História A psicóloga da minha filha - Imagine Park Jimin - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias A Madrasta, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 94
Palavras 1.318
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Park Jimin apaixonado, e um cupido que não namora.


Fanfic / Fanfiction A psicóloga da minha filha - Imagine Park Jimin - Capítulo 6 - Park Jimin apaixonado, e um cupido que não namora.

P.O.V Jimin

Depois de uma reunião cansativa, porém importante, fiz o que sempre faço de costume: planejar, organizar, controlar as atividades de diversas áreas da empresa, fixando políticas de gestão dos recursos financeiros, administrativos, estruturação, racionalização, e adequação dos serviços diversos. Entre outras tarefas que um diretor/presidente de uma empresa faz.

(...)

- Vocês tem certeza que não querem vir com a gente? 

Jungkook, Tae e eu, estávamos indo almoçar no restaurante Jungsik, já o restante dos meninos (Nam, Jin, Hobi e Suga), preferiram comer na lanchonete que tem no refeitório daqui.

-Temos Jimin - Nam e Jin disseram juntos e rápido.

-Hum, vão namorar enquanto estamos fora né omma Jin e appa Nam!? 

     Jin e Nam namoram, e por cuidar da gente, os chamamos de omma e appa.

-Cala a boca e não fale o que não sabe Jungkook! - respondeu Jin a Jungkook, fazendo todos rirem pelas bochechas coradas do casal.

-Ya. Que agressividade é essa omma? - Tae disse defendendo o maknae, nos fazendo rir ainda mais.

(...)

-E vocês, dois?  - depois de tanto rir, consegui perguntar para Hobi e Suga. Que fizeram uma cara assustada.

-Slk/! Sai fora. Minha fruta é outra - Suga disse espantado e com olhos arregalados. Fazendo os meninos, eu e até Hope rir da cara dele.

-Ele está falando sobre ir almoçar com eles Suga. - depois de escutar isso, nosso açúcar azedo, murmura um ''atá'' com cara de aliviado. E enquanto isso, Hope percebe que Nam e Jin não estão mais com as bochechas coradas. Então ele decide provocar: - Não se vamos fazer o que omma Jin e appa Nam vão fazer!

-HOSEOK - Nam finalmente se pronunciou diante daquela pequena bagunça.

-Descupinha.

-Vocês vão ou não?  Estou com fome cassete! - já estava sem paciência e com fome.

-Não. - falaram juntos.

-Ok. Tchau.

-Tchau.

   (...)

-Escolhe logo Tae.

-Tô começando a acreditar quando dizem que todo baixinho é bravinho. Olha, até rimei!

-Cala a boca e escolhe logo idiota.

-Tá vendo como ele tá irritadinho Jungkook?  - Jungkook estava apenas rindo da nossa ''conversa''

-Já que você não escolhe; eu mesmo vou escol...

Parei de falar assim que ví uma mulher entrar no restaurante. 

Meu Deus! Como ela é linda. Acho que até, perdi a fome. É tão linda que acabei por ficar olhando ela por longos segundo

-Você está bem?  Parou de falar do nada, e está com essa cara estranha! - Disse Jungkook preocupado.

-Se você olhar bem,e ver para onde ele está olhando, vai entender!... Olha Jimin... Eu também achei ela muito gata; mas não precisa babar não!

   Eu tô babando? 

-Não tô te perguntando nada Taehyung. E pare de ser mentiroso. Não estou babando coisa nenhuma! - falei passando a mão sobre minha boca, para ver se estava mesmo babando. E não... Não estava! Que fique bem claro isso.

-Por que você não vai lá conversar com ela? 

-E o que eu falaria Jungkook?  - respondi -''Oi! Meu é Jimin. Então..., desde que te vi entrar pela aquela porta a minutos atrás, me apaixonei, sim, foi amor a primeira vista, por isso te pergunto: QUER SE CASAR COMIGO?  Ser a mulher que vai tomar conta da minha vida, pelo resto dela? ''. Ela iria pensar que sou louco.

-É melhor do que ficar aqui babando! - acho que o Tae tirou o dia, para me provocar! Só pode ser isso! - E se ela te chamar de doido; diz: ''Sim. Sou doido. Doido de amores por ti; minha bela dama!''. Simples assim.

 

-Tae... você não bate bem da cabeça!

-Olha Jimin... eu até concordo sim, que o Tae não bate bem da cabeça...

-Ei! Eu ainda estou aqui.

-Cala a boca, e deixa o Jungkook terminar o raciocínio dele, porra. - disse olhando para ele. Que mesmo contra a vontade, assentiu. - Continua kook.

