História A queda de um deus - Capítulo 23


Escrita por: e MartinGray4ever

Postado
Categorias Mitologia Nórdica
Personagens Personagens Originais
Tags Deus Da Destruição, Deuses, Mitologia Nórdica
Visualizações 11
Palavras 850
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Magia, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


+18

Capítulo 23 - Aquecendo a noite


Eu coloquei as minhas mãos nos braços dela e puxei-a contra mim. "Então se quiseres aproveitar esta noite de uma forma diferente?"

"Eu não sei... Está a ficar tarde é melhor irmos para o acampamento, mas..." Disse ela corada. "Sabes q mais, estou desejante de ti." Então ela soltou a sua mão e emporrou me para o chão.

Eu fiquei corado e um pouco excitado, colocando-lhe as mãos na cintura e passando as mãos pelo corpo dela desatar os nossos da sua armadura (a roupa dela é uma armadura com forma de top e uma saia armadurada).

Ela ficou bastante corada. "Acho q não é boa ideia fazer isto, n estava escrito no tempo, não é boa ideia modificar o tempo." 

"O futuro é uma coisa q somos nós q fazemos, se depender de mim eu farei com que nos nunca nos separemos." Disse enquanto massageava lhe a parte lateral do tronco.

"Gosto da tua determinação, mas será impossível salvares me, mas enquanto já q incistes eu posso te deixar tentar." Disse ela enquanto emporrava o meu kilt e os meus boxers para baixo deixando me completamente nu.

Ela comessava a fazer movimentos orizontais em cima de mim, fazendo com que estivéssemos apenas separados pelas coecas dela. 

A nossa respiração começava a alimentar e a ficar mais quente, até q soltei o modo fúria, então nós nos esfregavamos um no outro, as coecas dela acabaram por ficar presas nas escamas das minhas pernas, fazendo q quando ela voltasse tivéssemos contacto de pele.

"Eu estou a sentir me muito quente, mas está a ser maravilhosa a sensação." Disse ela toda corada.

"Eu estou a gostar também, mas que tal apimentar a situação." Aquando acabei de falar retirei-lhe com cuidado a última pesa de roupa q lhe faltava.

Então ela vira se ao contrário em cima de mim, fazendo com que as nossas bocas podessem sentir as nossas partes íntimas.

Ela colocou a sua boca sobre a minha parte íntima e começou a mexer a sua língua a volta dela, mas acabando por fazer movimentos verticais com a cabeça fazendo me delirar.

Enquanto isso acontecia eu passava a minha língua na sua intimidade fazendo q ela soltasse uns pequenos gemidos prazer, eu estava a adorar senti-la, tanto no meu membro como aos seus seios que cobriam as minhas pernas, mas sobretudo sentia me feliz de também poder dar lhe prazer, ficamos naquela sensação gostosa dorante algum tempo.

Até q ela decide virar-se de volta para com estávamos, então puxei levemente o rosto dela até ao meu dado um beijo tão agradável que chegou a fazer com que as nossas línguas se tocassem, nisto ela ia tentar sentar-se no chão mas acabou por bater com as nádegas no meu membro.

"Estou a sentir me estranha, não tenho a certeza..." Falou ela.

"Se quiseres eu paro." Disse eu para a confortar.

"Não, não... Mas eu só estou com medo." Disse ela.

"N precisas de ter medo comigo." Disse eu colocando as minhas mãos na sintura dela.

Ela então encheou o peito de ar e colocou suavemente a mão no meu membro, então tremendo encostou a parte superior do meu membro junto a parte íntima dela.

"Eu amo-te muito Airoon." Disse me ela.

"Eu amo-te infinitamente Hélia." Disse eu.

Então ela deixou de fazer força com as pernas, fazendo com eu entrasse dentro dela com a velocidade q o corpo dela caía.

Ela soltou um gemido muito alto, q provavelmente ouviu-se no acampamento.

Ela começou a fazer movimentos ascendentes e descendentes com o corpo, fazer com q os meus pequenos gemidos masculinos se misturassem com os gemidos agudos dela, fazendo com que o nosso prazer aumentasse.

Coloquei a minha mão esquerda (q n era afetado pela ira) no peito dela massageando-a.

"Quem me dera que podessemos ficar assim para sempre, mas o tempo tem de andar." Disse ela entre os saltos e gemidos.

"Então eu vou fazer com que seja mais agradável para ti." Disse enquanto me levantava fazendo com que ela se deitasse e eu ficasse de joelhos, continuando eu o movimento prazeroso, finalmente as minhas asas estavam mais confortáveis ao sabor do vento.

"Tão bom, continua por favor, eu adoro-te muito." Disse ela enquanto gemia bastante alto.

Então coloquei a minha mão esquerda de volta no seio dela e coloquei o meu dedo da mão direita (mão afetada pela irá) perto da boca dela e disse. "Morde com força." 

Ela rapidamente colocou a sua boca no meu dedo e mordeu-a com a sua força de gigante, que não era nenhuma comparada a minha, fazendo com que o tom dos gemidos baixasse deixando me mais seguro.

Passado algum tempo eu comecei a sentir uma sensação de q estava quase. "Eu a vir me." Então ergui as asas, as costas e estiquei a cauda para trás.

"Eu também." Disse ela colocando as mãos no chão.

Então estávamos ali os dois a beira da floresta a sentir oq ambos nunca tínhamos sentido antes.

Ela parou de morder o meu dedo e soltou um gemido altíssimo, q talvez se tenha ouvido no topo da montanha, porque vi uma luz a acender no topo dela.

Então quando acabamos os dois de nos vir sai de dentro dela, ficamos bastante tempo ali a conversar deitados um ao lado do outro.


Notas Finais


Aaa q Net bosta


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...