1. Spirit Fanfics >
  2. A protegida do Youkai >
  3. Não a engane.

História A protegida do Youkai - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite meu amores!
Mais um capítulo para apreciar.
Boa leitura 😘

Capítulo 14 - Não a engane.


 Capítulo décimo quarto - Não a engane.

Chegaram em casa em alta madrugada, Sesshoumaru ajudou Rin a descer do carro, com todo cuidado pegou-a no colo e entrou porta dentro, agradeceu por seus pais não está em casa, encontrou Jaken que estavam caindo de sono.

- Senhor Sesshoumaru! Precisa de alguma coisa?

- Não Jaken! Vá dormir!

Em passos calmos subiu o degraus da escada deixando Jaken para trás, devido o sono o pequeno e verde youkai deslizou sobre o sofá e caiu em seus sonos.

Já roncando, Jaken deu um pulo do sofá com olhos esburgalhados, lembrando que Sesshoumaru estavam com Rin nós braços.

- Devo está sonhando mesmo! Resmungou saindo para seu quarto dormir.

Com cuidado, Rin, foi depositada na cama por um gentil youkai, pegando o lençol, cobriu a jovem, levou suas garras alisando os fios castanhos, envolveu nos dedo e puxou para si, ali depositou um beijo, inalou o adocicado aroma de sua humana, viu a mesma soltar um resmungo e sorrir.

Sesshoumaru adimirou, adimirou o quão indefesa ela estavam, acabou soltando um sorriso surperficial, mas seu coração batia acelerado, curvou um pouco e colou os lábios sentindo a maciez dos lábios da morena.

Com seus passos calmos, saiu do recinto direto para seu quarto, com a sensação de promessa cumprida, Rin é dele, fará de tudo para que permanecia com ele.

Os olhos castanhos abriram lentamente piscando pela claridade do quarto, espreguiça e tenta se levantar, não demora escuta batidas na porta.

Era sua mãe Izayo, pelo tom de voz, estavam preocupada.

Imediatamente, levantou-se com a veste ainda da noite anterior, caminhou até a porta abrindo.

- Mãe! Aconteceu algo?

- Bom dia meu amor! Por que ainda está deitada? Aconteceu algo?

Rin abaixou a cabeça envergonhada, depois levantou-se para encarar Izayo.

- Dormir tarde ontem! Acabei passando da hora de acordar.

- Tudo bem! Estamos esperando você lá em baixo! O InuYasha quer falar com você!

Izayo dar um beijo na testa de Rin e sair.

Alguns minutos depois, Rin estavam pronta, vestiu um vestidinho florido solto, calçou uma havaianas e desceu rápido.

Assim que apareceu na sala, seu coração bateu acelerado, seus olhos foram de encontro a olhos centilando amor de Sesshoumaru, sentiu as bochechas coraram, abaixou a cabeça envergonhada.

- Bom dia família!

- Bom dia meu amor!

Para surpresa de todos e até mesmo de Rin, seu corpo ficou rígido em sentir uma mão grandes erguer seu queixo e logo seus olhos fitarem os orbes Dayoukai.

Rin tremeu, estavam nervosa, não seria possível Sesshoumaru fazer aquilo na frente de todos, mas para sua cabeçinha apaixonada, o youkai fez, respondeu a saudação, beijando a morena nós lábios, deixando os sons dos talheres ser o instrumento musical.

Paralisada, sem retribuir o beijo, Rin sentiu seus lábios ser presionado pedindo passagem, tentou falar algo, mais conteve-se ao sentir a língua macho romper a barreira e entrar com graciosidade em sua boca, a procura da sua.

Os mistos de sentimentos entre eles, eram tão gostoso de se verem, que a humana, acabou retribuindo o beijo a altura do Youkai, a altura do amor deles.

Izayo estavam ainda abismada com Sesshoumaru, seu filho está tendo um caso com sua filha? Não ! Não é possível! Quando aconteceu?

Desesperada para que Sesshoumaru não machuque sua filha, Izayo pulou do assento correndo até eles e quebrando o clima romântico.

- Vão me explicar direitinho! Não permitirei que magooei a Rin.

Sesshoumaru acabou esboçando um sorriso, sua mãe gostou muito da humana, ele acabou esquecendo de contar a eles, segurando a mão de Rin, virou o rosto encarando a mãe, com olhar apaixonado respondeu.

- Simples mamãe! Este Sesshoumaru a deseja.

- Não! Izayo puxa Rin afastando de Sesshoumaru.

- Não deixarei que faça da Rin mais uma de suas amantes.

- Exigio respeito com minha menina Sesshoumaru! Gritou Inu No Taisho já de pé.

Sesshoumaru passou a mão nos fios prateados, teria que se explicar para seus pais.

- Há como poderia está morando no meu canto! Se lastimou em voz alta.

- Ande! Desembucha! Grita InuYasha.

- Mãe! Eu não vou fazer isso com a Rin! Estamos namorando! Era isso que queria contar a vocês! Por isso reunir esse café.

Rin encarou Sesshoumaru atônita, como assim namorando, se não sabia!

- Rin! Tome seu café! Sesshoumaru precisamos conversar. Assim os pais saiu arrastando para o escritório deixando Rin ainda paralisada com que ouviu.

Passados algumas horas, tudo estavam ajustado, Sesshoumaru contou tudo os pais e ambos foram compreensíveis, apoiaram.

Então não ficaram contra, InuYasha ficou contente, aproveitando que precisava ir ao shopping comprar algumas roupas, convidou Rin, que ligou para Kagome convidando.

Não tarda, Kagome encontra com Rin no shopping, e para não dizer que a morena era silênciosa, surtou quando foi apresentada a InuYasha.

Rin gargalhou tanto ao presenciar a cena, achou tão fofo que até cogitou um romance entre o casal.

InuYasha meio sem jeito, levou tudo na esportiva, mas quando chegou o momento, que ele trouxe dois sorvetes para as meninas que estavam sentada e viram um moreno lobo próximo a Kagome, tudo piorou.

Kouga acusou Kagome de está lhe traindo e partiu para cima de InuYasha, ambos lutaram em luta corporal, deixando as morenas desesperadas.

Restou os seguranças apartar os dois, deixando InuYasha com o canto da boca machucada, e Kouga com um olho roxo.

Kagome estavam abraçada a Rin, quando encarou para olhar de InuYasha e depois para os olhos cintilando fúria de Kouga.

- Sua safada! É assim que diz sentir minha falta! Só virar as costas para ir atrás de cachorro, se quer matar teu fogo esperasse eu voltar.

Kagome sentiu irrada, largou de Rin e caminhou a passos pesados até Kouga que estavam sendo mobilizado pelos seguranças.

- Respeite-me seu idiota!

Mirou o punho fechado e deu no outro olho de Kouga! Fazendo mais um hematoma.

Virou as costas contendo o choro, se encaminhou para ajudar InuYasha.

- Vamos embora Rin! Há quer saber, esqueci-me Kouga!

Dentro do carro, Kagome envergonhada, pede desculpas a InuYasha e pega um táxi para ir embora deixando Rin sozinha com InuYasha.

- Quantas emoções! Fala InuYasha zombeteiro encarando Rin.


Notas Finais


A encrenca aconteceu dessa vez foi com InuYasha que apareceu para se envolver.

Se ainda der tempo de corrigir postarei ainda hoje mais um.

Aproveitar a inspiração.

Obrigada pelo apoio 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...