1. Spirit Fanfics >
  2. A protegida do Youkai >
  3. Saudades e desejos

História A protegida do Youkai - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Extra😘

Capítulo 18 - Saudades e desejos


 Capítulo - décimo oitavo - Saudades e desejos.

Após o incidente que destruiu todo o jardim de Izayo, passaram-se duas semana trazendo o clima tranquilo de volta a mansão.

Com todo cuidado o jardim teve que ser refeito, agora esperar, que as flores cresçam como antes, pensou Izayo com olhos cheio de lágrimas.

- Flores cresce Izayo!

Inutaisho tentou reconfortar!

Só não pode dizer nada sobre Mukutsu que acabou sendo preso, por um triz não foram morto Sesshoumaru.

Jaken acabou sendo elogiado o que fez o pequeno estupefar o peito de ego dizendo ser um youkai forte.

Com esse envolvimento todo, a polícia acabou predendo Kikio, sobe acusação de furto e roubo.

Implorando inocência, não teve sorte, acabou sendo jogada na penitenciária feminina.

Enraivada, com olhos cheio de lágrimas, jurou vingança a Rin por tudo de ruim que aconteceu até então em sua vida.

- Sua miserável! Filha de uma puta! Pagará caro por isso!

- Até nunca! Madrasta má! Fala Rin desaparecendo da presença de Kikio.

Rin sentiu tão aliviada, acabou sendo guiada com seu youkai até o cemitério onde seu amado pai foram enterado, ajoelhou e agradeceu o mesmo.

Segurando a mão do youkai, olhou para lápide, sentiu alegre, arrumou as flores que levou.

- A bença meu pai! Tem tempo que não venho! Mas hoje trouxe uma pessoa que o conhecer há muito de gostar! Olhou para Sesshoumaru.

- Como vai amigão? Quanto tempo! Sesshoumaru falou olhando para lápide escrita o nome de Naraku Onigumo.

- Bom papai! Estou tão feliz por o senhor ter deixando uma pessoa maravilhosa para cuidar de mim. Respirou, envolveu os finos braços na cintura de Sesshoumaru, aproximou o rosto no peitoral dele, voltou a falar emocionada:

- Estou tão feliz meu pai! Que tudo que sua filha veio aqui é pedir sua benção! Sua filha... Sua fala intercortou pelo choro, fungou.

- Sua filha está muito feliz, feliz por saber como o senhor soube deixar uma anjo para me aguentar e guiar o resto dos meus dias.

Sesshoumaru apertou Rin nos braços! Sentiu emoção pela sua humana. Deu um beijo na testa dela.

Rin limpou os olhos!

- Diga a mamãe! Que a amo muito! Não posso visitar seu túmulo agora! Mas amo! Amo muito papai!

Rin fechou os olhos, sentindo um vento forte passar pela face, seu corpo aqueceu! Soltou um sorriso, seu coração se acalmou.

- Tenho que ir papai! Sua filha aqui um dia estará com vocês! Saudades eternas! Descanse em paz! As últimas frases saíram fraca pelo choro.

Sesshoumaru olhou novamente para foto do amigo, fez um gesto com a cabeça e saiu andando com uma Rin emocionada.

Na volta para casa, pediu a seu youkai para ambos ir a praia.

- Sente-se melhor Rin?

- Estou! Só que é a saudades mesmo! Sabe? Às vezes dói, por mais que aprendemos a viver sem a presença deles, e tentamos seguir em frente, sempre aqui no peito fica um buraco! Que nada substituirá!

- Entendo! Todos nós levamos a perda de nossos entes queridos dar forma que aguentamos!

- Verdade Sesshomaru! Eu aprendir a focar nas lembranças boas vividas! Só assim conseguir continuar! Meu pai achou que Kikio me ajudou! Coitado! Morreu sem descobrir o tipo de mulher que ela é.

- Vamos lembrar os bons momentos! Esses são os diferenciais.

- Obrigada Sesshoumaru! Papai não errou quando deixou você me proteger! Eu te amo muito!

Sesshoumaru encarou Rin!

- Eu a amo! Vamos para onde?

- Podemos ir a praia?

- Seu pedido é uma ordem!

Rin acabou soltando um sorriso pelo geito do Youkai, quando chegaram a praia, Rin desceu ficando descalça, sentindo o frescor nos pés da áreia, sorriu, abraçando Sesshomaru, não tardou, beijou, sendo retribuída logo em seguida.

Entre os beijos, Rin fez um pedido.

- Me ame! Ame com todo amor que diz sentir por mim.

Sobre o gélido vento da brisa da água do mar, ambos se amaram loucamente, jurando amor para sempre.

InuYasha acabou convidando Kagome para sair duas vezes, para impressionar a morena, levou para assistir uma peça de teatro, depois a segunda jantaram, na volta para casa, acabou dando um luxurioso beijo de repente em Kagome.

Surpresa, Kagome ficou estática, não retribuia, parecia um sonho, um dos três cachorrão está lhe desejando.

Só restou Kagome sair gritando eufórica por InuYasha tê-la beijado.

Sorrindo, InuYasha acabou levando na brincadeira, acompanhou Kagome enquanto balançava a cabeça negativo.

Se recompondo, Kagome não sabia onde enfiar o rosto.

- Me perdoa InuYasha! Eu jamais imaginei que uma pessoa como você ficasse comigo.

InuYasha supreendeu, aproximou, enlaçou a mão na cintura, puxando-a para próximo, encarou o rosto assustado de Kagome!

- Hum! Acho que encontrei a mulher dos meus sonhos.

O coração de Kagome, pulo, pulou contra o peito, semi abriu os lábios para responder.

- O que disse!

- Que você é uma mulher encantadora! Serei burro se não gostar.

Elevou a mão até a nuca de Kagome e puxou para si, colou os lábios lentamente, fechou os olhos e deixou o momento acontecer.

Kagome não sendo mais boba, retribuiu, retribuiu com todo gosto.

Após o término do beijo,os olhares se cruzaram, InuYasha sorriu!

- Será que tenho chance com você? Não está mais com aquele lobo está?

Kagome corou! Quebrou o contato.

- Eu terminei com ele! Não temos nada!

Sorrindo safado! InuYasha apertou mais o corpo de Kagome.

- Gostei de saber! Por mim temos muito para fazer ainda esta noite! O que me diz hein? Questionou InuYasha sujestivo.

Kagome corou mais ainda! Sentido InuYasha muito alegre no meio das pernas, apertou os lábios em cheio!

InuYasha sabia que Kagome não resistiria a ele, levou o nariz apreciando a pele da morena, notando tremer de desejo.

- Vamos para outro lugar? Não se preocupe, só faremos algo se você quiser.

Kagome assentiu, acompanhando o mesmo.

Deitados sobre as roupas estendidas na área da praia, Sesshoumaru afagavam os cabelos suados de Rin, após terminarem uma maravilhosa maratona de prazer.

Encarou a lua, suspirou inalando o adocicado perfume dela.

- Deseja ir agora?

Rin bocejando responde se aninhando mais no corpo másculo.

- Onde você for, me leve!

Sorrindo, Sesshoumaru sabia que mais uma vez, teria que levar sua humana dormindo.


Notas Finais


Por hoje é só! Amanhã creio que estou finalizando o enredo!
Mas não fiquem triste!
Ainda tenho a outra finc a terminar, maravilhosa é ela, está muito atrasada.

Obrigada pelos comentários.
Até amanhã 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...