História A química entre nós - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance De Adolescente
Visualizações 7
Palavras 956
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - " beijo"


Fanfic / Fanfiction A química entre nós - Capítulo 9 - " beijo"

 * Lana *

fomos todos pra minha casa , eu em nem conheço essa gente e já vão pra minha casa

Chegamos e já fomos direto pra sala . sentamos no sofá e nas poltronas

- Nossa garota se não me disse que era tão rica assim - disse Meg olhando pra tudo que é canto

- ela nao gosta de falar da casa dela - Marcos disse se intrometendo

- pq ?, querida se eu tivesse essa casa eu taria um nojo de pessoa viu - falou o Liam com aquele jeito debochado me fazendo rir

- sla por muito tempo , eu não tinha amigos - Marcos me olhou incrédulo - claro tirando o Marcos , e as pessoas que sempre se aproximavam de mim era por causa dos status que a nossa família tem .

- mais moça , se tá de parabéns em - disse Lisa - a tua mãe tem um bom gosto

- mãe dessa rapariga aí ? eu não achei no lixo - disse a minha mãe se intrometendo na conversa , fazendo todos rirem

- muito engraçado dona Eva - disse meu pai - só não se esquece que quem te tirou do lixo foi eu sua ratazana - falou mandando um beijo pra minha mãe , que ficou com uma cara emburrada

- isso aí pai , ela que venha se meter com o nosso ninho de rato pra ela ver - disse estendendo a mão , e nos fizemos o nosso toque

- Marcos tu não vai me defender não ?

- parem com isso deixa a minha ratazana em paz antes que ela passe raiva pra vocês - Marcos levou um tapa na cabeça , da minha mãe fazendo todos rirem

- pra que essa agressão mulher , to te defendendo e se me agridi - falou com uma voz chorona

- tá o cabassada , oq vcs querem comer ?

- eu quero um café - disse animada

- não - respondeu o meu irmão e meus pais

- oxi , pq eu tô ferida tenho os meus direitos

- não , vc não tem direito a nada , vc ultimamente tá tomando muito café

- mas café faz bem pra saúde

- para de reclamar e vamos escolher logo - disse Flávio já sem paciência

- pode pedir qualquer coisa , tio ? - Lisa

- claro , filhas e filhos hoje a noite e de vcs

- a noite é minha , eu que quase perdi a cabeça

- para de drama o cadela - disse Liam já sem paciência

- a agora a bonita , vem mostrar as garras

- claro sou uma felina e tanto

- tá mais pra cadela , isso sim

- então eu escolho - disse Henrique acabando com a nossa discussão - vamos de pizza hoje

- tá bom - disso todos

pedimos umas duas pizzas pra alimentar esse bando de fome , que pela mor de Jeová eles comem mais que as minhas lumbrigas , estávamos assistindo um filme de terror , Lisa e Meg estão cagadas do medo , os meninos até conseguem fingir mais estão todos assustados só eu que tô de boa

- o caralho , sua burra não sabe que o demônio tá aí o lerda - disse gritando chamando a atenção pra mim - ai gente esse filme é mo chato

- vc não tá com medo - Flávio me olhava assustado

- essa daí e bem difícil de se assustar com algum filme - Marcos

o filme passou já tava ficando tarde , a Meg , Lisa e Liam já tinha ido em bora só estava eu e os meninos nos sofá jogando papo fora . minha cabeça está doendo um pouco .

- boa noite , suas lacraias já viu dormir pq minha cabeça ta doendo

- boa noite , filhote de yorkshire - Flávio

- boa noite , Peppa pig - Henrique

- que , que eu leve alguma coisa ? - Marcos

- sabe tem uma coisa , que vc poderia fazer né - Marcos me olha já sabendo oq eu ia pedir

- esquece não vou de dar café

- caralho , se é chato pa porra né - sai batendo o pé , mas logo deço as escadas

- Marcos vou dormir no seu quarto

- pq dorme no teu

- o burro esqueceu que o meu ainda tá em reforma tem um monte de puera lá - dei um tapa na cabeça dele

- aí , pelo deuses do MACADAME , pra essa agressão

- bjus boa noite pra vcs

sai ignorando os meninos reclamando pelo barulho , deito na cama e começo a pensar no Henrique , eu nunca tinha sentido isso antes , escuto passos na direção do quarto , finjo estar dormindo pq se for o Marcos já viu né vai me tirar da qui a tapa , e me colocar pra dormir junto com as baratas , mas pra minha surpresa não era , só pelo perfume eu já sabia quem era , aquele cheiro de cravo com canela que eu tanto amo , ele entro no quarto ainda continuo com os olhos fechados .

- ainda vou fazer vc confiar em mim - ele falou baixinho , fazendo carinho na minha bochecha - quem diria que eu estou todo bobo só por vc

antes dele sair o desgraçado roubou um selinho meu , lutei contra o meu interior pra não agarrar aquele pedaço de mal caminho , mas ao mesmo tempo eu não quero me machucar de novo caralho pq eu tenho que ser problemática ? ele sai do quarto , fico com um sorriso todo bobo , merda , acabei dormindo pensando no nosso "beijo" 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...