-Tá... Pensa junto comigo. Se você gostou dela, não deveria deixá-la escapar assim, ela pode encontrar outro que tenha atitude, e consiga a conquistar.

Clichê d+ esse discurso, caro maknae. Até parece coisa de adolescente. Mas até, que, faz sentido. 

-Ok cupido. Mas e se ela for comprometida? 

-Nunca vai saber se não ir até ela!

-Olha só! Jungkook dando uma de cupido. Nem parece que nunca namorou; rsrsrs - parece que Tae, não tirou o dia para irritar apenas a mim.

-Se nunca namorei, foi porque nunca quis, ou achei necessário. E você Jimin; deixe de cú doce e vai logo conversar com aquela garota, antes que eu vá lá, e a convide para sair comigo.

-Nem pense. Não tenho nada haver com essa briga de vocês dois.

-Já que você não vai... - se levantou, ameaçando ir em direção onde, minha futura mulher está.

-NÃO. - gritei chamando atenção das pessoas próximas a nós. - Eu vou. Pode ficar quietinho ai.

-Ok. - se sentou novamente - Tae e eu, ficaremos olhando daqui. - assenti, tomei coragem, e fui rumo, a mesa da futura Sra. Park.

 

(...)

- O-oi?!
 
É isso aí Jimin! Gagueja mesmo. Idiota. Você é um idiota.

-Olá. - disse simpática; tirando sua atenção do cardápio a sua frente. - Posso ajudar em alguma coisa? 

  Só se for se casando comigo.

-SIM... Não, pera, er... não. Você não precisa me ajudar em nada!... Na verdade sim... Mas não... Err... Não tem nada que você possa fazer. - acabei por me atrapalhar nas palavras. Já ela, parecia confusa, sei lá.

-Está bem. - sorriu fraco. Nossa; que sorriso.

-...

 Um silêncio pertubador pairou sobre nós, até eu me cansar, e quebrá-lo.

-Posso te pedir algo? - agora sim, tenho certeza, de que acara dela foi de confusa. Até eu fiquei confuso pela cara dela. Perguntei algo errado? 

-Me desculpe, mas... você não acabou de dizer que não precisava de nada?  - Eu, declaro-me, o homem mais idiota desse mundo. Como fui me esquecer disso? 

-Ahh, bom... me desculpe, mas... posso me sentar com você? 

-Claro. - novamente deu aquele sorriso de matar qualquer um.

-Licença.

-Toda.

-Então... me chamo Jimin

-S/N. É um prazer lhe conhecer Jimin.

-Nome bonito assim como a dona. Aliás, o prazer é todo meu S/N. - disse beijando o dorso da mão da mesma.

(...)


                                             P.O.V S/N

Depois de conversa vai, conversa vem, recebo uma mensagem de Jordana. Jordana é brasileira, mas veio para Coréia junto a sua namorada - Sim. Namorada. - a procura de estudos e emprego. Nos conhecemos na faculdade, lembro-me, que estava em dúvida se devia escolher psicologia ou direito. Fernanda (namorada da Jordana) me ajudou muito nessa escolha. Ela sempre foi decida. Por isso, não teve dúvidas de qual curso cursar (que foi direito) Ela é mais velha, por isso, quando veio já era formada, e uma grande advogada. Já eu e Jordana... Jordana estava no mesmo barco que eu. Também não sabia se escolhia pediatria ou educação física. No final, depois de escutar os conselhos de Fernanda e pensar bastante, decidi fazer psicologia, e Jordana educação física; mesmo com o preconceito que existe aqui, ela conseguiu ser bem sucedida na sua carreira; e hoje em dia, vive muito bem. Na época não foi nada fácil, para nenhuma de nós, mas já passou, e é isso que importa. 

Mensagem on

@#Jonanda
-aonde você está? 

                                                                                                                                                                                            almoçando. pq?  

@#Jonanda
-até agr? Tá. Passa aqui em casa hj. Preciso da sua ajuda.

                                                                                                                                                                             aconteceu alguma coisa? 

@#Jonanda
-sim. * - *

                                                                                                                                                                                              já estou indo.

Mensagem of

-Jimin, foi muito bom te conhecer, mas agora preciso ir...

-Ah; que pena, - fez beicinho, que fofula meu deuso. - a gente se vê por ai então. Tchau.

-Tchau.

  Será que aconteceu algo com a Jordana? 
Nem vou voltar para o consultório hoje. Por falar em consultório... Preciso arrumar um jeito de ajudar aquela menininha de mais cedo. Fiquei muito triste pelo que soube sobre ela...

 

     Flashback on


Inspetora Suck: Quando ela era pequeninha, uma amiga de sua família...


Notas Finais


o próximo vai ser mais pequeno, prometo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...