta com ciumes 

- não era ciumes - reclamo

- LUNA, AMIGA, PEGA SEU HOT DOG - Ana grita 

Erick ignora ela e ergue uma sobrancelha pra mim, esperando que eu diga mais alguma coisa, totalmente me questionando e se divertindo com isso, eu conseguia ver nos olhos dele isso por isso dou um beijinho nele e me viro 

- a Ana ta me chamando

tudo bem, foi totalmente um pouco de ciúmes  


Notas Finais


fiz o que deu gentee
espero que gostem e digam se estão gostandoooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...