1. Spirit Fanfics >
  2. A Queda do Exterminador >
  3. Capítulo 42: Venha e mostre-me tudo o que te ensinei

História A Queda do Exterminador - Capítulo 46


Escrita por:


Notas do Autor


"Seu merda!! Você não tem pena de nós não? Esse capítulo tá enorme!! É maior que o último!" Provavelmente seria esse pensamento que muitos teriam ao receber a notificação e ver o número de palavras.

Chegou o momento em que veremos a batalha final do Kokushibou e o Tanjiro, mas também com a presença de outros pilares.

Capítulo 46 - Capítulo 42: Venha e mostre-me tudo o que te ensinei


Fanfic / Fanfiction A Queda do Exterminador - Capítulo 46 - Capítulo 42: Venha e mostre-me tudo o que te ensinei

 Tanjiro caminhava pela fortaleza quando adentrou um local conhecido por ele. Era grande e tinha vários pilares ao redor, Tanjiro ficou atento a quaisquer movimentações na sala. Estava preocupado com Kanao, será que ela estava bem? Era perigoso demais a sua presença ali, havia acabado de ter dois filhos e já estava lutando, mas obviamente ela queria ser útil e não escutou seus avisos de que o filhos precisavam dela.

Para seu alívio um corvo apareceu notificando as mortes de Akaza pelas mãos de Rengoku e Riki, nenhum dos dois sofreu ferimentos graves; também notificou a morte de Douma por Shinobu, Tomioka, Inosuke, Kanao e Genya. Felizmente todos também estavam bem, tudo estava dando certo. Nenhuma perda havia acontecido ainda, esperava que tudo continuasse assim até a luta contra Muzan.

Se lembrava muito bem da carta enviada por Rengoku Senjurou, nela ele contava de forma detalhada algo envolvendo a conversa do Pilar das Chamas da época e o espadachim usuário da Respiração do Sol. O conteúdo dessa carta lhe contava que tudo sobre a luta deste espadachim contra Muzan e como ele o venceu, depois da conversa o antepassado dos Rengoku perdeu a confiança. Porém Tanjiro não sabia o que exatamente aquele espadachim fez naquela luta contra o Muzan. Lendo aquela carta por diversas vezes ele tinha entendido que a Dança do Deus do Fogo deveria ter 13 formas, porém ele só conhecia 12, tinha uma última forma que ele deveria saber, ele era imperfeito e não estava tão preparado quanto julgou estar, mesmo assim ele tinha que lutar e derrotar Muzan pelo bem de todos.

Senjurou havia lhe enviado aquela carta por pedido do pai que obedeceu o mestre. Antes de morrer Ubuyashiki Kagaya pediu para que Shinjurou procurasse em sua casa algo relacionado a Dança do Deus do Fogo e tudo sobre a linhagem de Pilares das Chamas; e só agora no meio da batalha Tanjiro recebeu algo. Tanjiro também pesquisou bastante sobre cada um dos estilos de Respiração existente, procurando sua origem e se estavam relacionadas com uma origem comum. Com pesquisas ele descobriu que todas derivavam da Respiração do Sol e ele também descobriu isso com as anotações de Urokodaki e outros usuários antes dele, que ele roubou quando se tornou um oni.

Enquanto caminhava Tanjiro encontrou Tokitou preso a uma pilastra enquanto Kokushibou tentava lhe convencer a se tornar um oni. Precisava enfrenta-lo logo ou seu companheiro iria perder sua vida.

— Kokushibou-san, deixe meu companheiro em paz, agora eu serei seu oponente!— Tanjiro se impôs, enquanto ia até os dois.

— Meus antigo aprendiz, vejo que você continua vivo. Uma pena que você tenha nos traído, você tinha muito potencial e o desperdiçou, poderia ter conquistado o sol, mas trocou tudo isso por essas pessoas e por um amor infantil— Kokushibou falava se virando para trás, queria olhar seu discípulo nos olhos.

— Kokushibou-san, eu tenho que salvar meus amigos e nem você poderá me impedir disso— Tanjiro dizia caminhando em direção ao seu antigo professor, aquele que lhe ensinou como despertar o poder da marca e como o usar— Se você se colocar a minha frente eu serei forçado a te matar

— Já que é assim, eu faço de suas palavras as minhas— O demônio da lua superior fazia o mesmo— Venha e mostre-me tudo o que te ensinei.

No mesmo momento em que se aproximaram o suficiente, ambos os espadachins retiraram suas armas da bainha e atacaram um ao outro, fazendo ambas as armas se chocarem.

— Vejo que está com a lâmina de meu irmão— Kokushibou disse frio ao ver a espada negra com desenhos de fogo familiares na sua frente— Que incrível coincidência, de todos os espadachins que poderiam pegar essa espada, tenha sido você quem a pegou.

