História A protegida - Capítulo 111


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Luna Lovegood, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Theodore Nott
Visualizações 194
Palavras 1.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 111 - Hermione


Fanfic / Fanfiction A protegida - Capítulo 111 - Hermione

Como se respira? Acho que meu  corpo se esqueceu como fazer isso. Ter Draco ali,perto demais,estava queimando os poucos neurônios que me funcionavam com clareza. Mas,eu ainda conseguia questionar o que ele estava fazendo ali.Eu tinha optado ficar ali para não ver a sua festinha com a Greengrass e agora ele também estava ali. Estava me perseguindo? Queria me torturar com comentários bajuladores sobre a Greengrass? Ou só queria me punir com comentários ácidos sobe a minha suposta traição?

-O que você esta fazendo aqui? –Perguntei me ajeitando na cadeira e colocando um pouco de espaço entre nós

Draco pigarreou e coçou a nuca,num sinal de nervosismo. Por que ele estava nervoso?

-Eu estava te procurando.

Certo,eu não esperava por isso. Então ele não estava atoa na biblioteca,eu o tinha trazido até ali. Mas,por que?

-E encontrou –Respondi um pouco seca demais

Não me culpem. Eu ainda conseguia lembrar com clareza dele insinuando que acreditava em Greengrass sobre minha culpa no estado mental dele. E se tinha algo que eu odiava,era que duvidassem de mim.

-Eu queria ver a lista outra vez. Sabe,a lista?

-Sei,Draco –Respondi –Eu sei de que lista estamos falando.

Entreguei a ele a pagina e voltei para a minha leitura,aquela que eu fazia antes de pegar no sono. Eu já havia riscado dois tipos de feitiço daquela lista,nossos “sintomas” não batiam e depois de ler sobre o terceiro,também o descartei já que não era o feitiço que procurávamos.

-Você já pesquisou sobre esse.. feitiço de alteração de lembranças? –Draco perguntou sentando perto de mim

-Não,eu estava.. –Parei de falar e franzi a testa –Sobre o que é o feitiço?

-Alteração de lembranças.. olha,tem uma nota. Na verdade é um nome escrito numa letra horrível e garranchosa.

- Slughorn –Li o nome e se estivéssemos num desenho animado eu podia jurar que uma lâmpada acendeu sobre a minha cabeça –Isso.

-O que? –Draco perguntou –Detesto quando você entende algo e eu não.

-Isso por que eu sou mais inteligente que você –Rebati

-Certo,sabe-tudo –Draco resmungou –O que acha que descobriu?

-Eu não acho nada. Eu descobri –Respondi com firmeza  e me levantei –Eu já volto. Vê se não faça barulho e nem chame a atenção. E não mostre essa lista a ninguém. Isso inclui a Greengrass.

-Você você vai? –Ele me perguntou mais eu já estava correndo para fora da biblioteca e ocupada demais para respondê-lo

A distancia entre a biblioteca e o salão comunal da Grifinória era um pouco grande. Eu precisava subir três andares, e cuidar na hora de passar na frente da sala da diretora. Mas,como eu estava ansiosa com minha descoberta cheguei a minha casa. Entrar foi fácil,difícil foi subir até o dormitório de Harry na surdina.

-O que? –Harry resmungou sonolento e caçou seus óculos –Hermione?

-Harry,você lembra do nome do livro que usou quando estava pesquisando sobre as memórias do professor Slughorn?

-O que?

-Acorda,Harry. É importante.

-Deve ser mesmo já que é madrugada e você esta no dormitório masculino –Neville comentou da cama ao lado

-Desculpa te acordar,Neville –Pedi –O livro,Harry.

-Certo.. ele pertencia ao acervo de Dumbledore.

Isso fez minha esperança morrer. O acervo de Dumbledore,agora pertencia a diretora McGonagall,e ficava na diretoria,eu não teria acesso a ele.

-Por quê?

-Eu preciso dele.

-Você pode pedir amanhã a diretora..

-Eu preciso dele agora,Harry.

-Oh.. Olha,quando eu estava pesquisando eu copiei algumas coisas que achei importante –Harry comentou sentando-se na cama –Mas,são muitos pergaminhos. Você tem tempo para lê-los?

Esperei ansiosa para Harry pegá-los no seu malão. Eu podia não ter o livro,mais esperava que aqueles pergaminhos tivessem a resposta para o que eu procurava.

-Por que você anda com isso? –Perguntei confusa quando ele me entregou

-Eu não ando. Monstro esta limpando o Largo Grimmauld e me trouxe isso perguntando se era para ser jogado fora ou não –Harry respondeu –Eu apenas guardei para ler uma ultima vez antes de me livrar. Eu não preciso mais..

-Obrigada,Harry.

