1. Spirit Fanfics >
  2. A Queridinha do Bilionário >
  3. -Capítulo 2-

História A Queridinha do Bilionário - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - -Capítulo 2-


Fanfic / Fanfiction A Queridinha do Bilionário - Capítulo 2 - -Capítulo 2-

LÍVIA ANDRADE

O despertador toca me fazendo acordar um tanto irritada. Não gosto de ter hora para levantar, mas hoje é um daqueles dias que é necessário, já que tenho que ir a faculdade.

Abro os olhos devagar tendo que acostuma-los com a pouca claridade que adentra a janela do meu quarto. Aos poucos me levanto e vou ao banheiro tomar meu banho, fazendo com que toda aquela vontade de ficar em casa e todo aquele sono fossem embora junto com a água que caia sobre o meu corpo.

Coloquei minha calça jeans preferida -em um tom azul mais claro e com um pequeno rasgo nos joelhos- uma camiseta branca e meu All Star, o qual não vivo sem. Desço até a cozinha, pego a minha bolsa e já vou andando até a faculdade

****

Estava na biblioteca da faculdade, tinha que pegar uns livros para estudar para a prova de amanhã.

-Tomara que todos os livros dos quais eu preciso estejam disponíveis.

Me abaixei para pega um livro de administração que tinha na última prateleira, vi uma sombra ao meu lado, fazendo meu olhar virar para cima e encontrar um par de olhos castanhos olhando em minha direção.

-Olá, Lívia.- Olhava para o loiro alto que estava ao meu lado. Liam tem os cabelos loiros cacheados e olhos castanhos, da qual eu poderia ficar horas olhando.

-Oi.- Eu e ele não somos exatamente amigos, apenas assistimos a várias aulas juntos. Ele não é muito inteligente, mas a sua habilidade no futebol lhe rendeu uma bolsa de estudos.

-Você viu minha irmã por ai?- Apenas balancei minha cabeça negando, enquanto me levantava virada para o mesmo.

-Eu não ando com a turma dela.

-Você não anda com nenhuma turma, Lívia.- Ele disse em meio a risadas debochadas.- Mas podemos concertar isso. Deixa esses livros aí e vamos comer alguma coisa.- Estou com essa prova na cabeça a semanas, precisava relaxar um pouco e hoje havia saído de casa sem comer nada.

-Tá bom. Estou com fome mesmo.

Liam abriu um pequeno sorriso, mas conseguia ver uma expressão surpresa em seu rosto. Sempre fico mais na minha, não sou de sair de casa e nem de conversar com outros que não seja meu pai.

Passávamos pelos corredores em direção a lanchonete, Liam somente falava de seus campeonatos, o que já estava me estressando.

-Você já assistiu a alguma das minhas partidas de futebol?- Perguntou enquanto entravamos na lanchonete e nos servíamos com a variedade de comida que havia.

-Não, eu sou muito ocupada. Estou empenhada nas minhas aulas este semestre.

Nos sentamos na última mesa que tinha no fundo da lanchonete.

-O que você faz quando não está estudando?

-Nada de mais.- Falava enquanto adoçava meu café.- Eu tinha alguns empregos de meio período, mas ultimamente ando só estudando.

-Talvez seja por isso que você não é popular.- Ele disse em um tom baixo, acho que queria que eu não ouvisse. Apenas o ignorei, não faço questão de ser popular.

Ele direcionou seu olhar para mim e percebeu que eu havia escutado aquilo.

-Desculpa.- Ele disse passando as mãos pelos seus cachos.- Eu não faço ideia do porque estou sendo tão idiota.

-Então por que me convidou?

-Eu não sei. Tédio?- Como assim tédio? Quantos anos ele tem, doze?

-Obrigada pelo café, mas admita, nenhum de nós dois está se divertindo. Perdi a fome.- Disse me levantando da mesa e pegando minha bolsa.

Antes que pudesse dar mais um passo, Liam pega um meu pulso me impedindo de continuar.

-Espera, eu não quis dizer isso. Eu te acho interessante. Só acho difícil falar com você.- Ele dizia tentando concertar o que havia dito a pouco.

-Talvez nós não tenhamos muito em comum.

-Mas assistimos a algumas aulas juntos.- Revirei os olhos e tentei continuar andando, mas fui impedida pelo loiro mais uma vez.- Fique, podemos tentar conversar sobre qualquer coisa.

-Então, quer conversar sobre as aulas?- Perguntei para o mesmo que fez uma careta mostrando que não havia gostado da ideia.

-Esse assunto é chato.

-Eu poderia dizer o mesmo sobre a sua escolha de assuntos.- Disse já impaciente com aquela conversa.

-Tem razão. Mas viu, por que isso deveria ser um problema? Talvez...- Ele disse esfregando suas mãos em seu cabelo .- nós simplesmente não devêssemos dizer nada.

-Eu sei quando não sou desejada.

-Espere, não é isso que eu...

-Te vejo na aula, Liam.- Me retirei dali sem esperar o que ele tinha para falar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...