Tanjiro tentou dar uma cabeçada em Kokushibou que se defendeu chutando as pernas do garoto, o fazendo perder o equilíbrio. Imediatamente Kokushibou movimentou sua espada para cortar a cabeça dele. Tanjiro rapidamente colocou sua espada na frente do golpe, tentou se levantar e com isso ele empurrou a lâmina do inimigo para o chão e tentou o atacar no pescoço.

Kokushibou rolou seu corpo se esquivando do ataque de Tanjiro, e atacou Tanjiro com sua espada. O Kamado desviou do golpe e tentou atacar o demônio com tudo o que tinha descendo sua lâmina em movimento vertical. O oni se virou cortando parte do peito do garoto que estava se regenerando lentamente, já que não era mais completamente um oni.

Tanjiro continuou atacando Kokushibou que desviava todos os seus ataques. Tentou cortar a lateral esquerda do corpo do inimigo com sua lâmina, e Kokushibou para se proteger colocou a própria espada na frente da de Tanjiro o empurrando para a direção oposta. Kamado sentiu seu corpo deslizar com o empurrão, conseguindo o se segurar no chão com força para não cair no chão.

Tokitou observava tudo pasmo, aqueles dois conseguiam lutar como se fosse um simples treinamento. Ainda nem haviam começado a usar respirações e já estava complicado para concluir quem venceria na disputa.

— Acho que já estamos aquecidos, não acha?— Kokushibou questionou.

— De fato já estamos aquecidos— Tanjiro falou segurando sua espada firmemente.

Ambos voltaram a se atacar e dessa vez iam com tudo o que tinham, Tanjiro usava seus conhecimentos adquiridos com todos os treinamentos feitos, seja com Urokodaki-san, Kokushibou-san e até mesmo sozinho. Tanjiro correu tentando se aproximar do seu antigo mestre. Kokushibou guardou novamente sua espada intrigando o garoto.

— Respiração da Lua: Primeira Forma: Lua Negra– Palácio do Anoitecer (Tsuki no Kokiuu: Ichi no Kata: Yamizuki-Yoi no Miya)— Quando Tanjiro se aproximou o suficiente Kokushibou puxou sua espada e tentou o cortar rapidamente em único movimento. Do ataque inúmeras lâminas caóticas surgiram, Tanjiro teve sua roupa cortada minimamente antes de saltar.

— Dança do Deus do Fogo: Carruagem de Fogo (Hi no Kami Kagura: Kasha)— Tanjiro pulou para trás de Kokushibou e girou no ar enquanto liberava um ataque de chamas em movimento circular rasgando as costas do demônio.

Kokushibou se virou com a espada em punhos e tentou cortar a cabeça de Tanjiro, mesmo que sua espada não fosse mais uma Nichirin, o Kamado já não era um oni completo e se tornava mais humano a cada segundo. Provavelmente no meio da luta ele iria se tornar totalmente humano.

— Dança do Deus do Fogo: Arco-íris Parélio (Hi no Kami Kagura: Gen'ni-Chikou)— Kokushibou terminou de cortar a cabeça do Tanjiro e ficou muito irritado quando descobriu que era só uma imagem posterior do movimento de Tanjiro escapando do seu ataque.

Tanjiro atacou Kokushibou com um corte no trapézio dele, mas errou com o demônio se esquivando. O lua superior 1 tentou atacar o garoto que saltou dando um mortal, usando sua mão para se proteger da queda e impulsionar para que saltasse novamente, caindo com as duas pernas no chão, voltando a correr para atacar. Kokushibou avançava usando suas respirações enquanto Tanjiro usava ambas as suas respirações para se proteger. Desviando de todos os ataques vindos de Kokushibou, era extremamente complicado escapar totalmente dos ataques do lua superior 1, todos os golpes dele estavam cercados de luas caóticas, que não tinham forma e muito menos comprimento fixos. Suas formas eram alteradas e isso tornava extremamente complicado escapar dos ataques dele sem danos.

Quando Tanjiro se aproximou e tentou cortar o pescoço do seu antigo professor, o demônio lhe atacou com um corte também carregado de luas caóticas. Porém Tanjiro se esquivou e novamente usou uma estratégia ofensiva. Kokushibou colocou sua espada na frente do golpe e então encarou seu oponente, o ex-aluno Kamado Tanjiro.

— Respiração da Lua: Quinta Forma: Catástrofe do Espírito Lunar (Tsuki no Kokiuu: Go no Kata: Geppaku Saika)— Kokushibou criou vários cortes curvos camadas umas sobre as outras, semelhante a um vórtice crescente. Tanjiro percebeu que ele usou aquele ataque sem mover sua lâmina.

Se afastou imediatamente, ou teria sido cortado ao meio se não fizesse.

— Tanjiro, tenho que te elogiar, você treinou bastante e conseguiu fazer seu corpo chegar no auge físico e mental, você definitivamente se tornou muito poderoso— Kokushibou elogiou o garoto com qual ele treinou por tanto tempo.