-Disponha.. agora vou voltar a dormir –Ele murmurou retirando o óculos e deitando na cama

À volta para a biblioteca foi feita de modo mais lento. Assim que cheguei,Draco parou a leitura me encarando confuso.

-Você demorou. Onde estava? –Ele reclamou

-Grifinória –Respondi –Você esta com sono? Isso vai demorar!

Era uma pilha de pergaminhos escritos na letra quase ilegível do meu amigo então podíamos passar um bom tempo lendo. Draco transfigurou cadeiras num sofá e nos sentamos,assim que separamos uma parte para cada um começamos a ler.

E as horas foram passando e com elas,minha energia. Eu mal conseguia manter meus olhos abertos. Era difícil entender a letra de Harry e eu gastava muita energia fazendo isso.Quando dei por mim já tinha fechado os olhos apagando ao lado de Draco.

-Hermione? –Ele me chamou e eu acordei num sobressalto

Meu corpo todo doía por ter dormito naquele sofá,estranhamente minhas pernas estavam sob as de Draco e a capa dele me cobrindo como uma coberta. Esfreguei os olhos e me sentei direito. Draco estava com a cara de quem havia passado a madrugada em claro –o que obviamente ele tinha feito –e segurava um pergaminho.

-Encontrei. Em meio a muita coisa inútil,havia algo –Ele sacudiu o pergaminho e eu o peguei para ler

 

Feitiço de alteração de lembranças: Alteração de lembranças de modo indetectável

É um feitiço mais complicado que os demais. Exige técnica e se feito de modo incorreto contem muito efeitos colaterais.

Ele pode conter duas formas: A mais comum é duplicar a sua memória. A verdadeira e a copia,onde você altera o que desejar. Você pode manter as duas,sendo que a falsa seria a sua memória fixa enquanto a verdadeira estaria presa no seu subconsciente bruxo.

E havia a mais perigosa de se mexer: Apagar sua memória completamente e substituir por falsas lembranças. Nesse caso você precisaria da ajuda do feitiço obliviate,que não contem reversão.

Em ambos os casos,se feito de modo correto a pessoa –que teve a memória alterada –não teria problemas nenhum. Sua memória falsa atuaria de modo perfeito como verdadeira.

Porem,se feito de modo incorreto um dos efeitos colaterais seria a dor de cabeça. O vazio mal preenchido obrigaria a mente a trabalhar mais para preenchê-lo que causaria danos na mente. No pior dos casos,levaria a pessoa a loucura.

 

-Loucura? –Repeti encarando Draco –Podemos ficar loucos?

-Eu sei –Draco esfregou a testa

-Draco.. se esse for o feitiço que nos atingiu.. –Murmurei –Tem a possibilidade de nunca recuperarmos a nossa memória.

-Eu sei –Ele concordou

-Além de perdermos nossa memória iremos enlouquecer –Exclamei –Quem seria idiota se nos atingir com um feitiço desses?

Como se a pergunta fosse um gatilho,o nome Daphne Greengrass piscou na minha mente. Ela seria louca o suficiente para nos enlouquecer? Sim,seria.

-Eu não quero ficar louca –Murmurei ansiosa –Não quero.. eu não quero.

-Hermione –Draco segurou meu rosto me obrigando a encará-lo –Não vamos ficar loucos. Ok? Confia em mim.

-O que vamos fazer,Draco?

-Eu não sei. Mas,vamos superar isso,ok? Vamos dar um jeito de lembrar. De tudo.

-Como? Nossa memória pode ter sido apagada completamente pelo feitiço obliviate e esse feitiço é irreversível.

-Não,não é –Draco negou –Não para você. Você já conseguiu reverter isso, Hermione. E sei que consegue de novo.

-Não tenho tanta fé em mim assim. Minha mente não esta funcionando direito,Draco. Eu estou me perdendo e..minha mente esta ferrada.

-Olha para mim –Ele pediu –Você não esta se perdendo. Você é Hermione Granger,a bruxa mais inteligente da nossa geração. E não vai ser a merda de um feitiço que vai tirar isso de você,entendeu?

-Por que coloca tanta fé em mim? Você estava até mesmo acreditando na Greengrass achando que eu tinha feito isso.

-Eu sou um idiota,ok? Eu sei disso. As vezes eu sou arrogante e um babaca. Mas,eu acredito em você,Hermione. Por que,mesmo com a mente ferrada,eu sei você consegue. Por que,mesmo com a mente ferrada, você é a única bruxa inteligente desse castelo. Por que,mesmo com a mente ferrada, eu tenho fé que você vá recuperar nossas memórias. Por que,mesmo com a mente ferrada, eu sei que você vai me ajudar a lembrar por que eu gosto tanto de você.


Notas Finais


SEGURA CORAÇÃO!
Vou postar mais um hoje por que sou um amor hahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...