Contudo Kokushibou lhe atacou novamente com sua espada e Tanjiro se esquivou rapidamente. Novamente voltaram a chocar suas espadas, Kokushibou tentou cortar a coxa do garoto. Porém Tanjiro percebeu a estratégia do demônio e o atacou com uma joelhada na cintura de Kokushibou, quebrando as costelas do inimigo com a força do seu golpe. Em seguida, sem dar descanso pro demônio Tanjiro deu uma poderosa cabeçada, forçando Kokushibou a cair no chão.

— Mestre, eu não treinei só minhas habilidades com espada, diferente do senhor— Tanjiro falou tentando decapitar Kokushibou ao mesmo tempo. Porém o oni segurou seu inimigo colocando sua espada na frente dele para se proteger, enquanto se levantava ficando novamente de pé, a força em sua empunhadura era tão grande que Tanjiro estava fazendo muita força para não se ajoelhar.

— Não seja arrogante garoto, eu sequer lutei com o que tudo o que tenho, eu peguei leve contigo até agora, mas não será mais assim...— Kokushibou dizia irritado e Tanjiro se assustou com a intensidade do ódio em sua voz— Respiração da Lua: Sexta Forma: Lua Solitária em Noite Perpétua (Tsuki no Kokiuu: Roku no Kata: Tokoyo Kogetsu-Muken)— Kokushibou balançou sua espada para várias direções lançando uma tempestade selvagem de cortes em todas as direções.

— Dança do Deus do Fogo: Sol Ardente Queimador de Ossos (Hi no Kami Kagura: Shakkotsu En'you)— Tanjiro girou sua espada em movimento circular afastando parte dos ataques do inimigo. Porém não conseguiu afastar todos, recebendo alguns cortes, que rasgaram sua pele e órgãos.

Tanjiro ficou parado esperando seu corpo se regenerar, porém ela estava mais lenta do que antes. Kokushibou pareceu perceber isso já que sorriu minimamente.

— Pelo que estou vendo, você já não se regenera como antes, mais um tempo e você não será mais capaz de usar Kekkijutsu, virando totalmente humano, talvez no nascer do sol ou até antes dependendo de como fica cansado e machucado— Kokushibou constatava, vendo o estado do garoto.

— Como você sabe?— Tanjiro perguntou tenso.

— Eu consigo ver bem mais do que você imagina; se não tivesse nos traído eu teria lhe ensinado como enxergar da mesma forma— Kokushibou respondeu se aproximando gradativamente do antigo aprendiz.

— Antes de me matar poderia me responder algo? Sabe, uma consideração por alguém que treinou contigo por tanto tempo— Tanjiro dizia para o demônio que resolveu atender esse último pedido.

— Você conheceu o primeiro usuário da Respiração do Sol, não é? Me diga quais eram todas as suas técnicas e como ele era, por favor mestre— Tanjiro perguntou e praticamente implorou para que ele dissesse algo, mesmo que ínfimo.

— Sim, eu o conheci, até bem mais do que gostaria... Eu gostava bastante dele quando éramos crianças, mas eu queria ser melhor, que ele. Eu só queria um pouco do que ele tinha... Ele era abençoado pelos deuses. Mesmo com todos os meus esforços para o alcançar, ele vivia me humilhando com todas as suas demonstrações de poder com extrema calma, não demonstrando emoção alguma... Eu nunca o vi chorar ou algo do tipo... Ele era anormal... Eu o odiava. Você me lembra ele, mas não possuí o mesmo talento que ele possuía... Seu nome era Tsugikuni Yoriichi, o meu nome de humano era Tsugikuni Michikatsu, ele era meu irmão gêmeo— Kokushibou dizia e Tanjiro sentiu o cheiro de toda a amargura e ódio que ele guardava dentro de si. Não sabia que o demônio a sua frente era irmão do primeiro usuário da Respiração do Sol, como haviam tomado caminhos tão diferentes?— Já o vi lutando inúmeras vezes, sei quais eram praticamente todas as suas técnicas... Ele até tentou me ensinar sua respiração, mas não consegui aprender... Tudo o que consegui usar foi um mero derivado que eu chamei de Respiração da Lua.... Adeus Tanjiro, já conseguiu suas respostas, morra e pergunte a ele próprio quando o encontrar.

Voltariam a se enfrentar, porém Sanemi e Gyomei apareceram atacando Kokushibou. O garoto ficou satisfeito por terem chegado para lhe ajudar, estava conseguindo lidar bem com a situação antes, mas Kokushibou era muito mais forte e não tinha sequer começado a lutar seriamente, então estava precisando seriamente de ajuda, e para sua sorte ela havia chegado. Kokushibou os olhou com o mundo transparente e percebeu que seus corpos estavam extremamente poderosos. O do baixinho grisalho estavam em seu auge, já o grandão aperfeiçoou o próprio corpo até o limite possível de ser alcançado por um humano normal; fazia trezentos anos que ele não encontrava um humano com essa força. A cada respirada que Himejima dava, o ar era puxado em sua direção.

Tanjiro percebeu que estava completamente regenerado e segurou firmemente sua espada enquanto os dois pilares faziam o mesmo. Gyomei arremessou seu mangual em direção ao demônio enquanto Sanemi correu em direção ao inimigo simultâneamente.

Kokushibou havia lhe contado muito sobre Yoriichi, o primeiro usuário da Respiração do Sol. Porém Tanjiro ainda não sabia de nada sobre o décima terceira forma, precisava saber usar e somente Kokushibou poderia o informar disso, mas precisaria o convencer a lhe contar tudo sobre a Dança do Deus do Fogo. Como faria isso? Kokushibou era extremamente leal a Muzan e jamais diria algo que traísse seu mestre, fora que Muzan o mataria assim que pensasse em lhe contar mais do que ele já lhe disse. "Pense Tanjiro, pense em algo Tanjiro. Preciso acabar com essa ligação do Muzan".

Kokushibou desviou do ataque de ambos os pilares preparado para usar sua respiração, porém não teve êxito, graças ao machado que Himejima havia disparado em sua direção. "Ele não só jogou o mangual, mas também o machado! Jogar armas com as duas mãos ao mesmo tempo é..." Ele sequer conseguiu terminar seu pensamento por causa do que veio a seguir.

— Respiração da Pedra: Segunda Forma: Esmagamento da Superfície (Iwa no Kokiuu: Ni no Kata: Tenmen Kudaki)— Gyomei novamente jogou o machado e o mangual ao mesmo tempo contra Kokushibou, em um movimento de pinça. Pisando contra a corrente ele as esmagou contra o chão, fazendo com que o mangual se recuperasse e esmagasse seu oponente, porém Kokushibou escapou de ser esmagado desviando para o lado direito.

Himejima moveu ainda mais sua arma e a enrolou contra a cabeça de Kokushibou, puxando para que seu pescoço fosse esmagado. Sanemi avançou para cortar seu pescoço ao mesmo tempo. Kokushibou tentou cortar a corrente com sua espada– "não consigo cortar a corrente!!". Como única opção ele escapou descendo no chão e só perdeu parte do cabelo que foi queimado pela espada– "A pureza do ferro na corrente, no machado e na bola... Da arma dele é muito alta. Essa espada criada da minha carne... Seria destruída antes que eu conseguisse cortar aquela arma. Ferro que absorveu esse tanto de luz solar... Nunca tinha sido descoberto na era Sengoku, quando a forjadura estava no auge. No entanto, eu só tenho que entrar no raio de alcance dela" pensava enquanto degladiava com o Pilar do vento.

— Respiração do Vento: Segunda Forma: Garras de Vento Purificantes (Kaze no Kokiuu: Ni no Kata: Sousou-Shinatokaze)— Sanemi levantou a espada para cima, em direção a direita, acima da cabeça e então a desceu fazendo um corte vertical, criando quatro lâminas de vento que golpearam Kokushibou como se fossem garras.

O lua superior 1 se defendeu das lâminas com sua espada e então as dispersou com um único movimento de sua respiração da lua. Sanemi continuou o atacando com sua espada enquanto Kokushibou se defendia e nas aberturas do Pilar do Vento ele contra atacava com força total. Gyomei arremessava suas armas fazendo Kokushibou recuar a cada vez que elas vinham em sua direção e Sanemi o acompanhava para continuarem lutando.

— Ei muleque, você não vai fazer nada?! Se mova e seja útil!— Sanemi gritou para Tanjiro o despertando dos seus pensamentos.

Sim, ele tinha que ajudar o máximo que pudesse, teria que ser útil para todos ou algo ruim aconteceria. Avançou e mesmo sendo três contra um Kokushibou conseguia atacar e se defender sem ficar sobrecarregado com as inúmeras ofensivas vindo de três direções diferentes, o seu acesso ao mundo transparente era obviamente o maior responsável por seu sucesso na missão, por mais que a experiência e poder contribuísse.

— Respiração do Vento: Primeira Forma: Redemoinho de Poeira: Corte(Kaze no Kokiuu: Ichi no Kata: Jinsenpuu: Sogi)— Sanemi avançou em um ciclone de cortes, destruindo algumas pilastras a sua frente.

Kokushibou saltou desviando do golpe vindo do Pilar do Vento. Logo voltando para o chão, atacando o pilar. Começaram a se degladiar com inúmeros ataques. Gyomei ajudava na longa distância com suas armas, as arremessando contra o espadachim adversário enquanto Tanjiro lutava ao lado de Sanemi em uma grande disputa de poder contra o oni.

Sanemi usava tudo o que tinha a estava achando aquela batalha extremamente divertida, nunca teve a chance de enfrentar um demônio naquele nível. Aquele garoto era realmente poderoso, estava conseguindo acompanhar todos os seus ataques e o complementava com os próprios, assim criando um combo poderoso. Mesmo não gostando de Tanjiro tinha que admitir, o garoto tinha talento o suficiente para se tornar um pilar.

Kokushibou atacou os dois, e em seguida Gyomei. Tanjiro e Sanemi mesmo que estivessem lutando juntos pela primeira vez conseguiam trabalhar em equipe. Tanjiro realmente estava bastante poderoso, tinha que admitir Kokushibou. Mesmo assim ainda tinham falhas nesse trabalho e ele sabia como quebrar aquilo e usar essas falhas ao seu favor. Usou sua respiração da lua novamente e derrubou o Shinazugawa no chão com alguns cortes, em seguida o Kamado. Gyomei tentou os ajudar e Kokushibou iniciou um confronto com o Pilar da Pedra. Sanemi se levantou rapidamente, não se podia se dar ao luxo de descansar no chão enquanto um companheiro estava lutando com o inimigo, e atacou Kokushibou, enfrentando novamente o demônio

— Respiração do Vento: Sexta Forma: Tempestade de Fumaça Escurecedora (Kaze no Kokiuu: Roku no Kata: Kokufuu Enran)— Sanemi golpeou de lado, enquanto girava seu corpo em uma posição para liberar um movimento de gancho, criando um tornado cortante.

Kokushibou desviou por pouco, estava meio lento e tonto. O que aconteceu? Sua pulsação estava alta. Sanemi sorriu percebendo bem o que havia acabado de acontecer.

— Sangue raro para os demônios é como erva do gato para os gatos— Sanemi sorria convencido— Opa, parceiro, qual é o problema, você parece um pouco tonto. Parece que o meu sangue também funciona nas luas superiores!! O cheiro do meu sangue inebria os demônios! E esse sangue é o mais raro entre os raros! Hora do banquete!!

— Dança do Deus do Fogo: Esplendor Gracioso (Hi no Kami Kagura: Kiki Onkou)— Tanjiro fez um espiral no ar para fornecer um corte poderoso em Kokushibou, que escapou pulando para trás, mas ainda recebeu o golpe, mesmo que superficialmente. O efeito daquele sangue estava realmente o atrapalhando bastante, mas iria superar isso em breve.

— Respiração do Vento: Quinta Forma: Vento Congelante Invernal das Montanhas (Kaze no Kokiuu: Go no Kata: Kagarashi Oroshi)— Sanemi havia saltado e então golpeou de cima, enquanto caia em uma infinidade de cortes arqueados.

— Respiração da Lua: Segunda Forma: Olhar à Lua da Flor de Pérola (Tsuki no Kokiuu: Ni no Kata: Shuka no Rougetsu)— Kokushibou executou vários cortes enviando uma enxurrada de lâminas caóticas para a o Pilar do Vento.

— Dança do Deus do Fogo: Chama de Valsa (Hi no Kami Kagura: Homu-Ramai)— Tanjiro atacou com um combo de dois golpes, o primeiro vertical e em seguida o horizontal, mesmo que Kokushibou desviasse ele ainda teria que lidar com o segundo.

O Lua Superior 1 escapou dos ataques e pressionou a espada de Tanjiro no chão com sua própria, o impedindo de usar a arma. Estendeu seu braço e enforcou o garoto o estendendo no ar. Gyomei jogou sua arma e Kokushibou pensou em usar Tanjiro como escudo. Ao ouvir o som do movimento, o Pilar da Pedra puxou sua arma novamente, começando a correr em direção ao dois. Sanemi fez o mesmo avançando em direção ao demônio.

— Respiração da Lua: Quinta Forma: Catástrofe do Espírito Lunar (Tsuki no Kokiuu: Go no Kata: Geppaku Saika)— Kokushibou criou vários cortes curvos em camadas umas sobre as outras, parecendo um vórtice crescente. Numerosas lâminas caóticas se originaram dessa técnica. O demônio realizou essa técnica sem balançar a espada.

— Respiração da Pedra: Terceira Forma: Membrana Pedregosa (Iwa no Kokiuu: San no Kata: Ganku no Hadae)— Himejima desencadeou uma série de cortes com suas armas, desviando os ataques próximos dele e de Shinazugawa.

— Respiração do Vento: Quarta Forma: Tempestade Crescente de Arena (Kaze no Kokiuu: Shi no Kata: Shoujou Sajinran)— Sanemi saltou até o inimigo e balançou a lâmina para baixo em várias direções. Libertando Tanjiro, que o agradeceu pela ajuda.

— Dança do Deus do Fogo: Estocada de Girassol (Hi no Kami Kagura: Youkatotsu)— Tanjiro executou um ataque de impulso único com a ponta da sua lâmina atravessando Kokushibou, que tentou o cortar.

O ruivo conseguiu escapar se impulsionando para trás, puxando sua espada consigo. Os três exterminadores continuaram confrontando o inimigo. Estavam tendo enormes dificuldades, Himejima arremessava ambas as armas, enquanto Shinazugawa e Kamado lutavam com ambas as espadas. Kokushibou atacou o Pilar do Vento com seus golpes, mas Tanjiro salvou o companheiro. Era um excelente trabalho em equipe, quando um estava atacando o outro cuidava para proteger o aliado. Gyomei atacava a longa distância, enquanto os outros dois espadachins alternavam entre si os ataques.

Kokushibou então atacou seus inimigos de uma única vez. Já havia entendido como era a estratégia de cada um deles e conseguiu prever os movimentos de cada um deles.

— Respiração da Lua: Terceira Forma: Luas de Ódio– Conexão— Kokushibou balançou sua espada em dois corte crescentes, dos quais uma tempestade crescentes cortes menores se espalharam. A técnica foi capaz de destruir uma pequena área atingida.

Ambos iriam ser atingidos em cheio pelos ataques, porém Himejima os salvou atacando Kokushibou como distração, com isso ele os puxou sem danos a qualquer um deles. Sanemi e Tanjiro agradeceram o companheiro. O Pilar da Pedra sinalizou algo para eles e a dupla entendeu, com tudo combinado, eles voltaram a lutar imediatamente. Gyomei puxou suas armas e se preparou para atacar em conjunto com os dois outros exterminadores.

Gyomei arremessou novamente suas armas cuidando para acertar Kokushibou que desviou da ofensiva vinda dele, Tanjiro e Sanemi o atacaram de uma vez só. Himejima enrolou sua corrente na espada do lua superior 1 e a quebrou com o aperto.

— Respiração da Lua: Segunda Forma: Olhar à Lua da Flor de Pérola(Tsuki no Kokiuu: Ni no Kata:Shuka no Rougetsu)— Kokushibou executou vários cortes enviando uma enxurrada de lâminas caóticas para a frente.

— Respiração da Pedra: Quarta Forma: Riolito: Subjugação Rápida (Iwa no Kokiuu: Shi no Kata: Ryuumongan-Sokusei)— Gyomei manipulou as armas de machado e mangual nas duas extremidades da corrente, balançando a corrente de ambos os lados para atingir seus oponentes usando um ataque a distância de duas pontas.

— Respiração do Vento: Terceira Forma: Árvore Balançando no Vapor de Montanha (Kaze no Kokiuu: San no Kata: Seiran Fuuju)— Sanemi usou o braço para cortar tudo ao redor do corpo, criando um turbilhão ao redor dele, que corta tudo ao redor dele.

— Dança do Deus do Fogo: Espelho Carmesim Escaldante (Hi no Kami Kagura: Retsujitsu Koukyou)— Tanjiro soltou dois cortes horizontais para atingir ou interceptar Kokushibou.

Com os ataques todos foram cortados, porém conseguiram ferir mesmo que minimamente o demônio que se recuperou rapidamente, tanto que a espada antes quebrada agora estava completamente intacta como, havia se regenerado. Sanemi saiu bastante ferido e Tanjiro também, mas continuariam lutando com tudo, tinham que conseguir encurralar o inimigo e assim o decapitar. Tokitou ainda estava preso naquela pilastra, tinham que o soltar logo, não sabiam quanto tempo ele ainda aguentava lá preso.

Enquanto todos lutavam Muichirou lutava para escapar daquela pilastra, usando seus pés para gerar impulso Tokitou finalmente conseguiu sair daquilo, mas caiu com tudo no chão, depois daquilo só tinha que remover sua espada do próprio ombro. "Estou em péssimas condições. Não sou útil com todos os ferimentos. Vou morrer pela perda de sangue em algumas horas, já que não fui abençoado com o físico de alguém como Uzui-san, mas eu tenho que pelo menos derrotar o Lua Superior 1, e aliviar o fardo daqueles que ainda estão vivos e em condições de lutar. Já que eu vou morrer mesmo. Posso muito bem morrer depois de fazer algo útil!". Muichirou cuidava dos próprios ferimentos enquanto raciocinava consigo mesmo. Tokitou estava prestes a se levantar e seguir para o campo de batalha, quando escutou algo.

— Tokitou-san, espere!! Estamos chegando!— Escutou uma voz familiar e conhecida por ele, sorrindo feliz.

Kokushibou atacou novamente os inimigos com sua respiração. Mesmo Tanjiro com sua respiração não era nada contra ele. Sanemi continuava atacando com violência enquanto Gyomei usava suas armas para arremessar no demônio.

— Respiração da Lua: Sexta Forma: Lua Solitária em Noite Perpétua (Tsuki no Kokiuu: Roku no Kata: Tokoyo Kogetsu-Muken)— Kokushibou lançou uma tempestade selvagem de cortes em várias direções.

O trio recebeu inúmeros cortes ficando extremamente feridos, Sanemi recebeu vários ataques e ficou bastante ferido. Himejima igualmente, assim como Tanjiro. Gyomei se levantou puxando suas armas e mesmo querendo usar contra Muzan ele não teve escolha.

— Eu tenho que usar isso agora!!— Gyomei puxou suas armas e fez enorme pressão para ativar a habilidade. Tanjiro viu inúmeras rachaduras negras semelhantes a fissuras em ambos os braços do pilar e percebeu que era a sua marca.

— Entendo... Então você também é marcado... Que pena...— Kokushibou disse ao ver aquela cena diante dos seus olhos.

— Pena?— Gyomei perguntou.

— Baseado na sua aparência... Imagino que você tenha... Uns 27 anos mais ou menos— Kokushibou respondeu.

— E qual é o problema disso?— Voltou a questionar.

— Vou... Lamentar a sua perda... Todas as pessoas marcadas, sem exceção, morrem antes dos 25 anos... Mesmo que a sua marca apareça... E seu poder aumente... No fim. Isso apenas reduz a sua expectativa de vida... Você já passou dos 25. E conseguiu a marca só agora... Você provavelmente vai morrer hoje à noite— Kokushibou explicava para Gyomei e os outros dois caçadores. Enquanto Sanemi cuidava dos seus ferimentos e Tanjiro terminava de se regenerar— Seu corpo e suas técnicas... Os quais você se devotou até agora... Vão desaparecer desse mundo... Você não acha que isso é lamentável?

— Não. Todos os que possuem as marcas já entendem isso— Gyomei respondeu seu inimigo.

— Então você... Sabia— Kokushibou constatou.

— Mesmo que a marca nunca tivesse aparecido, enquanto formos parte dos caçadores de demônios, não há garantias de que viveremos para ver o amanhã— Himejima dizia com sinceridade— Por que eu lamentaria a minha vida agora? Ninguém se torna um pilar com esse tipo de pensamento. Este insulto terrível está me fazendo ferver de raiva.

— Mas eu não estava falando de algo tão tedioso quanto a sua vida... Se você se tornar um demônio, você vai poder preservar o seu corpo... E as suas técnicas... Por que você não entende isso... Idiota...?

— Não há o que entender. Nós temos orgulho de viver e morrer como humanos— Himejima já estava ficando irritado com aquele demônio— Não se atreva a forçar o seu ponto de vista patético aos outros e chamá-lo de supremo.

Kokushibou ficou surpreso com o que ele tinha dito. Aquele humano se provou mais teimoso do que muitos que ele já fez a mesma proposta.

— Eu notei uma coisa depois dessa conversa, você contou uma mentira— Gyomei falou para o demônio que ficou chocado.

— Heh, do que você está falando? Eu não menti sobre na...— Kokushibou dizia até ser interrompido.

— Eu acho que teve sim uma exceção. Teve alguém que conseguiu a marca e viveu além dos 25 anos— Himejima disse com um sorriso no rosto, aquilo deixou Kokushibou chocado e surpreso, como ele descobriu sobre ele?— Você está chocado. Parece que eu acertei na mosca, cer...

Kokushibou se cansou e tentou atacar o pilar cego, que rapidamente se defendeu com suas armas.

— Himejima-san!!— Tanjiro e Sanemi gritaram.

— Não se preocupem comigo, cuidem dos próprios ferimentos primeiro!!— Gyomei respondeu enquanto lutava contra o demônio.

Sanemi terminou os pontos e se levantou com uma marca semelhante a um moinho verde em sua bochecha direita. Tanjiro fez o mesmo vendo que estava completamente regenerado, mas claramente ele estava ficando sem seus poderes de demônio. Já praticamente um humano normal, aparentemente a cada ferimento sua transformação era mais acelerada.

Sanemi voltou para a luta com tudo, enquanto Tanjiro o auxiliava na defesa. "Esse também tem a marca... Todos os pilares dessa geração possuem uma marca?". Sanemi atacava com violência enquanto Tanjiro fazia o mesmo, Gyomei continuava arremessando o machado e o mangual simultâneamente mirando no demônio. Realmente fazer aquele treinamento pilar foi de grande ajuda para os dois pilares companheiros.

"Entendo. Esses dois devem ser... Muito habilidosos até entre os pilares. E Tanjiro, eu o treinei muito bem e ele se aperfeiçoou bem mais do que pensei que faria. Porém em especial esse caçador grandão, ele é um espadachim com um físico excepcional. Nem faz diferença que seja cego. Essa arma é muito bem pensada, balançar a corrente cria ecos. O que permite que ele perceba com precisão o espaço e movimentos ao seu redor. Pode ser difícil, mas é um fato incontestável. Então, primeiro eu tenho que destruir a arma dele!" Kokushibou analisava e então avançou contra Sanemi colocando pressão na lateral da Nichirin dele. "Espadas... Quebram fácil quando são atingidas do lado"

Sanemi rapidamente girou sua espada e então empurrou a arma inimiga contra o chão. "Ele impulsionou a espada para repelir o meu ataque. Os reflexos dele estão ficando mais rápidos.

— Dança do Deus do Fogo: Valsa (Hi no Kami Kagura: Enbu)— Tanjiro cortou verticalmente com alta potência. Kokushibou saltou para trás com o ataque repentino, tendo apenas parte do cabelo cortado.

Sanemi agradeceu a ajuda e voltou a perseguir Kokushibou para atacar aquele oni de uma única vez. Gyomei e Tanjiro fizeram o mesmo. Himejima ficou frente a frente com Kokushibou e então, com o machado em punho ele em único movimento ascendente cortou a orelha do inimigo.

— Redemoinho de Poeira: Corte!!(Jinsenpuu: Sogi!!)— Shinazugawa avançou em um ciclone de cortes. Estava tentando finalizar com aquele inimigo de uma vez, mas ele escapou com um pulo para o lado.

— Dança do Deus do Fogo: Miragem de Calor Solar (Hi no Kami Kagura: Hirin Kagerou)— Tanjiro investiu contra Kokushibou atacando-o com uma barra coberta de neblina. Kokushibou desviou do golpe, porém sentiu parte do kimono ser rasgado, ficando surpreso.

"Ah sim, me lembrei, Yoriichi usava uma técnica semelhante a essa quando treinávamos juntos. Nostálgico, todo esse confronto está sendo bastante nostálgico para mim. Aquele grisalho me lembra o meu antigo melhor amigo na forma de lutar e ataques, o antigo Pilar do Vento. Tanjiro me lembra bastante Yoriichi, talvez seja os brincos e os ataques, mas eu não acho que seja somente isso"

— Respiração do Vento: Sétima Forma: Vento Forte: Rajada Repentina (Kaze no Kokiuu: Shichi no Kata: Keifuu-Tengtukaze)— Sanemi pulou no ar enquanto balançava sua espada, gerando ventos com a força de um vendaval para destruir seu oponente.

— Respiração da Pedra: Primeira Forma: Serpentinito: Dipolo(Iwa no Kokiuu: Ichi no Kata: Jamongan-Soukyoku)— Gyomei jogou seu mangual e machado em direção ao inimigo e manipulou a corrente, girando-a, fazendo com que ambas as armas também girassem para perfurar e triturar bem o alvo.

— Dança do Deus do Fogo: Dragão do Halo Solar– Dança da Cabeça (Hi no Kami Kagura: Nichiun no Ryuu Kaburimai)— Assemelhando-se a um dragão. Tanjiro se moveu em círculos evitando a todo custo os ataques inimigos. Finalizando com inúmeros cortes no antigo mestre.

Com os múltiplos ataques recebidos Kokushibou teve seu kimono cortado até ser reduzido a trapos. O trio passou direto pelo oni, parando e se virando para novamente o atacar até que a cabeça dele fosse cortada.

— Ainda não acabamos!! Pressione!! Até... Cortarmos a cabeça dele!! A cabeça dele!— Os três gritaram em uníssono enquanto avançavam.

— Sim, isso mesmo— Kokushibou disse virando sua cabeça para os enfrentar.

— Dança do Deus do Fogo: Sol Ardente Queimador de Ossos (Hi no Kami Kagura: Shakkotsu En'you)— Tanjiro girou sua espada em um movimento circular sabendo o que vinha, defendendo a si mesmo e os companheiros dos ataques mais poderosos.

Porém no mesmo momento em que ele disse aquilo os três espadachins foram atacados com inúmeros cortes rápidos e poderosos. "Impossível! O que aconteceu!? Ele conseguiu nos atacar daquela distância!? O que ele fez? O que...". Mesmo com o garoto protegendo seus aliados do ataque, ainda não tinha sido o suficiente.

— Vocês só conseguiram rasgar meu kimono. Nem um bebezinho morreria com isso... Depois que mata-los... O resto vai ser fácil— Kokushibou dizia irritado e com uma espada duas vezes maior, e com três lâminas adjacentes.


Notas Finais


Sim, galera, a luta tá incompleta. Eu dividi o capítulo em dois, pois seria melhor assim.

Acreditem em mim quando eu digo isso, esse capítulo iria praticamente superar as nove mil palavras facilmente e obviamente ninguém é masoquista e se odeia o suficiente para ler isso tudo, então para o bem da nação eu fiz essa boa ação. Eu simplesmente peguei a luta numa parte foda e parti ela no meio igual o Kokushibou fez com o Tokitou e o Genya no mangá. Se vocês acharam o confronto fácil até agora eu digo que o pior está por vir.

A parte dois da luta já está pronta, então não ocorrerá atrasos. Quanto a isso eu tomei uma decisão que pode desagradar alguns e causar indiferença em outras. Eu resolvi pausar os lançamentos das minhas histórias originais. Ficar escrevendo três histórias diferentes durante a semana não tem dado certo, pois os capítulos tem ficado cada vez maiores e eu sempre acabava atrasando no lançamento por estar atrapalhado ainda escrevendo, por isso eu resolvi pausar.

Talvez eu ainda atualize elas, mas será alternadamente. Uma das duas histórias por semana, nessa eu vou lançar Guardião e na próxima será guerreiro, entenderam?. Ficará assim pelo menos até o fim da queda do exterminador.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...